1. Spirit Fanfics >
  2. Threda >
  3. Garota Misteriosa

História Threda - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


:-D .i.

Quem entendeu entendeu....

Capítulo 2 - Garota Misteriosa


Fanfic / Fanfiction Threda - Capítulo 2 - Garota Misteriosa

Pensamento de Yan ON/OFF

Será que vou morrer aqui? Eu prometi pro papai proteger a mamãe e a Lulu, acho que e eu falhei, tomará que eles fiquem bem sem mim

Pensamento de Yan ON/OFF

???: Fica calmo, vou tirar a gente daqui

*A garota começa a falar em uma língua estranha então derrepente o clarão surge*

Yan: Caralho!!! - Yan dá um grito enquanto se levanta da cama

Lulu: Graças aos Deuses, vc acordou, eu fiquei muito preocupada - Lulu diz isso enquanto abraça Yan

Yan: Lulu, o que aconteceu!?

Lulu: Mamãe percebeu que você estava demorando a voltar, nós começamos a procurar você por todo lugar, então escutamos gritos vindos da floresta, quando chegamos você estava inconsciente com aquela garota do seu lado

Yan: E o goblin? E como eu me curei tão rápido?

Lulu: Tinha dois goblins que estavam mortos perto de vc, e vc não teve nenhum ferimento, quando te achamos você só estava inconsciente

Yan: E onde está aquela garota agora!?

Lulu: Ela estava muito cansada e com fome, então nossa mãe trouxe ela pra deu comida pra ela e agora ela está descansando no meu quarto

*Yan se levanta e vai até do quarto da Lulu, quando ele entra vê sua mãe e a garota*

Elena: Graças aos Deuses, eu fiquei tão preocupada - Fala enquanto abraça Yan

Yan: Mãe, eu posso falar com essa garota a sós?

Elena: Claro, O nome dela e Luthien, ela estava passando por aqui e foi atacada pelos goblins

Yan: Certo, mas por favor nos deixe a sós agora

Elena: Certo...

*Elena saí do quarto*

Yan: Primeiramente, quem é você?

Luthien: Eu sou só uma garota que pegando a trilha para visitar a casa dos meus parentes e foi atacada por goblins, mas então você me salvou, muito obrigada

Yan: Vou ser mais claro, de que raça vc é?

Luthien: Humano, igual a sua

Yan: Você está mentindo, eu nunca ouvi falar num humano com faz magia

Luthien: Magia? Do que você está falando?

Yan: Você sabe do que eu estou falando, eu vi você conjurar aquele clarão e me curar 

Luthien: Acho que você sonhou com isso enquanto estava inconsciente

Yan: Certo, de qualquer forma eu agradeço a você por ter me curado

Luthien: Ainda não sei do que está falando

Yan: Mas mesmo você tendo salvado minha vida, eu não posso eliminar o fato de você ser uma elfa

Luthien: Elfa? Eu sou uma humana

Yan: Vamos ver o que os guardas de Leônia vão achar, eu vou enviar chamar eles aqui agora

*Yan saí correndo, mas derrepente ele caí e fica paralisado*

Luthien: Escute aqui, nenhum guarda vai ser chamado aqui, vc entendeu?

Yan: Eu sabia você e uma elfa, o que você fez comigo?

Luthien: Eu apenas usei um feitiço de paralisia em você

Yan: Droga, sua maldita, pq está aqui em Leônia!?

Luthien: Eu sou de uma tropa de elfos que veio atacar essas terras, porém todos os meus companheiros foram mortos pela sua raça, eu consigui fugir mas fui atacada por goblins

Yan: E o que você vai fazer agora!?

Luthien: Eu retornarei até o país dos elfos e reportarei esse acontecimento

Yan: Você vai me matar?

Luthien: Bem.... Você me salvou dos goblins, então acho que vou retribuir o favor e não te matar

Yan: Maldita, eu deveria ter deixado você morrer

Luthien: Humanos são tão ingratos, eu lhe salvei da morte e mesmo assim você me chama de maldita? Que insolência

Yan: Você não sabe com quem está mexendo, meu pai e um guerreiro da guarda real ele vai te matar

Luthien: Da guarda real?

*Luthien começa a rir*

Luthien: Coitadinho, acha que seu pai bastardo pode te salvar, humanos são mesmo ingênuos

Yan: O que você quer dizer com isso!?

Luthien: Em alguns dias o Reino dos elfos vai atacar a capital de Leônia, e nemhum humano vai sair vivo

Yan: Desgraçada!!!!

Luthien: Adoraria apreciar sua agonia, porém tenho assuntos mais importantes para tratar, até mais

*Um clarão surge e Luthien some junto a ele sem deixar rastros*

Yan: Isso é terrível, meu pai está correndo perigo

*Yan se levanta e vai até sua mãe e explica a situação*

Elena: Terrent...isso não pode ser real - Lágrimas começam a escorrer do rosto de Elena

Lulu: O que vamos fazer!? Se não fizermos nada o papai vai morrer!! - Grita enquanto segura as lágrimas

Pensamento de Yan ON/OFF

Eu não aguento ver minha mãe e minha irmã chorarem, eu tenho que fazer alguma coisa, talvez seu eu enviar uma cart.. não demoraria demais, eu tenho que ir lá pessoalmente, eu tenho que salvar meu pai!

Pensamento de Yan ON/OFF

Yan: Eu vou até a capital, vou avisar a todos sobre o ataque

Elena: Não e muito perigoso, não posso correr o risco de perder você

Yan: Não temos outra escolha, não podemos deixar o papai morrer!!

Lulu: Por mais que eu tenha medo de você ir para Leônia sozinho, eu sou a favor da ideia, por favor salve nosso pai!!

Yan: Eu vou salvar nosso pai, isso  uma promessa





 







Notas Finais


Assim se inicia o primeiro arco da história


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...