1. Spirit Fanfics >
  2. Thulight - Um Amor Jamais Esquecido - Parte I >
  3. Seguindo em frente...

História Thulight - Um Amor Jamais Esquecido - Parte I - Capítulo 36


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura amores ☾☀♡

Capítulo 36 - Seguindo em frente...


Voltamos para dentro do hospital em silêncio, as enfermeiras estavam andando de um lado pro outro às pressas, só que nenhuma entrava no quarto de Ramiro, menos mal. Fomos até a lanchonete onde se encontravam todos eles e Jim me olhou surpresa, por estar com o Simón ao meu lado.

- Está tudo bem, ok? - perguntei e todos assentiram. 

Deitei minha cabeça no peito de Matteo e ali permaneci, cansada, suspirando intensamente, minha mente dava voltas, não aguentava tanta confusão. Yam apareceu um pouco triste, tentei falar com ela, mas ela apenas disse que iria embora e não quis mais conversar, respirei fundo e apenas concordei voltando a me relaxar com o abraço de Castiel.

Já havia passado um mês, sim exatamente um mês e eu e Matteo estávamos mais grudados do que nunca, nesse tempo aconteceu tanta coisa que acabou mexendo com o lado emocional dele, então ele está tentando pegar leve dessa vez.

Eu descobri que estou grávida de uma menininha, minha Alice, meu maior presente, Ambar e minha mãe choraram quando souberam que ia ser menina, Matteo ficou doido e logo quando saímos do hospital ele foi comprar a primeira roupinha pra ela, foi a cena mais linda.

Sebastian ainda vai ao colégio normalmente, estávamos um pouco distante por conta de tudo o que acabou acontecendo, mas conversávamos apenas o básico.

Ramiro já estava em casa e o visitávamos sempre que dava, ele tinha que ficar de repouso então ainda não poderia voltar para a aula com a gente.

Ambar e Gastón tiveram suas brigas, mas agora estavam mais ainda grudados, estava feliz demais por eles e te-los na minha vida me deixava bem melhor.

Yam estava ainda mais estranho comigo, afastado, depois daquela conversa com o Ramiro ela se distanciou de mim, me senti horrível, ela era uma das minhas melhores amigas, claro tem a Ambar que é a melhor, mas a Yam sempre estava ali quando eu precisava, o que estava me matando ainda mais.

Nico estava indo bem, Simón e Pedro estavam sempre cuidando dele, tentando fazer ele lembrar das coisas, as vezes eu ia ve-lo e não, ele não recuperou totalmente a memória como a Candelaria disse, mas está muito melhor.

Simón tem andado bastante com a Emma e Jim ficava observando de longe, tentei falar com ela, mas de nada adiantou e ela não "confia" tanto em mim como antes, fiquei realmente decepcionada com isso. Ele também tinha se afastado, parecia que tudo estava se quebrando e eu não queria isso, eu queria todos nós juntos, unidos, felizes, fazendo nossas bagunças, rindo, se divertindo como sempre, mas o meu pequeno paraíso está acabando aos poucos. 

- Vamos? - falei me levantando e estendendo a mão pra Matteo.

- Sou obrigado né - ele disse e ri.

- Eu também não estou em um bom dia pra ir até lá, mas você já sabe... - ele assentiu.

Peguei minha mochila e esperei ele arrumar suas coisas e fomos para o colégio. 

Chegamos e vi Yam encostada na parede, ela me olhou e abaixou a cabeça, aquilo realmente doeu.

- Bom dia Yam... - me aproximei dela estendendo meus braços para receber um abraço e ela apenas balançou a cabeça negativamente.

- Por favor, não se aproxima mais de mim, preciso de um tempo longe de você - dito isso ela entrou dentro do colégio.

Respirei fundo pra não chorar, eu odiava brigar com ela e vê-la fazendo isso me deixava pior. Olhei em volta e Matteo estava conversando com o Gastón, decidi deixar eles lá, não queria mais problemas. Fui até o jardim e sentei atrás da estufa, cobri meu rosto com as mãos e não aguentei, tentei me recompor quando o sinal bateu e entrei. Fui até o banheiro, lavei o rosto e tentei ficar o mais feliz ou normal que eu conseguia e segui até a sala. 

Por um azar o universo não estava conspirando ao meu favor e eu era a unica atrasada, não queria chamar atenção, ou seja, missão fracassada. Fui em direção do Matteo e como sempre sentamos no fundo da sala, sentei atrás da Ambar que me olhou preocupada e Matt que parecia furioso com alguma coisa.

- O que foi? - murmurei pra ele que continuava sério encarando todo mundo.

- A injustiça que estão fazendo com você, não tem culpa de nada do que aconteceu e isso digo de todos os problemas, até mesmo a paixão que o Ramiro tem por você - ele suspirou e olhei confusa.

- Uma hora eles vão se tocar. - dei de ombro.

Fingi não me importar, mas estava desmoronando por dentro.

Era aula de português e ela falava e falava e não conseguia prestar uma atenção nela. 

- Hoje falaremos sobre uma coisa que mexe muito com vocês, música. Vou dar os temas e vão ser sorteados, vocês vão ter que fazer uma apresentação, pode ser recitando ou até mesmo cantando uma música do gênero que passarei para vocês e explicando sobre a história dos mesmos – ela sorriu gentilmente e sentou.

- Quero rock - Gastón disse e fiz careta.

- Quero pop – dei de ombros.

- Pode ser qualquer um dos dois, desde que não seja funk, pelo amor – Ambar bufou e sim era uma possibilidade desse gênero cair para nós.

No nosso grupo estava eu, Ambar, Matteo, Gastón, Sebastian e Yam imaginem a minha cara quando soube? Pois é, eu não fiquei nada contente, estava um clima estranho, mas fizemos um acordo de dar um tempo de paz pra todos nós. 

- Luna no mundo da lua como sempre – Sebastian disse rindo, me tirando totalmente do transe. 

- Eu em, não pode ter um minuto de paz no meu mundo? – disse seca e logo me arrependi, nem eu sabia o por que falei assim. Alias sabia, mas ninguém precisa saber.

- Bipolar – ele revirou os olhos.

- Claro que não – disse um pouco estressada.

- Como não? Você estava “feliz” - ele aumentou o tom de voz no feliz – e sorrindo e agora do além você ficou nervosa, você é normal? – ele começou a rir.

- Não e eu gosto disso – sorri sincera, eu realmente não estava no meu normal.

- Meus bebês não vamos brigar - Matteo disse irônico e Ambar soltou uma risadinha, olhei séria pra ela que levantou as mãos em defesa, o que me fez rir.

- Falou o que nunca discutiu por pouca coisa né? - falei e depois comecei a rir - ai, vamos parar com isso.

- É melhor mesmo - Sebastian respirou fundo.

- Vocês dois, eu em, pensei que iria sair uma briga séria – Gastón disse rindo.

- Isso seria uma briga histórica, faz um mês que Sebastian está aqui e nunca o vi estressado. - Ambar disse e Yam concordou.

- Poxa vida, já estava indo preparar uma pipoca, assistir de camarote - Yam dizia rindo, ao menos ela estava mais no normal dela, enquanto isso Sebastian estava de cara fechada.

Durante a aula tentei me manter séria e despreocupada o tempo inteiro, comecei a prestar atenção na aula e no que era pra fazer (por incrível que pareça) e tirar esses assuntos da minha cabeça. 

Eram duas aulas com ela e logo quando acabou o professor da terceira aula não havia vindo e como ele daria a última também fomos para fora. Ambar e Gastón foram na frente e logo atrás Yam bufando, aquilo estava sendo hilário, ver ela de vela e então me sentei na quadra e fiquei olhando os meninos jogando, quando Gastón se aproxima.

- Você pode pedir pra sua prima se afastar um pouco daquele cara? - ele apontou pra Ambar que estava conversando alegremente com Sebastian - Se eu for lá vou sair do sério.

- Jura que vai dar ataque de ciúmes agora? – eu ri – mas eu te ajudo – pisquei e ele respirou fundo assentindo. 

Me levantei e fui indo em direção aos dois, me sentei no meio e comecei a enrolar em um assunto qualquer.

Olhei para frente e Gastón parecia satisfeito e disse um “obrigado” e ri ali sozinha, esses dois.

- Vou ir beber água, já volto – Ambar disse se afastando de nós dois.

- Vou jogar um pouco ali com eles – Sebastian disse sorrindo gentilmente e assenti.

Fiquei novamente sozinha, ótimo, ajudo um amigo e eles me deixam sozinha. 

Estava olhando Yam dando uns de seus chiliques, rindo sozinha, sinto falta dela, quando vejo Matteo se aproximar de mim.

- O que está acontecendo? - ele sentou do meu lado.

- Sou tão transparente assim? -  ri e ele assentiu.

- É por causa de que eles se afastaram? - assenti e ele me abraçou - Eu não vou deixar que eles te magoem por coisas que você não fez entendeu? Eu te amo.

- Eu também te amo - continuei abraçada com ele.


Notas Finais


Beijinhooo ☾☀♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...