História This Is Secret - Winx - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Voltei depois de alguns dias toda atolada! Boa leitura para vocês S2

Capítulo 7 - Cuidado!


[NOITE]

Apartamento de Flora - Quarto

Bloom estava deitada na cama de Flora chorando enquanto segurava uma almofada de emoji apaixonado. Stella estava sentada numa cadeira enquanto Aisha e Flora estavam em pé. As três olhavam para Bloom.

— amiga, pelo amor, pare de chorar! Não gosto de te ver chorando ainda mais por macho escroto. — Stella disse.

— eu estou tentando, Stella!

— mas não parece. — Aisha disse. — Bloom, está óbvio que você criou um sentimento pelo Sky, mas chorar por continuar gostando dele depois de tudo que ele fez é… — parou de falar ao ouvir alguém bater na porta.

— eu vou atender! — Flora saiu do quarto

— Bloom, você entende o que eu quero dizer? Tu merece alguém melhor do que um cara que te beija estando comprometido, não te avisa sobre isso, tenta marcar encontros mesmo namorando, diz na sua cara que não gosta da namorada dele porém continua com ela, tira sua virgindade no vestiário da faculdade e no dia seguinte ainda te beija na gente de várias pessoas e uma delas é a namorada dele. — Aisha disse e Stella a olhou. — o que é?

— não está ajudando. — a loira respondeu.

— claro que estou! Ela precisa entender o babaca que o Sky é para parar de chorar por ele.

Sala

Flora abriu a porta e se surpreendeu ao ver Musa.

— oi! — ambas se beijaram. — não sabia que viria.

— desculpa não avisar, queria fazer uma surpresa. Posso entrar? Avisei minha mãe que íamos fazer uma festa do pijama, então espero que não se incomode de eu dormir aqui.

— óbvio que não me incomodo! Entre. — Flora disse e fechou a porta quando Musa entrou no apartamento. — porém saiba não estamos sozinhas, minhas amigas estão aqui.

— a Bloom está bem? Soube do que aconteceu com ela.

— não está nada bem. Ela está chorando lá no quarto se lamentando de todas as formas possíveis. Vem!

— tem certeza? Posso sair e vir outro dia se quiser.

— anda logo, Musa. Minhas amigas gostam de você.

Quarto

— mas o problema é que mesmo diante disso tudo eu ainda continuo sentindo algo por ele.

— aí você está sendo trouxa. — Aisha disse.

Bloom olhou para a almofada de emoji e mirou na porta a jogando, mas Flora e Musa entraram na hora e a almofada foi em direção a Musa que segurou rápido.

— desculpa! — Bloom disse.

— tudo bem.

— gente, eu não sei mais o que fazer! — Stella disse.

— ela está mal pela mensagem no espelho ou pelo Sky? — Musa perguntou.

— pelos dois. — Bloom respondeu.

— você sabe quem escreveu aquilo?

— não.

— olha, não sei se posso opinar muito porque ainda não conheço vocês direito, mas acho que você está se desvalorizando, Bloom. Você é uma garota que mesmo eu não conhecendo muito bem te acho incrível e tenho certeza que suas amigas tem milhares de elogios para te dizer. Não acho legal isso de você ficar chorando por homem, e não falo isso porque sou lésbica, mas sim porque está evidente que ele foi um babaca contigo. Qual é? O cara beijou você na frente da ex.

— ex? — as quatro perguntaram em uníssono.

— depois da confusão do espelho surgiu ainda mais boatos e pelo visto vocês não estão sabendo. Parece que o Sky terminou com a Diaspro que ficou mal por isso e depois ele te beijou, mas de qualquer forma foi babaca da parte dele.

— porque ele beijou a Bloom? — Stella perguntou.

— Nabu disse que porque ele não gostou dos comentários que estavam fazendo dela a culpando por ficar com alguém comprometido. — Aisha respondeu.

— porque eu não tenho culpa!

— Bloom, no início você não tinha mesmo até porque não sabia, mas depois continuou com ele mesmo sabendo. Isso te torna um pouco culpada, mas não justifica os nomes que te chamaram. — Flora disse.

— a questão não é essa, a questão é você está sofrendo por alguém que provavelmente só quer seu corpo ou seu beijo e não merece isso. Eu não conheço o Sky, mas as atitudes dele hoje demonstraram coisas demais. E acredite, se você ficar com ele, o cara vai fazer o mesmo que fez com a ex contigo e aí você vai ser mais uma corna no mundo. — Musa disse.

— então me diz, como eu paro de chorar e me lamentar?

— reconhecendo seu valor, Bloom! Tu precisa aprender a ter amor próprio. Está evidente que te falta isso.

— verdade, se você se amasse jamais choraria por um cara feito o Sky. — Aisha disse.

— posso te abraçar, Musa? — Bloom perguntou.

— pode.

Bloom abraçou Musa chorando. Stella sorriu para Flora.

— sua namorada é fantástica! — a loira disse sem pronunciar som e Flora revirou os olhos sorrindo.

Bar Frutti Music

Mitzi e Diaspro estavam sentadas numa mesa conversando. Havia algumas garrafas de cerveja vazias na mesa.

— ele terminou comigo e beijou ela logo depois, mas eu fico frustrada comigo porque deixei ele me fazer de trouxa.

— você não sabia que o cara estava te usando. A culpa não é sua.

— ai que ódio!

— seus pais já sabem desse término?

— ainda não, mas vou dizer que eu que terminei. Não quero os dois influencers famosos do país falando mal dele na internet.

— se eu fosse você deixava.

— eu não sou vingativa! E também ninguém precisa saber que além de trouxa eu fui corna. Quer dizer, tirando a faculdade toda, ninguém precisa saber.

— por que colocaram aquela mensagem no banheiro?

— não sei. Nem sei ao certo quem a pessoa que fez isso queria atingir.

— o alvo claramente foi a Bloom. Estava falando dela. O Sky nem mencionado foi.

— mas de qualquer forma foi uma questão de lógica. Por mais que quisessem atingir só uma pessoa, acabou atingindo três. — Roxy se aproximou com duas garrafas de cervejas. — eu me sinto desgastada.

— ele não te merece. — Roxy disse recebendo olhares das duas. — é óbvio que vocês estão falando do que aconteceu hoje, todo mundo está. Não quero me intrometer, mas de verdade ele foi um babaca e é incrível como o foco de todo mundo continua sendo você e a Bloom. Enfim, não vou me meter mais na conversa. Cuidado para não beberem demais.

— não se preocupe. — Mitzi disse.

— valeu, Roxy. — Diaspro disse e a garota assentiu antes de voltar para o balcão.

Casa de Nabu - Quarto

Sky, Brandon, Nabu e Riven estavam no quarto conversando.

— você vacilou, Sky, reconhece! — Brandon disse

— e você não vacilou não? Dando aquele buquê com um cartãozinho ridículo para a Stella.

— sim. Eu vacilei, reconheci e pedi desculpas. Você não quer reconhecer que usou a Diaspro, você só está focado numa maneira de lidar com a Bloom a partir de agora.

— você deveria desistir dela, Sky. Ela não vai te querer depois de hoje. — Riven disse.

— não dá!

— então se prepare para mais rejeição.

— afinal, quem escreveu aquela mensagem no espelho?

— ninguém sabe pelo visto. — Nabu disse.

Sky encarou Riven.

Casa de Icy - Quarto

Icy e Darcy estavam deitadas de bruço na cama. Stormy estava sentada na cadeira da escrivaninha.

— gente, as pessoas só falam do que rolou hoje na faculdade. Mandar matéria do curso no grupo ninguém manda, agora mandar fofoca... — Darcy disse mexendo no celular.

— você sabem quem foi que colocou a mensagem nos espelhos? — Stormy perguntou.

— não, mas sei que estava tanto no banheiro feminino quanto no masculino. — Icy disse.

— e a pessoa trancou depois. — Darcy disse.

— só os funcionários que tem as chaves? — Stormy perguntou.

— acho que sim, mas alguém pode ter pego escondido. — Icy respondeu.

— e para ter feito isso em todos os prédios a pessoa tem que ter tempo. — Darcy disse.

— de qualquer forma, o problema não é nosso. Não temos que nos preocupar com isso. — Icy disse.

Casa de Politea - Quarto

Politea estava deitada na cama digitando no celular.

Politea:

Gente vamos falar do que aconteceu hoje?

Sobre aquela ruiva e o Sky?

E ainda tem a capitã das líderes de torcida no meio.

Timmy:

Deixa a vida dos outros, Politea! Eu já estou cansado de ouvir todo mundo falar disso.

Hélia:

Quanta falta de empatia, Timmy!

A Bloom e o Sky foram expostos e a Diaspro viu o ex beijando outra segundos depois de terminar.

Não concordo com o que eles estavam fazendo, mas de qualquer forma foi uma exposição claramente de mal gosto.

Politea:

Na verdade eu só queria saber se era realmente verdade isso tudo. Da traição e tais.

Timmy:

Não ficou óbvio que sim?

Bloom estava nervosa e irritada, Diaspro desestabilizada e Sky tentando achar uma solução, mas acabou piorando tudo.

Hélia:

E lá estamos nós falando da vida alheia.

Timmy:

Por falar em vida alheia

E a Musa, Politea?

Politea:

O que tem ela?

Timmy:

Ah, qual é, não vai admitir que está a fim dela?

Politea:

Independente se eu gostar ou não, ela já está em outra.

Timmy:

Quem?

Politea:

Não importa. Se quiser saber pergunta para ela, mas já vou avisando que ela não vai admitir nada.

Hélia:

Você não é de desistir fácil das pessoas que quer conquistar, Politea.

A gente já sabe que você tem uma quedinha pela Musa.

Timmy:

Quedinha é pouco.

Politea:

Haha (conseguem ouvir meu riso de ironia?)

De qualquer forma, não desisti não.

Hélia:

E o que vai fazer?

Politea:

Não sei ainda, estou pensando em algo.

Vou dormir.

Boa noite!

Timmy:

Finalmente admitiu que gosta da Musa!

Boa noite!

Politea:

Vai pra merda, Timmy!

Politea bloqueou o celular e, após colocá-lo no criado mudo, se virou para dormir.

Casa de Nabu - Quarto

— Riven, posso falar com você a sós? — Sky perguntou.

Riven o olhou meio desconfiado, mas saiu junto com ele.

Corredor

— o que foi?

— você me viu com a Bloom no vestiário.

— está insinuando que eu que coloquei a mensagem nos espelhos?

— só você sabia que eu estava ficando com ela.

— primeiro, fico decepcionado que um amigo desconfie de mim. Segundo, onde eu ia arrumar um batom vermelho e tempo para colocar a mesma coisa em todos os banheiros de todos os prédios? E terceiro, se eu quisesse revelar eu teria falado com a Diaspro e não causado um caos. Eu nunca ia colocar uma mensagem no banheiro, não percebe?

— foi mal, cara. É que…

— você não sabe o que pensar e acusou a primeira pessoa que sabia que tinha visto vocês dois juntos. Entendo, mas ainda assim estou decepcionado. Sou seu amigo, cara.

— foi mal.

Quarto

— Nabu, como tu conquistou a Aisha?

— que pergunta é essa, Brandon?

— é que... eu estou a fim da Stella, de verdade.

— não deveria ter enviado o buquê com sabe-se lá o que estava naquele cartãozinho que deixou-a irritada.

— eu sei, mas agora foi e eu estou arrependido.

— por que enviou aquilo então?

— porque queria atingir ela, não importa o motivo agora.

— eu a Aisha começamos sendo amigos e depois eu fui aos poucos tomando iniciativa de sermos algo mais. Agora com a Stella acho que você vai precisar lutar até conseguir depois do que fez.

— tá, mas o que eu faço?

— como você já pediu desculpas, acho que você precisa mostrar para ela que realmente se arrependeu. Tenta conhecer a Stella melhor e tenta agradá-la, mas saiba que se ela não quiser é melhor não insistir tanto.

— você é incrível, cara! Tive uma ideia.

— cuidado com o que tu apronta.

— relaxa que não é nada demais.

Bar Frutti Music

Nex entrou no local e se sentou num dos bancos do balcão.

— não me diga que veio falar do que aconteceu hoje na faculdade. Não aguento mais. — Roxy disse.

— sim, mas também quero uma caipirinha de limão. O que achou dessa história toda da mensagem e tais?

— desnecessária.

— não faz ideia de quem seja culpado por isso tudo?

— não e nem quero julgar alguém.

Apartamento de Flora - Quarto

Bloom estava sentada na cama junto com Aisha quando seu celular tocou.

— não acredito que ele está te ligando! — Aisha disse incrédula ao ver "Sky" na tela do celular.

— não quebra o celular! — Flora disse desesperada quando Bloom ameaçou jogar o aparelho no chão.

— quem merece apanhar é ele, não o celular. — Stella disse.

— Bloom, não aceita a ligação e bloqueia ele. — Musa disse e Bloom rejeitou a ligação.

A ruiva ficou olhando por um tempo para a tela do celular.

— o que foi? — Aisha perguntou.

— bloqueia ele para mim? — Bloom perguntou apontando o celular para Musa.

— não, você que precisa fazer isso.

— mas é melhor você fazer.

— se eu fizer você vai desbloquea-lo de novo.

— ai, amiga bloqueia logo esse embuste! — Stella disse. — é para o seu próprio bem.

— ah, tá bom.

— Flora, você não tem nada alcoólico aqui não? — a loira perguntou.

— tenho, mas não vou abrir.

— está guardando para um momento especial?

— não tinha pensado nisso.

— de qualquer forma, vem. Quero beber algo.

Stella puxou Flora e ambas saíram do quarto.

— já bloqueou, Bloom? — Musa perguntou.

— do que adianta eu bloquear se vou ver ele na faculdade?

— você não vai receber nem mensagens e nem ligações indesejadas. — Aisha disse.

— OK, vou bloquear agora.

Cozinha

Stella abriu a geladeira e olhou maliciosa para Flora que a olhou confusa.

— vinho na geladeira e Musa no seu apartamento, isso quer dizer algo?

— sim. Quer dizer que tem uma garrafa de vinho na geladeira e a Musa está aqui.

— ah, Flora, você entendeu. Não planejaram nada romântico para hoje? — perguntou pegando uma jarra de suco.

— Stella, a gente nem namorando está. Ela veio sem avisar e o vinho está aí desde que me mudei. Não sei o que está insinuando, mas…

— Flora, como tu é lerda! Um vinho com tua mina é a coisa mais romântica quem tem, mas no final você provavelmente ia deixar de ser virgem.

— Stella, você não queria algo para beber?

— calma, preciso de um copo para me servir. — disse rindo e Flora pegou rapidamente um copo.

Quarto

— e aí, já bloqueou? — Stella perguntou entrando no quarto com Flora.

— já, mas sinto que vou continuar na mesma depois de vê-lo.

— amiga, toma vergonha na cara e se valoriza! — Aisha disse.

— Flora, posso dormir aqui hoje? — Bloom perguntou.

— pode desde que você avise a sua mãe e durma no colchonete.

— colchonete? — Aisha e Bloom perguntaram confusa.

— eu posso ir para a minha casa. — Musa disse para Flora.

— não, você não vai.

— o que está rolando entre vocês duas? — Bloom perguntou confusa.

— estamos juntas. — Flora disse.

— juntas, namorando? — Aisha perguntou.

— juntas, ficando.

— queria esnobar que fui a primeira a saber. — Stella disse sorrindo.

— desde quando isso está acontecendo?

— desde hoje cedo, Aisha.

— shippo demais! — Stella disse.

— vocês são fofas juntas. — Bloom disse.

— então quer dizer que começaram tudo hoje e a Musa já veio dormir aqui?

— Aisha! — Flora exclamou.

— calma, não está mais aqui quem falou.

— eu posso ir para casa se vocês quiserem ficar sozinhas. — Bloom disse.

— se eu ficar aqui vou virar um tomate. — Musa disse saindo do quarto.

— Bloom, não precisa disso, você pode dormir aqui. E gente dá para parar de agir com malícia? — Flora disse saindo do quarto.

— acha que elas iam…

— não, Bloom. — Stella disse interrompendo.

— como tem certeza?

— tu acha que a Flora ia entender? Quando a Musa quiser avançar, ela vai ter que dizer para Flora "olha, agora vamos…"

— voltamos. — Flora disse entrando no quarto com Musa.

— para a praia! — Stella completou sua frase.

— quê? — as duas perguntam confusas.

— nada. Vamos, Aisha, eu tenho que ir para casa. — a loira disse.

— vou pedir um táxi. — Aisha disse mexendo no celular.

— beijos, amigas. — Stella disse e foi abraçar cada uma. — largue esse embuste. — disse baixo para Bloom. — deixa de ser ser lerda. — disse baixo para Flora. — foi um prazer te rever. — disse para Musa.

— tchau, gente. — Aisha disse.

(…)

Bloom estava no colchonete e Flora dividia sua cama com Musa.

— você acha que ela está bem? — Musa perguntou.

— acho que sim. Deve ter dormindo.

— eu fiquei com dó dela por estar sofrendo por um garoto.

— achei que a mensagem no espelho ia afetar mais ela do que isso.

— de certa forma afetou, não? Se não fosse por isso ela não estaria tão mal assim, eu acho. Aliás, nem sei como ela aguentou os comentários. Ouvi gente chamando-a de tanta coisa hoje.

— ela parece mais focada no Sky do que no que os outros pensam dela.

— o que ela viu nesse garoto?

— sei lá. Vamos dormir.

Casa de Aisha - Quarto de Aisha - Banheiro

Aisha fuma se sentindo aliviada.

Casa de Stella - Quarto de Stella

Stella deita na sua casa e fica olhando para teto.

Casa de Brandon - Quarto de Brandon

Brandon escreve uma carta na sua escrivaninha.

(DIA SEGUINTE)

Casa de Politea - Quarto de Politea

Politea acorda e vai até sua bolsa. Ela pega numa pasta a sua composição e rasga a folha.

Casa de Roxy - Sala

Roxy assina um papel para o entregador e o homem sai deixando algumas caixas na sala.

— bom dia! Que coisas são essas? — Klaus perguntou descendo as escadas.

— são para a festa que vai ser nesse sábado e hoje já é quinta. Vou deixar tudo na cozinha.

— na geladeira? Nos armários?

— não, pai! As caixas vão ficar lá do jeito que está. Vou levá-las para a casa da mamãe amanhã e deixo tudo guardado lá.

UFDG

Diaspro e Mitzi estavam sentadas juntas numa mesa enquanto Sky com outros jogares estavam numa mesa afastada.

— se seu olhar matasse, Sky já estaria enterrado.

— eu odeio ele!

— odeia ele ou o fato da Bloom ter pegando novamente um cara que você gostava?

— não fala merda, Mitzi! Ele me usou!

— então já superou?

— já, né, mas não vou negar que pensei nele a noite toda. Não acredito que terminou assim.

— então você não superou.

— superei sim!

— não tem como te contrariar mesmo.

— tem remédio para dor de cabeça?

— tenho. Você encheu a cara ontem. — Mitzi disse abrindo a sua bolsa.

— você também.

— toma.

//

Riven se aproximou dos restantes dos jogadores.

— qual a boa? — Riven perguntou.

— literalmente nada. — Nabu disse.

— posso falar com você? — Sky perguntou.

— pode.

— estão de casinho? — Roy perguntou rindo.

— se tiver tem algum problema? — Riven perguntou irritado.

— não, relaxa, cara.

Riven e Sky ficaram distante do resto do grupo.

— o que foi? — Riven perguntou.

— me desculpa por ontem, tá? Não queria te ofender te culpando pela mensagem do espelho.

— tudo bem. Se eu estivesse no seu celular pensaria o mesmo. Mas se você ainda quiser descobrir quem foi, acho que precisará pensar em quem além de mim viu ou sabe de algo.

— quero ignorar essa história.

— está a fim da Bloom, né?

— muito.

— se eu fosse você não insistia. Ontem ela acabou contigo.

//

Aisha entrou na faculdade e Nex se aproximou dela.

— aí, eu sinto muito pelo o que aconteceu com sua amiga. Ela está bem?

— sim. Nex, você comprou com o Glantos não foi? — Aisha perguntou parando de andar e o olhando.

— não sei se é o nome dele.

— loiro, cabelo comprido.

— sim, comprei com ele. Por quê?

— tu não está vendendo, né?

— o quê? Por que está perguntando isso?

— porque vi gente fumando aqui dentro ontem.

— e achou que eu estava vendendo?

— sei lá, você disse que ia comprar.

— para usar e não para vender.

— tenha cuidado com o que vai fazer comprando isso. Se vender e o Glantos descobrir ele te mata.

— está preocupado comigo, Aisha? — Nex perguntou sorrindo.

— estou, você é meu amigo.

— oi, amor. Do que estão falando? — Nabu perguntou se aproximando e deu um selinho em Aisha.

— da Bloom. Agora, licença, vou falar com minha amiga.

//

Stella se sentou numa mesa, tirou algumas folhas de sua bolsa e começou a revisar uma matéria. Aisha se aproximou e sentou ao seu lado.

— nossa você vai estudar. Nem vou te atrapalhar.

— só estou revisando matéria.

Carro de Flora

Flora dirigia o veículo. Musa estava no banco ao lado do motorista e Bloom no banco de trás.

— vocês acham que eu já parei de ser comentada?

— vou ser sincera, os assuntos não morrem do dia para noite. — Musa disse.

— mas de qualquer forma você ignorou bastante coisa ontem, Bloom. Acho que consegue fazer isso por mais um dia.

— e se não conseguir dá um tapão que resolve. — Musa disse e Flora a olhou. — o que foi?

— nada de violência, Bloom.

— não estou preparada para ver o Sky. — disse assim que Flora estacionou o carro.

— você deu um fora nele ontem, você vai sobreviver se der outro hoje. — Musa disse.

As três saíram do veículo.

UFDG

Flora, Musa e Bloom se juntaram na mesa que Aisha e Stella estavam sentadas.

— está estudando? Ual! — Bloom disse olhando para Stella.

— gente, vocês falam como se eu nunca fizesse isso.

— e faz? — Flora perguntou rindo.

— acha que eu passei de ano como?

— colando? — Aisha perguntou.

— vão a merda!

Tecna se aproximou.

— desculpa interromper a conversa, licença. Bloom, você está bem? — Tecna perguntou.

— em geral sim, obrigada por se preocupar.

— você é legal, não sei porque anda com a Mitzi.

— Stella! — Aisha e Flora a repreenderam.

— o que foi?

— Mitzi é minha amiga. — Tecna disse.

— ah, foi mal, mas pelo visto ela está super ocupada falando com a Diaspro. Se quiser pode sentar com a gente.

— obrigada, mas eu tenho que fazer algumas coisas agora.

— que coisas?

— Stella, pare de ser enxerida. — Flora disse.

— ah, foi mal de novo. É que você é legal sabe, mas sempre andou com pessoas que a gente não se entendem muito bem e enfim, você entendeu. — a loira disse para Tecna. — aliás, essa é a Musa e Musa essa é Tecna.

— prazer! — as duas disseram juntas.

— obrigada pela proposta e pelos elogios. Também acho vocês legais mesmo por enquanto só sendo próxima da Aisha, mas agora eu preciso imprimir algumas páginas de um livro que meu professor passou. — Tecna disse.

— tudo bem, nos vemos por aí.

— tchau, gente!

— tchau! — disseram e assim que Tecna entrou em um prédio, Flora, Aisha e Bloom encaram Stella.

— o que foi gente? — a loira perguntou confusa.

— você é muito intrometida. — Aisha disse rindo.

— eu só estou tentando salvar ela de viver em um grupo de amigos tóxicos.

— Stella, volta a estudar vai. — Flora disse.

— gente, vou na cantina. — Bloom disse se levantando.

— vou contigo! — Musa disse.

UFDG - Cantina

Bloom e Musa entram na fila e Sky que estava comprando saiu passando por elas.

— que sorte! — Bloom disse com ironia.

— Bloom! Posso falar contigo a sós? — Sky perguntou se aproximando.

— não.

— então vai ser aqui mesmo. Me desculpa por ontem, tá? Pela forma que agi. Tentei te ligar, mas pelo visto depois de algumas ligações você me bloqueou.

— sim. Eu precisava dormir e queria paz, coisa que não dava para ter com você ligando.

— de qualquer forma estamos ainda no primeiro período. Você pode bloquear meu número, mas vai continuar me vendo todos os dias.

— e todos os dias eu vou me lembrar do macho escroto que você é.

— podíamos sair e nos resolver.

— não quero, obrigada. Faz o favor de sair daqui agora?

Sky saiu irritado e Musa a olhou surpresa.

— ual! Mandou bem.

— foi mais difícil do que você imagina.

— eu sei, mas logo você desapega.

//

Sky esbarrou em Riven sem querer.

— ei, o que deu em você? Estava demorando nessa cantina. — Riven disse.

— recebi alguns foras da Bloom, não estou contente.

— é, seu humor revela isso. Cara, desiste dela.

— você desistiu da Flora?

— o quê? Eu não sou a fim da Flora! Claramente você não entendeu nada da história toda.

— que seja, eu não quero saber!

Sky saiu irritado e Riven revirou os olhos.

//

Icy, Darcy e Stormy estavam numa mesa. Icy olhava fixamente para as mensagem no seu celular.

Tritannus:

Foi mal pelo surto de ontem.

E sobre o táxi também.

Se quiser, me encontre na direção na hora do almoço para a gente conversar melhor.

— Icy, o que você tanto olha nesse celular? — Darcy perguntou.

— nada. — respondeu nervosa bloqueando a tela do aparelho e deixando-o sobre a mesa.

— você está bem? — Stormy perguntou.

— sim, estou bem e vocês?

— Icy, está escondendo algo de nós? — Darcy perguntou.

— o quê? Claro que não!

— parece que está sim.

— não estou.

— Darcy, é melhor não insistir. — Stormy disse.

//

Politea, Timmy e Hélia conversavam numa mesa. Politea olhava para Musa que estava junto com as outras garotas.

— não está brava por ela estar lá? — Timmy perguntou.

— não.

— ela não está brava, está com ciúmes. — Hélia disse.

— óbvio que não!

— ela está a fim da Flora? Porque olha, parece. — Timmy disse.

— pergunte a ela.

— OK, você está realmente com ciúmes de algo que nem é seu.

— já sabe o que vai fazer? — Hélia perguntou.

— ainda estou pensando em algo, mas não vai ser bom.

— vai machucar alguém?

— não sei. — Politea respondeu.


Notas Finais


Gente eu garanto para vocês que nenhuma cena é à toa! Tudo tem um motivo.

Provavelmente agora os capítulos vão ter mais história até o próximo segredo ser revelado.

Espero que tenham gostado, beijos ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...