1. Spirit Fanfics >
  2. They Don't Know About Us - Fred Weasley >
  3. Chapter 2

História They Don't Know About Us - Fred Weasley - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Chapter 2


Angel estava muito brava naquele momento, a garota havia acabado de acordar com os seus cabelos roxos.

Neste momento a garota de encontrava andando brava pelo corredor prestes a socar Kimberly ou os Gêmeos Weasley por vender aquilo a garota. 


- Weasley. - Angel gritou, atraindo atenção para a mesma


Os gêmeos que conversavam com Ron, olharam em direção da voz encontrando a Rosemond com os cabelos coloridos de roxo e muito brava. George segurou o riso, e Fred arregalou os olhos.


- Acho bom vocês terem alguma poção ou contra feitiço para fazer meu cabelo voltar a sua cor normal. 


- Por que deveríamos dar para você? Essa cena está bem engraçada, é divertido ver Sonserinos irritados. - Fred fala


- Prefere um soco nesse nariz? 


Angel apesar de ser da Sonserina, a garota sempre demonstrou ser tranquila e em seis de anos em Hogwarts nunca viram ela se envolvendo numa briga.


- Você não faria isso.


Antes que o ruivo tivesse tempo de pensar, um soco foi desferido no seu rosto lançando o mesmo no chão, George rapidamente foi até o irmão. 


- Senhorita Rosemond. - a voz de Snape foi escutada - O que pensa que está fazendo? 


O professor se aproximou e examinou o Weasley rapidamente. 


- Por culpa dele o meu cabelo está assim. - a Rosemond apontou para o seu cabelo 


- Isso não é motivo para quebrar o nariz dele. - falou - Leve o senhor Weasley até a enfermeira. 


- Eu vou junto. - George disse 


- Não, o senhor vai para a aula. - Snape rapidamente interrompeu o ruivo - Vocês os dois terão ambos detenção por duas semanas. Menos 10 pontos para a Sonserina, e menos 20 para a Grifinória. 


Snape saiu praticamente arrastando George, que reclamava, deixando Angel e Fred para trás. 


- O que? Ele acabou de tirar pontos da Sonserina? - Angel questionou em voz alta 


- Ele tirou apenas 10 pontos, para a Grifinória foram 20. Nem sequer tenho culpa nisso, você que é uma descontrolada e eu que fico sem pontos e em detenção. 


- Quer outro soco? 


- Está muito irritada hoje, Rosemond. Está de TPM? - o ruivo rapidamente segurou a mão de Angel que se preparava para dar outro soco no mesmo - Vou considerar isso como um sim. 


[...]


- Eu ainda não estou acreditando que a Angel calma que eu conheço deu um soco no Weasley. Cadê a Angel tranquila que eu conheço? - Crystal Stewart perguntou, ainda chocada com a notícia 


- Olha o que aconteceu com o meu cabelo. - Angel aponta para o próprio cabelo - Além do mais, ele recusou me dar a poção para fazer meu cabelo voltar ao normal. Tinha que ser um Grifinório.


Crystal revirou os olhos irritada com a fala da amiga. 

Ela odeia as brigas entre as casas de Hogwarts.


- Porque a casa dele tem uma grande importância, obviamente. - ironizou


- Vai começar?


Por uma obra do destino, e para azar de Angel. Os gêmeos Weasley se sentaram na frente da mesma encarando a mesma. 


- Preciso da sua ajuda. - um dos ruivos falou 


- Primeiramente, qual de vocês são o Fred? - Fred levanta a mão - Ótimo, vaza. 


- Vou ser direto. Se você prometer me ajudar a conquistar a Kimberly, nós entregamos para você a poção para os seus cabelos. - George fala, Angel suspira fundo irritada 


- Por mais que Kimberly mereça, entende que você não pode forçar ela a gostar de você, eu não sei o que aconteceu naquele encontra no ano passado para ela evitar você com todas as forças, mas desiste. Você não pode forçar o amor. 


Angel falava enquanto pegava suas coisas, após terminar de falar ela sai da biblioteca e deixar os gêmeos para trás. 


- "Você não pode forçar o amor.". Isso foi poético. - Crystal fala do lado da amiga - Acho que você está precisando falar isso para o seu noivo e para você. 


- Vai começar? 


- Eu realmente não entendo porque você deixa seus pais controlarem você assim. Você realmente está disposta a casar com um cara que você não ama, apenas pela união de sangue-puro? Ele é insuportável no noivado, imagina quando casarem.


- Eu amo ele, e ele me ama. 


- Pare de mim para você mesma. Sabemos que você não ama ele, e ele muito menos. Desde quando traição é sinal de amor? - Angel estava sem palavras para retrucar o que a Corvina estava falando


- Crystal! 


- Você já tem idade o suficiente para se voltar contra o que os seus pais mandam. Quando você-sabe-quem voltar, você se tornará uma deles apenas por seus pais mandarem?


- Meus pais não fariam isso.


- Você sabe que fariam. Seus pais foram comensais, e obviamente querem que você seja um também. 





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...