História Through the time - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Potter, Gina Weasley, Harry Potter
Tags Lamentação, Romance
Visualizações 19
Palavras 1.531
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção Científica, Magia, Mistério, Misticismo
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem 😜😜✌.

Capítulo 9 - Capítulo 9


Continuação...

-Será?

Eu estava perdido em meus pensamentos só de ter tido àquela conclusão fique agoniado. Cheguei mais perto dela e a agarrei pelo braço fazendo ela se virar.

- Você está me machucando Harry.

Eu estava perdendo a paciência. Ela estava indiferente nem olhava nos meus olhos.

-Olha para mim. Ela me olhou e eu aproximei meu rosto do seu.

- Gina porquê você está querendo briga por um motivo idiota?

Ela me fitou e afastou seu rosto que parecia não está muito contente.

- O problema Harry é que você não confia mais em mim e sem confiança é impossível um relacionamento durar. Eu sei que você está preocupado com alguma coisa, mas não quer falar. Harry nesses dezenove anos de casados eu nunca deixei de confiar em você.

- Gina eu também não deixei de confiar em você. É só que você não entende que são assuntos do meu trabalho.

Ela sentou-se na cama e me olhou apreensiva. Eu estava muito mau por não contar o que se passava. Eu me sentei ao seu lado e tentei acariciei seus cabelos só que ela se esquivou.

- Gina você vai continuar me tratando dessa forma?

Ela não respondeu e eu não iria ficar ali parado feito um idiota então voltei para meu quarto. Sentei na beira da cama e fiquei pensando nela até que adormeci.

P.o.v. Gina

Eu estava muito arrependida de ter brigado com Harry por aquele motivo, mas o que eu posso fazer eu odeio quando ele mente para mim. Eu realmente estava sentindo minha relação com Harry se disgastando aos poucos. Eu o amo, mas já tem um tempo que as coisas entre nós se baseia só no sexo e eu não quero isso. Eu deitei na cama e fiquei pensando nele a noite toda. Será que ele também pensava em mim. Em meio aos pensamentos vejo que minha noite avia acabado e já eram seis da manhã. Nunca fiquei uma noite inteira sem dormir. Levantei da cama e fui tomar um banho.

"Eu fui injusta com ele quer dizer ultimamente injustiça tem sido meu sobrenome, realmente não estou bem. Eu briguei com ele por causa de um motivo bobo Harry é um marido maravilhoso e eu o trato mau, pensei."

- Eu sai do banheiro e logo vi a figura de Harry em minha frente.

P.o.v. Harry

Acordei com uma forte dor de cabeça Logo me dei conta que não avia tomado banho ontem quando cheguei do trabalho. aquela discussão com Gina ainda estava em minha memória. Eu assim que lembrei da discussão fiquei convicto de que Gina não me amava e que as brigas era apenas uma maneira de ela se manter afastada de mim. Eu não sabia o que fazer então levantei e fui tomar um banho. Terminei o banho e me vesti e fui falar com ela. Entrei no quarto e não encontrei Gina deitada ela provavelmente estava no banheiro eu fiquei eperando até que ela sai de dentro do banheiro enrolada em uma toalha meu coração disparou ela estava linda.

- Vamos conversar ou você ainda está irritada por causa daquela besteira. Ela me fitou de uma maneira diferente o que me deixou de certa forma confuso.

- Sim. Ela se aproximou e eu recoei.

- Gina eu quero te perguntar uma coisa que anda me atormentando. Naquele momento senti minhas pernas ficarem bambas. Eu estava com receio de perguntar e de qual seria sua resposta. Voltei a me aproximar dela e peguei em suas mãos.

- Fala Harry. Ela parecia ansiosa e eu estava tremendo de nervoso eu estava igual no dia em que pedi Gina em casamento.

- Gina você ainda me ama. Ela me encarou assustada e acredite eu não estava muito diferente.

- Harry você está bem? Ela ficou apreensiva e eu não entedia o porquê daquilo.

- Sim, mas é que você quer ficar discutindo comigo o tempo todo. Ela me abraçou e eu retribui.

- Harry eu te amo e nunca destruiria nossa família por causa dessa besteira. Me perdoe eu tenho sido injusta com você, o seu trabalho exige muito cuidado e ao invés de te apoiar não fui egoísta.

Naquele momento Gina colocou as mãos no rosto e começou a chorar. Eu nunca pensei que Gina iria chorar ela nunca chorava queria muito entender o que se passava com ela.

- Por favor não chore não precisa disso. Falei levantando seu rosto para ela me encarar.

- Harry eu estou um pouco tonta. Ela se esquivou de meus braços e foi até a cama e deitou me deixando preocupado. Fui até a cama e sentei ao seu lado.

- Amor você está bem? Perguntei e vi que seu rosto estava pálido.

- Sim, só estou um pouco tonta. Falou com a voz enjoada.

- Gina você precisa ir ao medibruxo. Ela me olhou com um sorriso e respondeu.

- Não, eu estou bem. Falou levantando para ir ao banheiro.

- Gina tem certeza? Ela me fitou da porta do banheiro e eu assenti.

- Harry você pode acordar Lily para tomar café.

Ela perguntou Eu afirmei com a cabeça e fui até o quarto de Lily. Entrei no quarto de minha filha e vi que ela dormia feito um anjo fiquei receoso de acorda-la. Ela era igual a Gina quando dormia ela deitava para o lado esquerdo e ficava com a mão esquerda em baixo da cabeça e a outra jogada na cama. Me aproximei de sua cama e a chamei baixo para que ela não se assustasse.

- Lily filha acorda. Ela nem se mexeu então voltei a chamar só que dessa vez um pouco mais alto.

- Filha acorda para comer. Ela abriu os olhos e se espreguiçou.

- Bom dia papai. Ela me abraçou e eu retribui.

- Filha se arrume e dessa para tomar café. Ela assentiu e eu me direcionei a porta. Sai do quarto e desci para a cozinha para preparar a refeição matinal. Terminei e Percebi que Lily demorava então subi pra chama-la. Entrei em seu quarto e não a encontrei então fui até a escada para descer quando ouço a voz de Lily me chamando.

- Papai socorro....papai.

A voz vinha do quarto de hóspedes então fui até lá. Cheguei até a porta e vi Gina caída perto da cama Lily estava perto da mãe então me aproximei delas.

- O que aconteceu? Perguntei a Lily e ela não respondeu devido ao nervosismo.

- Filha eu estou falando com você.

Ela saiu do transe e me encarou assustada. E respondeu:

- Eu não sei eu vim pedir para ela consertar minha boneca. Falou apontando para a boneca quebrada.

- Mas quando cheguei mamãe estava desmaiada. Peguei Gina no colo e a coloquei na cama.

- Filha fique com sua mãe eu vou chamar o medibruxo. Falei e ela confirmou com a cabeça. Desci as escadas e mandei um patrono para St.magus.

- Por favor preciso de um medibruxo imediatamente. O patrono sumiu diante dos meus olho agora só restava esperar.

...

Depois de meia hora o medibruxo apareceu eu fique um pouco aliviado.

- Desculpe a demora eu estava atendendo um outro paciente. Ele falou e eu o encarei assustado.

- Por favor examine minha mulher ela não acordou bem. Falei e ele assentiu.

- Me mostre onde sua mulher está.

Eu andei até a escada e percebi que ele estava olhando boquiaberto para minha casa e eu sabia o porque; a minha casa era enorme comprei assim que Gina e eu nos casamos, eu queria uma casa enorme pôs achava que iria ter muitos filhos, mas Gina quis parar no terceiro por mim eu teria mais. Como Gina falava que não aguentaria mais filhos e eu não queria contraria-la então paramos na Lily. Segui até o quarto e mostrei onde Gina estava. Ele se aproximou dela e ela abriu os olhos.

- Harry o que aconteceu. Ela sentou na cama e me encarou confusa.

- Não se preocupe meu amor o doutor está aqui. Ela se virou para o medibruxo e perguntou.

- O que eu tenho doutor. Percebi que ela estava assustada então me aproximei.

- Calma meu amor eu estou aqui. Falei e ela deitou em meu ombro e eu comecei acariciar seus cabelos.

- Senhora preciso que me diga como está se sentindo. Quando ela estava prestes a falar Lily esbarra em um perfume de Gina e deixa cair no chão.

- Desculpe mãe foi sem querer. Gina sorriu para Lily e ela retribuiu sem graça.

- Não si preocupe querida. Ela voltou a encarar o medibruxo que parecia impaciente.

- Senhora você pode me dizer o que sente.

- Sim. Eu estou um pouco enjoada e como você percebeu agora pouco eu desmaiei. Ele me fitou e depois encarou a Gina.

- Tem quanto tempo que a senhora está tendo essas tonturas e enjoos.

- Eu acho que menos de um mês.

Ela respondeu e me fitou.

- Exatamente o que eu estava suspeitado.

Ele abriu a maleta e tirou um frasco que eu reconheci logo, arregalei meus olhos ao perceber o que era aquele frasco.

- Não pode ser?


Notas Finais


Se gostaram me sigam e comentem se não vou ficar sem motivação. ¥ ✌


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...