História Three Steps - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Dove Cameron, Justin Bieber
Tags Adry-l, Amizade, Dove Cameron, Justin Bieber
Visualizações 249
Palavras 1.143
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Famí­lia, Hentai, Mistério, Poesias, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oeeee. Genteeeeeee scrrrrr!! CHEGAMOS A 300 FUCKINGS FAVORITOOOOS. Vcs não tem noção do quanto estou happy e do quão morrendo de amores por vcs eu tô. Se eu pudesse pegaria todo mundo e colocaria em um potinho pra proteger da maldade do mundo. Minha gratidão por cada um é enormeeee e eu jamais vou conseguir recompensar. Muito obrigada, do fundo da minha alma, obrigada por continuarem aqui mesmo eu demorando mesmo tendo capítulos "bhle", mesmo eu nao tendo a melhor escrita. As vezes eu estou taaaao pra baixo entro aqui releio os capitulos de TS, vou nos comentários e penso "porra meo. Minhas leitoras são maravilhosas" pq é isso que vcs são e nunca deixem que digam o contrário. VOCÊS TORNAM TUDO ISSO AQUI MAIS INCRIVEL!!

Entaoooo voltei com mais um biuri capítulo QUENTISSIMOOO pra vcs em comemoração aos 300 fv. É isto.

📑📑BOA LEITURA MEU AMOR! 📑📑

⚠ATENÇÃO: CAPÍTULO NÃO REVISADO. SE ENCONTRAR ALGUM ERRO QUE TORNE A LEITURA INCOMODA ME AVISE POR FAVOR!

Capítulo 12 - In the middle of chaos


Fanfic / Fanfiction Three Steps - Capítulo 12 - In the middle of chaos

ANGELINNE WHITE P.O.V'S 

Um alívio imediatamente tomou meu corpo porém eu ainda permanecia aérea ao que acontecia. Ergui meu olhar que antes fitava o rosto erraivecido do homem jogado no chão e sorri em meio às lágrimas me lançando contra o corpo de Chistian o abraçado com toda minha força. Eu não conseguia dizer nada, porém eu sabia que ele estava ciente da minha gratidão. Eu já podia imaginar o que teria acontecido comigo se ele não chegasse. E só esse pensamento fez com que um frio percorresse minha espinha. Lentamente ele tirou meus braços da sua cintura me fazendo olhá-lo confusa. Ele ergueu o rosto em direção ao cara que agora se levantava com toda irá. Seus rosto estava completamente vermelho, maxilar travado e olhos em chamas. Aquilo me deixou ainda mais apavorada se é que era possível, o que me fez voltar a chorar desesperadamente. Christian pareceu ficar com ainda mas raiva pelo meu choro.

— Eu vou desfigurar a cara desse filho da puta! — Gritou alto atraído ainda mais a atenção das pessoas a nossa volta. Em uma velocidade incrivel Chris desferiu contra o rosto do cara um soco com tanta força que pude vizualizar mesmo que com a vista embaçada pelas lágrimas, seu nariz se contorcer. A possibilidade do cara revidar aquele soco com a mesma força e intensidade, me fez gritar desesperadamente para que Christian parasse, já que o desconhecido era relativamente mais alto e aparentemente mais forte. Depois desse primeiro outros foram dados seguindo o mesmo ritmo. Ele parecia estar em outro mundo, completamente cego pelo ódio. O homem parecia querer revidar porem Chris nao dava-lhe uma oportunidade. Ele até poderia ser mais forte, porém Christian era mais ágil. Por uma perca de equilíbrio o corpo esguio do cara caiu no chão e Christian se posicionou em cima dele, voltando sua série de socos que o desconhecido tentava desviar.

— CHRISTIAN PARE! POR FAVOR!— Gritei com força tentando puxar seu corpo. As pessoas a nossa volta apenas olhavam a cena como se fosse normal, a música continuava tocando fazendo com que parte das pessoas continuassem dançando sem se importar com o que acontecia. Eu aparentemente era a única que estava se importando em tentar separar os dois. Em alguns segundos de descuido de Chistian o cara com o rosto já completamente ensanguentado trocou de posição, sendo ele a desferir socos contra o rosto do meu amigo agora. O medo agora era tanto que eu nem conseguia mais raciocinar direito.

— SEPAREM ELES!PELO AMOR DE DEUS! ELE VAI MATÁ-LO!— O choro fez com que meu grito não saísse tão alto como eu gostaria. Meu corpo estava formigando e a única coisa que eu queria de qualquer maneira era fazer tudo aquilo parar. Onde diabos estavam o seguranças dessa merda?

Já sem saber o que fazer olhei pra cima na esperança de ver Justin e quando eu consegui . Meu cérebro congelou e meu pânico tornou-se ainda mais intenso pela imagem. Bieber estava sentado e Dorothy estava sobre seu colo. Suas mão apertava sua cintura mantendo seu corpo parado em quanto ele a beijava com o máximo de vontade. Eu estava começado a ficar sem ar, minhas pernas pareciam moles e meu tronco mais pesado. Justin não consegui me salvar por que estava ocupado engolindo minha amiga?

Então em meio ao beijo seu olhos abriram e ele me viu fazendo uma "fiscalização" rápida do meu rosto inundado pelas lágrimas, com a maquiagem completamente borrada, bochechas úmidas e tremendo. Justin parou os movimentos de seus lábios olhando os corpos enraivecidos se embrulhando no chão ao meu lado. Seus olhos se esbugalharam e suas mãos empurraram o corpo de Dorothy sem o mínimo de delicadeza fazendo-a cair no chão, coisa que ele não se importou muito, já que ignorou o fato é seguiu correndo em direção às escadas. Voltei minha atenção a Christian que agora estava quase desmaiado. Eu já não sabia mais o que fazer e a sensação de inutilidade estava me causando choques em todo o corpo. Eu queria tirar Beatles dali, mas todas as minhas investidas para que isso acontecesse não causava efeito algum além de mais raiva no desconhecido. Derrepente meu corpo foi puxado para trás e a última coisa que eu consegui ver foi Justin arrastando com brutalidade o homem que socava Chris. Então minha vista escureceu e um último sussurro saiu da minha garganta ressecada.

— Christian.

JUSTIN BIEBER P.O.V'S 

Quando vi Angel chorando e Christian no chão sendo espancado. Eu não queria, mas já podia ter idéia do que estava acontecendo. Por mais que seja ruim dizer isso, eu já presenciei muitas vezes, porém ignorava pois sabia que não iria muito longe. Mas agora nesse momento eu tinha percepção do quão perturbador isso poderia ser.

Assim que meus olhos capturaram a imagem do corpo de Angelinne desacordada senti meu coração acelerar ainda mais os batimentos, me deixando com uma certa dificuldade de respirar. Aquela merda era com certeza minha culpa.

Soltei 9 corpo do cara ignorando qualquer outra coisa que não fosse Angel desmaiada. Eu estava pouco me fodendo para o resto, só queria que minha garota estivesse bem. Peguei seu corpo nos braços de um dos seguranças que vierem tarde de mais separar a briga. Ajustei seu corpo ao meu e acelerei meus passos entre a multidão gritando para que saíssem da minha frente. Quando já me encontrava fora da boate pude ouvir os gritos estridentes de Samantha que me fizeram parar brevemente.

— O que aconteceu? Ela está bem?— perguntou com urgência.

— Eu não sei! Me ajude a colocá-la no carro vou levá-la a um hospital — Sem demora Samantha entrou em minha frente e logo que paramos a frente de meu carro Sam abriu a porta traseira para que eu pudesse colocar o corpo desacordado de Anie. Assim que o fiz, segui em passos apressados para o banco de motorista sendo seguido por Samantha que se pôs no banco de passageiro.

A adrenalina corria por minhas veias de uma forma que me causava uma quase tortura. Minhas mãos estavam suando, fazendo com que tornasse difícil a simples tarefa de segurar o volante. Perdi a conta de quantos faróis vermelhos ignorei e as inúmeras placas com limite de velocidade. Eu estava completamente desesperado e ansiando para saber se minha garota estava bem. Era a única coisa que eu precisava para me acalmar, saber que ela estava bem. Em minha mente a sensação de arrependimento por ter ido a boate e ter permitido que Angel fosse predominava. Eu tinha plena consciência que aquele lugar não era pra ela mas mesmo assim permiti. Deveria ter cuidado dela, deveria ter pedido pra ela se manter perto. Eu deveria ter feitos muitas outras coisas que poderiam ter impedido isso de acontecer. Mas por uns simples momento de distração para tudo se tornar um completo caos.


Notas Finais


COMENTEM PLEASEEE ⚠⚠❤❤❤

até o próximo capítulo 😙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...