1. Spirit Fanfics >
  2. Through The Eye Of The Ghost >
  3. Chapter One; The eyelashes

História Through The Eye Of The Ghost - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Chapter One; The eyelashes


Fanfic / Fanfiction Through The Eye Of The Ghost - Capítulo 2 - Chapter One; The eyelashes













“A moça corria pelas matas rapidamente, gritando por ajuda, não como se fosse funcionar. Ela estava sozinha, sem ninguém, sem uma pessoa para se apoiar, sem um amor na sua vida entretanto ela queria viver e era este pensamento de vida que a deixava ainda sã, ela ainda tinha sonhos, queria construir algo e ser lembrada por isto, não poderia morrer agora, não era a sua hora...” 


A tinta acabou, durou mais do que imaginei mas pude erguer a ponta da pena até o bote de tinta molhando-a calmamente e então voltando ao papel porém antes mesmo de terminar ouço barulhos vindo atrás da porta, obviamente alguém batendo na mesma e chamando-me. 

Suspirando fundo deixei a pena dentro de bote de tinta, os papeis em cima da mesma do grande escritório enquanto levanta-me da cadeira e ia calmamente em direção a porta, meu salto alto batendo forte no chão de madeira brusca do lugar, pegando na maçaneta e então abrindo a porta calmamente vi uma das empregadas paradas em frente a porta, sai fechando a porta atrás de mim olhando-a gentilmente. 

—Sim? — questionei-a, levantando as sobrancelhas. 

—Senhorita Whitehughhes, a Senhora Whitehughhes está a chamando na sala de jantar. — explicou tranquilamente, balancei a cabeça concordando com o que a empregada dizia, fechando os olhos por meros segundos e depois os abrindo. 

—Pode-a dizer que já irei. — disse, a servente curvou-se e então foi em direção ao jardim da a informação a minha mãe, eu pude suspirar fundo, hoje era infelizmente o dia do meu aniversário, vinte anos e ainda não sei o motivo de comemorarmos tal data já que eu estava muito velha para festas de aniversário, pessoas cantando uma música infantil e seres humanos que sem dúvida não gostam de minha pessoa e vinheram por puro respeito e reputação, isso era óbvio, se fizesse uma festa de aniversário eu provavelmente não apareceria, apenas um bolo ou um jantar com minha mãe seria o suficiente para comemorarmos meu envelhecimento.  















—Mãe. — chamei-a assim que coloquei meu pé na sala de jantar, a mesa enorme cheia de cadeiras vazias e muita comida. 

—Elizabete! — gritou meu nome assim que pos suas belas íris verdes claras em mim —Minha flor, feliz aniversário! — desejou feliz, vendo-me sentar ao seu lado esquerdo enquanto dava um sorriso sem graça em agradecimento. 

—Obrigada, mamãe. — agradeci, pegando o garfo e a faca começando a corta e pedaço do bife. 

—Até parece que fora ontem que corria pelo jardim de casa brincando com vossas bonecas. — disse a mais velha nostálgica, bebendo um gole de seu suco de uva enquanto eu degustava a carne —Faremos uma grande festa! Comemorando sua fase adulta. Terá muitos pretendentes sem dúvida alguma! Até mesmo Edward estará lá além de uma homem com quem farei negócios. — suas palavras saíram animadas e felicitas olhando-me nos olhos, suas orbeez verdes brilhavam de animação, talvez não fosse tão ruim —Mas o que queres de aniversário, querida? — a pergunta que eu torci para ouvir. 

—Meu livro publicado, mamãe. — assim que as palavras saíram de minha boca seu sorriso diminuiu do mesmo jeito que o meu também. 

—Oh, querida, sabes que não posso simplesmente que façam seu livro ser públicado, se quer o terminou ainda. — explicou em um tom de voz calmo, dando uma garfada no arroz, feijão e macarrão levandos a boca. 

—Mas estou terminando, mamãe! — disse pegando em sua mão firmemente —Se deixar-me usar sua maquina de escrever séria o melhor presente do mundo, poderei enviar meu trabalho e talvez ter uma chance de que ele seja públicado. — falei, em um tom manhoso. 

—Ah, certo, Elizabeth porém por favor, não se apegue tanto a esse sonho assim, pode ser mal para você. — respondeu-me, claro que não era exatamente a resposta que queria entretanto fora uma boa que deixou meu sorriso se vir maior. 

—Obrigada mamãe. 












Notas Finais


— Refiz o capítulo já que não gostei do primeiro, espero que gostem dessa adaptação. Se puderem compartilhar/
favoritar/comentar ficarei muito grata e também motiva para que eu continue a fanfic.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...