1. Spirit Fanfics >
  2. This is love >
  3. Capítulo 08

História This is love - Capítulo 8


Escrita por:


Capítulo 8 - Capítulo 08



- Quem é? – Keaton perguntou depois de ver a feição de espanto de Tasha

- É a Megan Butani. – Ela disse ainda surpresa

- Zapata... – Ela disse assim que atendeu.

- Tasha, pode me encontra agora. É urgente. – A voz de Meg parecia perturbada. Tasha olhou para Keaton esperando um posicionamento.

- Você cuida da Megan, eu cuido do time. – Keaton disse fazendo sinal para ela seguir as coordenadas de Megan.

Tasha não demorou muito para chegar no endereço sugerido pela Megan, era uma lanchonete não muito longe do escritório. Ela esperou por quase três horas, mas nada de Megan aparecer.

Voltando para escritório, Tasha foi direto a sala de Reade. Ela se lembrou de que eles tinham um jantar marcado.

- Oi. – Ela o cumprimentou assim que entrou.

- Ei, senti sua falta hoje. – Reade disse, passando seus braços em volta da cintura de Tasha.

- Eu tive que resolver umas coisa... – Ela respondeu. – Sobre hoje a noite.

- Você tem outro compromisso. – Ele declarou, antes que ela completasse, com um ar desapontando e afastando um pouco.

- Keaton convocou uma reunião de última hora. – Ela disse, enquanto o puxava para mais perto. – Podemos remarcar para amanhã a noite?

- Tudo bem... – Reade deu um leve sorriso. – Meu apartamento, as 20:00 horas. – Ele finalizou a beijando docemente.

- Na verdade... – Tasha iniciou assim que Reade se afastou alguns centímetros. – Que tal irmos para o meu apartamento dessa vez?

- Ok... – Ele respondeu levemente confuso. – Sua casa então, as 20:00.

- Nós vemos amanhã. – Ela disse enquanto saía da sala. Viu ele acenando, e seguiu seu caminho.

Passou no laboratório de Patterson, para falar com a amiga. Mas pouco tempo depois já estava em seu carro a caminho do escritório.

- Tasha? Achei que tivesse um compromisso hoje. – Oliver disse assim que viu Tasha passar pela porta da sala de conferência, que estava sendo usada por Oliver e Keaton, como uma central de informações sobre esse caso.

- Eu tinha. – Tasha respondeu sem dar muito atenção.

- E deixou seu namorado esperando? – Oliver perguntou, ainda olhando para o computador.

- Ele não é meu namorado.

- Não foi o que pareceu ontem a noite... Ou melhor, não foi o que soou.

- O que você falou? – Tasha falou, virando a cadeira que estava Oliver em sua direção.

- Tasha? – Keaton roubou sua atenção assim que entrou na sala. – Achei que tivesse um compromisso hoje.

- Eu tinha! – Ela falou ainda irritada com a declaração de Oliver. – Mas eu precisava falar com você...

- É sobre a Megan ter te ligado? - Keaton perguntou enquanto se sentava em frente a Oliver. – O que ela falou quando se encontraram?

- Essa é a questão... – Ela falou, sentando se também. – Ela nunca apareceu. Eu esperei por três horas.

- Ok, talvez ela teve algum imprevisto. Ou ela nunca planejava realmente aparecer. – Keaton disse dando de ombros. – Não acho que seja algo importante.

- Eu acho! Ela pareceria muito desesperada no telefone...

- Você realmente está preocupada com a ex noiva do seu namorado? – Oliver perguntou com um tom de deboche.

- Ele não é meu namorado!

- Eu vou ter que te mostrar a gravação de ontem a noite? – Ele questionou virando se para ela.

- Depende, eu vou ter que te mostrar como eu atiro bem?

- Pessoal! – Keaton tomou a atenção dos dois, para que parassem a discussão inútil. – Você está mesmo preocupada?

- Não sabemos que tipo de pessoas a ela se envolveu. – Tasha disse com um olhar preocupado. – Eu quero que ela assuma as consequências dos seus atos, mas não quero que morra.

- Ok, vamos acha-la. – Ele falou saído da sala. Tasha e Oliver a passaram horas investigando, precisavam de qualquer pista.

- Você está bem? – Oliver perguntou genuinamente preocupado com Tasha, que só assentiu positivamente. – Eu sei que trabalhamos juntos a pouco tempo. Mas não acho que esteja sendo sincera comigo.

- Só quero que esse caso acabe logo. – Tasha declarou com um tom cansado.

- Você não precisa ficar, se eu achar alguma coisa, eu te ligo.

- Não obrigada, a última coisa que eu estou querendo é ir par casa. – Tasha respondeu empurrando os arquivos que estava lendo.

- Se quiser ir para casa dele, eu posso colocar as escutas no mudo. – Oliver disse rindo da situação. Tasha apenas sorriu e continuou seus trabalho.

Tasha foi a sua casa apenas para trocar de roupa. Ela e Oliver passaram a noite inteira procurando por Megan, mas nada ainda. Estava cansada, entre cochilos não tinha dormido nem quatro horas, mas tinha que ir para o escritório do FBI.

- Zapata. – Patterson chamou a amiga assim que ela passou pela porta. – Tem alguma coisa para me contar? – A loira perguntou com feição séria, deixando Tasha assustada.

- O que?

- Não se faça de sonsa Tasha.

- Eu realmente não sei do que você está falando... – Tasha respondeu com um tom preocupada, já que tinha muitas coisas que ela tinha que contar para Patterson.

- Você e Reade estão juntos e você nem para me avisar... – Patterson falou, se sentindo ofendida por não ter sido informada. A declaração da loira fez Tasha suspirar de alívio.

- Bom, eu estava esperando virar algo mais concreto... – Ela responde continuando seu caminho. – Mas como você soube?

- Eu sei tudo que acontece nesse escritório... E o Rich escutou a Briana comentando com outra assistente. – Patterson admitiu.

- Esse lugar é pior que o ensino médio. – Tasha declarou, enquanto sentava se em sua mesa.

- Falando no diabo... – A loira avisou a amiga que Reade estava se aproximando, e logo depois se retirou para que os dois conversassem.

- Tudo certo para hoje a noite? – Ele se aproximou apoiando suas mãos na mesa, falando em um tom que só ela podia escutar.

- Tudo certo. – Ela respondeu enquanto fingia estar concentrada em seu computador, virou se apenas para piscar para Reade, enquanto ele se afastava.

O dia não demorou muito para passar. Apesar de tudo, estava sendo uma semana tranquila para a equipe no FBI. Assim que a noite chegou, como combinado. Reade e Tasha saíram juntos do escritório, e após passarem em um restaurante para retirarem o pedido, foram direto ao apartamento de Tasha.

Não chegaram nem a tocar na comida, foram diretamente para o quarto. Após algumas horas que passaram juntos na cama, Tasha foi a primeira a dormir. Ela estava tão cansada que não fez questão de comer. Reade a olhava com admiração, já esteve na casa dela antes, mas nunca desse jeito. Nunca em sua cama. A olhou dormir por alguns minutos e decidiu se levantar e terminar algumas pendências. Tinha saído mais cedo do escritório, por isso levou trabalho para casa.

Já era quase uma da manhã quando viu Tasha encostada no batente da porta.

- Por que está acorda a essa hora? – Ele perguntou enquanto confiaria a hora em seu celular.

- Estou com fome. – Ela disse se aproximando dele.

- Achei que tinha te alimentado o suficiente... – Reade a lançou um sorriso malicioso. – Mas eu topo uma segunda rodada... – Ele finalizou, voltando seus olhos ao notebook. Tasha o olhou de cima a baixo com um sorriso doce e um olhar provocante.

- Mantenha essa ideia, eu já volto. – Ela falou assim que ouviu seu celular tocar. Foi até o quarto, achou o aparelho perdido no meio de todas as roupas que estavam espalhadas pelo quarto.

- Oliver? – Ela perguntou quando atendeu.

- Você está em casa? – Oliver perguntou preocupado.

- Sim.

- Seu namorado está com você?

- Oliver, uma coisa é você fazer piadas quando estamos trabalhando, mas me ligar no meio do noite... – Tasha falou um pouco irritada, mas foi interrompida antes que pudesse concluir.

- Zapata, o diretor assistente Reade está na sua casa? – Ele perguntou, como um tom sério e preocupado.

- Sim, o que está acontecendo?

- Tasha, presta atenção... Você tem que ir para o apartamento dele agora!

- O que? Por que? – Tasha questionou em um tom baixo, não podia arriscar que Reade ouvisse a conversa.

- Algo está errado. Acredito que alguém esteja no apartamento, talvez a Megan...

- Como assim?

- Não estou recebendo nenhum sinal das escutas, só estática. – Ele respondeu, sabendo que Tasha não ia gostar dessa resposta vaga.

- Talvez a escuta esteja sem sinal. Ou simplesmente parou de funcionar. – Tasha disse tentando contornar a situação, definitivamente não queria ter que explicar a situação a Reade.

- Todas as quatro escutas Tasha? Minha intuição me diz que algo não está certo. – Oliver sabia que Tasha não discordaria de sua intuição.

- O que eu digo a ele, “ Ei, eu coloquei umas escutas na sua casa, mas não estão funcionando e eu vou lá arrumar.”? – Tasha falou em um tom debochado.

- Eu não sugiro que você comece com essa frase, mas é uma opção sua. – Ele respondeu, com um tom sério. Tasha apenas deligou o telefone, tinha que arranjar um jeito de ir até apartamento de Reade, mas não tinha tempo para inventar algo elaborado. Se vestiu rapidamente e recolheu as roupas de Reade do chão.

- Ei, coloca a roupa. – Ela disse jogando as roupas dele em cima do sofá.

- Para onde vamos? – Reade perguntou intrigado.

- Seu apartamento. – Ela falou enquanto vestia seu casaco.

- Você tem algum fetiche com meu apartamento? – Ele questionou entre risadas.

- Vamos logo. – Ela o apressou, sabia que ele faria perguntas e ela não tinha as respostas. Mas se essa fosse a única chance de finalizar esse caso, ela teria que arriscar.

O caminho do apartamento de Tasha ao de Reade, não foi diferente do que ela esperava. A cada farol que passavam e cada esquina que viravam Reade a questionava mais.

- Tasha, o que viemos fazer aqui? – Já era a centésima vez que Reade a questionava desde que entram no prédio.

- É um fetiche! – Ela declarou, esperando que com essa informação ele ficasse quieto.

- Eu sabia, você é louca por mim... – Ele falou com ar de convencido. Mas logo foi interrompido por Tasha, que levantou sua mão em sinal de atenção.

- Sua porta está aberta. – Tasha declarou em um sussurro.

- Estou vendo. – Ele a respondeu, com um tom sério. – Você trouxe sua arma? – Reade perguntou quando viu Tasha empunhando a arma.

- Você não trouxe a sua?

- Eu achei que era alguma coisa relacionado a sexo... – Ele declarou ainda sussurrando.

- Você é um agente do FBI, tem que estar sempre armado. – Tasha falou em um tom sério, como se tivesse dando um sermão.

- Ok, provavelmente não é nada. – Ele falou recebendo um olhar repressivo de Tasha.

Reade sinalizou que ela entraria primeiro, e ele estaria logo atrás. E assim fizeram. Tasha chegou ao meio da sala e ouviu Reade falando que tudo parecia normal.

Reade abriu a porta do banheiro, e tudo foi tão rápido Tasha apenas viu que algo estava realmente errado quando viu que Reade já estava no chão, tentou correr em sua direção mas antes mesmo de mover um músculo ouviu o estrondosos barulho do tiro. Sentiu seu abdômen queimar e uma dor angustiante tomar seu corpo inteiro, queria levantar e ir até Reade que estava no chão inconsciente, mas não consegui se mexer.

Viu a pessoa se aproximar dela. – Eu não acho que eu tenha dito pra você desistir disso, mas estou dizendo agora. – Tasha ouviu as palavras mas não conseguia raciocinar com precisão.

- Do que você está falando? – Tasha questionou segundos antes de ficar inconsciente



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...