História Thundercats - Segunda Temporada - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias ThunderCats
Personagens Personagens Originais
Tags Aventura, Cheetara, Lion O, Mumm-ra, Phantro, Pumyra, Segunda Temporada, Thundercats 2011, Tygra, Willykat, Willykit
Visualizações 28
Palavras 1.465
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


PERIGO!! LEONA JOGANDO MAIS VERDADES NESSE CAPITULO!!!

Estão avisados :/

Capítulo 17 - Safari Joe - II


Era de noite, e os thundercats estavam em roda de uma enorme fogueira com as donzelas guerreiras. Enquanto isso, Leona havia pegado um bloco de notas de sua bolsa e ficava escrevendo frases aleatórias. Quando Lion-o percebeu que ela estava entretida com o bloco, resolveu ver o que era.

- Leona, o que é isso? - Perguntava Lion-o, após chegar perto dela curioso.

- Estou tentando pensar num código para Thundera quando a reformarmos. - Respondia Leona, com um belo sorriso em seu rosto e concentrada anotando as frases e riscando-as.

- Código para Thundera? - Perguntava novamente ele, ficando mais confuso ainda.

- Sim. Ele será o Código de Thundera. - Respondia Leona, tentando deixar claro para ele as coisas.

- E como será que funciona? - Perguntava novamente, Lion-o, sentando num tronco para ter uma visão das anotações dela.

- É como um conjunto de palavras ou uma frase inspiradora para mostrar a missão de alguém na Terceira Terra. - Explicava calmamente a princesa para seu cônjuge.

Pensando bem, seu pai nunca falou de códigos ou lemas para ele. Apenas de deveres de príncipe e futuro rei.

- Bem que tal: Com Justiça seremos mais fortes que a maldade? - Dizia Lion-o, tentando dar uma sugestão após pensar por cinco segundos.

- Ugh...nada tão clichê, por favor. - Dizia Leona, com uma cara meio de nojo. Quando após isso, havia chegado mais um thundercat.

- O que está rolando? - Perguntava Cheetara, chegando perto dos dois também curiosa.

- Nada, Cheetara. Apenas a Leona está pensando no Código de Thundera. - Respondia Lion-o enquanto ainda via sua noiva anotando frases e riscando.

- E o que seria isso? - Perguntava Cheetara novamente.

- Um conjunto de palavras ou uma frase inspiradora para passar aos seres da Terceira Terra, a missão de alguém no planeta. - Respondia Lion-o com uma certa calma para a clériga.

- Que tal..."a verdade é a amiga da justiça que pretendemos ter"? - Dizia Cheetara, após pensar um pouco em uma frase.

- Muito idiota. Bem...você disse que também pode ser conjunto de palavras. Então que tal..."Justiça, Verdade, Honra e Lealdade"? - Dizia Lion-o para Cheetara, e logo depois se virando para sua noiva e dando mais uma sugestão, mas que desta vez deu um efeito bom nela.

- Epa...É ISSO!! LION-O, VOCÊ É UM GÊNIO!! UM CONJUNTO DE PALAVRAS INSPIRADORAS DEMAIS!! - Dizia Leona, bastante contente e abraçando seu noivo, e depois dando um belo beijo em seus lábios, o que deixou o jovem rei com o rosto todo vermelho.

- Mas porque "Justiça, Verdade, Honra e Lealdade", Lion-o? - Perguntava Cheetara, um pouco perdida no motivo de dar essa sugestão que a princesa aprovou.

- Porque a Justiça é algo típico de nós, pelo que lutamos. A Verdade é porque ela sempre foi muito amiga da justiça. A Honra é porque é preciso honra para se conseguir o que quer e ter o mínimo de respeito possível. A Lealdade, é porque isso falta e muito entre os gatos, porque é com lealdade que se ganha recompensas e regalias. - Explicava Lion-o, detalhadamente para a clériga.

- Então essas quatro palavras formam "Justiça, Verdade, Honra e Lealdade". - Acrescentava Leona, com um meio sorriso.

- Hmm...compreensível. Eu gostei. - Dizia Cheetara, olhando meio alegre para o seu rei. Realmente Lion-o estava se tornando um rei sábio.

- A partir de amanhã, podemos anunciar isso aos thundercats. Tenho certeza de que vão gostar. - Dizia Leona para o Lion-o, que concordou com ela.

- Por falar em thundercats, hoje de tardezinha não achei Tygra e nem encontrei os filhotes ao meio-dia. - Dizia Cheetara, olhando seriamente para o casal e meio preocupada com seu companheiro.

- Os filhotes devem estar aprontando por aí com alguém, já o Tygra, ele sabe se cuidar. Ele não é mais um filhote. - Dizia Leona, de modo meio ignorante para a clériga.

- Mas é meu companheiro. - Dizia Cheetara, meio brava com ela, e o Lion-o sem saber o que fazer, pois meio que Leona tem um pouco de razão.

- Ninguém se importa. - Dizia curtamente a princesa, pegando uma lixa de unhas para arrumar suas garras, fazendo uma cara de quem nem está se importando quem pode desaparecer ou deixe de desaparecer.

Cheetara ao ouvir isso, saiu dali meio furiosa. Ela era famosa por ter uma paciência infinita, mas com a princesa noiva de Lion-o no grupo, sua fama podia acabar.

- Podia ser mais sensível com a Cheetara? - Perguntava Lion-o, um pouco magoado com a sua noiva.

- Por que? Você gosta dela? - Perguntava Leona, com um pouco de ciúmes em seu tom de voz.

- Não, mas... - Tentava responder Lion-o, logo após sendo cortado por sua noiva.

- Mesmo que ela tenha te traído nos rochedos muito antes de eu chegar e muito antes de conhecerem Pumyra? - Perguntava novamente a jovem leoa, olhando seriamente para ele.

- Não, mas confesso que ela errou. Todo mundo erra. - Dizia Lion-o, tentando amenizar aquele clima pesado entre ela e Cheetara.

- O que ela fez, de acordo com as leis thunderianas, se caso ocorresse, esse gato seria condenado à execução ou à forca. Eu não estou afim de trair as leis thunderianas por conta de uma...peituda do corpão escultural que te seduz e depois te quebra. Então não, aquilo não foi um erro simples. - Dizia Leona, tentando o lembrar das leis que tinham em Thundera.

- Mas por quê? - Perguntava Lion-o, um pouco sério com ela.

- Porque na hora de a julgar, ela estaria sendo condenada a Golpe de Sedução e Traição ao seu dever principal. Seduz o rei e depois o trai, esquecendo-se completamente de seu dever.- Explicava de novo Leona para o lembrar de novo de Thundera.

Lion-o não sabia o que falar. Sua esposa estava certa, mas será que precisa mesmo de toda essa violência para julgar Cheetara? Ele preferiu deixar quieto e esquecer essa conversa por enquanto.

Enquanto isso, com Tygra...

Ele estava junto dos gêmeos willy em uma espécie de gaiola, separada da deles. Ele se lembrou claramente de como foi capturado.

FLASHBACK ON.

Tygra estava meio furioso por Leona ter dado aquele tapa e Willykit contar aquilo para as Donzelas Guerreiras. Sentiu naquele momento seu orgulho masculino ir por água abaixo. Até que, perambulando pela floresta sozinho, ouviu algo.

- Tygra...Tygra, onde estás? - Chamava uma doce voz ecoante, pelo nome de Tygra.

- É você, Cheetara? - Perguntava Tygra, meio confuso olhando para os dois lados.

- Não, meu pequeno príncipe. Sou eu, você não reconhece minha voz? - Dizia a tal voz feminina ecoante, com um tom de voz meio magoado.

Com certeza ele reconhecia aquela voz. Desde sua infância que ele não ouvia mais. Será que ela veio para se explicar por sua repetina morte no parto?

- Mamãe? É você? - Perguntava Tygra, com os olhos começando a se encher de lágrimas de saudade.

- Venha até a mamãe, meu pequeno príncipe. Preciso falar com você. - Dizia a voz ecoante da falecida rainha para ele.

Ele nem sequer pensou duas vezes, correu para a direção da voz. Mas quando pensava estar perto, ele pisou em uma armadilha com laço e ele ficou preso naquela corda.

- Eu caí em uma armadilha? Se for mais um truque de vocês filhotes, me soltem agora. - Dizia Tygra, um pouco irritado, achando que os gêmeos haviam usado da voz de sua falecida mãe para o levar para aquela armadilha.

- Para sua desgraça, foi eu, Safari Joe, jogador intergaláctico que preparou essa armadilha, só pra você. Mas, eu não vou soltá-lo. Não até pegar a leoa e o leão chefe. - Dizia Safari Joe, surgindo do nada na visão do príncipe tigre.

- Seja lá o que pretende fazer com meu irmão e minha cunhada, não vai conseguir essa proeza. - Dizia Tygra, irritado com o caçador.

- Oh sim, eu vou sim. - Dizia Safari Joe, logo após soltando as cordas após o colocar para dentro de uma gaiola. - Hahaha...Safari Joe ataca de novo.

Após ter sua gaiola trancada do nada, ele via em seu lado, uma outra que estava os gêmeos willy. Ele apenas rezou para os deuses para que o resto dos thundercats dessem conta de sua falta.

FLASHBACK OFF.

O dia dele não podia ficar pior. Trancado ali, até ouvir o Safari Joe trazer mais um felino, e o colocar em outra gaiola. Após ele colocar esse felino dentro, ele rapidamente reconheceu quem era, mas vê-la cheia de lágrimas, foi horrivel.

- Leona? Foi também capturada? - Dizia Tygra, com uma expressão assustada e surpresa. Aquele dia parecia que para ele só estava prestes a piorar.

 

CONTINUA NA PARTE 3...


Notas Finais


Ate que enfim ja criaram o conhecido código de Thundera que tem ate na versão dos anos 80!!!!! EEEEEEEEEEEEHHHHH POHAAAAAAAAA!!!!
Ah...e sabe a Nayda e a Willa? Pois é, encontrei uma fanart de versão de 2011 delas que achei lindo ^^ leia a descrição da fanart também https://www.deviantart.com/rockmangurl/art/Thundercats-Willa-and-Nayda-concept-746362250

E mais uma vez Leona não perdoa ninguém. Ate ficou furiosinha com o noivo hehehehe, mas não se preocupem. Apesar de tudo, ela continua sendo a Leona que Lion-o conheceu no castelo dela e do pai dela. Ela apenas está passando por uma fase difícil com o casal Tygra x Cheetara. Ela acha que os dois podem prejudicar o coração do jovem rei, então ela faz de tudo para encontrar podres e expô-los.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...