História Through the Darkness (Hiatus) - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Visualizações 8
Palavras 789
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 12 - 11 - What a beautiful couple.


Logan's P.O.V.

Quando McKenzie aceitou o convite, eu pude ver que uma pessoa realmente interfere na vida de outra e que tudo o que ela falou realmente era verdade. Mack, você está me deixando louco!

Estava separando filmes dos mais variados gêneros e preparando alguns aperitivos, claro. Mack chega daqui a pouco e eu não podia estar mais ansioso. Já fizemos isso várias e várias vezes, porém McKenzie não se lembra. Maldita perda de memória! Como eu queria que ela lembrasse de tudo o que vivemos juntos...

Na hora que me dei conta, McKenzie já estava na porta de meu novo apartamento e eu estava sentado no tapete da sala rodeado de DVDs. 

- LOGAN! ABRE ESSA PORTA! - gritou.

- Ai, meu Deus! - levantei tropeçando em tudo - oi, Mack! - abri a porta.

- Olá! - disse entrando - Furacão Irma ainda não foi embora dessa casa?

- Admiro seu senso de humor, mas não tem nenhuma Irma aqui.

- Poxa, Logan!

- Já que minha tentativa de separar alguns filmes não deu certo, quer escolher?

- Tá bom que qualquer que seja o filme o filme, eu não irei ter assistido; você bem sabe que eu não tenho paciência pra isso, mas situações como essa merecem uma atenção maior.

- Estou me sentindo privilegiado. Desculpe, mas fazíamos muito isso antes de tudo acontecer, pensei que ainda gostasse.

- Logan, aprenda. Tudo será legal se tiver você envolvido no meio.

Se eu gostei de ouvir isso? McKenzie quase me fez infartar. Deixei-a escolhendo os filmes e fui à cozinha pegar a pilha de doces e as pipocas, além daquela clássica garrafa de refrigerante. Até porque melhor que assistir aos filmes, é comer tudo papeando e deixá-los no fundo como fundo musical. 

- Pronto, Mack? - perguntei.

- Escolhi um filme de terror, Annabelle. Sei que vou ficar com medo, mas esse é o único jeito de me fazer prestar atenção.

- Você realmente tem certeza que vai querer assistir esse?

- Sim, mas tenho medo,

- Querida, se você me tem aqui, não há porquê para ter medo.

- Me deixa com vergonha mesmo, peste!

Vê-la voltando a brincar como antes me deixou imensamente feliz. Sua frase me fez sorrir, mas sorrir muito. Minha Mack de antes está voltando!

- Okay, Mack. Você venceu. Vamos assistir filme de terror.

McKenzie's P.O.V.

Não, eu não goto de filmes de terror. Só a capa do DVD me deixou com medo. Isso seria apenas uma deixa para ver a atitude de Logan em relação a isso, e foi exatamente o que eu esperava. 1x0 para mim.

- Preparada? - perguntou.

- Não. - respondi sincera.

- Okay, okay. Vem cá.

Logan acabara de me chamar para sentar ao seu lado. Bingo, McKenzie! Fui sem hesitar ao seu lado.

O filme começou e eu tinha certeza que jamais olharia para a vitrine de uma loja buscando uma boneca. Coitada da criança que resolver assistir Annabelle e ir brincar de boneca depois.

Sem perceber, eu estava agarrada ao braço de Logan e ele sequer se importava com isso. Depressão? Não sei mais o que é isso. Logan me fez ver que nem tudo era tão complicado quanto eu pensava. Que minhas paranoias eram meros detalhes comparadas à tudo o que eu já passei de bom ao lado dos meus amigos e família... Quando estava ao lado dele, simplesmente me esquecia que meus pais estavam divorciados e eu era um erro na vida deles, pois se eu não tivesse nascido talvez tudo aquilo não teria acontecido. 

Eu sabia que ainda tinha depressão, sabia que eu precisava de auxílio, sabia que haviam hipóteses de acompanhamento psiquiátrico, sabia que não era do dia pra noite o fim de uma depressão, sabia que não conseguiria sozinha. A única pessoa que podia ser meu médico, a única que poderia ser meu auxílio, a única que poderia me ajudar a acabar com isso, a única que poderia me fazer deixar as minhas paranoias, a única que poderia me tirar das trevas e me mostrar a luz, era Logan. 

Como a caneta precisa do papel, como a chuva precisa da água, como o mundo precisa de Sol, como nós necessitamos de ar, como a planta precisa da terra, como as aves precisam do céu, assim eu precisava dele. A caneta não teria utilidade sem um papel, a chuva de nada seria sem água, o mundo seria gelo sem o Sol, nós seríamos pó sem ar, plantas seriam meras sementes sem terra, aves seriam apenas uma classe de vertebrados sem o céu. Eu era apenas uma humana sem Logan.

- Sabe o quê minha mãe diria agora? 

- O quê? - perguntei.

- "Que casal lindo!"

 

To be continued...

 


Notas Finais


I'm back! Mais Logan e McKenzie pra vcs <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...