História Atheiron: New World - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Amizade, Atheiron, Aventura, Comedia, Fantasia, Gore, Magia, Mutilação, New World, Novela, Original, Violencia, Web Novel, Web Novela
Visualizações 3
Palavras 2.315
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Finalmente chegamos no arco do torneio, não sei qual é a expectativa de vocês, mas creio que irão gostar desse arco, já que basicamente tudo na história até agora vem se desenrolando para chegar nesse ponto, não sei se irei dividir a história em livros ou postar tudo na mesma web novel, mas se fosse para separar em volumes, esse seria o arco principal desse primeiro volume. Enfim, realmente me empenhei para chegar até aqui, sei que demorei para postar esse capítulo, mas isso é porque eu meio que me viciei nas HQs do Homem-Aranha, em alguns animes e estou no hype para jogar o novo COD, então se alguns capítulos demorarem para serem postados, saibam que é por esse motivo hehehe. De qualquer forma, esse é mais um capítulo introdutório ao torneio, ele tem alguma ação mas não é nada muito grandioso. Enfim, espero que gostem e tenham uma boa leitura.

Capítulo 8 - Um novo desafio parte 1


Um novo desafio.

Hoje eu acordei realmente muito animado, já haviam se passado vários dias desde que eu comecei a treinar com o Karegen. Realmente aprendi muitos novos movimentos e estilos diferentes, era tanta coisa na minha cabeça que eu quase nem lembrava mais, e o motivo de não só eu mas o Jackie, Demetri e Maxwell estarmos animados é por que é hoje!!! Hoje começa o torneio de Ligthnorv , e espero que pelo menos um de nós vá bem nele. Enfim, esse torneio vai ser dividido em chaves, com dezesseis participantes e o prêmio lógico, hehehe, 65.000 quenz.

Eram sete horas da manhã do dia 02 de Setembro de 2020, eu, Demetri, Maxwell, Jackie e mais um monte de gente estávamos alinhados em frente a uma arena. Bem, eu havia dito que eram dezesseis participantes é? Hehe parece que esqueci de mencionar as eliminatórias, mas esse tipo de coisa acontece não é mesmo? Pelo menos eu acho. Haviam sessenta e quatro participantes, primeiro viriam as eliminatórias onde foram separados oito grupos de oito pessoas, esses grupos vão ter quartas de finais e semifinais, porém não haverá uma final, pois os dois que passarem das quartas e das semifinais irão se classificar para o torneio principal, sobrando assim apenas dezesseis participantes, que se enfrentarão nas oitavas de final, quartas de final e assim sucessivamente até chegar a final, para acontecer o que todo mundo quer ver, que é a luta dos dois mais fortes. Resumindo: esse torneio é um quebra tudo voluntário onde só idiotas que não querem trabalhar entram para ter 1,4% de chance de vencer e levar o prêmio de 65.000 Quenz, ou seja, hoje temos uma vasta chance de morrer.

Porém, eu prefiro passar de fase, pois tenho só dezesseis anos de idade e não quero morrer neste mundo, afinal creio que meus “fiéis” amigos sentiriam minha falta caso isso acontece-se.

Eu estava vestido com uma armadura que havia comprado do mercador, viramos meio que clientes desse cara. Era uma armadura com um tom cinza metálico escuro e alguns detalhes em vermelho, feita do metal “Rinitzengh”, um metal não tão raro, porém muito forte e leve, um pouco mais pesada do que a que eu costumava usar, mas como treinei por muito tempo com o Karegen-Sensei eu consegui me acostumar rapidamente ao peso dela, estava usando botas de couro de boi bem resistentes, de alta qualidade, e luvas feitas do mesmo material, tinha uma camiseta de manga comprida vermelha por baixo da armadura e uma calça cinza, a bandoleira de minha espada dividia a minha armadura no meio, era feita de couro negro e fazia um contraste bacana com a coloração da minha armadura. A espada era obviamente de uma mão, feita de “liraz”, um metal focado em fazer armas cortantes, era uma espada de dois gumes, que servia tanto para cortar quanto para perfurar, o metal era polido e com uma coloração roxa, uma arma realmente chamativa.

O Maxwell estava usando uma armadura de malha, com uma camiseta preta por baixo dela, calças da mesma cor e uma pequena capa, tinha uma espada de duas mãos, botas e luvas de couro também.

Demetri usava um peitoral de metal “licov”, que era mais leve do que os que eu usava antes, já que ele usa duas adagas e é focado em velocidade. Ele também tinha manoplas e botas desse mesmo metal, usava uma camisa branca e uma calça marrom amarelada, tinha duas bainhas em sua cintura com duas adagas de “liraz”, o mesmo metal da minha espada.

Por fim, Jackie se vestia com uma armadura de “aço Litríco”, um aço bem resistente. Usava botas e manoplas desse mesmo metal, o que o limitava em velocidade, porém dava mais resistência, ele se portava com uma camiseta azul escura e uma calça preta também, e lógico, em sua cintura do lado esquerdo estava sua catana, uma arma com um fio inigualável, capaz de partir seus inimigos no meio com apenas um golpe.

Assim estávamos nós quatro, preparados para a luta.

Depois de um tempo, chegou um homem e gritou, bem alto, já que aqui não existem microfones:

_‘SEJAM BEM-VINDOS COMBATENTES, HOJE É O PRIMEIRO DIA DO TORNEIO DE LIGTHNORV, CUJO PRÊMIO DE PRIMEIRO LUGAR É 65.000 QUENZ, DE SEGUNDO É 15.000 E DE TERCEIRO 5.000, ESPERO QUE TENHAM VINDO PREPARADOS, AFINAL QUEM CHEGAR ATÉ A FINAL TERÁ 6 LUTAS PARA PARTICIPAR, TEREMOS UMA SEMANA DE TORNEIO!’

_’Hehe, parece que será mais difícil do que esperávamos.’

Disse isso aos meus três amigos que estavam junto de mim e mais um bolo de gente, então aquele cara que parecia ser o “apresentador” do torneio começo a citar o nome dos combatentes, seus grupos e suas lutas, ele citou o grupo “A”, onde quando o nome de um tal de Jovi foi citado várias pessoas que suponho serem o público vibraram, ele deve ser forte, ou no mínimo famoso.

O grupo “B” teve algumas vibrações também, mas então chegou o grupo C.

_’GRUPO C, PRIMEIRA LUTA: WONDERHAA SLEITHAN VERSUS LATIENIER KOVOROVSCK!’

Bem, acabou que a minha luta seria a primeira do meu grupo, hehehe. Então ele citou todas as lutas, até chegar ao grupo ‘E’, e na terceira luta deu Maxwell versus Leon, no grupo F Jackie versus Keitan na quarta luta, e por fim, no grupo H, Demetri versus Maniger na penúltima luta.

_’Hum, parece que isso vai ser interessante, peguei esse Keitan, será que ele é forte?’

_’Bem, isso é algo que só será descoberto na hora de sua luta, Jackie, e bem, tomara que pelo menos um de nós chegue a final, se dois chegarem é melhor ainda, pois teremos 90.000 quenz garantidos, a luta será apenas por esporte.’

Demetri disse isso a Jackie, e Maxwell complementou em seguida:

_’Hehehe, por esporte? Bem, se eu e mais algum de vocês chegarmos a final eu vou dar tudo de mim para derrotar seja lá quem for que vá lutar comigo.’

_’É, eu também penso assim, afinal entrei nesse torneio para ganhar.’

Essa foi minha resposta ao o que Maxwell havia dito, minha sede de vitória estava muito alta, e eu estava muito empolgado.

Alguns instantes depois aconteceram as lutas do grupo A, até que chegou a batalha do tal Jovi, ele era um utilizador de espadas de duas mãos, e pelo oque eu ouvi no meio da multidão ele era muito forte, era um aventureiro de rank B, dois acima de nós, tinha em torno de 1,80 de altura, bastante forte fisicamente, seu cabelo era meio rebelde e tinha uma coloração azul, usava uma armadura leve e uma camiseta azul por baixo dela. Uma coisa que eu percebi é que os aventureiros deverão usar seus próprios equipamentos no torneio, por sorte consegui um setup melhor fazendo minhas últimas quests.

O “comentarista” do torneio chamou Jovi e Lagain para a arena, que tinha em torno de 20x20 metros, era feita de azulejos de pedra polida e parecia ser bem resistente, o “comentarista” havia explicado que usar magia era proibido, e isso nos deu um alívio, afinal quem usa-se magia teria vantagem sobre os outros.

Nós quatro estávamos de pé, na frente das arquibancadas desse pequeno “coliseu” que tinha na vila, havia um pequeno muro de pedra em nossa frente, para que não invadíssemos a arena (como se isso fosse impedir alguém), para nós que estávamos lá tinha um metro e 40 de altura, mas em relação ao chão da arena tinha uns dois metros, isso para que os golpes não acertassem as pessoas que estavam assistindo, logo à nossa direita tinha a escada que dava acesso à arena.

_’AGORA VAI COMEÇAR A QUINTA LUTA DO GRUPO “A”, JOVI VERSUS LAGAIN, SE CUMPRIMENTEM E, COMECEM A LUTA!’

Lagain parecia ser mais novo que Jovi, porém tinha um físico menor e era utilizador de lanças. A luta começou, Lagain foi com tudo para cima de Jovi com a lança apontada para a frente, tentando perfurar a barriga de seu oponente, porém ele desviou a lança com a sua espada e bateu sua cabeça na dele, assim o deixando atordoado, mas o lanceiro se recuperou rapidamente e conseguiu se abaixar para desviar do golpe horizontal de seu inimigo, que em seguida deu uma sequência de três golpes, um horizontal da esquerda para a direita, outro diagonal de cima para baixo da direita para esquerda, e em seguida um golpe vertical de cima para baixo, o golpe horizontal pegou de raspão na barriga de Lagain, que começou a sangrar um pouco. Aquela espada havia cortado uma armadura de aço apenas pegando de raspão, sorte que eu afiei a minha a nível navalha. Então, Lagain tentou acertar seu oponente com um golpe diagonal de baixo para cima, da direita para esquerda, mas seu inimigo deu um pulo para trás, desviando assim do golpe. O lanceiro tinha uma certa vantagem de distância, já que de uma ponta a outra de sua lança davam dois metros e meio.

Jovi se preparou para dar um ataque aparentemente mais forte que os outros, puxando sua espada para trás com as duas mãos e se preparando para dar um golpe horizontal da direita para a esquerda, ele se preparou e foi correndo como um tanque de guerra, dando um golpe com uma pressão tão forte que deu para sentir da arquibancada. (Só uma curiosidade, nesse lugar esses torneios eram equivalentes aos campeonatos de futebol do nosso mundo, por exemplo)

O golpe acertou Lagain na parte esquerda de seu torço, não com força o suficiente para parti-lo no meio, mas entrou cinco centímetros, levando em consideração meio centímetro da armadura. Ele caiu no chão com a mão em seu torço, porém quando Jovi foi dar um golpe final, Lagain pegou sua lança e deu um golpe vertical de baixo para cima, seu oponente foi rapidamente para a direita, porém não adiantou, o golpe acertou a ligação entre o ombro e o braço, assim deixando o braço esquerdo de Jovi inutilizável. Isso foi algo quem nem se quer eu esperava, e como Jovi usa espadas de duas mãos, isso acabou o deixando em uma enorme desvantagem. Lagain pegou sua lança e atravessou o lado direito da barriga de Jovi com ela, retirando-a rapidamente em seguida, fazendo assim com que Jovi fica-se inconsciente e perde-se a luta.

Assim, Lagain ganhou, isso mostrou que Ranks e coisas do tipo não eram requisitos nesse torneio, vence quem for melhor no momento. Logo após a vitória de Lagain, uma equipe de curandeiros se dirigiu a arena para curar Jovi, que por sorte continuou vivo, afinal Lagain tentou não acertar seus pontos vitais.

_’LAGAIN! LAGAIN! LAGAIN! LAGAIN!’

O povo gritava o nome dele com força e em uníssono.

_’É, parece que o ar mudou completamente no local, antes Jovi tinha seu nome gritado, e agora é Lagain quem sai como o herói. Hehehe, isso me deixa cada vez mais animado para esse torneio.’

Falei isso com muito entusiasmo, não havia percebido mas abri um sorriso enorme, realmente estava muito empolgado para ter meu nome gritado por todos também.

_’Bem, agora vamos ver as outras lutas até chegar as nossas, e bem, quero ver a sua luta Wonderhaa, naquele dia contra o prench você se mostrou eficiente, mas contra seres humanos é completamente diferente.’

_’Sim, estou bem ciente disso, e ao contrário de muitas pessoas estou com muita vontade de lutar, afinal, por que entrar num torneio se tem medo de lutar? Minha vontade é batalhar com todas as minhas forças e vencer de forma épica.’

Respondi o Demetri com entusiasmo, e Maxwell falou logo em seguida:

_’Hum, só espero que você não caia na primeira luta Wonderhaa, se for possível quero lutar com você nesse torneio, creio que será um belo espetáculo para todos.’

_’Também acho isso, bem, se possível, vamos lutar e mostrar a todos o nosso potencial.’

Então, as 10:15 da manhã, o narrador anunciou minha luta, um anúncio com poucas vibrações, na verdade era uma luta pouco esperada pelo público geral, mas muito esperada por mim e pelos meus amigos

_’AGORA, A PRIMEIRA LUTA DO GRUPO C! WONDERHAA SLEITHAN E LATIENIER KOVOROVSCK, FAVOR SE DIRECIONAREM A ARENA!’

_’Vai lá carinha, esperamos que você saia vitorioso.’

_’Não se preocupem, vou ganhar essa luta, não vou cair antes das semifinais.’

Respondi ao Jackie com confiança, meu olhar ia ficando cada vez mais sério a medida em que eu descia as escadas das arquibancadas e me aproximava da arena. Várias pessoas me olhavam, como se quisessem descobrir minhas técnicas ou tirar conclusões antes mesmo da batalha.

Por fim, avistei meu oponente, Latienier Kovorovsck, ele carregava um arco composto em suas costas, um arco relativamente grande feito de madeira. Meu oponente aparentava ser jovem, uns 18 anos se fosse para chutar, tinha uma jaqueta com uma touca preta acoplada, a jaqueta ia até metade de suas pernas e a bandoleira que segurava seu arco passava em contraste com sua roupa, tinha calças negras e sapatos marrom escuro, usava luvas pretas e tinha um rosto pálido, parecia até um gótico, somente era possível ver parte de seu cabelo que saia para fora da touca, e eram loiros, bem loiros.

_’Então você é meu oponente? Um usuário de espada e armadura leve, espero que não seja muito fácil para mim.’

_’Hehe, acha que tem vantagem só por poder atacar de longe? Bem, não vou revelar os segredos da minha profissão, mas te dou um aviso: Eu não vim aqui para perder.’

_’Muito menos eu. Espero que nossa luta faça esses babacas que nem se quer fizeram comoção com a nossa chegada ficarem de boca aberta.’

_’É, com certeza vamos fazer isso.’

Ele também parecia entusiasmado com a luta, e como eu, também queria fazer o público se impressionar, afinal nem se quer fizeram barulho com a nossa chegada até a arena, e se tudo for de acordo comigo, eles realmente vão achar nossa luta impressionante.


Notas Finais


E aí, o que acharam dessa "luta de apresentação"? Ela foi mais para mostrar que ranks e nivelamentos não são as coisas mais importantes nesse torneio, então caso nossos "heróis" acabem por enfrentar oponentes mais fortes, saibam que eles podem acabar vencendo, afinal eles tem cabeça o suficiente para pensar em estratégias, ou será que não? De qualquer forma, no próximo capítulo acontecerá a primeira luta do Wonderhaa, estão ansiosos? Espero que sim, não pretendo demorar muito para postar o próximo capítulo, afinal não gosto de deixar meus leitores esperando. Enfim, espero que tenham gostado e até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...