1. Spirit Fanfics >
  2. This is Love? - Hoseok e Jimin >
  3. "Roubos e Ironia"

História This is Love? - Hoseok e Jimin - Capítulo 23


Escrita por:


Notas do Autor


H33Y, tudo bom com vocês? Espero que sim!!

O capítulo hoje é o próprio título kskskks

Boa leitura!

Capítulo 23 - "Roubos e Ironia"


P. O. V. Jimin 

- Então, vocês estudam juntos há muito tempo? – Bom, esse aí é o Bob, ele resolveu dar uma de tagarela e não tá legal. Trinta minutos depois de me zoar na sala, o homem subiu e nos avisou que o seu “macarrão especial” está pronto. O Hoseok estava quase arrancando os meus lábios fora quando ouvimos a voz do homem ecoar pelo corredor, por sorte ele ainda respeita a minha privacidade e não entrou no quarto. Sério, eu não sei o que Bob pensaria de mim, se é que ele seria capaz de pensar alguma coisa diante da situação. 

- Sim pai, por quê?! – Perguntei antes que o Hoseok terminasse de mastigar a quantidade absurda de macarrão que ele acabara de colocar na boca. Desconfio que esteja fugindo, coisa que também estou tentando fazer. Se eu soubesse, tinha o deixado ir embora mais cedo, mas eu sempre tenho que ter essas ideias absurdas e precipitadas. Caramba, eu só chupei ele uma vez e agora já estamos jantando com o meu pai... Que droga é essa?! 

- Por nada, Jimin. É que eu nunca vi você com nenhum garoto... – O homem parou por alguns instantes. – Você precisa sair mais, espairecer. – Revirei os olhos. Argh! – Você concorda, Hoseok? – O homem encarou o garoto que parou de comer no mesmo instante. É Hoseok, agora é com você! Só espero que ao menos me faça parecer um pouco normal... 

- Sim... – Ele balançou a cabeça positivamente. 

- Eu sei do que preciso. Ok, Bob?! – Terminei de comer e apenas encarei os dois que ainda estão a comer. 

- Por falar em espairecer, você soube que o Jimin quase foi assaltado? – E ao ouvir isso, me engasguei com a própria saliva e comecei a tossir desesperadamente. Os dois me olharam assustados. – Você tá bem filho?! – O homem deu alguns tapinhas nas minhas costas. 

- Hm... – Tossi mais algumas vezes e me recompus. – Sim... – Encarei o garoto que está mordendo o lábio aparentemente para ocultar o sorriso que ameaça surgir ali. 

- Eu soube... – O garoto colocou uma última garfada na boca. – Aliás, fui eu quem o ajudei. – Hoseok falou decidido e eu quase que enfiei o garfo no meio da testa dele. Que escroto! 

- Ah... Então foi você?! – Bob pareceu surpreso e até sorriu. Argh! – Agradeço por ter ajudado o meu filho. Até pedi para ele te trazer aqui, mas ele não me disse nada á respeito. 

- Já chega, né?! – Falei ao levantar e começar a juntar os pratos. Os dois me olharam confusos e depois se entreolharam. 

- Você viu a final do campeonato nesse final de semana? – Bob perguntou ao Hoseok. 

- E tem como deixar de assistir?! – Então eu fui taxado de invisível e os dois se mandaram pra sala sem ao menos me dizer um “você vem, Jimin?!” 

Okay Hoseok, espero que também goste de ser tratado como segunda opção e quanto a você Bob, ah eu nem sei... 

E se de uma coisa sei, é que não vou ver futebol com aqueles dois, de jeito nenhum! Então reclamando mais que tudo nessa vida, decidi arrumar a cozinha. 

Eu, em pleno sábado, estou indo arrumar a cozinha ao invés de ir assistir uma boa série ou qualquer outra coisa porque o escroto do Hoseok resolveu roubar o meu pai de mim, sem contar em quão oferecido o Bob está! 

[***] 

- Até você, Dean?! – Perguntei ao sair da cozinha, após uma hora depois de ter entrado. E não, eu não levei todo esse tempo para arrumar tudo, só fiquei deitado no balcão, vendo vídeos no youtube e arrumando coragem para colocar o Hoseok pra correr daqui. E adivinhem?! O Dean também está jogado no sofá, falando sobre quem é o melhor jogador e bla bla bla

- Ah... Oi maninho! – O garoto se levantou e veio me abraçar, enquanto isso, os outros dois não tiraram os olhos da tela. 

- Oi uma ova! Vem aqui! – O puxei pela camisa até a cozinha. 

- O que é isso?! – Ele perguntou assustado assim que soltei sua roupa. – Você pirou?! – O garoto perguntou ao arrumar a camisa. 

- O que você tá fazendo aqui? – Gritei num sussurro. Juro, eu estou quase surtando! Já me basta o Bob dando atenção demais para o Hoseok, agora o Dean também?! 

- Agora foi pra valer Jimin, eu nem vou fazer um grande caso... Meu namoro acabou. – Ele disse manso e coçou a nuca. 

- Sério?! – Franzi a testa. 

- E desde quando eu ando brincando com isso, hm?! – Ele deu um tapa na minha cabeça. 

- Ai! – Falei indignado. – Então, você veio pra ficar? 

- Sim. – Ele me lançou um meio sorriso. – Aliás, não vejo a hora de voltar a conviver com o meu irmão mais novo. 

- O quê?! – Perguntei surpreso. – O Bob não te disse? – Ele negou com a cabeça. – Eu vou morar com a Elena. 

- Como assim?! – Ele pareceu bem mais surpreso que eu. 

- Oras, do jeito óbvio Dean! – Dei uma risadinha, porém o mesmo não me acompanhou. – Elena quer que eu vá passar um tempo com ela e o marido, eu quero conhecê-la então... Eu não vou te explicar o que você já deve saber. 

- Ah... Legal! Espero que você seja feliz com eles! – Dean disse sorrindo e me abraçou. Que porra é essa?! 

- Já chega, fico feliz em saber que está feliz por mim! Mas fique tranquilo que o seu reinado aqui em casa não vai durar muito. Eu vou voltar! – Ele deu uma risadinha e o acompanhei. 

- Okay... E quem é aquele figura lá fora? – Dean apontou pra sala. 

- Um idiota lá da sala. – Dei de ombros e fiz pouco caso. 

- O cara é legal, em? 

- Ah é?! – Dei um soco no braço dele que contestou e esfregou o local logo em seguida; depois me olhou com a cara do tipo “você pirou?”. – Tudo isso é por que ele gosta de futebol e eu não? – Pareci ofendido. 

- Claro que não! – Ele bagunçou meu cabelo. – Você tá bem possessivo, não é? 

- Vai se ferrar Dean! 

- Aliás, ele gosta de futebol e ainda torce pro mesmo time que o nosso! 

- Então espero que vocês se curtam muito e que façam um bom aproveito! – Literalmente cuspi isso na cara dele e subi correndo para o quarto. Os outros dois na sala estavam tão focados na televisão que nem me notaram... Mais uma vez... 

 

P. O. V. Hoseok

[***] 

E depois de ver duas partidas de futebol com o Bob, decidi ir me despedi do Jimin que pelo visto, não gostou muito da ideia... Quer dizer, eu acho que ele pensa que eu estou roubando o pai dele... Mas assim, o cara é gente boa, cozinha bem... Como não gostar?! Ah sem falar no Dean, ele é bem mais tranquilo que o Jimin e quem vê nem diz que eles são irmãos. Ai droga! Eu já estou falando como se estivesse aqui durante anos... 

- Tem certeza que não quer uma carona? – O homem perguntou assim que começou a subir as escadas comigo. 

- Tenho, eu moro aqui perto! – Lhe ofereci um meio sorriso. 

- Então espero que venha aqui mais vezes. – O homem apertou a minha mão e entrou no quarto. 

- Jimin? – O chamei assim que entrei em seu quarto e o vi jogado na cama. O garoto está todo esparramado, a cabeça apoiada no travesseiro com a minha camisa, o que já era de se esperar. Me aproximei dele e nem precisei de muito para perceber que ele já está no mais profundo sono. Eu deveria acordá-lo? Talvez, mas ele deve tá puto e eu não estou a fim de socar ele, pelo menos não agora. Caminhei até o armário e peguei um cobertor qualquer. Cobri o garoto que está literalmente em posição fetal e antes de apagar a luz e sair dali, depositei um rápido beijo em sua bochecha. “Nossa, isso é tão gay”. Irônico, mas a vida tem dessas coisas, certo? Certo! Ah e sem falar no “Durma bem!”. Eu não sou mais eu, é isso! 

[***] 

- Onde o moço estava, posso saber?! – Fui surpreendido por Anthony assim que entrei no quarto. O garoto está encostado na parede próximo à janela. 

- Eu posso saber quem te deixou entrar aqui uma hora dessas? Já passa da meia noite se não percebeu. – Retruquei assim que tirei o tênis e me joguei na cama. 

- Hm... Todo soberba ele! – O garoto resmungou e se jogou ao meu lado. 

- Ei cara, o que é isso?! Sai daqui! – O empurrei, mas o mesmo se recusou a sair. 

- Fica tranquilo, o Jimin não vai ficar sabendo! – Ele deu uma risadinha e depositei um soco na sua barriga, não muito forte até porque estou bem pleno. Quê?! Eu falei isso mesmo?! 

- Que mané Jimin ficar sabendo o quê?! – Perguntei enquanto o garoto se recupera do soco. 

- Eu soube que você estava na casa dele... E aí? 

- Vai se ferrar, Anthony! Você tá mais fofoqueiro que aquelas velhinhas que acordam ás seis da manhã pra varrer a calçada! 

- Idiota! – Ele me mostrou a língua, indignado. – Você se esqueceu que eu namoro a melhor amiga dele? 

- Namora?! – Franzi a testa e o encarei. 

- Ah... Eu tentei te dizer, mas você estava ocupadinho e tals... 

- Se você continuar zoando com a minha cara, eu juro que jogo você daquela janela! – Falei irritado. – Por que você está aqui, hm?! 

- Ah cara, perdi as chaves e os meus pais já estão dormindo... É mais fácil escalar a sua janela... – Ele deu ombros. 

- Idiota! – resmunguei. 

- Então, aí eu vou dormir aqui com você! 

- Tudo bem, mas sem encostar! – Falei ao dar as costas pra ele. 

- Tudo bem, filhinho; Entendo que o seu namorado é um pouco ciumento... – O babaca sussurrou isso em meu ouvido e começou a rir. 

- Você me paga, seu otário! – Dei uma cotovelada em suas costas e em seguida coloquei o travesseiro sobre o rosto. Por hoje já chega! Que dia... Mas eu não vou pensar agora, não com o Anthony aqui. – Aliás, por que você não foi dormir com a Lilly, em?! 

- Sexo só depois do casamento! – Ele disse rindo e depois não falamos mais nada. O cara é cheio de zoeira mano! Sexo só depois do casamento...? Duvido muito! 


Notas Finais


Então é isso, espero que tenham gostado!

Nos vemos em breve!!

Bjão


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...