História Thundercats 2011 Segunda Temporada. - Capítulo 20


Escrita por: e Aila010

Postado
Categorias ThunderCats
Tags Lion O, Segunda Temporada, Thundercats, Tygra
Visualizações 11
Palavras 3.558
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shounen, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ufffaa consegui lançar. 😵 espero que gostem! Leiam até o final, a surpresa será de estourara bolsa... “literalmente”.

Capítulo 20 - Predador Absoluto - Parte l: As Donzelas Guerreiras.


Após o ataque das estranhas mulheres, os Thunercats ficaram sob vigília, atentos a qualquer sinal de perigo. Se já haviam encontrado piratas, assassinos, deuses e samurais, o que mais poderiam encontrar naquele estranho continente, esquecido pelo povo da Terceira Terra por mais de mil anos? Alguns dias avançaram, e eles adentraram ainda mais a misteriosa floresta. Eles caminhavam, escalavam árvores e montes e atravessavam rios, e pelo caminho encontravam cada vez mais armadilhas, que eram recolhidas ou desativadas por Pumya.

- Cuidado com mais uma... - afirma, batendo em uma árvore e acionando um dispositivo que fazia um grande tronco sair voando na direção do alvo. - só hoje já encontramos treze armadilhas. 

- Incirvel Pumyra! Como você consegue ver todas elas? Eu já teria sido pego por uma se não fosse por você! - diz Tygra, espantado.

- São boas armadilhas, mas estão tão repetitivas que estou me acostumando com elas. Mas por que há tantas? A pessoa que os está colocando deve estar faminta..

- Pior. Para mim, isso cheira a medidas de defesa. Essas armadilhas não foram colocadas para caçar. Com certeza tem algo muito mais sério acontecendo aqui. E o que quer que seja, é melhor não nos metermos. - observa Panthro, com seus instintos estratégicos e sua experiência como general.

Enquanto andavam, Lion-O percebe seu irmão estava quieto e pensativo, meio cabisbaixo. E como o bom irmão que era, não podadeira deixar aquilo acontecer.

- O que foi, Tygra? Tem algo te incomodando?

- Hm? Não, nada...

- Ah, vamos, eu conheço você. Não adianta esconder nada de mim.

- B-Bem... - Tygra puxa seu irmão para perto e começa a sussurrar. - lembra do que aconteceu quando Yeti me atacou? Aquilo que aconteceu comigo?

- Sim, é como se algo tivesse explodido em você de dentro para fora... você está preocupado com isso? 

- Não, olha só! - Tygra mostra sua mão, e dela começou a emanar uma espécie de aura escura e misteriosa como se fosse fogo.

- BIGODES!!! - grita, fazendo todos se assustarem e olharem para seu rei assustados. - Ah...  eh uma... AI! Uma farpa na minha mão!

- Está doendo, Lion-O? Quer que eu...

- Relaxa, deixa eu tomar conta do meu irmão uma só vez. - diz, fazendo sinal para mostrar que tudo estava bem e o afastando de Pumyra.

- T-Tygra! Mas o que é isso?!

- Eu não sei. Aconteceu depois que vi você caindo da ponte de gelo. E essa aura não é nova, acho que já vimos ela antes.

- Na... caverna do Clã dos Tigres... v-você acha que... você também está amaldiçoado?

- Não, eu não me sinto mal. Se eu estivesse amaldiçoado como meu pai Javan, já teríamos um problemão há muito tempo. Isto talvez tenha relação, mas é diferente, eu posso sentir.

- A Cheetara sabe disso?! 

- Não, e nem deve. Depois do que Leah disse, eu quero manter isso só entre eu e você.

- Tygra, isso pode ser sério! Nós não...

- Eu sei. Também estou preocupado, mas não posso ter medo. Garou me disse para ter foco e calma caso algo estranho acontecer, e pensar no que é mais importante para mim... VOCÊ E CHEETARA. Eu não vou deixar nada dar errado, mas eu preciso da sua ajuda. Vamos lidar com isso do meu jeito, tudo bem? 

- B-Bem... se você não se sente mal, então...

- Khaaaaaá! Khaaaaaá!

- Escutaram esse grito?! - diz Cheetara, voltando sua cabeça em direção a voz que ecoava pela floresta.

- Está vindo daquela direção. Vamos conferir.

Às ordens de seu rei, o grupo se locomove rápida, mas cuidadosa e silenciosamente em direção aos gritos, que se intensificavam a medida que se aproximavam. Escutando os fortíssimos berros, eles rodeavam o local e não encontravam nada, mas foi apenas olharem para cima e verem alguma coisa se debater loucamente em uma rede, provavelmente um animal que caiu em uma armadilha.

- Ei, o que é essa coisa? - afirma Kit, cutucando aquilo com um graveto.

- Espera... conheço esse cheiro...

Garou arremessa uma de suas shurikens na corda que segurava a rede em um galho de árvore, fazendo aquela criatura estranha cair. Ao se libertar todos puderam ver uma mulher, uma mulher humana assim como Pandora. Apesar de não ser um gato, ela era belíssima, charmosa e trajava uma roupas feitas com peles de animais. Seus olhos eram castanhos e seu cabelo era longo e amarrado, com uma franja. Sua pele era lisa, sem pelo algum, e não possuía garras como os gatos. Ela olha para a direção do grupo, no fundo de seus olhos, e os reconhece, lembrava-se da batalha que tiveram anteriormente. Ela se aproxima lentamente, com suas mãos levantadas e fazendo movimentos para baixo

- Esperem... eu não se mecham...

- Não se aproxime! - afirma Lion-O, apontando suas armas para ela junto com os demais. - meu amigo falou de você... Você os atacou com flechas envenenadas. Quem é você?

- F-Fiquem... parados....

Sem que percebessem, uma grande e terrível sombra surge atrás de Pumyra, uma criatura grande, bípede e escura, com garras, pelos e longo focinho. Ela levanta sua pata para cortar a puma ao meio, mas a humana foi mais rápida e pulou na direção do predador. Os Thundercats ficaram surpresos ao ver aquilo, ela sozinha e desarmada parecia ter impedido que um dos seus fosse pego num ataque surpresa. A criatura, todavia, a joga para longe, em uma árvore. Quando a humana estava prestes a ser morta pela fera, Garou pulou em sua cabeça e começou a golpeá-la e Tygra enrolou-a em seu chicote para derrubá-la e prendê-la, um belo trabalho em dupla. A humana então vê aquele jovem ruivo de olhos azuis estender-lha a mão, e não a espada.

- Parece que começamos com o pé esquerdo. Eu sou Lion-O, o Lorde dos Thundercats. Você salvou um dos meus, eu agradeço por isso.

- T-Thundercats? Vocês são os seres que invadiram o mundo e depois caíram do céu há mil anos?

- Como sabe quem somos?

- Quem NÃO sabe? Antes de vocês virem para cá, não haviam conflitos. Vocês, que caíram do céu, causaram uma grande guerra e desafiaram os deuses, e depois de dominarem nosso mundo, decidiram semear a semente da guerra e viver aqui.

- Sinto muito, mas não fomos nós que saudamos vocês com flechas envenenadas. A propósito, foi um prazer salvar a sua vida também.  - diz Garou, remetendo à luta anterior.

- O-Oh, eu... e-eu sinto muito... o-obrigada. A propósito, meu nome é Nayda, e sou uma Donzela guerreira, do Reino da Grande Mãe. Nossa intenção não era machucar, apenas queríamos saber se eram amigos ou inimigos. Estamos vivendo tempos difíceis...

- Percebemos. Todas essas armadilhas aqui não são para arranjar café da manhã. - comenta Panthro.

- A grande maioria não é nossa, mas é para nós! Há alguns anos, um predador, o fantasma da floresta vem ameaçando a nossa casa e nosso povo. Estamos sendo caçadas.

- “Nós”? Você têm uma comunidade por aqui? - pergunta Cheetara.

- Sim. Nós não gostamos de forasteiros por aqui, principalmente nossa rainha. Já temos muitos problemas. 

- Talvez possamos nos ajudar. - interrompe o rei. - parece que existe algo bem perigoso que vem dando problemas pra vocês. Se trabalharmos juntos...

- Não. Se querem um bom conselho, vão embora daqui. Podemos nos cuidar...

- KHAAAAAÁ! KHAAAAAAÁ!

- Repentinamente, surgindo das copas de árvores e das moitas, varias mulheres guerreiras surgem com lanças, arcos e facas e os cercam. Uma delas, que as parecia liderar, possuía uma pele morena, olhos castanhos, cabelos negros, lisos, longos e soltos, com uma flor vermelha presa próxima de sua orelha. Ela portava-se de maneira mais séria do que as demais. A jovem Nayda apenas aproxima-se e curva-se perante a autoridade.

- Nayda, é por isso que estava demorando tanto? Quem são esses?! Sabe que não gostamos de forasteiros. Venha logo para cá.

- Irmã, espere! Eles não querem nos machucar. Eles salvaram minha vida de uma fera e...

- Nayda... - interrompe, com um sério e profundo olhar e um to, de voz rígido. Nayda apenas obedece, abaixando sua cabeça sem contestar, e segue até a imponderada guerreira. - eu sou a rainha Willa, irmã mais velha de Nayda e rainha das Donzelas Guerreiras. Este é meu último aviso... saiam da nossa casa!

- Mas nós salvamos sua amiga, não estamos mentindo.

- Eu não duvido. Nayda não é mentirosa e possui um coração puro. Mas não temos tempo para lidar com vocês, e pelo que me parecem, estão com pressa. Será melhor para todos nós que vocês deixem este lugar. NIHAAAA!

Com apenas um grito, todas elas se retiram e desaparecem escalando as árvores e balançando em cipós.

- Uau, que mulher rude... e estranha. - diz Willykat, confuso e se sentido desrespeitado.

- Elas parecem ser realmente muito desconfiadas... - diz Cheetara, impressionada com tanta rigidez.

- Mas até que essa Nayda é bem bonita pra uma humana, não acham? - comenta Panthro para todos os homens, que confirmam com a cabeça e deixando as mulheres irritadas.

- Tsc! De toda a forma, vocês escutaram ela! Vamos indo antes que aquela criatura acorde!  - resmunga Pumyra, levando Lion-O pelo braço

- Logo atrás de você! - Cheetara faz o mesmo com Tygra.

- O que foi, Garou? Tem algo te incomodando? - pergunta Panthro para seu filho  que não estava atento em nada, mas voltado para o horizonte, atento, olhando para as árvores pensativo.

- Hm? N-Não. Apenas minha imaginação. Vamos logo ver o Lion-O e o Tygra sofrendo na mão delas.

Os Thundercats estavam seguros, mas apenas por agora. Eles estavam sendo perseguidos, estudados e catalogados detalhe por detalhe, minuciosamente, pelo maior caçador que já existiu. O caçador os olhava com seu aparelho ocular de uma grande distância, em cima de uma árvore, escondido para não ser detectado. Ele pula e cai em uma espécie de veículo que andava através quatro rodas, e se retira rapidamente. Quando a noite dominava sobre o dia, Safari Joe havia chegado em uma distante região da floresta, onde havia o que parecia ser uma grande nave caída que havia deixado um rastro. Em seguida ele passa por muitos corredores até adentrar uma sala com as luzes apagadas e sentar-se em uma mesa circular.

- Acender! - exclama, fazendo as luzes acenderem e revelando naquela sala fotos, papeladas, paredes repletas de armas equipamentos de caça. - MULA! 

Um estranho robô que andava sob esteiras, e possuía braços e uma cabeça quadrada surge correndo até a sala e se apresentando.

- Sim, Senhor Joe?

- Adquirir dados móveis das minhas lentes, quero informações de dados pessoais e potencial biológico. 

- Confere... analisando... ficha completa, ativando...- responde a maquina, fazendo seus olhos brilharem e deles saindo hologramas de cada um dos Thundercats. Seus movimentos, sua formação, sua personalidade e qualquer coisa que pudesse ser usada para um único propósito... ANIQUILAÇÃO.

Nome: Panthro
Idade: 52 anos
Altura: 2,00 metros
Peso: 106 quilos.
Cabelos: negros
Olhos: cor de rubi*
Raça: Pantera Negra.
Formação: General
Qualidades:
 - Força Aprimorada: Panthro  apresenta um força descomunal para sua espécie e foi considerado o gato mais forte vivo. Com a força adicional de seus braços mecânicos, pode levantar até uma tonelada. 
- Artista Marcial: Panthro é mestre em  todos estilos de luta Thunderianos, tornando-se  fenomenal em combate desarmado e armado, sobretudo com  nunchakus. Foi considerado o melhor lutador de Thundera ao lado de Lynx-O, Grune, Jaga e seus clérigos.
- Intelecto Genial: Panthro é um engenheiro, mecânico e inventor genial capaz de construir e consertar diversas máquinas, ferramentas e dispositivos, e já foi capaz de aprender como a tecnologia do exército de Mumm-Ra funciona apenas ao observá-la e melhorá-la sem esforço.
 
- Mestre tático e estrategista: Panthro também é um excelente estrategista e tático militar, com uma boa experiência em muitas batalhas e com grande conhecimento em táticas de guerra e gestão tropas e suprimentos.
- Armas: Nunchakus, braços robóticos capazes de se entender por mais de 15 metros, suas mãos podem emanar descargas elétricas, dispará-las a longo alcance e transferir energia a outras formas de tecnologia.
- Fraquezas: medo de morcegos, fantasmas e não sabe nadar.
Grade
Inteligência: 5
Força: 4
Velocidade: 2
Resistência: 3
Projeção de Energia: 4
Habilidade de luta: 5
     - Hahahah só isso? Nem será um desafio! Próximo!
Nome: Tygra
Idade: 22 anos
Altura: 1,80metros
Peso: 77 quilos
Olhos: castanhos
Cabelos: laranja/branco/preto.
Raça: Tigre.
Formação: nobre da realeza.
Qualidades:
 - Estrategista: Tygra é um estrategista militar altamente capacitado, treinado pelo próprio rei Claudus e os generais Panthro e Grune. Embora seu estilo de luta seja furtivo, seu estilo de comando é disciplinado, rígido e pragmático.
- Atirador Preciso: Possui grande habilidade no uso de tecnologia e armas de fogo, como pistolas e rifles de energia. Demonstrou ser um atirador muito  preciso e eficiente para alguém que conhece tecnologia há pouco tempo, um prodígio com grande potencial.
- Identificada estranha presença de energia mágica em seu corpo que afeta suas funções corporais, o campo eletro-magnético e gravitacional ao seu redor e suas reações cerebrais químicas. Causa e efeitos não identificados.

- Armas: chicote mágico capaz de o tornar invisível e pistola de energia.
- Fraqueza: Tygra é um oponente capaz, mas sua arrogância e orgulho muitas vezes o impedem de agir com todo o seu potencial e afetam seu julgamento, o que lhe expõe a estresses desnecessários que afetam seu psicológico e rendimento. Além disso, ele apresenta ter morais diferentes das de seu irmão, o que afeta sua relação com ele.
Grade
Inteligência:3
Força:2
Velocidade:2
Resistência:2
Projeção de Energia:3(armado)
Habilidade de luta:4 

     - Hmm... intrigante. Próximo!

Nome: Cheetara
Idade: 21 anos
Altura: 1,71 metros.
Peso: 59 quilos
Cabelos: loiros
Olhos: vermelhos
Raça: chita
Formação: ex clériga 

Qualidades:

- Poderes Mágicos: Cheetara foi treinada pelo Clero de Thundera, por isso é uma profunda conhecedora das artes místicas e alquimia. Com seus poderes mágicos, ela pode aprimorar suas funções vitais e manipular em pequeno grau os elementos da natureza. Ela é uma das alunas mais habilidosas de Jaga e é um dos únicos clérigos sobreviventes. 
- Polímata: Cheetara é estudada em Magia, Alquimia, Medicina, Filosofia, Astronomia, História e muitos outros. Ela é uma das alunas mais avançadas de Jaga, o homem mais sábio da Terceira Terra.

- Fisiologia Aprimorada: Para tornar-se clériga, Cheetara passou por um  árduo treinamento físico, mental e mágico, adquirindo condições corporais, sistema imune e longevidade aprimorados a níveis sobrenaturais.  Ela possui imunidade a maioria das doenças e fator de cura acelerado.
- Artista Marcial: Os clérigos são alguns dos melhores lutadores conhecidos do Terceiro Mundo, e como tal, Cheetara é uma combatente  incrivelmente habilidosa e mestra em muitas formas de combate corpo a corpo thunderianas, sobretudo com a vara longa.
- Super velocidade: Cheetara é dotada de super velocidade e pode viajar mais rápido que qualquer veículo terrestre no Terceiro Mundo. Sua velocidade máxima registrada é de 233 km/h. Ela é considerada a gata mais rápida de Thundera.

Armas: Bastão Mágico, que pode estender-se a comprimento desconhecido.

Fraquezas:  Espaços curtos. É possível derrotá-la se sua capacidade de corrida for debilitada.
Grade
Inteligência:4
Força:3
Velocidade:3, até o momento.
Resistência:3
Projeção de Energia:2
Habilidade de luta:5
       - Ótimo, preparar armadilhas que consistem em jaulas de quatro metros quadrados. Setores e coordenadas a averiguar... prossiga. - ordena Joe, de forma objetiva e prática.
Nome: Pumyra
Idade: 22 anos
Altura: 1,70metros
Peso: 58 quilos
Olhos: cor de âmbar
Raça: puma
Formação: Soldado de elite
Qualidades: 
- Operadora Militar: Tendo ampla experiência como militar de elite Thunderiana e das Forças Armadas de Mumm-Ra, Pumyra é versada em disciplinas militares rudimentares e modernas. Ela está familiarizada com os protocolos de ação e reação táticas.
- Mestra da Caça e Sobrevivência: Ele é uma expert quase inigualável em caça, camuflagem e rastreamento em ambiente selvagem, táticas de sobrevivência, natação, montanhismo, mapeamento e apresenta possuir profundo conhecimento em geografia terrestre, podendo facilmente reconhecer a fauna e a flora locais e a própria localização.
- Lutadora habilidosa: Pumyra é uma lutadora incrivelmente habilidosa. Ela é muito bem versada nos estilos de luta de Thundera, é capaz de derrotar vários oponentes sozinha e já foi vista derrotando inimigos muito maiores do que ela.
Grade
Inteligência:3
Força:2
Velocidade:2
Resistência:2
Projeção de Energia: 1
Habilidade de luta: 4
    
    
    - Ooh interessante... uma caçadora, não é? Próximo!

Nome: Garou/Dragão Branco (Condinome)
Idade: 25 anos 
Altura: 1,83 metros
Peso: 91 quilos 
Olhos: amarelos
Cabelos: pretos
Raça: Leopardo das Neves.
Formação: artista marcial, aventureiro,  espião e ex assassino.
Qualidades: 
-  Atributos imensos:  Desde o nascimento, Garou foi colocado sob um regime de treinamentos extremamente rigorosos, dieta estritamente nutricional e até mesmo antigas técnicas de meditação para atingir o pináculo do seu potencial. Ele pode alcançar 60 quilômetros por hora, prender a respiração por vários minutos e realizar feitos que demandariam a força de quase dez homens de sua espécie. Seu organismo é imensamente resistente à maioria das doenças, infecções, drogas, venenos e toxinas.
- Mestre Artista Marcial: Seu árduo,  amplo e profundo conhecimento nas artes marciais o tornaram um verdadeiro gênio do combate e um dos maiores mestres que já andaram pela Terceira Terra. Foram  identificados movimentos de mais de vinte estilos de luta diferentes, dentre os quais alguns deveriam estar extintos há séculos ou milênios, e ainda conhece movimentos desconhecidos e  técnicas obscuras nunca catalogados antes.
- Mestre em Furtividade, Infiltração, Espionagem, Evasão, Sabotagem e Escapologia: Ele é capaz de adentrar as mais protegidas instalações de segurança máxima sem ser  notado, burlando todas as armadilhas, câmeras e travas de segurança e não fazendo o menor barulho. Garou também é capaz de escapar das armadilhas  como amarras, algemas, caixas de metal, camisas de força, correntes e outras em  segundos. 
- Intelecto genial:  Ele possui uma incrível capacidade de análise e adaptação, sempre atento aos pontos fracos dos adversários e sendo capaz de criar contra-medidas excepcionais. Ele possui diversos conhecimentos em Fisionomia, Anatomia, Fisiologia, Psicologia, Química, Filosofia e está familiarizado com algumas línguas mortas.

- Armas: shurikens com variantes explosivas e elétricas, bombas de fumaça, zarabatana com dardos soníferos. 
- Fraquezas:   Possui uma série de traumas e distúrbios psicológicos, incluindo Transtorno Obsessivo Compulsivo, Estresse pós-Traumático e indícios de insanidade mental. Sugerível eliminação quando sozinho e à longa distância, uso de toxinas pesadas e armamento pesado altamente recomendado. 
Grade
Inteligência: 4
Força: 3
Velocidade:2 
Resistência:3
Projeção de energia:2
Habilidade de luta: 6

       - Heheheh Dragão Branco, como você cresceu! Hm... então foi você quem sobreviveu, que inesperado... as coisas realmente mudam! Agora, o último e mais importante.


Nome: Lion-O
Idade: 19 anos
Altura: 1,78 metros
Peso: 73 quilos
Olhos: azuis
Cabelos: vermelhos
Raça: leão
Formação: monarca e líder da resistência contra Mumm-Ra.
Qualidades:
- Estrategista capacitado: Lion-O é um estrategista altamente capacitado, treinado pelo próprio pai e o general Panthro. Sua capacidade de liderança, carisma e inspiração o tornam um líder que se baseia na confiança e trabalho em equipe.

 - Habilidoso lutador: Ele é um exímio combatente corpo a corpo desarmado, mas possui especialização em luta com espadas e é um dos melhores espadachins que já existiu.  Ele foi capaz de enfrentar os melhores espadachins do Terceiro Mundo, como o Duelista e o lendário Hachiman. Ele até já conseguiu enfrentar o próprio Mumm-Ra, que possui séculos de experiência no manejo de sabres.
Armas: Lion-O possui espada feita de material desconhecido... p-pedra... Olho de Thdiejeidje... erro... erro
 

Sem aparente razão, a máquina começa repetir palavras, a travar e fumegar até explodir.

- M-Mula?! O que aconteceu?! Hmm... essas leituras... HAHAHAH Talvez isso seja um sinal! A Morte Branca estava certa! A última boa caçada me aguarda... até o topo, de pouco em pouco...

Depois de seu encontro com Nayda e as Donzelas Guerreiras, os Thundercats continuaram sua jornada e montaram acampamento. Já no dia seguinte, logo pela manhã, já estavam todos preparados para continuar, mas estranhamente Cheetara passava mal, havia vomitado e estava sem energias, e todos tiveram que adiar sua partida. Ela permaneceu deitada, coberta, com um lenço em seu rosto.

- E então, como você se sente, Cheetara? - pergunta Pumyra, adentrando a pequena barraca para checá-la.

- E-Eu não me sinto bem... me sinto fraca.

- Talvez você deva ter comido algo que tenha te feito mal.

- Não... a verdade é que me sinto um pouco estranha há algum tempo.

- Estranha? Como assim?

- Eu ando me sentindo enjoada, tenho febre, dores... nunca fiquei tão debilitada antes.

- Há quanto tempo está assim?! Por que não nos contou?! Isso pode ser uma doença ou talvez uma infecção...

- Eu sou um clérigo, minha magia deveria me fortalecer.  Isso não deveria acontecer, mas me sinto assim há algumas poucas semanas. E as dores na minha barriga são a pior parte.

Naquele momento Pumyra não pôde esconder sua expressão de fascínio e surpresa, além de um alegre sorriso em seu rosto.

- E-Esepre... Cheetara, n-não acha que... v-você possa...

- Hm? Que eu possa o quê?

- Você e o Tygra... há algum tempo...

- Hm? Do que está... ESPERA, O QUÊ?! E-Eu p-posso estar... - Cheetara não se contentou, só de pensar na possibilidade, seus olhos começavam a brilhar com a alegria, uma surpresa que fez suas cordas vocais congelarem. 

- Cheetara, você pode estar GRÁVIDA!


Notas Finais


O próximo capítulo será: Temporada de caça.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...