História This Love. - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias As Crônicas de Bane, Os Instrumentos Mortais, Shadowhunters
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Clary Fairchild (Clary Fray), Isabelle Lightwood, Jace Herondale (Jace Wayland), Magnus Bane, Personagens Originais, Simon Lewis
Tags Malec, Romance
Visualizações 107
Palavras 610
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Famí­lia, Festa, Lemon, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 9 - Planejamento


Fanfic / Fanfiction This Love. - Capítulo 9 - Planejamento

Magnus:

Novamente eu estava no Instituto, definitivamente deveria ganhar algo por grande feito, se fosse a algum tempo atrás só viria por conta de alguma reunião extremamente necessaria. Mas mesmo que eu estivesse por aqui sabia que não demoraria muito pra sair pois eu e Clary havíamos acabado com o que estávamos fazendo, ou seja ainda hoje iremos atrás dos submundandos antes que aconteça o que houve com os outros. Fiquei próximo a entrada de costume encostado em um canto não tão visível, mesmo assim de longe avistei Alec concentrado em algo, porem uma mulher loira se aproxima e os dois começam a conversar, me senti um tanto incomodado com a tal "relação" por conta da maneira que pareciam se tratar, ótimo, Magnus Bane esta com ciúmes. Reviro os olhos e entro no local, observo os lugares procurando uma cabeleira ruiva em algum canto, quando caminho em direção aonde a avistei, me deparo com claro, os dois parando em minha direção.

- Magnus   –   cumprimentou com sua expressão seria de costume.

- Olá  –  cumprimento. E fico quieto olhando para qualquer lugar

- Oi, eu sou Lydia Branwell   –   disse ela estendendo a mão e retribuiu o gesto com o pequeno sorriso.

- É um prazer - digo e solto a mão dela   –   bem se me dão licença preciso falar com a Clary antes de começarmos as buscas   –   saiu dali e ouço passos apressados atrás de mim,

- Então eu andei pensando e podíamos ir jantar mais tarde   –   murmurou caminhando ao meu lado. Paro o olhando.

- Com tudo que tem acontecido, não sei se é uma boa ideia   –   falo, porem eu ainda estava com um pouco de ciúmes e claro tinha que parar de cair tanto no papo dele.

-  Eu sei, quero dizer quando haver um momento "livre" depois de acabarmos com tudo que tem acontecido, Sabe, recomeçar?  –   perguntou me fitando, notei o brilho em seus olhos azuis   –  além do mais, sei que precisar de algum momento pra descontrair um pouco.

-  Quem sabe  –   respondo com sorriso   –   bem, eu preciso mesmo terminar de ajeitar algumas coisas com - aponto pra Clary que já estava vindo em minha direção   –   depois nos falamos pode ser?

- Claro   –   diz e então segue seu caminho e vou ate ela.

- Então, vocês dois...voltaram? - ela pergunta enquanto a acompanho.

- Não, só estávamos conversando . 

- Ótimo, não vejo a hora de ver o Jace dizendo o quanto vocês tem que parar com isso  –   disse seria e eu ri daquilo, por que não parecia o jeito dele.

 

Alec: 

Depois que convidei Magnus para algo, mesmo que a resposta tenha sido um "Quem sabe" fiquei animado pra o que pudesse vir em relação a isso, segui meu caminho com Lydia, tenho a impressão que ele ficou com ciúmes mais quem sou eu pra saber não é? Enfim, conversamos sobre a estrutura do planejamento em que eu estava trabalhando quando formos dar inicio as buscas, quando a maioria terminar alguns detalhes ainda hoje. Ela era uma boa estrategista, apesar da Izzy ainda não ir com a cara dela também era uma boa pessoa.

- Então qual sua historia com Magnus Bane?   –   perguntou me pegando de surpresa   –   quer dizer, não que eu não tenha notado a cara que ele me olhou quando eu estava perto de você, mas bem ele parece gostar de você   –   começou a mexer em algo com algumas plantas de lugares.

- Nós somos amigos  –  respondo   –   quer dizer, ficamos próximos durante a grande batalha, mas eu acabei estragando as coisas e estou tentando consertar...

- Bem, boa sorte  –  sorriu.

- Obrigada  –  voltamos ao que estávamos fazendo. 

Em breve estaríamos finalmente sabendo o que estávamos enfrentando.

 


Notas Finais


Comentem!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...