História Till The Last Breath - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 2
Palavras 646
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Papelada


Acordei com o barulho alto do despertador mas sem nenhuma vontade de levantar o desliguei e voltei a fechar meus olhos, não me lembrava o porque de ter o acionado tão cedo em um fim de semana.
E assim que estava prestes a pegar no sono novamente escutei um barulho forte na porta fazendo eu levantar em um pulo para ver o que estava acontecendo. Com o sangue la no pé e a visão embaçada achei a maçaneta e abri rápido dando de cara com meu pai.
-o-oi, bom dia... -murmurei ainda um pouco assustada.
-bom dia filha e se levante! Você vai se atrasar...-disse ele num tom alto com seu olhar repreendor de sempre.
-mas eu ja estou de pé... e ir pra onde exatamente? -perguntei enquanto ele dava as costas pra mim e ia ate as escadas, eu não lembrava o que tinha a fazer hoje mas me arrependida profundamente de ter ido dormir tão tarde. O escutei bufar e bater os sapatos sociais nos primeiros degraus da escada de madeira e sem olhar pra mim murmurou mal humorado.
-pra faculdade Lia, você precisa terminar a papelada... sabe que eu ja arrumei todo o resto, coopera um pouco com seu pai.
-ta o.k... estou indo. -respondi voltando correndo pro meu quarto escuro antes que ele continuasse um discurso sobre como eu ainda continuava irresponsável, o que eu sinceramente achava que ele estava errado, eu apenas era preguiçosa e um pouco esquecida das coisas.
Acendi as luzes, separei uma roupa e fui pro banheiro tomar um banho rápido, a água normalmente ajudava mas eu ainda estava tão cansada pelo fuso horario e pela noite mal dormida que não deu muito certo, acabei levando mais um sermão rapido do meu pai por estar demorando demais. Após colocar uma saia fofa que tinha ganhado e uma blusa de ombros de fora vermelha corri pro primeiro andar com os tênis e o celular em mãos, que estava lotado de mensagens, era mais complicado conversar com meus amigos do que eu tinha imaginado. Ataquei uma torradinha que ele tinha deixado pra mim e o copo de leite e segui em direção ao lado de fora da casa aonde meu pai me esperava ali em seu carro se mostrando impaciente, e com um pedido de desculpas baixo entrei ao lado dele.
O caminho até a faculdade foi rápido, mantive a cabeça abaixada em direção a diretoria, mas ainda senti olhos queimando em mim.
Assim que entrei ja fui recebida por uma mulher, dizia se chamar Luna, e com o comprimento que tinha decorado como um texto fui levada ate o diretor que me esperava e me comprimentou com um forte aperto de mão e uma reverência.
-brasileira Lia, bem vinda! Meu nome é Chin-hae ou se preferir me chame de Chad. Provavelmente já sabe sobre aqui mas irei pedir a um aluno que a apresente tudo para chegar confortavel no primeiro dia. Estou muito feliz por ter escolhido aqui e com seus destaques no Brazil. -dizia ele com a voz grossa e um sotaque forte em inglês. Eu apenas concordava e sorria, mantendo meu silêncio enquanto prestava atenção ao que ele dizia.
-foi pedido apenas o inglês, mas assim que descobrimos que ja esta conseguindo dominar um pouco do coreano te colocamos em algumas aulas, mas claro precisamos saber se é de seu interesse... -continuou ele e Luna parou ao meu lado me entregando varios papeis e uma mochila pesada com mapas, horarios, regras e traduções.
-sim, é do meu interesse... muito obrigada. -digo sorrindo novamente mas tentei não demonstrar tanto minha felicidade e nervosismo. Assinei o que era necessário e fiz mais uma reverência a ele antes de sair guiada por Luna.
Com algumas palavras dela que demorei um pouco a compreender sai da diretoria ate a biblioteca aonde ela tinha me indicado que o aluno iria me esperar.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...