1. Spirit Fanfics >
  2. This is love >
  3. Capítulo 11

História This is love - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


Adianto desde já, não sei quando sairá o próximo cap. Pois, preciso atualizar minhas leituras também XOXOXO

Capítulo 11 - Capítulo 11


- Reade... – Ela disse com a voz fraca. – O que está fazendo aqui?

- Precisamos conversar... - Ele declarou, colocando a garrafa vazia em cima da mesa de centro.

- Acho melhor conversamos, quando você estiver sóbrio. - Tasha disse, se aproximando de Reade.

- Eu não estou tão bêbado assim.

- Diz o cara, com uma garrafa de Whisky vazia do lado. - Ela retrucou, sentando ao lado dele.

- Tudo bem, eu não quero falar com você de qualquer forma. - Reade admitiu dando de ombros, e deitado no colo de Tasha logo em seguida. - Vamos apenas, ficar em silencio.

- Tudo bem... - Tasha completou, relaxando seu corpo. E ali mesmo dormiu, estavam ambos tão casados que não se importaram de dividir aquele sofá.

Tasha foi a primeira a acordar, Reade estava dormindo abraçado a ela. Seu abraço era tão apertado, que as vezes Tasha sentia uma pequena dificuldade para respirar. Depois de alguns minutos, apenas aproveitando aquele momento, sentiu um enjôo repentino, se levantou cuidadosamente, para não o acordar.

Caminhou até ao banheiro com passos lentos, o cheiro da bebida ainda estava impregnado em suas roupas, em sua pele e em seus cabelos, deixando a levemente tonta. Assim que terminou seu banho, sentiu seu estomago revirar, mas apenas continuou. Seguiu seu caminho até a sala, onde Reade já estava acordado.

- Bom dia. – Tasha disse, fazendo seu caminho até a cozinha.

- Eu realmente dormi no seu sofá? – Ele perguntou tentando fazer sentindo da noite passada.

- Bom, eu dormi no sofá... E você, dormiu em cima de mim... – Tasha brincou, mas logo cessou os risos quando a tontura ficou mais forte.

- Tá tudo bem? – Reade questionou se aproximando de Tasha, que o afastou gentilmente.

- Eu estou bem, você por outro lado. – Ela disse dando um leve sorriso ainda apoiada no balcão. – Você deveria tomar um banho, está fedendo a whisky barato.

- Whisky barato? – Ele a olhou fingindo estar ofendido. – Era o whisky mais caro que eu tinha!

- Eu vou te comprar um whisky caro, aí a gente conversa. – Ela respondeu tentando recuperar sua postura.

- Eu vou tomar um banho. – Reade disse enquanto a olhava cuidadosamente para ter certeza de que ela estava bem. – Mas, só porque eu tenho que ir trabalhar.

- Nós estamos bem? – Tasha parou atrás de Reade, nem ela se atreveu a encara-lo, ele muito menos.

- Eu não sei... Eu preciso pensar. – Ele respondeu, logo sentiu Tasha o abraçar.

- Eu sei... – Ela respondeu com uma voz calma. – Se não quiser que eu vomite em você...

- Eu já estou indo! – Ele a interrompeu, fazendo seu caminho até o banheiro.

Após alguns dias, a equipe estava novamente no laboratório.

- Estou ficando cansado de entrar em ruas sem saída. – Rich disse jogando os arquivos em cima da mesa.

- Acho que é uma boa hora para um intervalo. – Patterson declarou, vendo os olhares frustrados de todos.

- Eu concordo! – Kurt completou, saindo em seguida acompanhado de Jane.

- Eu estava pensando... – Patterson iniciou virando se para Tasha. – Abriu um restaurante italiano, não muito longe daqui...

- Eu não estou muito afim de comida italiana. – Ela respondeu sem muita cerimônia. Patterson apenas assentiu. – Você pode ir Patterson. – Tasha completou com um sorriso doce, Patterson respondeu com um sorriso e saiu apressada do laboratório.

- O que houve? Achei que sua comida favorita fosse italiana? – Reade questionou se aproximando de Tasha.

- Só não estou afim! – Ela respondeu rispidamente em um tom relativamente alto. Reade apenas levantou as mãos recuando. – Me desculpe. Eu só, estou cansada. Parece que andamos em círculos.

- Eu sei, mas vamos conseguir. – Reade respondeu segurando sua mão carinhosamente.

- Acho que já conseguimos algo! – Rich disse quase gritando enquanto entrava no laboratório. – Definitivamente conseguimos...

- O que você conseguiu? – Reade perguntou direcionando sua atenção a Rich.

- O que você está comendo? – Tasha perguntou direcionando seu olhar para as mãos de Rich.

- Esse caso todo, me lembrou como eu gosto de comida árabe... – Ele iniciou olhando para Tasha, que encarava sua comida. – Mas você pode pegar se quiser...

Rich Não conseguiu nem terminar sua frase, e viu Tasha arrancar a comida de suas mãos.

- Voltando ao caso... – Ele continuou, ignorando o fato de Tasha está agindo estranho. – Conseguimos algumas filmagens do que, aparenta ser a pessoa misteriosa que atacou vocês.

- Sério? – Tasha perguntou surpresa.

- Ei monstrinha, mastiga primeiro e fala depois, ok?- Rich declarou, fazendo Reade dar uma risada abafada e Tasha revirar os olhos. – Só temos um problema...

- Claro que temos. – Reade disse sarcasticamente.

- Nossas filmagens estão como arquivo corrompido, mas eu já falei com a empresa de segurança privada, e vocês podem ir buscar a as novas filmagens. – Rich concluiu.

- Ótimo. – Reade disse virando se para Tasha. – Eu e você?

- Eu vou passar essa. – Ela respondeu com um sorriso.

- Tudo bem. Eu vou levar o Weller, te vejo mais tarde. – Reade concluiu dando um beijo espontâneo no rosto de Tasha.

- Vocês parecem estar se dando bem, agora. – Rich declarou assim que Reade se afastou. Tasha apenas assentiu e continuou voltada aos arquivos. – Você parece diferente Zapata...

- O que você quer dizer com isso?

- Não sei, talvez, o fato de você ter parado de mentir, finalmente.

- Você é um idiota. – Ela retrucou. – Se não fosse por essa sua comida árabe, eu ainda estaria com fome. Então não vou te responder a altura.

- Em primeiro lugar, o nome é Tahine. E em segundo lugar, eu devia ganhar um prêmio, por alimentar você e esse seu bebê monstrinho Tasha. – Rich concluiu recebendo um olhar curioso.

- O que você disse? – Tasha disse quase sussurrando.

- Sua gravidez é um segredo? Eu achei que todos sabiam, que você...

- Rich! – Ela exclamou, o impedindo de terminar sua frase. – Eu te aconselho a calar a boca.

- Tasha, eu ouvir você vomitar todas as manhãs nos últimos três dias...

- Rich, não se mete nos meus assuntos, ok? – Tasha concluiu saindo furiosa do laboratório.

Ela não sabia se estava grávida pela declaração inconveniente de Rich, ou pelo fato de ela não ter pensado nisso antes. Os dias passaram tão rápidos e confusos. Tasha não havia se atentado a nada a não ser o caso. Ela não sabia o pensar, só sentou no banco do vestiário e encarando o teto.

Kurt chegou ao laboratório sem boas notícias.

- Ei, por que demoraram tanto para pegar umas filmagens? – Rich questionou assim que viu o agente entra pela porta.

- Porque não tinha filmagem nenhuma. – Kurt disse se aproximando de Rich. – Chegamos lá em um engraçadinho estava tentando apagar tudo.

- Um engraçadinho?

- Reade esta falando com ele agora. – Kurt concluiu.

- A Tasha realmente me dispensou, para almoçar com você? – Patterson questionou Rich assim que entrou no laboratório.

- O que eu posso fazer? Ela me ama. – Rich disse ironicamente.

- Eu duvido muito disso. – Patterson retrucou, fazendo Kurt rir.

Na sala de interrogatórios, Reade já estava ficando sem paciência.

- Você vai me dizer agora, o que estava fazendo apagando a memória daquele computador, ou eu vou ter que descobrir sozinho? – Reade perguntou se aproximando, com um olhar duro.

- Talvez se você pedir com mais carinho… - O homem o provocou. – Mas não importa, de qualquer forma, quero falar com Natasha Zapata. – O homem completou com arrogância.

- Como você conhece Natasha Zapata? – Reade perguntou irritado, mas não recebeu uma resposta. Apenas saiu da sala e foi a procura de Tasha.

- Rich disse que você estaria aqui. – Reade disse entrando no vestiário.

- Precisamos conversar. – Tasha falou se levantando do banco e indo ao encontro de Reade

- Por acaso você vai terminar comigo? – Reade perguntou entre sorrisos.

- Estou falando sério, Reade. – Ela disse num tom ríspido.

- Eu também tenho algo sério para te falar. Prendemos um cara que estava tentando apagar as imagens da câmera. Ele se recusa a dizer quem é ou o que estava fazendo lá. – Reade declarou, Tasha apenas o respondeu com um olhar intrigado. – Ele disse, que só fala se for com você.

- Comigo?

- Eu também achei estranho. – Ele respondeu seguindo a Tasha, que ia em direção a saída. – Mas o que você queria me dizer?

- Pode esperar. Conversamos mais tarde. – Ela respondeu indo em direção a sala de interrogatório.

- Oliver? – Tasha disse assim que entrou na sala.

- Bom te ver Tasha. Dá pra falar para seu namorado tirar as algemas? – Oliver falou com um tom calmo, balançando as algemas.

- Você estava apagando os arquivos? – Tasha perguntou, ignorando todas as declarações anteriores.

- Vocês realmente se conhecem? – Reade perguntou se direcionando a Tasha.

- Calma gente! Qual pergunta eu respondo primeiro?

- Eu trabalho com ele... – Tasha iniciou.

- Trabalha com ele?

- Isso mesmo meu amigo, eu sou agente da CIA também. – Oliver o respondeu.

- Claro que é. – Reade disse com deboche, recebendo um olhar de reprovação de Tasha.

- Você ainda não respondeu minha pergunta Oliver. – Tasha o questionou.

- Eu não estava apagando nada, ok? Eu estava tentando recuperar. – Oliver completou.

- Você espera que a gente acredite nisso? – Reade disse irritado.

- Pra ser sincero amigo. Eu não ligo. – Oliver disse dando de ombros.

- Ok! – Tasha interviu, e puxou Reade para o canto da sala. – Eu trabalho com ele Reade, ele tá comigo nesse caso a um tempo.

- O que você quer dizer com isso Tasha? – Ele perguntou um pouco alterado.

- Ele não teria motivos para estragar esse caso, ok? – Reade apenas desviou o olhar e não respondeu a declaração dela. – Eu sei você não concorda com a maioria dos procedimentos da CIA, mas confia em mim...

- Ok Tasha. – Reade declarou. – Mas aqui dentro ele é sua responsabilidade.

- Entendido diretor assistente. – Ela respondeu com um sorriso fraco. – Vamos lá, agente não tão ruim assim. – Tasha falou enquanto tirava as algemas de Oliver.

- O que você quer dizer com isso Zapata? – Oliver a questionou mostrando se ofendido.

- Que se eu estivesse nessa missão, eu teria recuperado as imagens! – Ela concluiu o provocando.

- Bom, eu acho que eu tenho muito o que somar para você e sua força tarefa, não é mesmo? – Oliver declarou com um sorriso calmo, fazendo com que Reade revirasse os olhos e saísse sala antes deles.


Notas Finais


Será que vem tombo aí???


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...