1. Spirit Fanfics >
  2. Thorki - Dança no Gelo. >
  3. Deuses do Gelo

História Thorki - Dança no Gelo. - Capítulo 1


Escrita por: Luanaoka

Notas do Autor


Opa... Isso é mesmo verdade???
EU VOLTEI MEUS CONSAGRADOS!!! <3
Agora com uma Fic totalmente diferente KKKKKKKKK

Bem, fiquei longe por UM BOM TEMPO, mas enfim, problemas e...
EU CONSEGUIU TERMINAR MEU CURSO! \o/
Agoira tenho tempo para a Fic ^^

Enfim, esta Fic é para uma amiga, que aliais, é muito fã de Thorki
Sorry pela demora DonnJoker kkkkkk
Bem, a Fic vai estar acontecendo na Russia, bem próximo aos jogos de inverno e tals
Espero que curtam XD

Sem mais delongas....

Capítulo 1 - Deuses do Gelo


Fanfic / Fanfiction Thorki - Dança no Gelo. - Capítulo 1 - Deuses do Gelo

-.... Ela era uma flor rara, seu sorriso parecia que iluminava o mundo, como se fosse o sol. Era delicada, mas feroz. Sabia quando precisava proteger aquilo que era importante, mas nunca, em nenhum momento eu a vi desabar no precipício. Sempre firme e forte, ela sempre esteve ao meu lado, me guiando e guiando meus irmãos através dessa difícil jornada da vida. –Ele fazia uma pequena pausa e depois continuava a dizer para as inúmeras pessoas que o assistiam. –Contudo, como toda flor rara, ela tinha que ser única, seu brilho nos palcos nunca se apagou e nunca se apagará. –O patinador notava seu irmão, atrás de algumas pessoas na arquibancada do treinador, sorrindo. –E como tal, ela terminava sua jornada da mais bela e linda forma possível e eu, Loki Laufeyson vou continuar com seu legado até o fim!

 

A plateia aplaudia com força, alguns choravam de emoção, outros apenas aplaudiam acompanhando os emocionados. O Deus do gelo, como muitos o chamavam, saia de cena, carregando consigo as flores que lhe foram jogadas no final do discurso e a medalha de ouro que ganhará da competição.

-Parabéns Loki! –Hela cumprimentava o irmão mais novo. –Mas poderia ter falado menos. –Ela ria. –Ela nunca gostou que fosse elogiada assim. –A mais velha sorria. –Parabéns pelo ouro. –Mudava de assunto.

-Obrigado. –Ele agradecia ainda segurando as rosas. –Ainda acho que podemos fazer o programa em duplas, Hela. –Dizia, mudando o assunto da irmã, fazendo a outra rir de deboche.

-Aham, faremos sim, quando você ficar um pouco melhor. –Ela entregava os Skate guard para o mais novo proteger as lâminas que ficavam em seu patins. Logo em seguida, era entregue o agasalho.

-Não me subestime, treinadora! –Os dois se entreolhavam e caminhavam para longe, saindo de perto das demais pessoas que elogiavam o atleta profissional.

*

 

-“É impressionante! ” –Comentava o apresentador da competição na Tv. –“Mais uma vez, Loki Laufeyson mostra seu talento no gelo! ”

-“Não devemos subestimar esse grande ‘Deus do Gelo’, afinal de contas, ele já ganhou mais de dez medalhas de em toda sua carreira solo. ” –As atenções passavam para o comentarista do programa. –“Ele realmente é um prodígio da patinação artística! ”

-“Devo dizer que estou surpresa por ele ter feito essa homenagem a sua falecida mãe, Frigga. É uma grande pena que ela tenha falecido. Todos na patinação estão de eterno luto... ” –Lamentava a comentarista dos jogos.

-“Sim, ela morreu após uma grave doença afetar seus movimentos.... Isso já faz quase dois anos e meio, certo? ”

-“Sim, se não me engano, essa competição foi a primeira onde a ‘Rainha’ ganhou a primeira medalha de ouro olímpica. ” –Dizia a comentarista.

-“Ah! Verdade! ” –Os outros dois afirmavam. –“É magnifico! Uma homenagem na mesma competição que ela ganhou o primeiro ouro e logo após ele ganhar o seu primeiro ouro olímpico. ” –O comentarista sorria.

-“Bom” –O apresentador dizia, tendo o foco da câmera em si. –“Voltaremos logo com mais notícias de Loki Laufeyson e sua grande vitória... ” –A Tv era desligada pelo loiro que tinha pegando o controle e desligado o eletrônico.

-Ah... Só vão falar disso o dia inteiro? –Fez cara feia para a Tv desligada, podendo ver seu próprio reflexo. –Queria que eles tivessem falado mais um pouco sobre a minha vitória no Hóquei...

-Não fique tão triste por isso, Thor. –Seu pai entrava na sala. –Seu irmão foi muito bom na patinação. Sei que sabe disso, soube que foi assisti-lo ontem. –Ele continuava a caminhar até ficar na frente da enorme janela que dava a linda vista da do frio intenso da Rússia.

-É.. Eu fui vê-lo. Não tinha muito o que fazer... –Ele se levantava e encarava seu pai, Odin. –Ainda não entendo porque me tirou da equipe do Canada e me colocou aqui...

-O que foi? –Ele sorria de deboche, sabia a cara de seu filho, mesmo não o vendo. –Está com saudades do Canada? –Ele continuava a encarar a neve cair. –Aquele lugar quente.

-Bem melhor que esse lugar no fim do mundo, frio e com sol vinte e quarto horas por dia. –Ele apontava para a neve que insistia em cair. –Aqui é muito frio.

-Haha. –Odin ria alto. –Frio? Olha quem fala! Um jogador profissional de Hóquei! Thor, você vive no gelo. Estar neste pais deveria fazer você ficar ansioso. Quantas vezes tive que aguentar você reclamar do calor, que ele não deixava você jogar o seu tão querido Hóquei.

-... –Ele nada dizia.

-Vá logo treinar com os Russos. Seus novos companheiros.

-Está se divertindo com a minha sofrência, né velho? –O loiro sorria, se divertindo também. –Ok, eu irei treinar com eles... –Thor se afastava, entrando em seu quarto e se arrumando.

-Nem pense em pegar leve, eles não são como os canadenses. –Ria. –Os Russos são duros de roer.... Assim como sua mãe era. –Ele murmurava.

*

 

A música clássica tocava ao fundo, o patinador experiente já sabia os passos de cor, nem precisava se concentrar muito para lembrar quais saltos seriam feitos, parecia que seu corpo agia sozinho, quando se deu conta, a música já tinha acabado e palmas de seus companheiros eram ouvidos.

Ele se curvou, agradecendo e patinando para fora do gelo. Hela mais uma vez o esperava enquanto estava sentada na arquibancada.

-Faltou mais impulso no último salto, suas mãos estavam moles, precisa de mais precisão se quer ser o melhor de todo o mundo.

-Tsk! –O mais novo fazia cara feia enquanto limpava o suor de seu rosto. –Não precisa ficar me lembrando toda hora, Hela.

-Se quer ser o melhor e dançar com a sua querida irmã, faça o que eu mando. –Ela se levanta. –Vou me exercitar agora, pense no que errou na sua última apresentação e a refaça.

-Mas eu estou treinando uma nova performance já! –Ele se exaltava e encarava a mulher retirar sua blusa da seleção russa.

-Por isso mesmo. Nós, patinadores, somos também dançarinos. O que o mundo diria se a gente não fizesse nossas apresentações com perfeição? Para fazer uma nova apresentação, precisa primeiro aperfeiçoar a anterior. –Assim a irmã saia da frente de Loki e entrava no gelo, onde todos os demais patinadores paravam de conversar e observava a patinadora.

-Olha! Hela, ela vai dançar! –Todos ficavam em silencio, logo o som agudo do piano começa a ressoar no local e ela começa sua dança.

-Metida... –Murmurava o irmão mais novo. –Não acredito que ela vai dançar para chamar atenção... –Ele pegava a blusa com seu nome e saia do local, onde todos apenas davam atenção a patinadora e ela, vendo o irmão ir embora, sorria.

 

Enquanto caminhava, ele se lembrava do nome em que sua irmã, Hela, ficou conhecida. A Deusa da Morte. Um nome bem irônico para uma pessoa, mas para Loki, cabia perfeitamente nela. Hela tinha ganhado este nome por causa de sua apresentação. Uma da qual o mundo até hoje se lembra....

-Uh? –O patinador parava de caminhar, vendo os jogadores de Hóquei se aproximarem e entre eles alguém bem familiar. Não demorou muito para que o loiro percebesse a presença do patinador e parasse bem na frente dele. –Ora, ora... O que temos aqui. –Ele sorria de deboche, nunca esperaria revê-lo ali.

-Loki Laufeyson, filho de Frigga.

-Thor Odinson, filho de Odin.

-Como vai, irmão? –Thor sorria, sabendo que isso irritava o outro.

-Não me chame assim. –Pediu. –Não somos mais irmãos desde que...

-O meu amado pai traiu nossa mãe. Eu sei... –Ele dizia cansado de ter que ouvir a mesma coisa quando eles se encontravam. –Só quero saber como está? Te vi ganhar a medalha de ouro na competição, meus parabéns!

-Obrigado! Também soube da sua medalha no Hóquei... –Ele desviava seu olhar para as roupas do loiro, o uniforme oficial da Rússia. –Pelo visto vai mudar de bandeira.... Que traidor. –Sorria sarcástico.

-Não foi minha decisão! –Se defendia. –Ele que quis fazer isso.

-Não sabia que Thor Odinson poderia ser controlado tão facilmente. –O patinador sorria, mas ele se lembrava do passado, então resolvia parar de falar. –Adeus. –Ele caminhava normalmente, indo para longe e deixando o loiro sozinho.


Notas Finais


Gostaram??
Bem, hoje pode ser quarta, mas eu postarei a Fic nas Terças kkkkkkk
Faz sentido? Não, mas tudo bem heuehueheueheu

Até a próxima :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...