História Tienes la misma culpa que tengo - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Supergirl
Personagens Alex Danvers, Eliza Danvers, James "Jimmy" Olsen, J'onn J'onzz "John Jones" (Caçador de Marte), Kara Zor-El (Supergirl), Lena Luthor, Lucy Lane, Winslow "Winn" Schott Jr.
Tags Kara, Lenaluthor, Supercorp, Supergirl
Visualizações 296
Palavras 1.868
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Científica, LGBT, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Capitulo 5- Inicio do Fim. Parte I


A cidade estava em alerta depois daquele vídeo da Reign. Qualquer movimento de alienígena pela cidade causava uma grande confusão. O pânico era geral. J’onn tem cortado um dobrado para conseguir conter a confusão na cidade e encontra uma forma de salva o presente e resguarda o futuro. No entanto, ele temia que para ser feito Samantha fosse sacrificada. 

Brainiac-5 estava avaliando os resultados de pesquisas a respeito de possíveis sinais no paradeiro de Reign quando ele nota uma pequena mudança parecia até radiação mais da mesma forma que os sinais sugiram sumiram do mapa. O que realmente foi estranho. 

Saturn Girl entra na sala central. Seu rosto aparentava o cansaço de longas semanas de trabalho aduar sem resultados. – Diz que tem algo? Nosso tempo precisar desse sucesso, ou bilhões morreram. 

Brainiac-5. – Sinto muito. Não tenho notícias boas a dar. Sabíamos que volta no tempo poderia tanto nos dá a chance de salva o futuro como haveria a possibilidade de acabar mal. Só nunca imaginei que algo do tipo poderia acontecer. Não existiam registros do assunto. 

Mon-El. – Ai está você! Ele tem procurado a esposa e mal tem conseguido troca algumas palavras com ela. – Acho que não há outra escolha a não ser montar uma estratégia de combate com finalidade de matar Reign. Não podemos mais espera que ela fique mais forte e as chances de vitória seja reduzidas a nada. 

Alex.- Sei que tem muita coisa em jogo. Mais sabemos que a uma chance de salvar a Sam. Ela ainda está lá! Kara conseguiu alcançar a Julia. A ruiva estava desesperada! Ela tem queimado os neurônios tentando encontra uma saída para essa situação e três meses se passaram e nada. 

J’onn. – Sinto muito pela Ruby Alex. Já não há tempo para isso, por mais triste que seja essa é a única opção que nos restou. Precisamos nos organizar Reign não deve demora em aparecer. 

Alex.- Tem que ter alguma coisa que não pensamos.

Mon-El. – Já não tem mais o que fazer. Alguém saber da Kara ou do Winn não vi nenhum deles desde ontem?

J’onn. – Verdade. O Winn saiu ontem pela tarde e não voltou ao posto.

Brainiac-5. – J’onn está certo Agende Alex. As chances de sua amiga remotamente ainda existir no interior da Reign são nulas depois da absorção dos poderes de Epidemia e pureza. O quanto antes aceitar esse fato menos difícil será fazer o certo no momento que a batalhar final chegar. 

Alex sentiu seu peito rascar de canto a canto, só em imaginar ter que matar Samantha. Ela lutou bravamente contra as lagrimas quando pensou em Ruby. Como ficaria a menina. Ela saiu sem dizer mais nada precisava fica só. 

Os demais caíram em silêncio. Eles eram heróis, deveriam salvar vidas e não tira-las. Mais nesse momento o futuro de bilhões está em jogo. Uma vida para salva milhares e dezenas de planetas. Deveriam carregar esse fardo em seus ombros. 

Quando isso fora da cidade. 

 

Na floresta próxima ao mar uma lindo chalé se encontrava no memento em agitação com movimentação de três mulheres em seu interior. 
Ruby olhava tudo com atenção e curiosidade típica de criança pronta para explorar o lugar novo. 

Lena. – Pode explorar querida. Sorri encorajando a menina que não pensar duas vezes e sair rumo ao segundo piso. 

— Certo agora que ela saiu poderia dizer a razão desse pequeno retiro? A loira cruzou os braços encarando Luthor. 

Luthor caminhou até a parede perto de um espelho pelo menos foi o que a outra mulher achou que era. No entanto assim que a morena passou a mão em frente dele sua aparencia mudou dando lugar ao típico painel de controle. – A cidade está perigosa demais para vocês no momento. Esse lugar é mais seguro para ambas. Ela digitou alguns códigos. – Pronto! Agora tenho ir. sem precisa me preocupar tanto. Ativei o sistema de segurança. O chalé é praticamente um forte, a barreia mantem o lugar fora do alcance de perigos. 

— Como a Reign? É por isso que me pediu para ficar com a menina. Ninguém tem ideia que estou na cidade. A Supergirl poderia nos socorrer caso chegue a esse ponto.

Lena. - Não vai precisar! Tenho tudo sobre controle à barreira que coloquei mantei qualquer um com traço Kryptoniano longe. não conseguiria nem chegar perto daqui sem morrer. Caso a primeira barreia seja ultrapassada um alarme e você vai até a adega lá vai abrir uma porta escondida vai dar em abrigo tem tudo que precisam para ficarem confortáveis por um par de semanas sem problema. Agora preciso isso. 

— Lena o que aconteceu com você e a Supergirl? Não é a primeira vez que noto você ficou tensa ao ouvi o nome da heroína, ou até o da Kara. 

Lena.- Diga a Ruby que a amo, que em breve a mãe estará em casa. Só isso que importar. Logo sair do chalé. Agora era só espera Reign aparecer para pode salvar sua amiga. – Espero que me perdoe Samantha. Deu partida no carro.

Cidade

 

Winn. – Meu deus James que bom que consegui de achar. Disse sem força e caído no sofá.

James.- O que aconteceu Winn?

Winn. – Acho que a Lena encontrou um jeito da salvar a Sam.

James.- Sabia que ela conseguiria. Então nota o jeito aflito do amigo. – O que está havendo Winn? Um alarme soou em sua cabeça.

Winn. – Estou desconfiado qua vá acabar mal James. Ela manteve tudo sempre meio escondido, só agora que notei esse detalhe. Ela simplesmente sumiu da L-Corp e na cobertura também sem sinal dela. Estou com medo.

James. – Ela não brincou quando disse que faria tudo e a qualquer preço. Vamos até o DEO e tentar rastrear a Lena.

Sede DEO

Kara. – Tem que ter outro jeito! A loira estava angustia quando a irmã com relação a matar Samantha. – J’onn, por favor, não me obrigue a isso. 

J’onn. – Estou sem saído Kara. Também não quero fazer isso. 

Winn. – Fazer o quê? Isso não importar! temos que acha a Lena antes que ela faça algo idiota. 

Kara.- Como assim? Seu coração saiu do compasso. 

Winn não respondeu já foi direto para os computadores. 

James. – Luthor encontrou um jeito de trazer Samantha de volta. Só que o Winn voltou ao laboratório hoje e ele estava trancando e Lena sumiu do nada. 

Mon-El. – Isso é impossível, nem o Brainiac-5 conseguiu nada por que uma humana conseguiria. 

Winn. – Estamos falando de Lena Luthor seu idiota. É claro que ela não deixaria sua amiga para trás a própria sorte. Se não vai fazer algo de útil mantenha a merda da boca fechada. 

Todos ficaram surpresos com o rompante do rapaz. 

Meia hora depois nenhum sinal da morena. – Droga Lena onde você foi? 

Então do nada o alarme tocar como louco por todo lugar. Aquilo só podia dizer uma coisa à hora na verdade havia chegada. 

J’onn. – Todos se preparem. A batalha vai começar. O peso daquelas palavras foi enorme. 

Era inicio da noite e Reign estava no centro da cidade destruindo o prédio dos poderes. Ali era onde eles diziam fazer justiça, tudo mentira. – Apareça Supergirl! Chegou a hora da sua morte e acessão da verdadeira justiça. 

Supergirl. – Não precisa terminar assim Reign! Logo atrás da heroína se encontrava a legião, J’onn, Alex e guardião. 

Alex. – Sam eu sei que você ainda está aí! Lute pela Ruby. 

A resposta da vilã foi uma rajada de vento que lança os heróis alguns metros a frente. – Não perca seu tempo Agende sua amiga humana já se foi. Mais não se preocupe que ela não ficara sozinha, logo sua filha estará em sua companhia assim como todos vocês caíram aos meus pés.

 Eles só não imaginaram que Reign estaria tão poderosa ela os derrotou tão rápido que mal conseguiam ficar de pé por mais que meros segundos antes da vilã os jogarem no chão. J’onn tinha uma grande ferida no lado do abdômen. Guardião estava apoiado na parede depois de Kara o tira da batalha logo depois de Reign quebra sua perna direita e descolar seu ombro.

Legião também não estava em uma situação melhor Saturn Girl sagrava pelo nariz depois de tanto usar seu poder psíquico. Fora os aranhões pelo corpo que continua o veneno de Epidemia. Mon-El tentava manter a esposa em pé porem assim como ela. Também estava ferido e sobre o efeito do veneno. – Falhamos tudo está perdido. 

Kara. – Ainda não! Desculpe-me Sam. Ela se lança com tudo que tem na direção da vilã só que ela é facilmente parada pela mesma. – Deixe de ser tão tola Supergirl. Você vera todos que ama morre um a um antes de deixa-la morrer. Apertou o braço da loira até que foi ouvido o som do osso quebra e um grito de dor ser ouvido. 

A morena sair do carro e caminha até onde a batalha acontece. Sentia seu coração bate a mil por hora. Aquela era a última oportunidade de trazer sua amiga de volta para casa. 

Batman. – Tem certeza que seu plano dará certo? Há muita coisa em jogo essa noite. 

Lena. – Calculei tudo várias vezes. Tudo vai acabar bem. Deu um sorriso pequeno. Logo avistou a cena de Reign quebrando o braço da loira e a sufocando. – Agora vá, na hora certa apareça. – Sempre com uma grande entrada não é mesmo Sam. 

Luthor revestia uma roupa toda preta que parecia muito com a que tinha vestido na missão com a Surpergirl. Um sobretudo da mesma cor que ia até o chão. Seu cabelo em uma trança. – Bem acho que já passou da hora disso acaba quero minha amiga de voltar Reign.

Reign.- Devo admitir que tem coragem Luthor. Mais como é bem inteligente já deveria saber que sua amiga já morreu. Sou a matadora de mundos. Seu munda vai cair. Assim como você. Mais antes diga onde escondeu a humana Ruby ela morrar logo.

Lena. – Você não é a toda-poderosa, por que não descobriu onde a coloquei? 

Kara.- Lena por favor, vá embora aqui é perigoso demais para você! Por Rao sai daqui! A loira se debatia em desespero só em imaginar que Reign poderia matar Lena. 

Lena. – Não irei a nenhum lugar antes de trazer Sam de voltar. Seu olhar queimava em determinação. – Vai fica aí enrolando com a Surpergirl? 

Reign largar à loira e caminha de forma lenta na direção da morena. – Já que quer tanto morrer primeiro farei esse favor em nome da sua coragem e de Samantha. Já que ela lhe amava tanto. Ela sussurrava seu nome junto ao da pequena e pobre Ruby até seu ultimo fôlego. Pergunto-me quais serão suas últimas palavras Luthor? 

Lena. – Pena que você não vai saber quais seriam. Porque não será para você que direi. Em um movimento inesperado a morena se jogar na direção da vilã deixando todos surpresos. Mais logo Reign a jogar no chão. 

Reing. – O que achou que faria? Beijar-me e voltaria a ser sua Sam? Disse com deboche. 

Lena. – Vocês sempre subestimando os sentimentos humanos não. Ganhar uma batalhar nem sempre é na força bruta. Olhe para sua cabeça. 

Reign tocar lateral notando a presença de algo. – O QUÊ É ISSO?

Lena. – Aqui começa seu fim e a Extinção das matadoras de mundos! Ela ativa a primeira fase do plano.


Notas Finais


??


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...