1. Spirit Fanfics >
  2. Thorki - Dança no Gelo. >
  3. No ritmo da música.

História Thorki - Dança no Gelo. - Capítulo 5


Escrita por: Luanaoka

Notas do Autor


HELLOOO
Yep, eu me atrasei... SORRY!! TwT
Tive uns problemas e não pude postar...
Mas bem, depois de ver que meu tempo para postar/escrever se reduziu drasticamente.. Eu não vou parar com a Fic, calm kkkkkkk Só vou diminuir nas postagens... Okay? Tá ficando realmente bem difícil de postar kkkkkkkkk

ENFIM!!!
Hoje tem cap, mesmo não sendo terça KKKKKKK

Sem mais delongas, aproveitem!! XD

Obs: A música eu me baseei no tema de Lago dos cisnes :3

Capítulo 5 - No ritmo da música.


Fanfic / Fanfiction Thorki - Dança no Gelo. - Capítulo 5 - No ritmo da música.

O despertador tocava sem sessar, alertando que estava na hora de acordar. Thor foi o primeiro a conseguir alcançar o alarme e desliga-lo. Preguiçosamente ele se esticou seus braços e sentiu uma dor nos olhos, eles ainda estavam vermelhos por conta do choro de ontem.

O loiro se esforçou para ter uma visão mais ampla de onde estava, o lugar escuro, cheio de medalhas olímpicas de patinação artística, logo ele se lembrava do que tinha acontecido, depois de ouvir a confissão de seu irmão sobre sua mãe, e de ter chorado quase que sem parar, Thor havia caído no sono igual uma criança.

 Ele se levantava da cama, ainda com sono se esforçava para não cair enquanto caminhava até o banheiro. Após fazer a rotina matinal, foi a cozinha, onde sentia um ótimo cheio vindo de lá. Ao chegar, notou que seu irmão fazia o café.

-Bom dia. –Cumprimentou Thor, mas Loki nem ouvirá. –Bom dia! –Exclamou um pouco mais alto, sem resposta. Ele bufou e entrou no local, se aproximou do menor e retirou um dos fones de ouvido. –Bom dia. –Disse com a voz rouca, o que fez o mais velho se assustar e quase derrubar a frigideira.

-Pelos deuses! Thor! –Loki praticamente gritava agora. –Que susto! –Ele desligava o fogão.

-Eu te disse bom dia umas três vezes e você nem ouviu. –Ele balançava um dos fones sem fio em sua mão. –Deveria parar de ouvir música tão alta. –Colocava o aparelho no ouvido, podendo ouvir o que outro estava escutando. –Hum... Música clássica?

 -Não é apenas música clássica! –Ele retrucava enquanto ia arrumara mesa.

-É a música da mamãe. –Ele notava os timbres altos e a sinfonia forte que preenchia a alma. Por um segundo, Thor ficava sem palavras, a música era sua favorita já que era uma das poucas músicas que ele viu ela dançar.

-Sim e é nossa música também. –O mais velho respondia enquanto voltava para cozinha. –A comida está pronta. –Ele pegava seu fone de volta. –Vamos, o dia será corrido.

*

 

-Tony! Por favor! –Steve suplicava enquanto batia na porta do apartamento do namorado. –Vamos Tony, eu te disse que eu tentaria! Por favor! Me desculpe! –Ele quase chorava enquanto pedia perdão.

-Tsk! Vá embora Rogers! –O engenheiro estava atrás da porta, sentado de costa para ela, muito irritado com as ações do loiro, em sua mente era imperdoável que seu namorado saísse de casa e só voltasse no dia seguinte, que não mandassem nem ao menos uma mensagem ou que ligasse.

-Por favor! Aqui fora tá frio! –Suplicava. –Eu posso te explicar tudo, por favor! –Mesmo zangado, Stark odiava fazer o outro suplicar tanto. Ele se levantava e abria a porta, podendo ver o loiro quase congelando com as roupas que usava. –Cadê aquela sua blusa que eu te dei? –Steve estava apenas usando uma blusa, duas calças e tênis.

-Deixei na casa do Bucky! –Respondia. Por pura raiva, Tony começava a fechar a porta na cara do namorado, mas o esquiador era mais rápido e entrava antes disso acontecer. –Olha.... Deixa eu explicar! –Pedia antes mesmo do engenheiro dizer algo. –Ontem eu fui treinar como tinha te prometido, mas aconteceu um imprevisto... –Ele retirava o celular do bolso e mostrava ele todo quebrado. –Eu esqueci que isso estava comigo e quando fui para a academia, deixei cair e depois eu meio que pisei em cima.

-Isso é sério? –Anthony via aquele aparelho totalmente quebrado, a tela rachada e algumas peças faltando. –Ah Steve.... –Murmurava enquanto passava a mão no rosto, matando mentalmente o namorado.

-Desculpa. Você sabe que eu não curto esse tipo de tecnologia. –Se defendia.

-É, mas você não podia ter um nokia tijolão no bolso! –Retrucava bravo. –Eu comprei esse para a gente trocar mensagens, mas você nem quer saber de mandar mensagens, só sabe fazer ligações!

-Eu sei, eu sei. Desculpa! -Se desculpava pela segunda vez. -Mas olha, depois disso. -Apontava para a coisa em sua mão. -Eu mostrei para o bucky, disse que se eu não conserta-se isso, você ficaria uma fera comigo.

-Mas não deu certo, eu to full putasso contigo! Não só por ter feito o celular virar pó, mas por ter ido a casa do Bucky! Ah merda! -Ele gritava, andando em círculos. -Me diz, pelo menos um bom motivo para eu não te matar.

-Calma. -Steve tentava alguma conexão com o namorado, mas sabia que o modo full putasso dele era quase invencível. -O bucky... -Ao ver ainda mais a irritação só do nome do amigo, Reger precisou mudar a tática. -Quando ele viu, disse a mim para ir lá em casa, que ele daria um jeito.

-É, to vendo... O jeito ficou muito bom. -O tom de ironia era tão evidente que até o loiro que não era tão ligado, sabia que o namorado estava sendo irônico.

-Stark! -Dizia em tom sério, bravo. Era pouca as vezes que Steve dizia o sobrenome do Tony. -Deixa eu terminar? -O moreno ficou calado, apenas esperando a continuação. -Como eu ia dizendo, Buc.... Ah, ele disse para eu dormi lá, já que a casa dele era longe e foi o que eu fiz e olha isso. -Rogers retirava outro celular do bolso. -Uma menina muito fofa estava lá e fez outro celular pra mim. -Sorria.

-O que? -Steve dava na mão de Tony o celular, era um que nem o engenheiro tinha visto na vida. Uma cor azul água, o design era coisa de outro mundo, pessoas como Rogers nunca saberiam a tecnologia que estava naquele aparelho. -Quem é a pirralha?!

<Quebra do tempo>

 

No ringue de patinação, Loki fazia de tudo para ensinar a coreografia para seu irmão, mas por conta de ele não ter o corpo flexível, era difícil acompanhar os movimentos do mais experiente.

-Flexione os joelhos! -Ordenava o menor enquanto patinava no ritmo da música.

-Assim? -Thor tentava seguir seu irmão, mas era difícil, já que saltos nunca foram seu forte.

-Agora pula! -Em um impulso, o moreno faltava, fechando os braços e rodando no ar até poder fazer um pouso prefeito de costas.

-Assim? -O loiro ariscava um salto, na tentativa de imitar o irmão, mas falhava. Thor caía no chão. -Aí! -Ele se levantava depois deter ajuda do irmão.

-Como eu fui? -Sorria com uma possibilidade de um elogio.

-Horrível! -E respondia se afastando. -Vamos fazer de novo! Agora quero que tente rodar no ar, como eu fiz.

-Ah Loki, vamos dar um tempo. Por favor. -Pedia o mais novo.

-Não! A a apresentação é daqui alguns nesses! Isso precisa ser perfeito!

O treino continuou, o loiro continuava caindo, ele errava todos os saltos, o gelo fazia o impacto ficar ainda maior, isso lhe causava dores acima do normal. Em um dos momentos, Thor tinha realmente desistido de se levantar, já que as dores não poderiam mais ser ignoradas, vendo aquelas lesões, Loki deu o braço a torcer e levou o irmão para a enfermagem.

Lá, loiro foi aconselhado a ficar um dia de molho, já que o frio poderia fazer mal as articulações.

-Desculpa irmão. -Os dois voltavam para casa de táxi.

-Não foi culpa sua. -O outro respondia encarando a vista de fora. -Eu.... Exagerei, esqueci que você não era um patinador. -Thor ria.

-Realmente, mas sabe... Papai sempre patinava comigo para eu treinar os passes de Hóquei, mesmo ele parecendo uma pedra, dava um ótimo ajudante, já que ele era minha base.... -As palavras do irmão ecoavam na mente do patinador e assim ele tinha uma ideia.

*

 

-Calma, calma, muita calma nessa hora. -O mais alto pedia tempo na explicação. -Deixa eu ver se entendi, você quer que eu sirva de base para você?

-Isso. -Loki suspirava ao ter que responder a mesma coisa duas vezes. -Nos meus saltos, sempre tento ir o mais alto possível, mas se eu tiver a sua impulsão, talvez possa ir mais alto ainda.

-Hum... Ok. -O loiro balança a cabeça concordando. -Agora explica de novo, desde a parte do "eu ser sua base". -Fazia aspas com as mãos.

-O que você não tem de cérebro tem de músculos, né? -O irmão mais velho se irritava com a lerdeza do mais alto.


Notas Finais


Gostaram?? :D

Esse cap foi bem mais divertido que o outro
Quis trazer algo com o outro shipp que amo, STONY!!! <3
Espero não ter fugido muito dos personagens HEUHEUEHEU

Bem, é isso.
Espero que tenham gostado! XD
Nós vemos no próximo :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...