1. Spirit Fanfics >
  2. Time for Confession ( imagine exo - Kim Jongin ) >
  3. 04

História Time for Confession ( imagine exo - Kim Jongin ) - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


💌 Cuidem da saúde de vocês, lavem as mãos e se protejam, orem pela saúde mundial também, isso é importante...

Boa leitura ninis 💕

Capítulo 4 - 04


Fanfic / Fanfiction Time for Confession ( imagine exo - Kim Jongin ) - Capítulo 4 - 04

Eu acabei de beijar o Sr.kim, eu acabei de beijar o meu próprio chefe, ele acabou de me ver dançando e ele acabou de me ver bêbada.

Tudo bem que eu não estava em local de trabalho, e ele não tinha nada a ver com minha vida, mas é estranho por que é a primeira vez que ele me vê nesse estado.

– aigooo – comecei a falar só – aigo, aigo, aigo.

– s/n? Você está bem? – ele me olhava confuso, enquanto eu dava meu surto.

– sr.kim, mil perdões, me perdoa, não me demite por isso, por favor – comecei a chorar, não me culpem, estou bêbada e ainda por cima ainda sensível pela traição de Hyukjae.

– calma, s/n... – ele me olhou preocupado.

Sai correndo dali, indo para perto do banheiro, onde não tinha quase ninguém, me sentei no chão e cubri meus olhos, lamentando a merda que eu fiz, eu nem deveria ter vindo.

Senti alguém sentando ao meu lado, e olhei para ver quem era, Kim Jongin, meu querido chefe.

Cubri meus olhos novamente, estava morrendo de vergonha pelo que tinha feito, mas foi ele quem me beijou... Mas mesmo assim, é muito estranho, por que eu gostei... 

– me desculpe sr.kim, minha mente esta tão cheia ultimamente.

– não precisa se desculpar s/n, eu também fiz, e primeiro.

– eu não deveria ter feito isso, nem deveria ter vindo, mas estou com tanta raiva – comecei a chorar de novo.

– quer desabafar ? 

Respirei fundo, eu precisava desabafar, precisava jogar tudo para fora, e tudo bem que seja para o sr.kim, eu só quero fazer isso.

– eu odeio ele – falei chorando – eu odeio ter sido enganada por ele, odeio ter me entregado pra ele, odeio amar ele, odeio tudo.

Jongin apenas me olhava.

– passamos 5 anos juntos, quem sabe o quanto ele me enganou e me traiu, eu sempre fui fiel a ele, e ele não fez isso, nunca fez, ele teve a cara de pau de dizer que me amava no mesmo dia que tava transando com uma vadia.

Botei tudo o que eu tinha para fora, meus olhos e garganta já estavam ardendo, respirei fundo.

– e eu odeio ainda amar ele, odeio isso mesmo sabendo do que ele fez, eu me odeio por ainda ama-lo.

– s/n, você tem que colocar na cabeça que se ele fez isso com você é por que ele não te amava, e tem que agradecer por se livrar de alguém como ele, pelo menos agora sabe que não deve mais voltar com ele.

Olhei para ele, que também me olhava.

– não sei se quero fazer isso de novo...

– isso o que ?

– namorar, não quero mais fazer isso.

– você está confusa, tem que pensar direito.

– é, acho que sim.

Mimi se aproximou de nós, estava com um homem, e aparentemente bêbada, muito bêbada, me levantei para ficar da altura da minha amiga. 

– s/n, eu vou voltar com ele aqui... Como é mesmo seu nome? 

– J.seph – ele gritou, pois a música estava alta.

– vou voltar com o j.seph, você se importa?

– claro que não, pode ir.

– Obrigada – ela veio até mim e me abraçou – eu te amo amiga.

Ela virou e viu Sr.kim.

 – Kai, cuide dela – ela falou e saiu abraçada com esse tal de j.seph.

– acho que eu vou para casa – falei limpando minha roupa, suja com a poeira do chão – já falei coisas demais.

 – tem certeza que dá para ir só? 

– claro, só vou pagar o bar, acho que deixei muito prejuízo – sorri e fui até o bar pagar a conta, dei em dinheiro por que lembrar a senha do cartão naquele estado era impossível.

Fui até lá fora e tinha o total de zero táxis para eu pegar, provavelmente só iria ter na avenida principal, então eu fui andando até lá, não é muito longe, da boate dava para ver os carros passando na avenida.

– o que é isso gostosa!? – um cara falou na rua, e começou a me seguir, fechei os olhos, tentando aturar um idiota que pensa que tem o direito de falar isso para alguém que nem conhece. – vamos para algum lugar? O que me diz? 

– não quero.

– oh por que? Está tão sozinha.

– me deixa em paz.

Ele pegou minha mão e me puxou contra seu corpo, ele era nojento, totalmente nojento.

– você não ouviu ela? – ouvimos uma voz atrás do idiota, olhamos e era meu chefe, ele chegou mais perto e pegou o cara pela gola da blusa, o colocando contra a parede – ela disse para deixá-la em paz, você entendeu? 

– e...entendi.

– ótimo.

Ele desceu o cara que saiu praticamente correndo dali, Sr.kim me olhou e suspirou. 

– vamos para meu carro, eu te levo pra casa.

– Obrigada.

Eu ainda estava com medo, mas agora estava segura, felizmente ele chegou para me proteger.

Dei o endereço do meu apartamento e logo ele chegou lá, foi vergonhoso por que ele teve que praticamente me carregar até lá, a embriaguez misturada com sono me faz ficar horrível, já eram 01:00 da manhã.

Pedi para Sr.kim me levar até me quarto e eu me sentei na cama, o olhei e passei as mãos pelo cabelo, ele veio e sentou ao meu lado.

– me desculpe Sr.kim.

– fora do trabalho eu sou o Kai, s/n.

– me desculpe Kai.

– pelo que? 

– por tudo, acho que estraguei sua noite.

– não estragou s/n, quando uma pessoa precisa de consolo, é bom ajudar. 

– acho que eu vou chegar atrasada amanhã... O senhor vai me demitir? 

– não, eu não vou, pode chegar algumas horas atrasada, eu não vou culpar você por isso.

– por que?

– às vezes as pessoas tem que fazer coisas para se livrar do peso em suas costas, você fez isso, você vai ver que amanhã estará bem.

– o senhor acha? 

– tenho certeza, mas eu tenho que ir agora, tem apenas 4 horas de sono. 

– me desculpe.

– não é culpa sua, até amanhã s/n.

 – até sr.kim.

Quando ele saiu, eu fui direto para o banheiro vomitar todo o álcool que tinha no meu corpo, depois disso, eu tomei um banho gelado e fui fazer uma sopa pronta para tirar ainda mais a ressaca, comi ela assistindo tv e coloquei meu alarme para 7:30 da manhã, não tão tarde, mas não posso deixar sr.kim na mão, ele foi muito cuidadoso comigo hoje e não posso fazer o contrário com ele.

[...] 

Sr.kim tinha a total razão, me sinto uma pessoa nova, me sinto como se Eunhyuk nunca tivesse existido, quer dizer... Só um pouco. Obviamente eu estava sonolenta mas tinha que ir ao trabalho, depois do banho e de estar totalmente arrumada, eu me senti bem feliz, por não estar presa a alguém.

Cheguei a minha mesa, e comecei o meu trabalho, não queria interromper o Sr.kim, então eu só abri o e-mail e comecei as anotações. Mandei uma mensagem para ele, dizendo que já havia chegado lá, ele demorou um pouquinho e respondeu que assim que ela saísse, eu podia entrar.

Quem é "ela?!" 

Claro, uma das recepcionistas da empresa, ela saiu ajeitando os cabelos e piscando para mim, se o pai de Jongin soubesse disso iria matar o filho por transar com as mulheres da empresa.

Peguei minhas anotações e fui para o escritório dele. Quando entrei, ele estava ajeitando o cinto, nojento.

– está melhor ? – ele perguntou. 

– estou – peguei minhas anotações e ligações e coloquei em sua mesa – o motivo das ligações estão nos post-its, eu sugiro que o senhor ligue para o casal que quer fazer o divórcio, parece que eles fizeram as pazes... O senhor deseja alguma coisa? 

– não s/n, pode ir, e por favor assim que eu sair na sala, peça para a governanta vir lavar o meu chão.

Que feio sr.kim, mandando as faxineiras lavarem seu próprio gozo.

– claro senhor.

Depois de ontem, eu vou tentar não ter muita intimidade com ele, já basta tudo que nós fizemos, o beijo, o desabafo... Sr.kim é bem mulherengo, a cada semana é uma secretária diferente, acho que as únicas que ele não transou ainda foi eu e Mimi, eu por que apesar dele ser lindo, eu tenho zero de interesse por ele e Mimi por que fica com o senhor Junmyeon...

Continuei na minha "recepção" anotando algumas coisas importantes para o senhor Kim, e assim que ele saiu, liguei para a sessão de limpeza. A mulher veio e limpou tudo.

– obrigada senhora! 

– fale para seu chefe usar camisinha em vez de gozar fora ! – ela falou alto, tão alto o bastante para taemin e chanyeol ouvirem e rirem junto comigo.

– o que aconteceu ? 

– aconteceu senhores – fui até a impressora - que o sr.kim não usa camisinhas e as faxineiras sempre tem que limpar o chão.

– que nojo – sr.park falou e eu ri. 

– meu irmão é tão nem aí – taemin disse.

– concordo sr.lee – sorri pegando as impressões.

– nada de senhor, ele está aí ? 

– ele saiu... Acho que foi falar com o Sr.Byun ou com o sr.Do. 

– vamos park, até mais s/n.

– até mais.

Quando eles saíram, ouvi risadas do chanyeol e ri, mas logo depois mimi apareceu, com uma cara não muito boa, a ressaca.

– meu deus mimi, o JunMyeon te viu assim?

– não, esqueci minha nécessaire, me empresta a sua? 

– claro que eu empresto.

Peguei minha bolsa e fui até ela, ver melhor o estado, fiquei de frente para mimi.

– suas olheiras estão enormes.

Como aqui não tinha movimento nesse horário, resolvi dar uma ajudinha na mimi aqui mesmo.

– obrigada por notar amiga.

– como foi com aquele cara de ontem? Como é mesmo o nome dele? 

– eu nem lembro, mas foi uma noite bem louca – ela riu e eu neguei com a cabeça rindo também, estava passando corretivo em baixo de seus olhos.

– pervertida!

– e você? Não transou com ninguém?

– fala baixo mimi!, Não, não transei com ninguém, fui para a boate para esquecer meu ex.

– qual a melhor forma de esquecer um ex e por que transando? 

– mimi, para! – ri dela – não, não transei com ninguém.

– nem com o Jongin? Ele estava bonito ontem.

– mimi, ele é meu chefe...

– idai? Olha eu e o JunMyeon? Transamos quase toda semana, e estamos bem.

– isso por que você é uma louca.

– os loucos são as melhores pessoas s/n, mas me diz, por que não transou com o Jongin? – ela olhou para trás de mim e sorriu.

– eu não podia mimi, eu nem tenho intimidade com ele e chorei na frente dele.

– vocês transam e depois vocês teriam intimidade para transar de novo.

– aish, tá, deu vontade de transar com ele, mas eu não podia!

– uhm... – ela sorriu – depois me agradeça.

– por que ?

Ela saiu e eu olhei para trás, e o sr.kim me olhava com um sorriso sacana no rosto.

Droga! 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...