História Thoughts - Capítulo 71


Escrita por:

Postado
Categorias Monsta X
Personagens Hyung Won, I'M, Joo Heon, Ki Hyun, Min Hyuk, Show Nu, Won Ho
Tags 2won, Changki, Hoseok, Hyungwon, Hyungwonho, Joohyuk, Monsta X, Tae2wonhi
Visualizações 168
Palavras 1.113
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


1k de lemon

Capítulo 71 - I wanna


seok jogou Hyungwon na cama e subiu sobre seu corpo, sentando sobre a cintura do namorado e tirando a própria camisa, antes de se inclinar para beijá-lo. Hyungwon deslizou suas mãos pelas costas de Hoseok até dentro de suas calças e cueca, apertando-lhe as nádegas fofinhas.

Hoseok sorriu, e Hyungwon acompanhou-o no ato, antes de apertar-lhe as nádegas novamente e tomar-lhe os lábios num beijo cheio de desejo, que fez Hoseok gemer e procurar a barra da camisa do namorado para também começar a despi-lo. Assim que Hyungwon estava sem camisa, eles giraram na cama, com Hoseok agora por baixo. Hyungwon roçou suas intimidades, fazendo ambos os jovens tremerem e as mãos desesperadas de Hoseok começarem a tirar-lhe o cinto e o resto das roupas.

Hyungwon riu e tirou as roupas de Hoseok primeiro, segurando as mãos do namorado e as beijando, em um pedido mudo para que este fosse com calma. E então aproveitou-se da visão do menor inteiramente nu. Os braços malhados e peitoral definido. As coxas grossas. Porra. Hoseok era o próprio pecado, e Hyungwon começou a cometê-lo pelos lábios no pescoço do menor, marcando-lhe a pele com chupões.

Deixou um beijo nos lábios marcado, sussurrando um "te amo, bebê", antes de descer para os mamilos de Hoseok, que estremeceu pelo contato da língua quente ao redor do botão.

Hoseok era muito mais forte que Hyungwon, e suas mãos escaparam da maior de Hyungwon. Descansaram sobre as costas do maior, acariciando-a.

Hyungwon beijou-lhe o peitoral carinhosamente antes de descer para a intimidade de Hoseok, já duro. Hyungwon segurou-o pela base e lambeu a glande, antes de começar a chupá-lo. As mãos de Hoseok prenderam-lhe os cabelos, puxando-os e gemendo, descontando o prazer que sentia com as sugadas e os lábios que subiam e desciam pela sua extensão. Ousou olhar para Hyungwon, e jurou que não havia imagem mais bonita que aquela.

O namorado tirou a boca de sua intimidade só para sorrir safado para ele, e então voltar com o trabalho. Hoseok não se importou; descontou o prazer em belas investidas contra a boca de Hyungwon até que gozasse.

Hyungwon limpou os lábios e livrou-se de suas roupas, enquanto Hoseok tinha a respiração pesada, recuperando-se do orgasmo. Sua ereção agradeceu por livrar-se do aperto e Hyungwon começou a se masturbar. Os olhos de Hoseok pousaram em si, e Hyungwon sorriu, parando com o ato. Hoseok foi até ele, encontrando seus lábios aos de Hyungwon, começando o ato pelo namorado.

-- Lubrificante e camisinha, amor -- Hyungwon murmurou contra seus lábios. Hoseok encarou-o, sentindo seu peito inflar. Sabia o que estava por vir e a ansiedade o dominava. Antes de virar-se para pegá-los no criado, colou novamente seus lábios nos do namorado de forma desesperada e que arrepiou Hyungwon por inteiro.

O que fez em seguida foi provocante. Virou-se de costas para Hyungwon e ficou de quatro para alcançar o criado e pegar o que lhe fora pedido. Hyungwon ficou sem reação, sentindo seu pau pulsar, enquanto observava aquela bunda empinada em sua direção com a entrada de Hoseok visível para si, como se o convidasse a se afundar ali.

-- Puta merda, Hoseok -- murmurou. Hoseok o encarou com um sorriso safado enquanto se sentava na cama e se virava de volta para Hyungwon para poder entregar-lhe os objetos. -- Você é tão gostoso, puta merda -- Hyungwon o puxou pela cintura, fazendo que Hoseok caísse contra si e seus lábios pudessem se chocar em um beijo necessitado. -- Só não peço aquela posição de novo porque quero ver seu rosto durante todo o momento -- sussurrou contra os lábios do menor, que o beijou novamente.

Hoseok deitou na cama sem nenhuma ordem e abriu as pernas para Hyungwon, com os joelhos dobrados. Hyungwon abriu o lubrificante e espalhou parte do conteúdo em seus dedos, que rapidamente se encontraram contra a entrada de Hoseok, acariciando-a. Hoseok estremeceu e gemeu. Com a mão livre, Hyungwon segurou um de seus joelhos e beijou a parte interna de sua coxa, penetrando o primeiro dedo em Hoseok. Logo adicionou o segundo, e Hoseok contorceu o rosto em desconforto enquanto Hyungwon o alargava. Com o terceiro dedo, um gemido de dor e prazer deixou seus lábios.

Hyungwon se moveu para que conseguisse beijar os seus lábios. Hoseok o retribuiu com cuidado e Hyungwon aproveitou para estocar os dedos no menor, que estremeceu. Quando viu que Hoseok já estava bem preparado, tirou os dedos de seu interior, escutando um gemido, e pegou a camisinha.

Hoseok o observou atentamente durante aquele momento, o que deixou Hyungwon, inesperadamente, nervoso. Hoseok também estava, e o beijo que compartilharam antes de Hyungwon se encaixar nele e adentrá-lo serviu como amenizador do nervosismo, deixando-os aproveitar aquele momento.

Hyungwom gemeu contra os lábios de Hoseok, em puro êxtase, enquanto o menor gemia mais por dor do que prazer, mas Hyungwon tratou de distraí-lo da dor, selando seu pescoço e sussurrando em seu ouvido coisas bonitas e também, safadas.

--- H-hyung-won... -- Hoseok gemeu, seguido de um "aawn" quando se moveu, antes de Hyungwon começar a estocá-lo com movimentos leves enquanto deixava beijos em seus lábios. Então os movimentos começaram a ser mais agressivos, estocadas fortes e fundas, que fizeram Hoseok gritar e arranjar toda as costas do namorado, que gemia em seu ouvido e dizia o quanto ele era gostoso. Hoseok retribuía pedindo para que fosse mais fundo, mais rápido, numa oração de "mais, mais, mais", antes que os gritos que irrompessem pela sua garganta ao ter sua próstata surrada não o permitissem dizer nada coerente.

Ele foi o primeiro a atingir o orgasmo, e Hyungwon veio logo depois. O quarto foi tomado pelo som de seus ofegos. Seus olhos se encontraram, e ambos sorriram, antes de Hoseok puxar Hyungwon pela nuca e beijar seus lábios vermelhos.

Hyungwon quase desmontou em cima dele, cansado, mas se retirou do namorado e deixou um selinho em seus lábios. Levantou-se para jogar a camisinha fora e depois deitar novamente com Hoseok, que o puxou para si para que pudessem se beijar.

Hyungwon observou as belas marcas de seus chupões no pescoço de Hoseok, e sorriu antes de deixar-lhe um beijo delicado nos lábios. Hoseok, sem dizer nenhuma palavra, deitou sua cabeça no ombro de Hyungwon, abraçando o tronco esguio. Hyungwon trouxe seu corpo mais para perto e passou a acariciar os fios de Hoseok, e deixou um beijo, que significava carinho, no topo de sua cabeça.

-- Eu te amo, Hoseok.

-- Humhum -- Hyungwon sorriu com a resposta, pois sabia que ela significava " eu também".

Hoseok já estava quase dormindo quando escutou a voz suave de Hyungwon. Mas mesmo se tivesse escutado-o perfeitamente, não entenderia o significado daquelas palavras cantadas em um outro idioma.

-- I think I wanna marry you.


Notas Finais


espero que estejam mortos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...