História This is Ridiculous - Vmon, Namjin - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Bangtan Boys (BTS), Lemon, Namjin, Taejin, Vmon
Visualizações 42
Palavras 2.064
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oi é Jonnie, Moon é claro ♡^▽^♡
finalmente atualizando aqui, espero que gostem
~não me matem~

BOA LEITURA

Playlist do Capítulo:
Sanctuary - Kyri
Numb me, bad - Gavyn Bailey

Capítulo 4 - Four


Conforme os anos iam passando, Jin ficava cada vez mais bonito, despertando o interesse de muitos, onde passava as pessoas o secavam com os olhos, isso deixava seu melhor amigo Nam louco de ciúmes, porém, esperto como era, sabia muito bem esconder seus sentimentos. Mas, o fato de ser lindo não impedia Jin de ser constantemente atormentado por Jungkook. A cada novo ato, o ruivo parecia ter ainda mais ódio de Jin, simplesmente parecia ter tomado gosto pela coisa, maltratá-lo era sua diversão.

Depois de uma cansativa aula de educação física, o vestiário masculino estava lotado. Após ter tomado um banho, Jin se arrumava de frente a seu armário vermelho, enquanto Nam terminava de se arrumar rapidamente ao seu lado.

- Não precisa me esperar Jonnie, sei que já está atrasado para sua aula, eu ainda demoro aqui, ficarei bem. - diz Jin.

- Tem certeza disso? - pergunta Namjoon, olhando na direção de Jungkook, que ainda estava de toalha com o lindo abdômen exposto e parecia demorar de propósito.

- Sim, pode ir.

Nam saiu ainda incomodado com a situação.

Instantes depois Jin percebeu que não havia mais ninguém no vestiário, apenas Jungkook e ele. Sentiu seu corpo tremer e um vento gelado em sua nuca. Foi até o espelho, para passar seu gloss com glitter sabor morango. Enquanto o produto deslizava nos lábios carnudos de Jin, ele encarava o reflexo de Jeon, tentava disfarçar, não olhar, mas não conseguia.

- Gosta do que vê? - pergunta Jungkook, percebendo para onde o mais novo estava olhando.

- Está falando comigo? - indaga Jin.

- É claro, idiota! Está vendo mais alguém aqui? - diz Jungkook.

- Se eu gostei de ver um imbecil, um puto babaca sem camisa, não, eu tenho nojo de você! - disse Jin fingindo estar enojado.

- O que foi que você disse? Repita! – disse Jungkook ameaçador, se aproximando do mais novo, lentamente prensando-o contra a parede até sua mão tocá-la.

- Eu disse que você é imbecil, um babaca de merda e que tenho nojo de você. - Jin obedece e repete.

Um silêncio assustador se instalou. Seus rostos estavam tão próximos, próximos até demais.

- Quem você pensa que é para falar comigo nesse tom, tá querendo morrer? - ao falar Jeon se aproxima um pouco mais de Jin.

- Talvez fosse melhor do que aguentar o que você faz a mim. Sério, qual é o seu problema comigo? Nunca fiz nada a você. - diz com os olhos cheios de raiva.

BAM!!

Jungkook dá um soco na parede, fazendo Jin se assustar.

- Fez sim... - sussurra o mais alto, abaixando o rosto, envergonhado.

- O que? - pergunta Jin, sem entender.

- Você fez sim! - eleva a voz. - Você entrou na minha cabeça, e por mais que eu tente, não consigo parar de pensar... em você. - volta a mirar Jin com um olhar totalmente diferente do anterior, e de qualquer outro. - Não consigo, e não posso deixar você em paz, você entende o que quero dizer? - diz Jungkook, desligando a mão sobre o rosto do menor.

Jin nunca havia percebido o quão lindo eram os olhos do ruivo, mas ali naquela situação não eram somente os olhos dele que chamava sua atenção, aquele corpo... Não, não podia se desconcentrar com a beleza dele, não podia esquecer-se de tudo que Jungkook fizera a ele durante anos, somente por que ele tinha dito tudo aquilo... não podia, mas como resistir?

- Não, eu não entendo. Como alguém pode atormentar uma pessoa durante anos e depois dar uma desculpa esfarrapada dessas para todos os atos cometidos?

- Você nunca vai entender, não sei por que falei isso. - murmura Jungkook chateado.

- Então me explique de uma vez! - diz Jin impaciente.

- Eu tô apaixonado por você, caralho! Desde a primeira vez que eu te vi. Eu odeio esse sentimento, me faz parecer vulnerável. Então atribuí a culpa disso a você, é a forma que eu tava lidando com isso. Eu não aguento mais esconder. – Jungkook sentiu as bochechas queimarem enquanto falava.

Jin não sabia o que falar nem como reagir a isso. Ele realmente parece estar dizendo a verdade, mas isso não muda os fatos... pensou. Mas algo interrompe seus pensamentos. Um beijo afoito que ele, mesmo não admitindo, queria mais do que tudo. A boca de Jungkook selara seus lábios e também... sua alma. Só conseguia pensar em como era bom ser beijado pelo mais alto, suas mãos firmes em seu corpo. Como Jungkook ainda estava de toalha, Jin conseguia sentir o seu membro enrijecendo... que tesão-ah.

- Coloque em mim, hyung-ah. – pede o Kim, deslizando a mão sobre o membro de Jungkook. Não se importava de transar pela primeira vez no vestiário da escola, ou que ele ia fazer isso com o babaca que o atormentava, e que até então ele odiava, só queria aproveitar o momento.

Ao ouvir aquelas palavras, quase que magicamente a toalha deslizou até o chão. Ao ver o tamanho daquela coisa, Jin ficou apreensivo.

- Seja cuidadoso, essa é a minha primeira vez. - diz Jin, enquanto pulava em cima Jungkook entrelaçando suas pernas em volta na cintura do jovem.

- Fique tranquilo, vou meter gostoso em você até você gozar.

...

- Aaah hyungie...! - geme Jin baixinho.

- Eu estou quase...ah.

Ps: Apenas uma explicação.Nessa parte da história, Jin tem 14 anos e Jungkook tem 17.

---

Na recepção de um dos melhores hospitais de Seul, Namjoon aguardava inquieto, perdido em seus pensamentos, andara de um lado para o outro tantas vezes que estava para furar o chão. Preocupado, culpado, nunca se perdoaria se algo acontecesse a Jin por causa de seus caprichos bobos. Onde estaria o médico com notícias? Aquela espera estava o deixando louco.

- Sr. kim Namjon? - disse o homem com um jaleco branco a sua frente. Em seu crachá estava escrito: Dr. Park Jimin.

- Sim, sou eu, então doutor como ele está? – perguntou rápido, agitado.

- Fique tranquilo, ele e o bebê estão bem. Ele está bastante fraco por causa dos enjoos, você terá que se certificar de que ele mantenha o repouso durante todo o período, a gravidez será complicada.

- Bebê? - Namjoon não tinha ouvido nada depois disso, todas as outras palavras após essa, o som estava abafado.

- Você não sabia? Ele está com um mês. Pensei que soubesse.

- Eu não fazia ideia. - isso explica tudo, o comportamento indiferente, o temperamento agressivo. Pensou.

Um belo sorriso invadiu o rosto de Nam, seus olhos brilharam, ele não conseguia controlar a vontade de gritar de tanta alegria. Era a melhor notícia que poderia receber. O amor de sua vida ia ter um filho seu.

- Eu já posso vê-lo? - disse Namjoon, ansioso.

- É claro. - respondeu o simpático médico, sorrindo.

Assim que se informou sobre a direção da sala onde estava seu amado, foi em sua direção, tendo nas mãos um buquê de rosas no tom favorito de Jin, rosa. Apressou o passo até que chegasse à porta de número 980. Deu dois toques na porta e a abriu:

- Amor? Está melhor? – perguntou, se sentando na cama e colocando o ramalhete de flores no criado-mudo. - São para você.

- Estou melhor sim, só estou bem fraco, achei que fosse vomitar minhas tripas. Você já sabe, não é? - disse Jin manhoso, estava com uma agulha enfiada na veia de seu braço.

- Sim eu sei, nunca me senti tão feliz, já pensou uma mini cópia nossa... so cute. Mas porque você não me disse nada? Eu tinha o direito de saber disso. - Namjoon mudou o tom completamente, lembrando que Jin havia escondido a gravidez dele.

---

- Kookie, já imaginou quando tivermos filhos? Eles seriam tão fofos. - diz acariciando os cabelos do ruivo.

- Eles seriam os mais abençoados do mundo, se fossem lindos como você. - diz Jungkook fitando o rosto lindo de Jin. - Eu te amo.

- Eu também te amo, e quero ter filhos seus. - diz beijando os lábios do mais alto.

---

Jin não podia dizer que o fato de ter escondido, era porque ele queria ter um filho com outra pessoa, e que estava frustrado por isso não ser possível, então desviou o olhar.

- Amor, promete que não vai me esconder mais nada? - pergunta Jonnie.

Jin demorou um pouco a responder, pois ainda estava perdido em seus pensamentos.

- Jin? - chama Nam, fazendo a consciência de Jin voltar.

- Prometo.

---

Em seu apartamento, Taehyung encarava a vidraça da janela, vendo as luzes coloridas da cidade, um pouco perdido, triste. Agarrava o celular com a mão direita. Olhou mais uma vez a tela, nenhuma chamada e já passava da 01:30 a.m.

- ... Ele não ligou. Se cansou de mim. Eu fui só um brinquedo para ele?

---

Naquela mesma noite Jin recebeu alta, Namjoon estava por perto para ajudá-lo em tudo, estava sendo um marido extremamente atencioso. O médico havia dito que a gravidez seria complicada, então era necessário repouso absoluto, prendendo Jin a cama.

- Nam, eu quero comer um lámen, mas não qualquer um, eu quero o que nós comemos na viagem ao Japão.- diz Jin sacudindo Namjoon que dormia ao seu lado.

- O quê? Você não está conseguindo comer nada sem passar mal, tem certeza disso? São 01:30a.m. - diz Nam ainda sonolento, se sentando na enorme cama.

- Eu estou com tanta vontade! - disse Jin já imaginando o gosto do alimento.

Jonnie não queria ver seu amor chateado e muito menos que seu filho nascesse com cara de lámen, então saiu pelas ruas à procura de um restaurante japonês 24H.

Depois de algum tempo ele finalmente acha o bendito lámen e volta para casa, estava morto, dirigiu por horas até encontrar.

- Amor cheguei, encontrei seu lámen em um... - se surpreende assim que dá de cara com a figura de Jin completamente inconsciente, roncando na cama todo desajeitado. Sorriu. - ele esperou tanto que acabou pegando no sono.

Nam ajeitou o cobertor em volta de Jin e se deitou, foi um dia extremamente longo e cansativo que seriam seguidos por outros e outros, mais ainda assim, estava feliz.

A notícia da gravidez de Jin havia sido dada por Nam a toda família dos dois, nada era mais gratificante para ele do que espalha isso aos quatro ventos. Os pais de Jin iriam fazer uma visita no final da tarde. Namjoon estava ansioso.

- Seus pais virão esta tarde nos visitar, sua mãe ficou muito empolgada quando eu disse que estava grávido. - diz Nam com um sorriso de covinhas, enquanto servia o café na cama do marido.

- Oh, isso é bom, estou com saudades deles. - Jin sorriu meigo.

Ele parecia de bom humor esta manhã. Pensou Nam. O final de tarde chegou e com ele Sr. e Sra. Kim. Sr. Kim era alto e um pouco grisalho. Sra. Kim ainda estava bem jovem, parecia que o tempo não passava para ela.

- Olá, Sr. e Sra. Kim, podem entrar e fiquem a vontade. - disse um pouco nervoso.

- Olá meu querido, como você está? A casa está linda. - diz Sra. Kim.

- Realmente, ela está linda. - confirma Sr. Kim.

- Fico feliz que tenham gostado, estamos bem. - diz Nam sorridente.

- E onde está o meu filho? Queria vê-lo. - pergunta a mãe.

- Ele está no quarto, o médico disse que a gravidez será complicada então ele terá que ficar todo o período em repouso. - diz Nam.

Ao ver seu filho, Sra. Kim ficou muito satisfeita.

- Meu filho, como vai você? – cumprimenta, dando um beijinho na testa do filho. - Fiquei muito feliz quando soube que você conseguiu levar esse casamento arranjado do jeitinho que a mamãe te ensinou, ele já era apaixonado por você, agora com esse filho ele estará preso a você para sempre. Estou muito orgulhosa. - diz Sra. Kim dando pulinhos.

- Shiiu! Não fale tão alto. Se ele te escutar... Se esqueceu?! Esse acordo foi feito entre nossas famílias, mas ele não sabe de nada. - diz Jin sussurrando.

- Achei que tivesse contado. Mas é melhor ainda que ele não saiba de nada. - diz Sra. Kim pensativa.

Continua... 


Notas Finais


que merda, né?
Até o próximo!

~by, luas 🌙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...