1. Spirit Fanfics >
  2. THIRDS - Hell High Water >
  3. Capítulo - 04

História THIRDS - Hell High Water - Capítulo 5


Escrita por: NatashaEmilly31

Notas do Autor


Cheguei cheguei❤️❤️

Capítulo 5 - Capítulo - 04


 

 

— Você não podia ficar parado, podia? 

 

Dex seguiu Tony para fora do elevador, ansioso para finalmente dar uma olhada no seu espaço de trabalho. Ele estava muito menos ansioso agora do que tinha estado antes de conhecer sua equipe, embora tivesse muitas outras preocupações. 

 

— Eu acho que correu bem. 

 

— Bem? Foi um desastre! O novo líder da equipe bateu em você, o que, por sinal, está começando a se tornar um hábito preocupante. — Tony deu um passo para o lado, uma veia pulsava em sua cabeça, a mesma que havia estado pulsando quando ele encontrou Dex se vestindo no vestiário e não na sala de estar como ele instruiu. Depois de algumas palavras bem escolhidas, e depois que ele mandou o resto da equipe para a sala de reuniões para esperar, Tony tinha olhado para Dex, aberto a boca, depois fechado, antes de marchar fora e latindo para ele o seguir. — Você acha que isso é uma piada? Eu furei meu pescoço por você, e você não poderia ao menos esperar por mim para fazer as apresentações necessárias? 

 

Dex franziu o cenho. — Você age como se você não me conhecesse. Eu gosto de fazer as coisas à minha maneira, porque a minha maneira funciona. Eu não vou mudar quem eu sou, porque eu estou na equipe de demolição. Eu aprecio o que você fez por mim, você sabe disso, e eu sou grato por estar aqui, mas você precisa confiar em mim. Eu sei o que estou fazendo. 

 

— E o que é isso? 

 

Dex encontrou o fodido olhar duro do pai. — Tentar salvar a sua equipe de se quebrar. 

 

— O que você está falando? 

 

Com um vislumbre discreto para se certificar de que ninguém estava a uma distância de audição, Dex explicou. — Sua equipe não cicatrizou, e seu lider está pendurado por um fio. — Tony parecia ser momentaneamente atordoado. Parecendo agitar-se fora disso, ele fez um gesto para Dex continuar. No curto espaço de tempo desde que ele conheceu sua equipe, Dex tinha conseguido pegar um monte, e isso o preocupou e muito. Seu novo parceiro, especialmente. 

 

— Você acha que o agente Brodie me deu uma surra porque ele não gosta de mim? Ele me deu uma surra, porque alguma em mim o atingiu, e isso o irritou. Ele não me quer aqui. Se eu ficar, isso significa que ele tem que deixar Gabe para trás, e ele não está pronto para fazer isso. Não é sobre eu ser bom o suficiente. Nunca foi sobre isso. Você não pode me dizer que os últimos seis ou mais agentes que ele botou para correr não sabiam o que eles estavam fazendo. O cara praticamente me detonou por falar sobre o armário de Gabe, pelo amor de Deus. 

 

— O que mais? 

 

— Ash é um idiota certificado. Ele está canalizando sua dor em raiva que desconta em quem tentar entrar nos sapatos de Gabe. Cael está em seu próprio pequeno mundo, porque ele não quer enfrentar o que aconteceu. Calvin e Hobbs - Eu nem sequer ouviu Hobbs falar, ele fala? 

 

— Ele é um Therian de poucas palavras. Pensando sobre isso, eu acho que só o ouvi falar, talvez um punhado de vezes desde que eu o conheço. — Tony murmurou. — De qualquer forma, siga. 

 

— Calvin e Hobbs estão seriamente co-dependente um do outro. Nós dois sabemos o quão perigoso isso pode ser. Temos protocolos e agora eu não tenho certeza se eles aderem a eles. Letty, ela está tentando manter a cabeça no lugar. Rosa - apesar de seu comportamento - é lidar muito melhor do que o resto deles. Ela aprendeu como lidar. 

 

— E você conseguiu pegar tudo isso ao ser pendurado de cabeça para baixo por um colega agente, levando uma surra de seu novo líder de equipe e atormentando o seu irmãozinho no chuveiro? 

 

— Sim. Eu teria tido mais, mas você sabe, eu estava momentaneamente distraído por todos os seis pacotes de sabão. 

 

— Confraternizar com seus companheiros de equipe não é permitido. Dex deu-lhe um sorriso malicioso. — Quem disse que eu queria confraternizar? Eu estava pensando mais ao longo das linhas de ter um quente e suado sexo com um homem. 

 

Tony revirou os olhos. — É a mesma coisa. 

 

— Não. Se você não quer que seus funcionários tenham relações sexuais um com o outro, você deve dizer: 'Não faça sexo um com o outro', ou 'relação sexual', ou 'consumação', ou qualquer que seja a ridícula alternativa que você possa ter, inicialmente, significa tempo sexy. 

 

— Dex. 

 

— Estou brincando. Eu não vou fazer sexo com qualquer um dos meus companheiros de equipe, e já que um deles é meu irmão, resta apenas a pessoa que não gosta de mim, a que realmente não gosta de mim, e aquele que quer me apertar em frente a um ônibus em movimento. — Dex deu Tony um tapinha nas costas. — Eu acho que estamos bem. 

 

— Vamos continuar com isso. Temos uma reunião para participar. — Eles logo chegaram ao seu destino previamente ocupado. Unidade Alpha. — Aqui estamos. 

 

Dex adivinhou que eles tinham encerrado o assunto sobre a equipe. Ele queria saber o que o Tony ia fazer – se realmente fosse fazer alguma coisa - com a informação que ele lhe dera. Dex não estava tentando dedurar seus companheiros, ele estava realmente preocupado. Como tendo o mínimo de experiência, ele era o mais vulnerável. Tão bom quanto os seus companheiros eram supostamente, se a merda batesse no ventilador, ele precisava saber que eles cobririam suas costas. 

 

Sloane Brodie era sua maior preocupação. O cara era capaz, mas não precisou de um PhD para saber que Sloane tinha sido o mais atingido pela morte de Gabe, como era esperado. Sloane e Gabe tinham sido parceiros, trabalhando dentro e fora do campo, um no cabelo do outro todos os dias. Eles se tornaram próximos, provavelmente bons amigos. Não era como se Gabe tivesse sido transferido - no caso de Walsh ao ser transferido para a prisão por fazer algo estúpido - ele foi morto no trabalho. Dex ia ter que descobrir como lidar com Sloane. Por enquanto, ele se concentrou na turnê de Tony e garantindo que seu novo parceiro não o empurrasse na frente de um ônibus em movimento. 

 

A Unidade Alpha ocupava todo o vigésimo primeiro andar e era tão impressionante como o resto do edifício. Do outro lado das portas de vidro grosso estava um mármore extenso na recepção com meia dúzia de recepcionistas composta por três homens e três mulheres, um número par de seres humanos e Therians. Com uma saudação amigável trocadas entre eles, Tony levou Dex passando pela mesa para ir diretamente para um salão grande com inúmeras portas fechadas em cada lado. Depois de uma curva à direita, chegaram diante de um conjunto de portas espessas de vidro. Lia-se "Departamento de Defesa" em letras brancas. Por ali, Dex não se surpreendeu quando viu ainda outro conjunto de portas de vidro, e por outro lado, ele poderia apenas imaginar que era um grande escritório com mesas, exceto que, ao contrário do escritório do Sexto Distrito, este não era feito com mesas, mas as linhas dos escritórios divididos por vidros elegantes e grossos, que se estendiam do chão ao teto com um grande caminho para baixo do centro. Antes de irem para o Departamento de Defesa, Tony fez uma pausa para apontar para o grande corredor à esquerda. 

 

— Abaixo desse corredor fica o Departamento de Inteligência da Unidade Alpha, composta de oito centenas de trabalhadores, os quais são divididos entre os esquadrões da Unidade Alpha. Agentes da Intel são responsáveis pela recolha, análise e monitoramento de informações, usando o nosso sistema Themis. — Ele se virou e apontou para o igualmente grande corredor à direita. — Abaixo desse corredor fica o Departamento Recon e seus quatrocentos funcionários que também são divididos entre os esquadrões. Recon lida com todas as investigações. Eles também são os únicos agentes que trabalham com a Intel e a Defesa. Você só vai lidar com a Recon. 

 

Tony colocou a mão no painel e as portas para o Departamento de Defesa se abriram. No interior, uma música suave tocada. À sua direita, a área de recepção estava ocupada por dois seres humanos e dois Therians. Tony cumprimentou-os e apresentou Dex. Eles foram amigáveis, embora um casal o olhou com cautela. Dex estava em seu melhor comportamento, dando-lhes um sorriso amigável e "Olá". Então, como abelhas pequenas ocupadas, eles voltaram ao trabalho. À sua esquerda estava uma sala de espera com cadeiras, mesas, material de leitura, uma TV de tela plana sintonizado em algum canal de notícias em "mudo" com legendas, e uma área de refeição com café, chá, água e acompanhamentos. 

 

No centro do piso, o logotipo THIRDS foi mais uma vez indicada orgulhosamente. Tony parou a poucos metros de distância do segundo conjunto de portas. 

 

— Há um total de cem agentes de defesa divididos em cinqüenta equipes de dois agentes, que são, então, divididos em dez esquadrões. Seu pelotão é o Destructive Delta. Cada equipe trabalha com suas próprias equipes de Intel e Recon. Ao seu pelotão foi atribuído sessenta agentes Intel e vinte agentes Recon. Os agentes de defesa são os batedores e os musculosos. Eles fornecem reforço para Recon no campo, auxiliando as investigações e  tomando as medidas necessárias para neutralizar qualquer ameaça. Eles são a nossa força e resistência. Se não houver nenhuma ameaça de escala imediata, você e Sloane vão acompanhar Cael e seu parceiro em seus casos de alto risco. Nesse ínterim, você será solicitado para lidar com todos os mandados de alto risco, indivíduos com barricadas e extrações. A cada trimestre, você tem que se qualificar em armas e proficiência física. Quando você não estiver no campo, você vai treinar ou preencher relatórios. 

 

As portas duplas de vidro se abriram quando eles se aproximaram. No interior, um caminho largo cortava através da grande sala. Não era tão movimentada como Dex pensou que seria. As equipes - exceto a sua, que estava na sala de reuniões – estava, provavelmente no campo ou em treinamento. Havia fileiras e mais fileiras de escritórios extraordinariamente espaçosos para cada lado do caminho acarpetado, todos eles compostas de painéis de vidro transparentes e foscos. Eles caminharam até o final do caminho, e algumas voltas mais tarde, eles pararam em um dos escritórios, mas antes de entrar, Tony apontou para uma porta preta à direita. 

 

— Essa é sala de reuniões 'A.' Você vai passar um bom tempo lá. Há mais três para a direita dela, uma cozinha e refeitório, seguido do vestiário masculino e vestiário feminino. No final do corredor, vire à direita e chegará ao dormitório. À esquerda da sala de reuniões está a sala de arquivos. Vire à esquerda no final desse corredor, e existem mais dormitórios. A cantina fica no décimo quinto andar, você já sabe onde o Sparta e os principais balneários estão. — Dito tudo isso, Tony entrou no escritório. 

 

Dentro, era duas vezes maior que o seu antigo escritório do capitão e muito, muito, mais bonito. No centro da sala, duas grandes mesas pretas estavam pressionadas juntas de frente para a outra, cada uma com uma superfície preta brilhante e elegante. Não parecia haver um computador à vista.

 

— Onde estão os computadores? — Dex ficou momentaneamente distraído pela falta de máquinas. Ele tinha escutado isso de Sloane depois. 

 

Tony deu-lhe um sorriso insolente e Dex quase gozou em antecipação. — Nós vamos chegar a isso. Agora usamos um sistema chamado Themis. Corre-se uma série de algoritmos altamente avançadas para varrer a vigilância colocados pelos nossos agentes Recon. Ele também procura por anomalias psicológicas e comportamentais, a fim de identificar potenciais ameaças. Nossos rapazes Intel reúnem informações através de todos os meios necessários, seja cooperando com outras agências, ou interceptando. Alguma pergunta até agora? 

 

— Apenas uma. Pare-me, se eu não estiver errado, mas não teria feito mais sentido colocar o detetive de homicídios na Recon, em vez de com a equipe de demolição? Você me viu, não é? Quer dizer, eu estou em forma, mas não posso erguer um ônibus. 

 

— Nenhum de nossos homens pode erguer um ônibus. — Tony considerou suas palavras por um momento. —Talvez um Mini Cooper, mas definitivamente não um ônibus. 

 

— Não está ajudando. 

 

— Dex, defesa não é composta de músculos sem cérebro. Esses caras têm que tomar decisões. Decisões que irão significar a diferença entre salvar a vida de alguém e vê-los chegar rasgados em pedaços. É um dos papéis mais físico e mentalmente exigente nos THIRDS. A razão pela qual você está na defesa é porque sua pontuação de resistência física foi tão impressionante quanto a sua pontuação de resistência mental. Você também fez tudo ao seu alcance para preservar a vida durante seus exercícios de simulações. E esse é o seu objetivo, Dex. Preservar a vida. 

 

— E quando um felino de 300 kilos está tentando me usar para um cargo de risco, como vou preservar a vida? Ou seja, a minha. 

 

— Você treina. Além disso, é aí que o seu parceiro aparece, você vai perceber que trabalhar com um parceiro Therian é diferente de qualquer parceria que você já teve. Se um de vocês deixa o outro desprotegido, isso poderia ter consequências desastrosas tanto para você quanto para sua equipe. 

 

— Você está se referindo a algo em particular? 

 

— Precaução com a mudança pós traumática. 

 

Dex tinha experiência ao crescer com Cael como Therians precisando de cuidados após a sua mudança. A mudança na massa corporal tinha seus efeitos sobre o seu lado humano, uma vez que a mudança Therian ocorria. Anos atrás, os cientistas afirmaram que os efeitos do trauma da mudança Therian não eram tão diferentes das sequelas de um ataque epiléptico, só que em menor escala, incluindo dores musculares, contusões, breve desorientação e fome. Comer depois de uma mudança era extremamente importante como não comer poderia levar ao colapso Therian e uma série de outros problemas de saúde se não o fizessem. Era cientificamente comprovado que a Humanidade permanecia neurologicamente presente enquanto Therians estavam em sua forma Therian. Isso significava que eles poderiam permanecer nesse estado por longos períodos de tempo. Entretanto, a pesquisa confirmava que o restante em forma de Therian há mais de um ano poderia mexer com a mente e o lado humano poderia escorregar para além da recuperação. 

 

— O que tem isso? 

 

— É sua responsabilidade certificar-se de que Sloane receba PSTC, o que significa estar pronto com seu kit PSTC se você estiver longe do Bear Cat e cuidar de seu equipamento, enquanto ele está em sua forma Therian quando necessário. 

 

Os olhos de Dex se arregalaram. Isso poderia ser algo em torno de 120-160 quilos de equipamento. — Você está falando sério? 

 

— É melhor começar a fazer esses levantamentos de peso. — Tony parecia muito feliz para seu próprio bem. 

 

—Obrigado. Assim, além de ser responsável pelo carregamento de meu equipamento e, possivelmente, o dele, que possui um kit PSTC e por favor me diga que não pesa muito. 

 

— Barras energéticas, lanches, garrafa de Gatorade, conjunto descartável de roupas par de camisetas, calças, cuecas, meias, cobertores e um par de tênis. 

 

— Droga, tênis também? 

 

— Bem, nós fornecemos botas descartáveis, mas como você pode imaginar, os agentes não gostam muito delas, de modo que muitas vezes trazem seus próprios sapatos. Tony encolheu os ombros. — Não é contra as regras. Se eles os perdem, eles têm que pagar para substituí-los. Sloane prefere tênis. 

 

Dex olhou para os seus próprios pés. Ele estava um pouco preocupado durante seu pequeno treinamento para perceber o tamanho dos pés de Sloane. — Sem chances de que sejam tênis de tamanho médio? 

 

— Sloane pesa 108 quilos e tem dois metros. 

 

— Foda. Talvez eu possa convencê-lo a mudar. — Ou trocá-los e fingir que ele não tinha ideia de como isso aconteceu. 

 

— Sim, boa sorte com isso. Agora você vai banca a cadela o dia todo ou você quer ver aos brinquedos? 

 

Finalmente, eles estavam indo para a parte emocionante. — Os brinquedos do sexo? 

 

— Eu vou ter que estabelecer limites, não é? 

 

— No. Sinto muito. Vou me comportar. — Dex fez uma cruz sobre o seu coração com o dedo. — Eu gostaria de ver os brinquedos, por favor. 

 

Tony se aproximou do balcão à esquerda e fez sinal a Dex para olhar. — Está vendo esta caixa aqui? 

 

Era um retângulo com listras azuis finas no canto esquerdo inferior da superfície brilhante da mesa. 

 

— Sim. 

 

— Coloque sua mão lá. 

 

Limpando a mão esquerda sobre a calça, Dex colocou onde Tony instruiu, gritando como uma colegial quando a superfície da mesa cintilou à vida. — Agora, isso é o que eu estou falando! Esta é uma merda Star Trek aqui. — Ele estava tão animado que mal podia conter-se. Ele amava novos brinquedos brilhantes. 

 

— Sim, tudo bem. Calma aí, Solo.

 

— Eu vou fingir que você não disse isso. Sério, cara. Você criou dois filhos e você ainda não pode dizer a diferença entre Star Wars e Star Trek? 

 

— Ambos têm lugar no espaço com caras estranhamente vestidos. Isso é tudo que eu tenho que saber sobre isso. 

 

Dex baixou a cabeça de vergonha. — Eu choro por você. 

 

— Fique quieto e preste atenção. Themis usa o reconhecimento de marca na mão para fazer o login, é mais segura do que uma senha. Essencialmente, sua mesa é como um grande tablet. Quando vocês dois estão logados, vocês podem compartilhar informações por transferência de arquivos de uma interface para a outra. Você pode manter seu número de telefone celular antigo, mas você vai receber um novo dispositivo de comunicação portátil que permitirá que você acesse a interface do desktop. A chave de acesso no dispositivo portátil será feita de uma combinação de sua escolha usando suas impressões digitais. — Ele apontou para os símbolos azuis brilhantes em forma de um teclado no lado direito da área de trabalho. — Estes controlam tudo na sala. Toque no retângulo com o padrão da caixa de checagem. 

 

Dex foi tudo menos vigoroso. No segundo que ele bateu o botão, a metade superior da parede do compartimento fosco à sua esquerda se iluminou. 

 

— Essa é a sua mesa. 

 

— Eu tenho a minha própria mesa? — Dex engasgou com admiração. 

 

— Não se vanglorie ainda. Sim, você tem a sua própria mesa. Também é tela de toque, o que permite que você facilmente acesse vários arquivos abertos, embaralhe as coisas ao redor, adicione notas a ele e, em seguida, atualize as informações em seu sistema. Quando não estiver usando, ele entra em modo de descanso, como o resto de sua mesa ou você pode pressionar o botão "dormir". Para acordá-lo, pressione a mão sobre o painel novamente. Ele apontou para um conjunto de grandes armários pretos no canto do escritório. — Qualquer informação que não possa ser digitalizada é mantida nesses armários trancados. Tudo o resto é mantido na sala de arquivo. Agora abra a gaveta do lado superior direito da sua mesa. 

 

Dex obedeceu, tirando algo que se assemelhava a um daqueles pequenos fones de ouvido sem fio, que os idiotas de Wall Street usavam para se comunicar com outros idiotas de Wall Street. 

 

— É um fone de ouvido sem fio, com links para a central e sua equipe. Também assume o comando de voz. Enquanto você estiver de plantão, você deve usá-lo. — Tony apontou para seu próprio preso em torno de sua orelha. — O pequeno 'A' vai brilhar azul, se você estiver conectado, vermelho se você estiver desconectado, e laranja, se você estiver incapacitado, enviando um sinal para o resto de sua equipe e sede. Se você tiver uma chamada chegando, pressione a 'A' e irá ativar o microfone. O pequeno botão acima do 'A' ofusca a luz, para que ele não revele a sua posição. O sinal de emergência pode ser ativado verbalmente ou pressionando esse botão aqui em cima. — Ele estendeu a mão e apontou para um botão vermelho minúsculo na lateral. 

 

— Após as instruções, Letty vai levá-lo para o arsenal, mostrar o seu armário e seu equipamento pessoal. O armário de suas armas também requer sua marca de mão para desbloquear. Depois disso, vamos parar para o almoço. Ok, até agora? 

 

— Sim. — Almoço. Ele gostaria muito de uma parada para o almoço. Especialmente desde que aquele bastardo do Sloane pegou seus Doodles Cheesy. Que tipo de pessoa fazia isso? Um bastardo, esse é o tipo de pessoa. Será que ele não respeitava o código de honra masculina - Não furtarás lanches de outro cara? 

 

— E agora? — Tony reclamou. 

 

Dex fez beicinho miseravelmente. — Sloane deu meu Doodles Cheesy ao Grizzly Adams. 

 

— Eu não sei o que você está falando e eu não quero saber. Coloque o seu fone de ouvido e coloque sua bunda em movimento. — Tony conduziu-o para fora e Dex o seguiu com uma careta, colocando seu fone de ouvido no lugar. Ia demorar um pouco para se acostumar. Mas afinal, não era um bom negócio para se acostumar. 

 

Quando chegaram à sala de instruções "A", Dex respirou firme e profundamente antes de entrar. 

 

Uma grande mesa em forma de um semicírculo com cerca de duas dezenas de cadeiras ocupavam o centro de uma sala espaçosa. Sete dessas cadeiras estavam atualmente ocupadas pelos seus companheiros de equipe, a maioria dos quais não parecia particularmente feliz em vê-lo, exceto por Cael que sorriu para ele, mas isso era apenas um detalhe. Do outro lado da mesa semicircular à frente da sala, estava um palco baixo com um pódio preto, e muito acima dele uma enorme TV de tela plana. Para cada um dos lados havia TVs de tela plana ligeiramente menores. Sob as TVs haviam duas mesas médias com cadeiras, as cadeiras à direita ocupadas atualmente pelo Dr. Colbourn e Dra. Bishop, que estavam sentados de frente para a equipe, cada um com um tablet em suas mãos. 

 

— Sente-se. — Tony disse a ele, apontando para os lugares vazios entre Sloane e Ash antes que ele fosse para o pódio. 

 

Merda. Onde ele deveria sentar-se? Se ele se sentasse ao lado de Ash, Sloane poderia pensar que ele estava tentando evitá-lo, mas se ele se sentasse ao lado de Sloane, Ash poderia pensar que ele estava lançando-o fora. Ou ele poderia ser um idiota completo e sentar-se em frente a sua equipe. Sim, isso cairia bem. Ok, ele estava super analisando isso. 

 

Ele caminhou até Sloane, mas antes que ele pudesse se sentar, Sloane se levantou e se moveu para que ele ficasse lado de Ash, deixando o assento na frente, bem na frente, o único disponível para ele. Dex sentou-se e virou a cadeira para enfrentar a frente. Grande. Era o ensino médio novamente. Na frente da classe com o capitão babaca do time de futebol sentado atrás dele esperando o professor dar as costas para que ele pudesse atormentar Dex e depois fingir que era tudo brincadeira para que ele pudesse copiar a lição de casa. 

 

— Tudo bem, equipe. Como todos vocês devem saber, os THIRDES receberam jurisdição sobre o caso Humani Therians meses após o HPF concluir que a prova estava apontada em direção a um perpetrador Therian. Ele foi originalmente atribuído à Unidade Beta, até que nova evidência sugerisse que era o mesmo criminoso. Agora é o nosso caso. Até agora, houve duas vítimas. — Tony bateu na superfície do pódio na frente dele, e uma imagem de um homem de cabelos louros em seus trinta e tantos anos apareceu na tela grande. — Sr. Dan Bennett. — Ele bateu o pódio novamente e desta vez, uma imagem de uma mulher de cabelos escuros - também em seus trinta e tantos anos, apareceu na tela ao lado da primeira vítima. — E Sra. Paula Chambers. Ambas as vítimas receberam lacerações graves na garganta, atingindo a artéria principal e fazendo com que as vítimas sangrassem rapidamente até à morte. Hudson e Nina estão trabalhando duro para encontrar um arranhão para que eles posam analisar, mas os cortes são inconsistentes. Sabemos que foram atos violentos. Vou deixar Cael e Rosa fornece-lhes maiores informações sobre o que eles têm. Agentes. 

 

Cael e Rosa foram até o pódio. Tony deu um passo para um lado, com as mãos colocadas contra a sua parte inferior das costas, enquanto observava seus agentes. Cael limpou a garganta e bateu longe no pódio. 

 

— Como o sargento disse, com certeza muita raiva está envolvida nestes assassinatos. A Intel investigou as vítimas por meio dos Themis, procurando conexões entre os dois, mas até agora nada surgiu. Embora ambos fossem Humani Therians, eles trabalhavam para organizações separadas e seus caminhos não se cruzavam nem profissionalmente ou pessoalmente. Não há registros de qualquer comunicação entre os dois. Sem e-mails, telefonemas, nada. O Sr. Bennett foi encontrado morto em seu apartamento tarde da noite após o HPF ser notificado pelo empregador do Sr. Bennett, quando ele não apareceu para trabalhar, depois de três dias. O Sr. Bennett nunca faltou ao trabalho por doença, antes disso. Inquilinos do edifício de apartamentos foram questionados e ninguém viu ninguém entrar ou sair do apartamento. O edifício não tem vigilância dentro ou fora, sem segurança também. Está muito mal administrada e, portanto, uma abundância de lugares para o autor se esconder. — Cael se afastou e Rosa subiu ao pódio. 

 

— A segunda vítima, a Sra. Chambers, tinha discutido com sua namorada Therian, a Sra. Ruiz, na noite anterior. Vizinhos dizem que era comum. Interrogamos a Sra. Ruiz e de acordo com ela, ela foi dormir em seu próprio apartamento depois que elas discutiram. Ela levou alguns sedativos para acalmar os nervos e ajudá-la a dormir. A toxicologia confirma isso, assim como seus vizinhos, que viram seu Ford Fiesta preto estacionado em frente de sua casa toda a noite. Nós também podemos confirmar que a forma Therian da Sra. Ruiz é um lobo. Estas marcas foram feitas por grandes garras, sem dentes. Acreditamos que o nosso suspeito é um grande felino. 

 

Dex ouviu o praguejar tranquilo de Sloane atrás dele, mas ele não se virou. Considerando que o Destructive Delta era composto de grandes felinos, ele poderia entender sua frustração. Além disso, os Felid Therians tinham uma reputação muito ruim. Estatisticamente, os Felid Therians são compostos por uma parcela menor da população criminal, mas desde que os homicídios cometidos por Felinos eram crimes geralmente tão violentos, que ofuscavam os mais numerosos crimes cometidos por Therians de outras classificações, o que naturalmente fazia deles um alvo da mídia. 

 

— Alguma pergunta? — Perguntou Rosa. 

 

Dex levantou a mão, ignorando o gemido que ouviu de seu parceiro. 

 

— Sim? 

 

— O HPF recebe centenas de relatórios todos os dias de Humani Therians que já receberam ameaças violentas. Apenas uma pequena fração deles são realmente investigada e até então eles geralmente são escalados. Pode a Intel colocar suas mãos sobre esses relatórios e investigá-los através de Themis por potenciais suspeitos? Eu suponho que os algoritmos corretos devem reduzir gradualmente a lista, especialmente quando você começa usando as referências cruzadas de felinos com antecedentes ou histórias de violência. 

 

Rosa piscou para ele, a sala em silêncio antes que ela despertasse e falasse. — Essa é uma pergunta muito boa. — Dex deu-lhe uma piscadela e embora ela balançasse a cabeça, sorriu antes de se virar para Tony. 

 

— Sargento? 

 

— Que bom que você trouxe isso. A tenente Sparks falou com o comissário HPF e eles nos concederão acesso temporário aos arquivos. Vai demorar alguns dias, enquanto eles fazem a petição para isso, mas devemos tê-lo em breve. Terei a Intel notificando Cael e Rosa assim que nós soubermos de alguma coisa.

 

Um alarme baixa e estranho ressoou pela sala, fazendo Dex reagir. —O que é isso? 

 

— Merda. — Sloane levantou-se imediatamente junto com o resto da equipe. Uma grande barra vermelha com letras brancas piscando rolou em todas as telas: Alerta! DB Hector Ortiz HHMA. Solicitando OS: Unidade Alpha - Destructive Delta: DDME, DDRA, DDDA. 

 

Dex ler todas as abreviaturas, lembrando-os de seu material de treinamento, a primeira metade das quais ele estava familiarizado, pois o HPF utilizava os mesmos códigos. Corpo morto, Hector Ortiz, Humano, hispânicos, Masculino, Adulto. O resto eram códigos THIRDS específicos, o "DD" na frente pertencia à sua equipa: Destructive Delta, o ME: médicos legistas, a RA: Agentes Recon, e DA dos Agentes de Defesa. Foda-se, outro homicídio. Parece que eles estavam sendo chamados como reforço da Recon, o que significava que isso era muito ruim. 

 

— Tudo bem, equipe, vamos rolar para fora. Todo mundo sabe o que fazer. Letty, de a Dex um breve resumo de seu equipamento no andar de baixo. Além das armas tranquilizantes modificadas, não será qualquer coisa que ele não tenha tratado antes. Dex, você ficar perto de seu parceiro, entendido? 

 

— Sim, senhor. — Dex deu um breve aceno de cabeça, caindo em fila atrás de Sloane quando a equipe deixou a sala de reuniões em uma organizada pequena fila como em um exercício militar. Os poucos agentes que estavam em torno do departamento ficaram fora do seu caminho, e à frente deles uma recepcionista esperava em frente às portas de vidro. Quando a equipe se aproximou, a recepcionista acessou o painel e as portas se abriram. Logo chegaram os elevadores Tony apertou sua mão sobre a tela. No mesmo instante, todos eles foram para o sub-solo, onde o arsenal e a garagem estavam localizados. 

 

Assim que as portas do elevador se abriram, todo mundo saiu. O arsenal era tão amplo como ele esperava com a parede de fora a fora com gaiolas de metal fechadas e armários. Letty rapidamente mostrou-o a uma parede de gaiolas, a placa fixa acima dela lia-se: Destructive Delta. Ela parou ao lado de Sloane, que já tinha seu armário aberto e estava vestindo seu colete tático. 

 

— Essa é a sua. Muito disso é o padrão com alguns novos brinquedos. 

 

Dex colocou a mão sobre a tela situada onde um bloqueio estaria normalmente e a gaiola fez um clique. 

 

Ela apontou para o grande escudo cuidadosamente apoiado para um lado. 

 

— Esse é o seu escudo balístico nível IIIA, com sistema dual de alta intensidade e iluminação, incluindo a capacidade infravermelha. — Ela pegou um colete e ergueu-o para ele. —Seu colete tático de nível IIIA com proteção lateral, sistema de abertura frontal para fácil abre / fecha, bolso frontal suspenso na virilha com proteção... 

 

Dex abriu a boca e Letty o interrompeu. — Se você fizer qualquer piada sobre pau eu vou explodir o seu. 

 

— Entendi. 

 

— O colete também tem um retrátil balístico na nuca, proteção blindada na garganta e proteção de ombro com sistema de colarinho integrado. Este otário é pesado como bolas antes de adicionar toda sua merda nele, então se divirta com isso. 

 

Ela o empurrou em Dex e apontou para uma das prateleiras. — Essas são as placas blindadas de seu nível IV, onde está o seu capacete balístico com viseira retrátil. 

 

Dex assentiu enquanto os prendia em seu colete, deixando a proteção de garganta e nuca desatada por enquanto, e Letty começou rapidamente a entregar-lhe os anexos. 

 

— As luvas são resistentes contra chama, resistentes a corte, resistência térmica, com junta moldada de proteção removível. Pistola de choque, que vou usar em você se você quebrar qualquer coisa disso. Laços Zip. — Ela continuou entregando-lhe as coisas e ele tentou ao máximo manter-se, encontrando bolsos, ganchos, e lugares para tudo. Assim que cada peça ficou escondida em algum lugar, ela empurrou uma mochila preta para ele. Soltando a aba de velcro na parte da frente, ela varreu a mão entre as várias ferramentas como Vanna White. 

 

— O Kit Hooligan inclui alicate, Thundermaul e Breacher. Cabos detonadores para soprar a merda, marreta, machado, pé de cabra. No BearCat, temos um aríete para arrombar – elaborado para estreantes, ou seja, você. Correntes e ganchos para as barras de assaltante. — Ela então desatou as tiras na parte superior e abriu-a para ele. — Com você haverá os seus não letais – Bombas de luz, bombas de fumaça, latas de spray de pimenta, granadas ferrão e gás lacrimogêneo. No BearCat você encontrará as escrotas espingardas e lança-granadas 40 milímetros. — Com um sorriso maligno, ela entregou-lhe a mochila e ele escorregou para ela, juntando as tiras em seus lugares apropriados. Então ele notou as tiras com clipes em seus ombros. 

 

— Merda. — Ele tinha ficado tão ocupado em guardar o equipamento, onde todos os seus acessórios ficavam que ele esqueceu tudo sobre as peças-chaves do seu equipamento. As armas. 

 

— Ok, agora que colocamos tudo isso pra fora do caminho, chegamos ao material imprescindível. — Ela golpeou o lado de sua coxa e ele deu um salto, arregalando os olhos para ela com um sorriso malicioso... — Você já tem a sua Glock 17 agora, atrás de mim está a sua Remington 870 calibre 12, sua munição dupla com rolamentos de aço, uma arma MP5 submetralhadora, o AR15 - sua arma de entrada principal, e este bebê aqui... — Ela agarrou um dos rifles e entregou a ele. — Parece um AR15, mas na verdade é o seu novo melhor amigo - uma arma tranquilizante modificada. Os tranquilizantes destes usam uma combinação de cetamina e xilazina. O BearCat está equipado com tranquilizantes M99 e M5050, mas só a Rosa lida com essa merda. Ela vai te dar um passo a passo sobre como usálo corretamente sem se matar. 

 

Soava como algo que ele diria. Ele já gostava dela. Dex grampeou o rifle tranq às suas cintas do colete. — Você me assusta. 

 

— Ótimo. — Ela lhe deu um tapa em sua bunda, enquanto se afastava. Letty era pequena, mal alcançando os ombros, mas ele não tinha dúvidas de que ela podia chutar alguns traseiros realmente. Ela já deve ter feito isso, sendo na Unidade Alpha. Não devia ser fácil para ela e Rosa com toda a testosterona voando ao redor, uma parte forte disso vindo unicamente de Ash. No entanto, ela tinha um sorriso doce e feições muito suaves. Se Dex a tivesse visto andando pela rua em trajes civis, ele nunca teria imaginado que ela embalava calor suficiente para assumir um pequeno exército. 

 

No momento em que Dex fixou todo o equipamento no lugar, sentiu-se sem fôlego. Ele tinha concluído a formação THIRDS enquanto usava esse mesmo equipamento, mas uma boa parte de passar por tudo isso era saber que quando estivesse do outro lado, ele não teria que se preocupar com isso novamente. Mas era apenas isso. 

 

Toda vez que a tela piscasse, ele sairia para enfrentar Therians em sua forma mais perigosa. Respirando fundo, ele pegou o capacete e quase pulou para fora de sua pele quando ele recebeu um tapinha firme no ombro. 

 

— Não há tempo para devaneios, novato. Mova seu traseiro. — Sloane deu-lhe um leve empurrão para frente e Dex mordeu a língua. Agora não seria um bom momento para dizer a seu parceiro para ir se ferrar. Ele bateu a porta da gaiola fechando, com o clique de bloqueio no lugar. Sloane passou por ele e Dex apressadamente colocou o capacete – com a viseira levantada - e prendeu a barbicha antes de colocar as luvas. Ele segurava o fuzil e seguiu Sloane, juntamente com o resto da equipe para fora do arsenal. 

 

Os veículos táticos THIRDS estavam estacionados na garagem QG presos à parte traseira do edifício e acessado através de um pequeno túnel. Não havia tempo para Dex procurar os veículos pretos mais bonitos, em um deles ele estaria andando com Sloane quando não estivessem no BearCat. A equipe não parou até que chegou a um caminhão blindado enorme, e Dex não podia deixar de olhar para ele com admiração. 

 

Era brilhante e preto com grandes letras brancas sobre os lados exibindo THIRDS e abaixo, em letras menores NYC Unidade Alpha. Era muito maior em comprimento do que o típico veículo blindado, e do lado de fora, estava equipado com equipamentos. Tinha luzes azuis no telhado e no guincho na frente. 

 

Na lateral, dois estreitos painéis de vidro blindado para o alto, três portos de arma debaixo dos painéis e uma porta adicional para arma na porta do lado do passageiro. O telhado continha uma portinhola rotativa, um bocal gás CS implantado e uma estação de armas operada remotamente por um programa com uma metralhadora M240 montada, que Dex esperava não precisar usar. 

 

Hobbs correu para o lado do motorista, enquanto Calvin subiu no lado do passageiro. O resto da equipe ficou de lado por trás do veículo quando Calvin abriu as portas traseiras. Dex seguiu o resto de sua equipe dentro, levando tudo ao seu redor. 

 

Era diferente de qualquer veículo blindado que Dex já tinha visto. Ao longo de um lado estavam as gaiolas cheias de um arsenal de armas, armários trancados e gavetas. Do outro lado das gaiolas havia um banco longo e preto com alças e ao lado, um pequeno muro de equipamento de vigilância, incluindo um console elegante, cadeira, várias telas sensíveis ao toque, teclado de computador fino, e abundância de botões brilhantes e piscando, que ele não se esqueceria de ficar longe. Na parte da frente do caminhão havia um posto médico que parecia o interior de uma ambulância, incluindo um desfibrilador, bomba de seringa, unidade de sucção, ventilador, equipamento de imobilização, e uma maca. Havia unidades de frigoríficos, armários mais fechados, e um pequeno banheiro. 

 

Na parte traseira do caminhão, havia um espaço retangular escancarado, e Dex observou os sulcos e painéis dobrados no chão. Esses painéis apareceriam se tivessem um Therian que se recusasse a mudar de volta à sua forma humana. A ideia o atingiu. Como seus companheiros de equipe therian se sentiam sobre furar sua própria espécie em uma grande gaiola de ferro? 

 

Acima da gaiola, que se estendia por toda a largura do caminhão, havia outro sulco com uma cinta em circulo saindo de cada extremidade. Parecia ser uma espécie de cortina que deslizava, e Dex percebeu que era para a privacidade. Ele tinha esquecido completamente que seus companheiros de equipe provavelmente se transformariam dentro do caminhão e vendo como eles tinham que ficar nus para fazer isso, fazia sentido haver algum espaço designado para eles para isso. 

 

Todo mundo sentou-se no banco e colocou os cintos de segurança. Havia um espaço singular em frente a eles, escondido ao lado das jaulas onde Tony se amarrava para ficar de frente a eles. O estrondo do BearCat rugiu ao ser ligado e enviou um pequeno arrepio pela espinha de Dex. Aí estava. O caminhão atravessou a garagem e saiu para a rua, o sol filtrando através das janelas blindadas. Eles bateram um buraco e Dex fechou os olhos pelo choque inesperado. Ele tinha que relaxar. Vai demorar um pouco para se acostumar, isso é tudo, por isso fique frio.

 

Ash deu um ronco da extremidade da bancada. — Qual é o problema, novato? Achei que você estaria acostumado a ter algo grande e duro sob sua bunda. 

 

Dex inclinou-se para sorrir para o agente corpulento. — Isso é um convite, Ash? 

 

— Foda-se. 

 

O cara era muito fácil. — Não sem jantar e um filme em primeiro lugar, garotão. O grunhido de Ash fez Dex dar risada. O agente áspero na superfície era fácil de provocar, e se alguém o desafiasse, Ash simplesmente jogava seu peso ao redor ou usava táticas agressivas para fazer o seu adversário se render. Não havia chance nenhuma de Dex recuar. 

 

— Eu vou chutar essa merda de você se você não calar a boca. 

 

— Uma noite comigo, bebê, e eu prometo a você, eu vou convertê-lo. — Dex disse, repetindo as palavras de Ash. 

 

Rosa soltou um grunhido antes de começar a rir. — Oh merda. 

 

— Que diabos, Ro? — Ash fez uma careta para ela, mas Rosa simplesmente riu para ele. 

 

— O quê? Você pode provocar, mas você não aceita provocação, cabrón? 

 

O resto da equipe, com exceção de Sloane, juntou-se ao riso. — Quer saber, foda-se todos vocês. — Ash sentou-se com uma careta miserável. 

 

— Ooh, pervertido. — Dex contorceu as sobrancelhas. 

 

— Isso é o suficiente. — Sloane colocou a mão no peito de Dex e empurrou-o firmemente de volta contra a parede do caminhão. — Você deveria estar prestando atenção. 

 

— Em quê, no interior do caminhão? Não fui eu quem começou. — Dex respondeu, frustrado por ter sido o único a receber a bronca e sabendo que Ash estava curtindo cada segundo disso. 

 

— Você está me questionando? Porque eu tenho certeza que eu fui bem claro sobre como isso funciona. 

 

— Sim, mas... 

 

— Pare. De. Falar. — Sloane exigiu duramente. — Seu trabalho é ouvir e aprender, não fornecer alívio cômico. 

 

Dex sentou com a mandíbula bem fechada. Principalmente porque ele não sabia nem por onde começar com tudo o que o irritava agora. Ele olhou para Tony cujos lábios estavam pressionados em uma linha fina. Ótimo, Sloane não apenas o fez parecer um idiota na frente de sua equipe, mas na frente de seu pai também. O caminhão foi em direção ao seu destino e Dex manteve seu olhar para frente, ignorando o fato de que o resto da equipe continuava como se nada tivesse acontecido. Aparentemente, falar e provocar eram permitidos, desde que não estivesse vindo dele. Ok, se é assim que seu parceiro queria jogar, Dex poderia jogar. 

 

Quando o caminhão parou, Tony foi o primeiro a abrir o seu cinto de segurança. Levantou-se e dirigiu-se ao resto deles, incluindo Calvin e Hobbs, que entrou pela porta grande de metal protegendo a cabine da frente. 

 

— Hudson e Nina já estão dentro examinando o corpo. Cael, Rosa, vocês sabem o que fazer. Sloane, você e Dex os acompanhem, enquanto eles fazem isso. Ash, Letty e eu vamos patrulhar o perímetro. Calvin, você e Hobbs fiquem no BearCat e mantenham os olhos abertos. 

 

Dex desabotoou o cinto e ficou de pé, quase correndo para Sloane que pairava sobre ele. O resto da equipe pulou atrás dele, com Calvin e Hobbs tomando um lugar no banco, fingindo que Sloane e Dex não estavam lá. 

 

— O quê? — Dex finalmente perguntou, apoiando-se. Sloane parecia chateado, mas Dex não tinha ideia de que ele poderia ter feito agora a não ser existir. 

 

— Você fique por perto, mantenha a boca fechada, a menos que seja relevante para o caso e tente não nos envergonhar. Eu não me importo quem o seu pai seja. Se você foder com isso, se você ignorar ordens diretas, eu vou cobrar-lhe com insubordinação. Entendido? 

 

Dex mordeu o lábio inferior, o seu interior se contorcendo, e sua cabeça gritando para ele não aceitar essa besteira. Em vez disso, ele olhou Sloane bem nos olhos e lhe deu um breve aceno de cabeça. — Perfeitamente. 

 

Como se esperava, o cumprimento de Dex e a falta de insolência só provocou ainda mais Sloane. O cara estava esperando uma luta, desejando uma luta, talvez para que ele pudesse fazer exatamente o que ele disse que faria. Com sua ameaça de espancamento, Sloane trovejou para fora do BearCat e Dex soltou um suspiro profundo. 

 

— Dê-lhe tempo. 

 

Dex se virou para Calvin, um olhar de preocupação gravado em seu rosto de menino. Ao lado dele, Hobbs sentou-se calmamente, com uma expressão cautelosa. 

 

— Tempo para quê? Para ele encontrar uma desculpa para me empurrar para fora, como fez com todos os outros? — Dex podia sentir sua raiva crescer. Não era como se ele estivesse esperando um desfile de confetes, mas um pouco de esforço da parte de Sloane não teria sido ruim. — Quanto tempo devo manter minha boca fechada, preocupado se eu vou ser disciplinado por causa da porra de uma respiração? Por mais que eu sinto por ele, não é minha culpa que ele se recuse a ir à terapia e gritar seus sentimentos. O que aconteceu com Gabe foi trágico, e eu ficaria feliz em dar o meu posto, se isso significasse que vocês o teriam de volta. Mas Gabe se foi, e eu não deveria ter que pagar por isso. 

 

Calvin e Hobbs se endireitaram, os olhos arregalados em algo atrás de Dex. Uma sensação de morte iminente caiu sobre ele. Merda. Ele deve ter quebrado uma casa de espelhos em sua vida anterior para justificar ter tanta má sorte. Fechando os olhos, Dex balançou a cabeça. Bem, isso ia ser divertido. Ele se preparou e se virou, esperando o fim de sua carreira muito curta nos THIRDS. Em vez disso, ele foi recebido com uma expressão esmagadora, e isso bateu em Dex como um soco no estômago. Dex ficou imóvel, observando a luta de Sloane com algo dentro de si mesmo, antes que ele respirasse fundo. Como se acordasse de um transe, Sloane desviou o olhar para Dex, sua voz calma quando ele falou. 

 

— Vamos. Cael e Rosa estão esperando. — Com isso, ele desapareceu em volta do caminhão. 

 

O que aconteceu? Algo que ele disse deve ter puxado uma corda em Sloane, e uma parte de Dex se sentiu culpado por suas palavras. Talvez ele precisasse dar ao cara alguma folga e não esperar milagres tão cedo em sua parceria. Dex pulou, rifle na mão e com renovada determinação, correu para alcançar Sloane que estava esperando silenciosamente por ele na frente da mansão de estilo gótico francês. 

 

Eles estavam em uma rua repleta de árvores bonitas, calçadas impecáveis, casas de milhões de dólares, e apartamentos de luxo ao virar da esquina do Museu Metropolitano de Arte. 

 

A mansão Ortiz era impressionante, da sua fachada de pedra calcária para seus portões de ferro que protegiam as intrincadas portas de madeira pesada da frente, mas o mais impressionante dessa mansão multimilionária foi Sloane abrir um lado dos portões de ferro para ele. 

 

Com um aceno de agradecimento, Dex entrou, dizendo a si mesmo que ele ia tentar mais. A paciência não era uma de suas virtudes, mas ele ia ter que aprender. Era hora de uma abordagem diferente. Uma que ele esperava os levasse a se dar bem melhor e esperar que Dex não fosse usado como poste.


Notas Finais


Ciao ciao❤️❤️✨


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...