História Throne of the Gods - Capítulo 50


Escrita por: ~ e ~Ruby-Rose-

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Mitologia Grega, Trono Do Olimpo
Visualizações 32
Palavras 1.421
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Ecchi, Fantasia, Ficção, Harem, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Suspense, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Ola, Boa leitura:)
PUTÃO pq to escrevendo esse capitulo pela SEGUNDA vez
*Buchechuda:Lê a Parte da Clara e do Rocky pff

Capítulo 50 - Chamas


Fanfic / Fanfiction Throne of the Gods - Capítulo 50 - Chamas

 

Ana não sabia como responder a aquela pergunta, sabia que estava encrencada e suspeitava de sua própria morte.Afinal as duas meninas,Emi e Candese, a quem havia jurado lealdade e amizade estavam contra ela.Ela pensou em fugir, mas não haveria maneira, estavam em alto mar e ela não conseguiria se esconder de Emi e Candese ao mesmo tempo, pela primeira vez não existia melhor resposta, nem a sombra da esperança pairava nos pensamentos mais otimistas de Ana

Emi:Nos diga Ana,qual sua relação com Mie?

O Silêncio foi a resposta da Ruiva, mas essa não duraria por muito tempo.Em questão de segundos ela desaba a chorar, sabia que estava derrotada e que aquela atitude desesperada e inocente da noite passa a custara muito caro, sem mais motivos para querer sustentar aquela farça, ela resolve contar

Ana:Falo!!!....Falo tudo!Mas por favor não me matem

Emi:Acha que somos quem?Nunca faremos isso, só nos diga:Qual é a sua relação com a Mie?Você é uma espiã?

Ana:Sim!Eu sou!-Disse ela chorando

Candese:Você.....-Uma lagrima começa a escorrer em seu rosto-Você não tem vergonha de nos trair, justo nós que te protegemos e prometemos tudo-Ela não termina a frase, o choro a impede

Ana:Sim!Eu tenho vergonha das minhas atitudes, vocês foram pessoas maravilhosas, que me acolheram e me fizeram esquecer daquele inferno 

Emi:Por que você fez isso?

Ana:Por meu Irmão

Emi:Explique isso melhor

Emi tinha uma certa noção do que aquilo significava, para se tornar uma subordinada de Mie, essa pessoa deveria ter submetido ao extremo de seus limites, deixando assim o ser completamente fragilizado,desesperado e sem nenhum pensamento racional, ou era mais uma vitima de chantagem 

Ana:Antes de Mie ir até vocês, ela foi atrás do meu irmão.Ao que parece ele não é fruto do casamento entre meus pais,provavelmente era por isso que ela estava lá.Ela queria todo custo matar meu irmão, e eu estava determinada a protege-lo, mas ela era mais forte que eu, estava preste a tirar a vida de meu irmão, quando eu me ofereci para ser sua serviçal, e em troca ela pouparia a vida dele.Desde aquele dia eu me infiltro nos alvos daquela inescrupulosa

Emi:Seu irmão é tão precioso pra você?

Ana:Sim

Candese:Mas como vamos saber se ela esta falando a verdade?

Emi:Eu sei!

Candese:Como?!

Emi:Eu sou a filha única da Deusa da Pureza, sei quando alguém derrama lágrimas por algo puro

Candese:Mas...

Emi:Sem mas, eu sei que a sua praia é algo mais lógico, apenas confie em mim 

Candese:Okay, mas oque vamos fazer com ela?

Emi:Ana!

Ana:Sim

Emi:Você quer ser viver e salvar seu irmão?

Ana:Sim

Emi:E continuar sendo nossa irmã?

Ana:Tudo que eu mais quero

Emi:Certo, vamos Candese, temos trabalho a fazer

Ana:Esperem o que vocês vão fazer?

Emi:Vamos salvar você-Disse ela sorrindo

Pela primeira vez depois daquela noite, a esperança retorna ao coração de Ana

~

A reação de ambos foi a mesma, correram em direção aos gritos e ao perigo iminente.Quando se aproximaram da tentas, se acovardaram.Em volta, mais e mais pessoas saiam as pressas do lugar, algumas queimadas no rosto e na pele, outras mancas, porém todas apavoradas e acuadas.O Moreno estava relutante em entrar naquela verdadeira fogueira, mas foi obrigado a seguir Clara, pois essa ouviu os gritos de sua mãe

Clara:MÃE!-Disse ela rasgando a barra de seu vestido e passando pelo fogo

Rocky:Clara!

A fumaça densa e fétida pairava por todo aquele espaço, a Loira apertou os olhos, na esperança de encontrar sua Mãe,Olhou para o lugar aonde viu pela ultima vez sua Mãe.E lá pode ver três pessoas, sendo que uma delas estava sendo enforcada pela terceira, olhou mais um pouco e pode concluir:Era Kalifa

Clara não para de correr, para ela estava tudo claro.A tragedia era planejada e com certeza foi preparada com antecedência, ela não se ocupou em achar culpados por agora, seu foco era salvar sua Mãe.Ela correu mais alguns pedaços de metros quando foi interrompida por um homem alto, forte e intimidador.Clara sabia de suas intenções:Não deixar ela passar dele, por isso ele tentou um golpe, mas foi bloqueado por Rocky.

Rocky:Continue! eu já vou

Clara:Sim!-Ela continua a correr

Olhou novamente para seu alvo vê somente um corpo de pé e outros dois ao seu lado.Quando a fumaça já não dificultava a visão, ela pode ver:Proteu morto, vitima de uma adaga no coração a direita, na esquerda somente o corpo decapitado e ensanguentado de Kalifa, e ao centro a feitora de todos aqueles crimes, Scarlet

Scarlet:Loirinha....aonde você estava?Eu e sua Mãe estávamos te esperando-Disse ela colocando a cabeça de Kalifa ao lado da sua-Sabe....eu não gostava muito da sua Mãe antes, mas agora ela ficou bem melhor

Clara:Você....

A Ira toma conta da Filha de Zeus, estava profundamente triste e com uma enorme vontade de chorar,porém não podia demonstrar fraqueza aquele momento.Tomou como combustível a raiva, estava disposta a punir Scarlet por seus pecados.

Clara:Você derramou o sangue de minha Mãe, por isso ira pagar derramando o seu-Ela estende sua mão e surge uma espada de lamina reluzente e de cabo bronze, dela saia pequenos raios

Scarlet:Não sabia que está tão disposta a me matar assim, mas já que insiste.....Eu aceito o seu convite, embora você não vá me vencer mesmo-Ela faz aparecer sua Arma, um cajado com uma pedra vermelha na ponta

Clara parte para o ataque,com uma velocidade surpreendente ele desfere um golpe latitudinal , mas ele é bloqueado pelo cajado da oponente

~

Depois que Candese e Emi saíram da cozinha, a segunda foi questionada pela primeira a cerca de como ela salvaria Ana

Candese:Como você vai fazer isso?

Emi:É simples

Candese:Emi, eu convivo com você a muitos anos, sei quando está sendo irônica

Emi:E eu também sei quando você está desconfiada, diga logo oque você supõe 

Candese:Bom, no minimo você já deveria saber que Ana era uma espiã 

Emi:Por que?

Candese:Porque você está muito tranquila 

Emi:Interessante e oque mais? 

Candese:Se você quer salvar Ana, tudo bem, eu ajudo, mas vamos fazer isso direito 

Emi:Amo quando você faz seus planos, qual é o dessa vez?

Candese:Primeiro de tudo precisamos coletar informações com a Ana

Emi:Okay, vamos lá 

As duas entraram novamente na cozinha, a ruiva estava ligeiramente melhor, seus olhos ainda estavam inchados, mas aquele momento não pedia lágrimas, pedia objetividade

Emi:Ana, se você quer ser salva vai ter que nos responder algumas perguntas

Ana:Faço tudo oque puder ajudar 

Candese:Certo,quais eram os planos dela para essa Ilha?

Ana:Fazer uma emboscada, ela iria aparecer logo depois que vocês chegassem a ilha 

Emi:Entendi, Candese alguma sugestão?

Candese:Na verdade sim!Nos podemos descer do barco antes de atracar no porto e ir remando até a margem, assim nos fazemos uma emboscada para ela

Emi:Bom

Ana:Mas e se ela nos ver remando até a margem?

Candese:Verdade

Elas começaram a pensar em uma solução, estavam quase desistindo do plano quando Candese se lembrou

Candese:Mas nos podemos ir disfarçados se meu amigo nos ajudar-Disse ela ficando corada

Emi:OQUE?Amigo?Quem é ele?Quero nome

Candese:Ah, ele é um amigo meu, você conhece ele........Ele é ....

Ana:Conta logo até eu fiquei curiosa

Uma enorme vergonha toma conta da Morena, por isso ela decide não tocar mais no assunto

Candese:Mas mesmo assim, eu não falo com ele há alguns dias, e não tem como falar com ele daqui?

Ana:Na verdade tem-Ela vai até sua bolsa e tira de lá um bola de cristal

Emi:Oque é isso?

Ana:Isso é uma bola de Cristal, ela permite que você fale com pessoas que não estão próximas

Candese:Que útil, e como eu uso isso?

Ana:Você só tem que pensar na pessoa

Candese:Simples assim?

Ana:Sim

Candese:Então passa isso pra cá-Disse ela tomando a bola das mãos de Ana

Ana:Se concentra na pessoa e fala

A Medida que Candese vai se concentrando ela vai ficando cada vez mais vermelha

Candese:Não tá funcionando

Emi:É verdade Ana, não funciona 

Ana:Mais é Claro, a Candese não esta pensando em Conversar com essa pessoa, deve estar pensando em fazer outras coisas

Emi:Hmmmm, boa explicação

Candese:Oque?!Não é nada disso, vou provar para vocês agora

Ela coloca as duas mãos na bola e se concentra, dessa vez o objeto começou a emitir luz, foi quando Ana disse

Ana:Acho que ele já pode te ouvir

Candese:Obrigada, e eu to bonita?

Emi:Uma Gata

Candese:Valeu-Ela arruma o cabelo e diz-Você pode me ouvir?

???:Posso ver também

Era uma voz conhecida, estranhamente conhecida, voz essa que o passado trouxe de volta

Emi:VINICIUS?

~

Rocky havia finalizado o oponente, olhou em volta e ouviu o choque de lamina, olhou para frente pode ver os contornos de Clara, ele correu em direção a Ela quando sentiu algo perfurando sua barriga


Notas Finais


Essas notas só servem para dizer que não aprovo esse SHIPP, mas como sou uma pessoa boa e cumpro com meus tratos, eu coloquei ele aqui na fic, e eu quero ver:QUEM GOSTA DE CANCIUS (CANDESE+VINICIUS) comenta ae, quero ver se é muita gente mesmo

Obrigado por Lerem , vejo vocês no próximo Cap de TOG


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...