História Thorn heart - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Doenças, Doenças Fictícia, Hanahaki
Visualizações 5
Palavras 948
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Me desculpem a demora, é que esses dias foi tudo tão corrido para mim, fora que esses dias eu também estava um pouco desanimada... Mas está tudo bem agora.

Aproveitem !

Capítulo 2 - Acabei parando em um hospital


Eu não sei o que está acontecendo... Tudo está tão turvo... Eu só consigo ouvir vozes e gritos de desespero, às  vezes eu conseguia ver algumas pessoas de jaleco branco... Acho que estou recuperando a visão aos poucos... Eu... Eu vejo os meus pais me olhando como se algo grave tivesse acontecido e eu também vejo o Jacob do lado dos meus pais, dava para ver pela a expressão do seu rosto que ele estava bem preocupado.

- Olhem ! Ela está acordando ! - Diz Jacob.

- Lauren, ainda bem que você acordou ! - Diz a minha mãe me abraçando. - O que aconteceu com você ?

- Nem eu sei ao certo... Mas me responde uma coisa, aonde eu estou afinal ?

- Você está no hospital. - Respondeu o meu pai. - Depois que você desmaiou o Jacob ligou para a gente, quando nós chegamos em casa e vimos o seu estado, nós logo viemos para cá.

- Entendo... Mas algum médico me examinou  ?

- Sim. - Respondeu o meu pai.

- E o médico descobriu alguma coisa ? - Os meus pais hesitaram em me responder por um momento.

- Bem, ele disse que já viu um caso parecido com esse, o nome da doença é Hanahaki, mas ele não sabe se é essa doença em específico, até porque pelo que ele disse, um dos principais sintomas é nascer rosas no pulmão do hospedeiro, por isso ele vai precisar tirar um raio x do seu peito.

- ... Mas qual é a causa dessa doença ?

- O doutor falou que um amor não correspondido pode ser a causa da doença. - Respondeu o meu pai.

Na mesma hora eu olhei para o Jacob e o Jacob olhou para mim, eu não sei o que ele deve estar pensando, será que agora ele se tocou que eu gosto dele ?

Eu preciso saber e eu vou perguntar isso agora.

- Mãe, Pai... Vocês poderiam sair só um pouquinho ? É que eu quero falar um pouco com o Jacob.

- Claro, filha. - Diz minha mãe saindo do quarto junto com o meu pai.

- Lauren, você está assim por causa de mim ? - Perguntou Jacob enquanto ele estava se aproximando de mim.

- Eu... Eu acho que sim... Jacob, eu...

- Lauren... Eu também gosto de você. - Diz Jacob pegando na minha mão.

Isso finalmente está acontecendo, eu não tô acreditando, eu... Eu tô me sentindo estranha... Eu tô sentindo um aperto no coração de novo... Eu sinto que a minha pele está sendo perfurada, eu olho para o meu braço e mais espinhos estão crescendo.

Eu entro em pânico, eu dou um grito de dor, eu não estou aguentando de dor no peito, é como se algum estivesse espremendo o meu coração e eu sinto que o meu coração está sendo espetado.

- Mas o que está acontecendo aqui ?! - Disse a minha mãe que entra no quarto junto com o meu pai e o médico.

- Eu não sei ! Eu só peguei na mão dela e daí ela começou a gritar do nada. - Responde Jacob, parecia que ele também tinha entrado em pânico.

- Enfermeira ! Traga um sedativo, agora ! - Gritou o médico da porta do quarto.

- Aqui está, doutor. - Diz a enfermeira entregando uma seringa para o médico, o mesmo vai na minha direção e injeta o sedavito.

- Pronto, agora ela deve se acalmar um pouco. - Diz o médico. - Precisamos fazer o raio x dela o mais rápido possível.

Quebra de tempo

Eu acabei de sair do consultório médico, eu vi os resultados do meu raio x... Tudo que eu posso dizer é que estou em choque... Os espinhos estão nascendo em volta do meu coração, por isso eu fico sentindo essas dores no peito, mas isso ainda não é o pior, o pior é o que médico falou, ele disse que isso talvez possa ser o contrário do Hanahaki, a causa da minha doença pode ser o amor, ou seja cada vez que eu me apaixono ou que eu chego perto da pessoa que eu amo, mais doente eu vou ficar e se eu continuar com isso, é bem provável que um dia eu vá morrer.

Isso tudo parece um absurdo, mas faz sentido, até porque isso explica as dores no peito que eu sempre sinto quando eu estou com o Jacob e também explica o crescimento de espinhos no meu braço, até porque depois de eu ter feito o raio x, eu nunca mais vi o Jacob, os meus pais ( principalmente a minha mãe ) ficaram com medo dele se aproximar de mim e com o tempo os espinhos começaram a sumir do meu braço, mas eu acho que os espinhos que estão em volta do meu coração não vão sumir assim tão facilmente e eu não fui a única a pensar assim, o médico está querendo fazer um cirurgia em mim, ele vai tentar tirar os espinhos, ele falou que é uma operação um pouco parecida com a do Hanahaki só que a única coisa que muda é que ele não vai tirar flores do meu pulmão.

Eu confesso que estou preocupada com toda essa situação, eu acho que isso não vai dar certo...

Eu sinto uma dor no peito, mas eu sei que não são os espinhos que estão quase perfurando o meu coração, eu tô sentindo um tremendo vazio, até porque eu finalmente tive o que eu queria por um momento, mas ele foi tirado de mim, eu não sei o que vai me matar primeiro, a doença ou a falta que eu sinto do Jacob.


Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...