1. Spirit Fanfics >
  2. Thorki - Dança no Gelo. >
  3. Tchaikovsky

História Thorki - Dança no Gelo. - Capítulo 8


Escrita por: Luanaoka

Notas do Autor


Mas olha lá!!! O que será? Um pássaro? Um avião?
NÃO!! É UM CAP ATRASADO PRA CARALHOOOOOOOOOOO
E AINDA TÁ NOITE AAAAAAAAAAAAAAAAAAAA (se vc reparar bem, são pontas de lápis qqqq)
Meu deus HEUHEUEHEUEHEHHEUEHEU
Meus queridos, me perdoeemm, pls!!!!
Eu tive TANTA coisa para resolver, nem terminei de resolver, mas né, assim nunca vou postar KKKKKKKK
mas bem. Sem mais delongas...

*Música baseada na trilha sonora de: O lago dos Cisnes. (Se vc nunca ouviu, cara. Recomendo ouvir pakas <3)

Espero que gostem!! XD

Capítulo 8 - Tchaikovsky


Fanfic / Fanfiction Thorki - Dança no Gelo. - Capítulo 8 - Tchaikovsky

 -Pipoca? –Stark oferecia ao namorado que prestava tanta atenção ao ponto de não perder nenhum salto da apresentação e no mesmo instante, dava um longo gole no refrigerante. 

 -Hum... Claro... –Ele nem se dava ao luxo de olhar para Tony, não perdia nenhum movimento e se emocionava cada vez mais com a música que tocava ao fundo.

-Pelos céus... –O engenheiro revirava os olhos, era impressionante como os esportes, de qualquer tipo, deixavam Steve empolgado. –Você vai dar o cu para mim depois disso? –Ele perguntava sarcástico e sabia qual seria a resposta do loiro.

-Hum.... Pode ser. –Rogers nem estava ouvindo o que Tony dizia e isso era cômico e irritante para o moreno.

-Pelo menos o cu dele é meu nessa noite... –Sorria, já imaginando a cara de Steve depois.

*

 

As notas musicais começavam a tocar, um ritmo calmo e leve que fazia todos serem puxados pela beleza da música, assim como os dois patinadores. As trombetas então soavam, marcando ainda mais o ritmo calmo.

Thor acompanhava Loki, os dois de mãos dadas, referenciando o amor que a música passava, o amor que poderia ser eterno, mas ao mesmo tempo fatal. As luzes então começavam a se apagar aos poucos, conforme o ritmo da melodia.

O timbre suava mais forte, Loki se separava do irmão e fazia sua parte solo. Mostrando ao público a dor, o sofrimento, a perda. Ele patinava em torno do ringue, fazendo saltos espetaculares, que deixavam até os comentaristas boquiabertos.

O ritmo voltava a ser sereno, mostrando agora a alegria da vida. As luzes saiam de cena e logo após voltavam focando em Thor que mostrava a serenidade, o brilho e o amor. Mas ao mesmo tempo a preocupação, ele patinava como se corresse atrás da felicidade, onde a escuridão não o alcançaria.

O público aplaudia a cada momento que os dois apareciam, quando davam seus saltos, mas nenhuma palavra ou comentário.

-Aqueles idiotas até que estão se saindo bem... –Hela murmurava longe do microfone. –Acho que até a mamãe iria ficar feliz....

 

Loki conseguia alcançar o patinador loiro e então segurar sua mão. Thor sorria com o outro, sabia que o momento mais esperado estava chegando, o loiro continuou a seguir os passos do mais velho, seu coração estava a mil, mesmo não conseguindo ver a plateia, ele sabia que todos os olhos estavam em sua direção, aquela não era uma simples homenagem, era como uma oferenda a Deus, como nas mitologias antigas, onde a bela jovem entregava seu ser ao mais poderoso de todos os deuses.

Em um ato rápido Thor puxou Loki para seus braços, igual ao que foi ensaiado. Passou a mão sobre o rosto do menor e sorriu, representando assim, mais uma vez, o amor eterno. Loki se virou de costas e Thor o levantou, no ar, patinaram assim por alguns segundos até que a música clássica atingisse seu auge, com timbres tensos.

*

 

-....

-Ah... Senhor comentarista? –Hela mexia sua mão em frente ao homem que estava completamente perplexo.

-Ah.... Ah, sim! E-Essa foi uma apresentação excepcional minha gente! –Após dizer, toda plateia ia ao delírio. Thor e Loki acenavam para todos, muito cansados e suando. –E-Eu estou sem palavras... P-Por favor, Hela. O que achou de seus irmãos e está homenagem a nossa querida Frigga.

-Bem.... Primeiramente, eu seria bem melhor que os dois. –Ela sorria, fazendo Loki encarar a sala de comunicação, onde dava para se ver Hela atrás do vidro. –Mas.... Eu admito que foram muito bons. –A patinadora segurava sua emoção. –Honraram não apenas a mim, mas a todos os patinadores que amam o gelo e claro, honraram a flor do gelo, nossa eterna Rainha.... Como comentarista por um dia, campeã mundial e irmã daqueles dois patetas, eu estou muito feliz de poder ter visto essa apresentação com meus próprios olhos.

-Senhora e senhores, essa foi a opinião de nossa campeã mundial, Hela! –A mulher sorria ao ver seus dois irmãos, Thor abraçando Loki muito forte e acenando para irmã.

-Seus idiotas....

<Quebra do tempo>

 

-Um brinde! –Hela levantava a taça de vinho e todos os demais convidados faziam o mesmo no salão de festas que foi reservado para comemorar a grande vitória de Loki e a bela apresentação. –Aos meus irmãos que conseguiram fazer a apresentação e a esse meu querido irmão errôneo que ganhou mais uma medalha. –A irmã ria com sua vestido negro brilhante, que a fazia se destacar dos demais.

-Vai se ferra Hela! –O irmão do meio, com seu terno preto, brindava. O brinde terminava com todos rindo e se divertindo. –Não sabia que tinha tantos amigos. –O mais velho comentava.

-Ah irmão, a maioria são conhecidos e amigos meus. –Thor se glorificava, no mesmo momento que arrumava sua gravata azul escura. –Não se sinta excluído. Convidei muitos atletas e acho que vai gostar deles. Olha lá o Rogers! –O loiro rapidamente deixava Loki no meio do salão, sozinho.

-Steve! –Thor já vinha ao encontro do outro loiro de braços abertos e era recepcionado com um forte abraço por parte do esquiador.

-Thor! –O mais alto desfazia o abraço. –Eu fiquei bem emocionado quando vi sua apresentação junto com seu irmão. Foi incrível, certo Tony? –O engenheiro concordava com a cabeça. –Enfim, queria parabeniza-los. Onde está o Loki?

-Ah.... –O atleta olhava ao seu redor e não via seu irmão baixinho. –Acho que o perdi no caminho. –Ele ria. –Bem, irei procura-lo, divirtam-se. –Thor se afastou, deixando o casal a sós.

-Serio que vai esperar até o Loki vir aqui para você dizer: ”Parabéns pela medalha e pela apresentação”? -Stark fazia sua clássica cara de deboche ao namorado que apenas ignorava.

-Claro, o que mais você quer que eu diga, Tony?

-Nada Steve.... Só quero ir para casa.... Bucky está aqui, eu sei disso... –Ele dizia enquanto observava o perímetro, buscando sinais do homem.

-Como? Ele disse que estaria treinando com T’Challa. –A inocência de Rogers poderia irritar o mais velho, mas Stark aprendeu que cachorro velho não muda.

-Nesse caso... Steve, vamos beber. –Tony pegava duas taças de champanhe da mesa e oferecia uma ao companheiro que aceitava. –Aquele Bucky safado, deve estar dando para aquele gato sem vergonha.... –Murmurava o moreno e logo começava a virar a taça.

*

 

-Você deveria falar com ele. –Hela cutucava seu irmão enquanto mostrava um sorriso travesso, vendo que o mais novo estava bebendo bastante, além do seu normal.

-Cala essa boca Hela! –Ele dizia com a voz começando a enrolar. –Eu não vou realizar seus desejos banais.

-Haha, olha quem fala. Meu querido, o desejo é seu, não meu! –A patinadora ria com a reação envergonhada do menor. –Enfim, acho que vou investir em presas pesadas. –Dizia encarando algumas pessoas. –Vai ser divertido. –Ela se afastava do irmão o deixando a sós com a bebida, mas isso não durou muito, Thor voltava todo animado.

-Irmão! Venha! Rogers quer falar com você. –O loiro puxava o mais baixo pelo salão enquanto fazia isso, Loki continuava a beber e beber. –Steve? –O atleta musculoso chamava o amigo como se fosse uma criança de cinco anos na visão do patinador.

-Ah Thor.... Me deixa. –Ele soltava sua mão do loiro, fazendo os dois pararem na sacada do salão. –Você me deixou longe da bebida, seu ruim. Como eu vou beber aquele whisky agora? –O mais novo notava o quão diferente estava seu irmão mais velho, parecia um tanto frágil naquele estado, chegava a ser tentador aprontar. –Eu vou ter que andar até lá... Whisky... –Murmurava.

-Loki. –A voz do caçula causou um breve arrepio no menor, parecia que o Odison fazia aquela voz rouca de propósito só para provocar. –Irmão...

-Saia daqui! –O mais velho tentou se afastar, mas era em vão, seus braços eram tomados e seu corpo forçado a ficar ainda mais perto do outro. –Muito perto... Thor...

-Irmão, você está muito bêbado.... Vamos para casa, eu cuido de você e....

-Não! –O mais velho empurrava com força o loiro, coisa que impressionou o mesmo. –Fica longe de mim!

-Por que? –Thor não entendia o que estava acontecendo, do nada seu querido irmão o respondeu com a voz séria e ríspida, sem dizer que o encarava com um olhar de reprovação.

-Só.... Me deixa Thor... –Ao perceber a cara de tristeza do caçula, Loki se amaldiçoou por completo, nunca tinha falado com ele daquela forma, mas seus sentimentos estavam deixando sua cabeça confusa.

 

Ele estava à beira da loucura, sua sanidade pedia que Thor ficasse longe, que aqueles sentimentos fossem embora. Contudo, seu corpo parecia pedir por mais toques, era quase inevitável estremecer quando sentia o calor do mais alto e quando ouvia a voz do loiro o chamar, era quase como pedir que o torturasse, se não fosse pela sanidade do patinador, Thor veria um lado totalmente diferente do irmão.

-Irmão... –O loiro via como seu irmão se recolhia quando ele se aproximava. –Eu fiz algo que você não gostou?

-...


Notas Finais


Gostaram?? :D

"MEU DEUS, VC USOU LAGO DOS CISNES NESSA FIC??? WHATS???!!!"
Sim, eu usei, pq né :v Amo essa música clássica e acho que combinou super HUEHEUEHEUEHUE

TENHAM CALMA, sei que cortei o momento do shipp HEUHEUEHEUHEUE
Mas né, a ansiedade mata :v Então, TENHAM CALMA KKKKKKK
Eu tive uns problemas para escrever, a criatividade estava escassa .-.)
Mas enfim, espero que tenham gostado!
Até o próximo :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...