1. Spirit Fanfics >
  2. Time Travel (Sakura-centric) >
  3. O que Sasuke quer ser?

História Time Travel (Sakura-centric) - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Capítulo curto eu sei, mas foi isso que senti vontade de escrever, não é um capítulo onde acontece muita coisa, na real ele praticamente não rola nada, mas é fofo, acho

EU AMO OS COMENTÁRIOS DE VOCÊS MEU DEUS DO CÉU CONTINUEM POR FAVOR<3 amo vocês

Sim, eu demorei de novo a postar novo capítulo, desculpa, eu tava travada na outra fic e finalmente consegui voltar a escrever ela, ai deixei essa para mais tarde, desculpa <3

Capítulo 8 - O que Sasuke quer ser?



— Então, minha mãe quer conhecer minha equipe, então estão os dois convocados a irem almoçar agora na minha casa — Sakura falou olhando diretamente para Kakashi e Sasuke

— Maa Sakura-chan, eu sou tímido — Kakashi começou com suas desculpas esfarrapadas, com seu sorriso falsamente constrangido — Chame Naruto — Naruto gargalhou

— Não preciso convidar quem já é de casa — Sakura rebateu sorrindo orgulhosa — E assim, minha mãe é uma mulher realmente determinada, se ela quer algo, ela vai ter! — Kakashi grunhiu baixo, enquanto o menino Uchiha arregalava levemente os olhos

Sasuke não queria ir, não queria ver a família feliz de Sakura, não queria se sentar em uma mesa e ter que lidar com essas pessoas barulhentas e chatas, mas quando a rosada falou sobre sua mãe, imediatamente ele se lembrou de sua própria mãe, de como ela era uma mulher extremamente doce, mas que não importava que seu marido fosse a cabeça do clã, seu filho mais velho o prodígio inigualável, Uchiha Mikoto mandava dentro de casa e suas ordens eram absolutas. O jovem Uchiha estremeceu com a ideia de ter uma cópia de Sakura mais velha se virando contra ele

— Hn! — Murmurou por fim

Durante a jornada, Sasuke não falou muito apenas ficou observando a interação entre Sakura e Naruto e como Kakashi parecia incrivelmente cansado sendo que nada fez, sendo vez ou outra incluído na conversa dos dois. De certa forma, o moreno se viu satisfeito por nenhum deles estar forçando a barra consigo, eles perguntavam coisas simples hora ou outra e pareciam entender muito bem suas frases curtas, não exigindo grandes dissertações. Pensando um pouco mais, o Uchiha percebeu quem em só dois dias de conversa, os dois já eram capazes de entender cada um de seus “Hn”

— Você não mostrou seu jutsu, Sakura-chan — Naruto reparou quando entraram no distrito civil, chamando a atenção dos outros dois — Eu mostrei meus clones incríveis, o Teme tem aquele negócio com fogo, mas você não fez nenhum — Ele franziu o cenho, provavelmente repensando na luta, garantindo que não deixou passar nenhum jutsu

— Ainda tenho que trabalhar mais nele — Informou sorrindo para o amigo — Praticarei para conseguir fazer corretamente e então vou mostrar

— Seu pobre sensei pode saber como é esse jutsu? — Kakashi questionou sorrindo para eles de forma infantil, fazendo os três genins bufarem

— Não — Ela respondeu prontamente

— Ele vai ser incrível, ‘ttebayo! — Naruto afirmou com extrema certeza, como se soubesse do que a rosada estava falando. Sakura sorriu abraçando o loiro de lado — Sakura-chan sempre é legal, então o jutsu também deve ser muito legal — A rosada sorriu carinhosamente para ele

— Mas seus clones das sombras também são incríveis — Sakura elogiou, fazendo o amigo corar — Eu não poderia fazer isso — O Uzumaki abriu a boca incrédulo

— É claro que…

— Mesmo — Sakura o cortou, puxando-o para virar a esquina que levaria até sua casa — Não tenho chakra para fazer aquele tanto de clones — Naruto suspirou surpreso

— Eu queria te ensinar a fazer — Ele reclamou cruzando os braços — Pensei que podia mostrar como fazer e então você me ensinaria o seu — Sakura riu

— Então eu me sentiria culpada, porque você não conseguiria fazer meu jutsu — Os olhos azuis do menino se arregalaram, surpreso e completamente animado com a ideia de um jutsu desconhecido que ele não poderia usar — Não porque você não é bom, é que realmente é algo…

— INCRÍVEL, DATTEBAYO! — Naruto pulou para fora do abraço de Sakura, começando a pular animadamente pela rua — Nosso time vai ser o maior! Vamos ser os mais poderosos de todos com jutsus especiais e vamos chutar a bunda de todos, ninguém vai poder nos parar e eu serei Hokage, e você vai ser melhor que Tsunade e Teme vai… — O discurso emocionado e frenético do loiro parou assim como sua agitação, olhando para Sasuke com a cabeça tombada — O que você quer ser, Sasuke? — Perguntou fazendo careta

Sakura também franziu o cenho, desde sempre ela sabe que Sasuke quer matar seu irmão mais que tudo e reestabelecer o clã em seguida, mas e depois disso? O que esse garoto queria? Em sua última vida ele queria destruir Konoha e em seguida veio com a história ridícula de se tornar Hokage — os Kamis sabem o quanto todos eles ficaram confusos com a brincadeira fora de hora dele, porque quem levaria essa ideia a sério? —, mas o que Sasuke queria para sua vida antes de enlouquecer?

— Já falei que eu vou m…

— Não, essa parte eu sei — Naruto deu de ombros — A gente vai te ajudar a pegar seu irmão, mas e depois? O que vai fazer? — Sakura olhou o moreno, parando de caminhar junto com todos

— Eu… — Sasuke começou, mas logo se calou

Ele não sabe o que fazer” Sakura reparou por fim “Se focou tanto em subjugar o irmão que simplesmente não tem ideia do que fazer além disso

— E se você for meu chefe da polícia? — Naruto sugeriu alheio a problemática do assunto que puxou, ficando novamente animado — Ou meu capitão mais próximo da Anbu? — Continuou a sugerir, sorrindo grande — Então eu posso ter uma chefe de hospital, a cabeça de T.I, a honorável cabeça do clã Hyuuga e um Chefe de Polícia/Capitão Anbu comigo — Seu sorriso se tornou brilhante

— Por que pensou nesses cargos para o Sasuke-kun? — Sakura perguntou franzindo o cenho

— Preciso de alguém cuidando da vila quando eu não puder — Naruto deu de ombros, caminhando calmamente em direção a casa de Sakura com as mãos atrás da cabeça — Sakura-chan vai cuidar de uma parte deles e o Teme pode cuidar da outra, então seremos os três grandes protetores de Konoha — Sakura suspirou, levando as mãos o mais rápido possível para impedir as lágrimas de caírem de seus olhos

— E seu querido sensei? Você não me inclui nos planos? — Kakashi questionou brincalhão, cruzando os braços seguindo seus genins

— Sakura-chan falou que atrasados não são responsáveis — Sakura engasgou com o ar, tossindo algumas vezes, negando-se a olhar para Kakashi-sensei que estava claramente a encarando

— Ela disse?

 

____________


— Eu não me responsabilizo pelas futuras ações e falta de consciência de espaço pessoal que meus pais possam ter — Sakura avisou de antemão antes de abrir a porta — Chegamos

Rapidamente seu pai saiu da cozinha animadamente secando as mãos no pano de prato, abrindo os braços para que Naruto pudesse ir até ele e o abraçar, sendo seguido por Mebuki que olhou com um sorriso simples, mas carinhoso, para o Uzumaki, antes de se virar e sorrir também para Sasuke e Kakashi, chamando-os para se aproximar

— Que bom que chegou, Naruto-kun — Kizashi bagunçou mais os cabelos do garoto — Preciso urgentemente de alguém para me ajudar a cortar legumes — Isso deixou o loiro excitado, feliz por ajudar os adultos na cozinha — Mas você está muito sujo, então vá se limpar no banheiro, coloque outras roupas — Naruto assentiu freneticamente, já correndo para o corredor da casa — Não se esqueça de limpar atrás das orelhas!

— Pode deixar, ‘ttebayo! — Naruto gritou já dentro do banheiro

— Estilo novo, filha? — Mebuki perguntou a rosada

Sakura franziu o cenho antes de se lembrar que não estava com as roupas cotidianas, dessa vez estava com uma blusa de mangas longas térmica azul-marinho, muito semelhante a dos chunnins, que normalmente usava quando tinha que ajudar o pai a carregar caixas no depósito deles, uma calça cargo negra e seus cabelos amarrados no alto, com a bandana fielmente em sua testa. Era uma roupa simples, mas mais confortável que seu qipao vermelho, além de lembrá-la de como se vestia quando era criança

— Eu ia pedir novos roupas agora que sou ninja de verdade — Murmurou coçando a nuca — Como não deu tempo, peguei apenas a roupa mais confortável — Mebuki e Kizashi se entreolharam

— Vamos conseguir roupas novas para você, querida — Kizashi sorriu — Agora que tal apresentar os convidados? — Sakura assentiu

— Desculpa — Pediu a Sasuke e Kakashi — Kaa-san, Tou-san, esse é meu outro companheiro de equipe, Uchiha Sasuke, e nosso jounin-sensei, Hatake Kakashi — Os dois acenaram verdadeiramente tímidos na frente dos pais da rosada — Sasuke-kun, Kakashi-sensei, esses são meus pais, Kizashi e Mebuki — Apresentou cordialmente

— É um prazer, Sr. e Sra. Haruno — Sasuke fez um rápido movimento respeitoso com a cabeça, mas não se curvando

— Fico feliz em conhecer os pais da minha genin fofinha — Kakashi se curvou singelamente

— Sasuke-kun, é bom finalmente te conhecer — Mebuki sorriu para o garoto gentilmente — Eu costumava ser amiga da sua mãe quando tínhamos a idade de você — Sasuke arregalou os olhos

— Mesmo? — Ele perguntou baixo

— Filha, vá se limpar também, cuidamos dos dois visitantes — Kizashi sugeriu, vendo com carinho sua esposa já puxar o menino Uchiha para dentro da cozinha, começando a contar histórias de juventude que dividiu com a mãe do garoto

— Não exagera com eles — Sakura pediu indo em direção ao corredor — E os dois sejam educados com meus pais ou eu cuido de vocês — Ameaçou já de costas para eles

— Não é educado ameaçar seu sensei — Kakashi lembrou risonho


___________

Depois de tomar banho e trocar de roupas, mantendo apenas o cabelo preso e a bandana, Sakura quase bateu de frente com Naruto saindo do banheiro de visitas com roupas mais leves dele, enxugando os cabelos com desleixo. A Haruno caçula riu quando viu a vermelhidão no pescoço dele e atrás das orelhas. Gentilmente a garota se aproximou, pegou a toalha dele e começou a o puxar para a sala, sentou ele no sofá e começou a enxugar seus cabelos, sorrindo com o coração aquecido vendo como ele estava quietinho, olhando para ela como um cachorrinho bem comportado

— Como tentar pentear seu cabelo é inútil, vai lá ajudar na cozinha — Naruto sorriu animado

— Obrigada, Sakura-chan — Agradeceu a abraçando brevemente antes de correr para a cozinha

Olhando brevemente em direção a mesa de jantar, Sakura sentiu vontade de gargalhar ao ver seu pai com um sorriso enorme falando algo, enquanto Kakashi parecia simplesmente mortificado, ambos com uma garrafa de cerveja na mão. A rosada se perguntou se seu pai conseguiu a façanha de ver o sensei sem máscara ou se o jounin continuaria usando meios de esconder seu rosto

Tendo estendido a toalha do lado de fora, a Haruno seguiu para a cozinha, encontrando sua mãe conversando com ambos os garotos enquanto mexia na panela, Naruto estava descascando alguns legumes como prometido, já Sasuke estava surpreendentemente lavando a louça, suas braçadeiras longe de vista. Sakura sorriu satisfeita com a maneira que todos se encaixaram, o menino Uchiha nem mesmo a criança com problemas emocionais, ele quase parecia sorrir enquanto escutava Mebuki, enquanto o Uzumaki estava bastante focado em fazer um bom trabalho, as vezes até puxando um banquinho para poder mexer nas panelas pela mulher loira

Facilmente Sakura começou a auxiliar um pouco em todos os lugares, jogando as cascas de Naruto no lixo, secando as louças de Sasuke e sem a cobaia toda vezes que o menino loiro fazia algo na panela. Quando tudo ficou pronto, os três genins se dividiram entre pegar os pratos, outro os talheres e copos e o último pegaria o suco, deixando para os adultos carregarem a comida


___________


— Muito obrigada, a comida estava muito boa — Sasuke agradeceu na despedida, dessa vez chegando a fezes uma leve curva de respeito — E obrigada pelas histórias — Mebuki sorriu

— Sempre que quiser, tenho histórias — A mulher falou, fazendo o menino corar fraco assentindo

— Foi ótimo conhecer vocês — Kakashi se curvou da mesma forma que antes — Espero ter a oportunidade de retribuir a gentiliza de vocês — Kizashi bateu levemente a mão no ombro do jounin, deixando Sakura perceber que novamente Kakashi tomou a expressão mortificada

— Cuidar bem dessas crianças é tudo que poderíamos pedir — O homem de fios rosa falou

— Com minha vida — Kakashi garantiu com toda honestidade de seu ser — Então… Tchau Haruno-san — Acenou dando alguns passos para fora — Vejo meus genins fofinhos amanhã as oito no mesmo lugar — E assim, ele sumiu em um turbilhão de folhas

— Eu também vou indo — Sasuke acenou, colocando as mãos no bolso em seguida já se dirigindo para ir embora

— Vai dormir aqui novamente, Naruto? — Sakura perguntou ao loiro que estava terminando de secar a louça que ela lavou

— Não quero ser inconveniente, ‘ttebayo — Ele murmurou baixo, e mesmo de costas, Sakura viu as orelhas dele ficarem avermelhadas

Sakura suspirou colocando as mãos na cintura, a umas noites, depois de chegar tarde de um treinamento, ela chegou a escutar seus pais conversando no quarto sobre como Naruto era sozinho e que se não fosse a proibição, eles não teriam problemas em dar um lugar para o garoto na casa. A Haruno caçula chegou a ficar surpresa com a declaração, em sua última vida seus pais tinham muito carinho por Naruto, mas não nesse nível, de querer o ter praticamente como um filho, serem protetores legais do garoto mesmo com o risco de retalhação dos demais membros da vila

— Tou-san, Kaa-san, Naruto disse que não vai ficar porque não quer ser inconveniente — Sakura gritou com um sorriso malicioso, vendo o amigo se virar em choque para ela

Seus pais rapidamente surgiram, bronqueando Naruto por um pensamento tão bobo quanto aquele, ambos os adultos o repreendendo e praticamente o convocando a agora dormir na casa deles, enquanto o menino loiro se encolhia, corando cada vez mais, com seus olhos se enchendo de lágrimas com tamanho carinho que sentia em seu coração. Sakura sorriu caminhando até ele quando o mesmo se virou de costas para voltar a secar a louça — uma desculpa, ele apenas não queria ser visto chorando —, abraçando- o por trás, de maneira engraçada por ele estar encima de um banquinho para alcançar o balcão

— Não seja bobo — Resmungou contra o colete sem mangas laranja dele

Naruto soluçou baixinho, secando as mãos lentamente, antes de segurar os braços envolta de si, apertando forte quando Sakura ameaçou deixar de o abraçar

— Sakura-chan… — Naruto chamou baixo, sua voz extremamente baixa e frágil

— Hum? — Sakura murmurou, ainda descansando sua cabeça contra as costas do garoto

— Você é muito importante para mim — Ele declarou, um pouco assustado quando os braços de Sakura se apertaram encontra de si

— Você também é muito importante para mim, Naruto — Confessou de forma abafada contra o colete dele — Eu te amo, Naruto

Naruto se virou surpreendentemente rápido entre seus braços, se jogando em cima de si, demandando todo esforço de Sakura para não os deixar cair juntos como aconteceu da última vez que ele fez isso. Uma risadinha borbulhou em sua garganta quando se equilibrou com o Uzumaki pendurado em si como um bebê coala, chorando desesperadamente contra seu pescoço, apertando os braços ao redor de seus ombros, enquanto as pernas estavam infantilmente em volta de sua cintura. Sakura suspirou afagando as costas do menino, sabendo que não estava emocionalmente melhor que ele

— Eu também te amo muito, Sakura-chan — Sakura fez careta quando escutou o barulho de catarro que o garoto fez — Você é minha melhor amiga. Minha pessoa preciosa — Ele soluçou, enquanto Sakura descansou a cabeça nele — Você é como uma irmã super legal — Ele elogiou rindo entre soluços, se tornando uma bagunça confusa. Sakura fechou os olhos, apertando-o um pouco mais

— Então por que não me chama assim?


Notas Finais


confesso que me senti OUSADA com esse final, fiquei super hesitante em fazer isso ou não, mas quem não arrisca não petisca, me digam se gostaram ou não, e do que gostaram ou não gostaram<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...