História Thunder - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias EXO, Kaizoku Sentai Gokaiger (Esquadrão Pirata Gokaiger), Zyuden Sentai Kyoryuger (Esquadrão Eletrossauro Kyoryuger)
Personagens Byun Baek-hyun (Baekhyun), Do Kyung-soo (D.O), Park Chan-yeol (Chanyeol)
Tags Baekhyun, Chansoo, Chanyeol, Exo, Kyoryuger, Power Rangers, Super Sentai
Visualizações 26
Palavras 1.372
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Comédia, Crossover, Drabble, Drabs, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Drogas, Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Kyuryuu Black


Chovia. O que não impedia de Thunder treinar no campo aberto. Cada movimento precisamente parecido com Taekwondo, kung fu e caratê. A mistura trazia uma dança de reflexo, velocidade, flexibilidade e demonstração de força. A água a lhe escorrer pelas faces e pelo queixo, pingando no peitoral brilhando sobre as luzes dos holofotes.

Chanyeol sugou o último resquício do leite fermentado de morango do bob sponja.

-EII! Vamos entrar! -Chanyeol acenou do outro lado da arena. A única pessoa que acompanhava todos os treinos de Kyungsoo sem exceção. Quaisquer que fossem os horários. Chanyeol estava lá. De capuz, ele correu com a caixinha do suco na mão para jogar no lixo. Estava exausto aquela noite, principalmente porque estudou o dia inteiro, mesmo se tratando de domingo. As provas estavam batendo a sua porta. Como também o torneio da liga atlética das universidades. Nunca foi tão penoso treinar. Nem tão estressante escutar de seu treinador que estava lento. – Kyung.

Soo amenizou o semblante centrado, encarando a capa de chuva de Chanyeol.

-Seu nariz está vermelho. Deveria ter entrado. Está tarde, Chanyeol.

O sunbae sorriu. D.O Kyungsoo parecia um irmão mais velho, sempre preocupado, responsável e bastante maduro para alguém que tinha acabado de completar dezessete anos.

-Vamos. Precisamos dormir.

Kyungsoo suspirou. Sim, precisavam, principalmente ele, Park Chan Yeol, que o acompanhava toda semana em seus treinos. Ele não atrapalhava, nem sequer sentia a presença dele alguma vezes. Chanyeol, por algum motivo, gostava de estar perto de Thunder.

-Vou te levar pra casa.

-O seu apartamento é mais perto.

Chanyeol maneou com a cabeça.

-É. Não quero voltar pra casa. Eu e Baekhyun brigamos.

-De novo? -perguntava ele. Os dois correram para debaixo do toldo. Kyungsoo passou a camisa pela cabeça molhada.

-Sim. Ele tá estressado com alguma coisa. E ele não quer me falar.

Kyungsoo suspirou. Sentia que algo estava muito errado. Desde que se matriculou na faculdade, Chanyeol e Baekhyun se distanciaram. Era perceptível que isso afetava bastante o Park.

Enquanto andavam por debaixo dos telhados das casas, os dois, unidos pelo silêncio, se mantinham inquietos.

-O que vai fazer na quinta? -perguntou Chanyeol, de repente.

-Quinta? -rebateu Kyungsoo, o encarando por cima do ombro. – Por quê?

-Vamos dar uma volta.

Kyungsoo franziu o semblante. Conheciam-se há semanas. Todos os passeios que tiveram incluíam quadra, campo aberto e lanchonete do bolo de pote, que graças a Chanyeol, tinha descoberto que não era apenas o sabor de leite ninho que era maravilhoso.

-Pra onde? Pra sua casa? -brincou Kyungsoo, pulando sobre uma poça.

-Sim. Pode ser. Tenho DVD’S do Jetman e do Megaranger. Ah, também tenho todos os filmes do Ultraman, se você quiser.

Kyungsoo virou bruscamente para ele, diminuindo a distância. Seus peitos quase se tocando.

-O que você disse?

-Que eu tenho DVD’s do Jetman e do Megaranger?

-Não, sobre ultraman.

-Sim, ah, eu tenho todos os filmes.

-Incluindo os ultra brothers? -Kyungsoo analisou a feição dele de lado, para capturar uma mentira, caso fosse.

-Sim.

D.O Kyungsoo cerrou os olhos, o sorriso contrariando a vontade de ficar sério.

-Onde você estava escondido esse tempo todo?

Chanyeol também sorriu. A chuva castigando o toldo sobre as suas cabeças.

-Por quê? -perguntou lentamente, com o riso entalado na garganta.

-Você é perfeito. -Kyungsoo encarou a transformação da expressão de Chanyeol. – Digo, você é o amigo perfeito! Em todos esses anos, eu conheci muitas pessoas, mas todas elas me achavam esquisito por gostar de... tokusatsu.

Chanyeol balançou a cabeça, também pensando sobre o assunto, os olhos, por só instante, olharam ao redor. Estavam sozinhos.

-É. Eu também tive que me contentar em ter amigos que me achavam estranho. -seus olhos voltaram para os de Kyungsoo. – É por que isso que não tem amigos?

-Também.

Chanyeol cerrou os olhos.

-Também? -disse ele, segurando a cintura com as mãos.

D.O não queria entrar naquela ferida, muito menos explicar seus motivos. Virou-se para continuar o caminho por entre os toldos e telhados, se protegendo da tempestade que massacrava Seul aquela noite.

-Como está o estudo para as provas?

Chanyeol olhou para as costas de Soo se afastando ligeiramente. Ele estava tentando mudar de assunto. Kyungsoo sempre fazia isso quando tentava conversar sobre um assunto mais pessoal. Bem, ele e Thunder não conversavam muito além do universo super sentai. Aparentemente, se davam muito bem quando a matéria era ficar em silêncio enquanto Kyungsoo treinava.

Nas últimas semanas, Park sequer tinha tempo de ir ao refeitório, tentava acumular horas complementares, assistindo palestras, indo a museus, realizando cursos online.

Ou seja,

Menos tempo para ver Kyungsoo.

-Estou cansado. -revelou Chanyeol, soltando o ar de seus pulmões. Seus ombros doíam como se houvesse um piano em suas costas.

-Nem imagino.

Chanyeol apertou o passo, se pondo ao lado dele.

-E as suas?

-Fáceis. Eu prestei a prova de nivelamento há três dias. O resultado sai amanhã.

-Humm... -foi tudo o que Chanyeol disse, porque ele mesmo não sabia disso. Na verdade, não sabia nada sobre Thunder. Além de que, ele era muito forte, rápido, tinha um irmão envolvido no mundo das drogas, algumas vezes por semana ia em lutas ilegais e gostava de tokusatsu.

Sim, era muito mais do que qualquer um pudesse saber sobre ele. Mas Chanyeol ansiava por mais. Quem eram seus pais? Onde o irmão vivia? Onde ele aprendeu a lutar? Por que tão forte? Por que era tão bonito e...?

-... Chanyeol, está me ouvindo?

Desconcertado, ele se ajeitou, assentindo para Thunder.

-Chegamos. Boa noite, Chanyeol.

Antes de subir as escadas, Chanyeol puxou Kyungsoo de volta para as sombras.

-O que foi, Chanyeol?

Soltando a pele úmida de Kyungsoo, Chanyeol pigarreou:

-Você tem a camisa dos Gokaiger?

-Uhum, por quê?

-Vamos amanhã de gokaiger.

Um sorriso maroto cresceu nos lábios de Kyungsoo:

-Tá bem. Eu vou de capitão Marvelous.

-Qual é, Kyungsoooooo, deixa eu ser o vermelho só uma vezinhaaaa!

Kyungsoo continuou a subir a escadaria:

-NÃO!

No dia seguinte, ambos se cumprimentaram com os punhos.

-E ai, Bae? Como você tá?

Baekhyun deu de ombros, com as mãos dentro dos bolsos.

-To legal e você?

De vermelho, Kyungsoo, que era conhecido pelas mínimas expressões, deu o maior sorriso de todos ao encarar Park Chan Yeol.

-Eu vivi pra ver isso.

-O quê?

Chanyeol procurou pelo problema, mas ria internamente por já saber. Tinha feito de proposito para arrancar risadas de Kyungsoo.

-Você de Gokai rosa.

Baekhyun, deslocado, brincava com os próprios pés enquanto Kyungsoo e Chanyeol experimentavam pedacinhos dos novos sabores de bolos de pote na lanchonete. E foi quando um moreno alto entrou.

Chamou bastante atenção de Park e D.O, pelo mesmo motivo que os vestiam.

-Ele ama super sentai também. -Chanyeol murmurou no ouvido de Kyungsoo.

-Parasagun. -Soo confirmou com a cabeça.

Baekhyun, que até então mantinha-se ocupado tentando se distrair e não morrer de tédio sendo ignorado pelo seu melhor amigo, apertou a mão oferecida pelo cara à sua frente, com o olhar arrogante em sua direção.

-Byun Baek Hyun.

-Hãn... Kim Jon In! -Chanyeol cruzou os braços. O frio percorreu a espinha de Baekhyun.

-Rumm... Park Chan Yeol. E Thunder.

Com a camisa do parasagun de Kyoryuger, o quarteto trocou olhares eletrizados.

-Quem é ele? -perguntou Kyungsoo, baixinho.

-Kai. Meu adversário na natação desde que entrei aqui.

-Tsc... Estão falando de mim?

Park Chan Yeol zombou de lado do cara todo de preto.

-E se eu tiver?

Kai marchou para frente.

-Cuidado para não se afogar, dumbo.

Chanyeol quase engasgou com a raiva.

-Seu...

-Ei, Chanyeol, não... -Kyungsoo bateu a mão no peito de Chanyeol, impedindo ele de avançar contra Kai.- Deixa comigo.

Como se soubesse o que estava por vir, Kai fez os movimentos de Kyuryuu Black.

-Herói dos tiros! Kyuryuu Black! - gritou Kai para ele.

Kyungsoo realizou os movimentos de Kyuryuu Red.

-Herói das presas! Kyuryuu Red!

-Vai ser defendido pelo namoradinho, dumbinho?

Sehun, com a camisa da atlética, chegou para completar a trupe enquanto Chanyeol fazia movimentos meio estranhos.

-Que tá rolando?

-Não sei.

-Meu Deus que vergonha alheia. Vamo fingir que a gente não sabe quem são.

Baekhyun varreu os olhos ao redor.

-Ta todo mundo olhando.....

-Vamos embora. (Zaaaandaaar!), Chanyeol gritava ao fundo.

Sehun e Baekhyun se apressaram para se afastarem dos três esquisitos. 


Notas Finais


GABURINCHOOOOO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...