1. Spirit Fanfics >
  2. Tinha que ser você (seo changbin) >
  3. Sorvete de flocos

História Tinha que ser você (seo changbin) - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Yeah, não sei o que escrever aqui, apenas aproveitem ^^

Capítulo 8 - Sorvete de flocos


Fanfic / Fanfiction Tinha que ser você (seo changbin) - Capítulo 8 - Sorvete de flocos

Após aquele intervalo um pouco traumático, minho e hyunjin, cada um vai para sua sala (eles eram do mesmo ano, porém de salas diferentes).

Como de costume, a aula continuava tediosa, todos estavam aguardando o sinal ficar, até mesmo a professora.

Mj: Aaah.. Eu só quero ir para a minha casinha... - ela apoia a cabeça na mesa

S/n: eu também... - ela encosta a cabeça na janela 

Mj: eu quero ver o meu filó..

S/n: ah, seu cachorro comedor de shampoo?

Mj: não fala assim dele, ele só comeu um shampoo, quase devorou minha calça..

S/n: que inferno tu tá dando pra esse cachorro comer? 

Mj: ração, mas de vez enquando ele resolve dar uma mudada na dieta

S/n: dieta.. sei - ela olha para o relógio - falta pouco..

Mj: amém, Deus é pai 

Após alguns minutos escrevendo, o sinal da saída toca, todo mundo saiu se matando, ninguém aguentava mais ficar dentro daquela sala.

Mj: E U  V O U   V E R  O  F I L Ó - ela pega sua mochila e sai correndo, sem mesmo se despedir de s/n e jeongin.

S/n: tchau para você também.. - ela fica parada na saída da escola, procurando seu irmão -onde você tá inferno..- sente alguma coisa em seu ombro - CAPIROTO INFELIZ.

???: qual é! A cabeça de fogueira tomou um sustinho?

S/n: eu não quero conversar com você minho.. me deixa em paz..  -enquanto a garota se virava para ir para casa, minho segura s/n pelo braço 

Mh: não, agora você vai me escutar.. - ele pressiona o braço da garota.

S/n: me solta agora..

Mh: tudo que tá acontecendo comigo é culpa sua.. O changbin me deixou por sua causa, o que ele viu em você? Uma garota tão sem sal, que acaba com amizades, destrói amores, destrói vidas..

S/n: tudo que tá acontecendo não é culpa minha, eu não tenho nada haver com isso, apenas me deixe em paz.. - ela lacremeja

Mh: chorar vai adiantar alguma coisa princesinha? Claro, você acaba com uma amizade depois de finge de vítima, é bem do seu tipo mesmo.. 

S/n: quem acabou com sua vida foi você.. - ela seca as lágrimas

Mh: cala a boca.. Tudo na minha vida tá desmoronando por causa de uma garota ridícula como você? Nunca pensei que  chegaria nesse ponto.. - Ele ri de modo psicótico- eu só não acabo com você porque se não eu vou preso, ver você sofrer seria maravilhoso..

S/n:  ACHA QUE EU JÁ NÃO ESTOU SOFRENDO!? ESTOU SENDO ACUSADA DE UMA COISA QUE NÃO FIZ, TENDO UMA PESSOA ME ACUSANDO SEM PROVAS, SEM MOTIVO ALGUM  - ela se solta e sai da escola, que já estava vazia.

Ela começa a caminhar pela rua, estava procurando jeongin e ao mesmo tempo querendo socar a cara de qualquer pessoa que aparecesse na sua frente. Enquanto caminhava pela rua, ela não prestava atenção na mesma, como não estava prestando atenção não viu que estava vindo um carro em alta velocidade, até sentir outra pessoa puxando o seu braço.

???: você tá maluca?? Não presta atenção na rua e ainda quer andar sozinha na rua..  pelo amor de deus!!

S/n: me deixa... eu só queria que as coisas fossem diferentes jeongin...

Jn: se meteu em confusão de novo é? Tudo bem, chegando em casa nós podemos conversar.. - ele a abraça 

S/n: eu não quero conversar sobre isso...

Jn: mesmo? 

S/n: sim..

Jn: okay... mas, a senhorita pode me explicar porque não estava prestando atenção na rua???

S/n: eu tava distraída..

Jn: só isso? Daí depois é atropelada e não sabe porque..

S/n: atropelada? Não, credo.. - ela começa a andar até sua casa - eu já vou indo..

Jn: daqui a pouco eu vou também, só vou passar na casa do seungmin para entregar o caderno dele...

S/n: tá - ela acena

Jn: VÊ SE PRESTA ATENÇÃO NA RUA VIU!??? - ele acena para a menina que já estava do outro lado da rua.

Ela vai em direção a sua casa, ainda pensando sobre o ocorrido, tentando lembrar o real motivo de ser tão odiada por minho.

S/n: porque isso sempre acontece comigo..? - Ela para na frente de sua casa e pega a chave de sua mochila para abrir sua casa 

Entrando na casa, a primeira coisa que a garota faz é pegar seu celular e ligar para minji.

Ligação: 

S/n: oi..

Mj: EAE S/N, AI, DESCULPA POR NÃO TER TE DADO TCHAU 

S/n: não, tudo bem..

Mj: Mas então, o que aconteceu com você? Cê ta falando meio baixo,  tô estranhando viu 

S/n: era justamente sobre isso que eu queria falar..

Mj: pois conte, não gosto de te ver chateada..

Depois de explicar o que tinha acontecido na escola, minji também estava borbulhando de raiva, a vontade de matar alguém era forte demais.

Mj: MAS PORQUE MERDA TU DEIXOU ISSO ACONTECER!?

S/n: eu não deixei, por isso que sai de lá!

Mj: apartir de agora você vai ficar comigo o tempo inteiro, não vai chegar NUNCA MAIS perto do minho!!!

S/n: eu também não quero chegar nunca mais perto daquele psicopata...

Mj: também, se você quisesse ficar perto dele eu iria te levar em um psicólogo.. FILÓ PARA DE MORDER MEU SHAMPOO 

S/n: parece que você tá com problemas, outra hora podemos conversar, até mais - Ela desliga


S/n estava um pouco aliviada por ter contado aquilo para minji, ela havia tirado um peso de suas costas, mas ainda não era o suficiente, afinal, quem iria gostar de alguém apontando o dedo na sua cara te acusando de algo que você não fez?

S/n fica mexendo em seu computador, para tentar esquecer um pouco o que tinha acontecido, ao mesmo tempo esperando jeongin voltar.

S/n: nada de interessante.. - ela larga o computador em cima da escrivaninha e se joga na cama, ela estava quase dormindo, até ouvir alguém batendo em sua janela.

S/n: justo no momento que eu quero ficar em paz né... -se levanta e fica surpresa ao ver quem era.

???: oi, eu vim te ver! - sorri 

S/n: ah não.. você veio me ver? Tinha que ser você? - sorri

???: algum problema? Anda, abre a porta, aqui tá frio!

S/n: porque eu faria isso? O frio não tá gostoso changbin?

Cb: abre logo!! 

S/n: espera, já vou! -bate na janela 

S/n sai de seu habitat natural para pegar a chave e abrir a porta para o garoto.

S/n: satisfeito? Agora pode me dizer o que quer? Eu tava descansando a poucos minutos atrás até você chegar!

Cb: enfim, eu queria saber se você aceita ir na minha casa para fazermos alguma coisa juntos 

S/n: que!? Tá doido é? Virou meu amigo e já quer me estrupar?

Cb: você que tá louca né! Pelo amor de deus, eu não faria isso!

S/n: Aham, sei...

Cb: não faria mesmo! Duvidar de mim não vai mudar nada! 

S/n: hm... mas porque tá me convidando para ir na sua casa assim do nada?

Cb: é que me bateu um tédio, não tem ninguém pra me acompanhar, tô tão sozinho.. -faz bico.

S/n: ih, lá vem... -revira os olhos 

Cb: aceita ou não aceita?

S/n: desde que você não faça nada comigo...

Cb: - Ele suspira- acha mesmo que eu faria alguma coisa com você? Eu não vou!

S/n: tá, eu vou.. 

Cb: sério!?? - Ele parecia claramente empolgado 

S/n: sim.. se você começar com frescuras eu vou embora!

Cb: prometo que não vou, então as 13:00 nos encontramos na sorveteria! - Ele sai da casa- hoje vai ser o melhor dia de todos..!- ele fala baixo.

12:34

jeongin finalmente havia chegado em casa, depois de 33 séculos.

Jn: S/NZINHA, CHEGUEEEEEEI.

S/n: FINALMENTE NÉ!?? - Ela da um soco no braço do mesmo- TO ESPERANDO VOCÊ CHEGAR FAZ UMA HORA

Jn: VOCÊ E A MINJI TIRARAM O DIA PARA ME AGREDIR NÉ? PO, VALEU

S/n: DE NADA! - Ela ri

Jn: mudando um pouco o assunto- ele coloca a mochila em cima do sofá- onde você vai? Tá toda arrumada

S/n: Ué, sair, não tá óbvio?

Jn: Ava, é mesmo? Tô perguntando aonde tu vai, jumenta 

S/n: eu vou para a... - Ela começa a pensar em uma desculpa- vou para a sorveteria com a minji!

Jn: sorveteria? Com a minji?

S/n: sim, ela me convidou, e me ensinaram que recusar convites é feio!

Jn: hm.. Ta bom, só não volta muito tarde, crianças não podem passar muito tempo na rua

S/n: HA, OK

jn: tô falando sério... - ele realmente parecia estar falando sério

S/n: aí credo... ok, não voltarei muito tarde - s/n da um sorriso e depois acena.

Jn: a pirralha tá crescendo..! - ele acena de volta, sorrindo.

Após caminhar por um tempo, s/n finalmente chega na sorveteria e a primeira pessoa que ela vê ali, era changbin. Ele estava todo arrumado, cabelo ajeitado, roupas estilosas, ele parecia realmente ter levado a sério aquele "encontro"

S/n: oi..- ela se senta na frente do garoto 

Cb: finalmente né? Eu tô aqui faz quase 10 minutos!

S/n: na hora que eu iria sair o jeongin chegou! Não posso fazer nada!

Cb: ok, dessa vez eu deixo passar!

S/n: VOCÊ deixa passar? Haha, fala como se mandasse em mim 

Cb: vai ficar até quando debochando da minha cara? 

S/n: era só brincadeira viu? Não sabe brincar não? 

Cb: claro que eu sei, não sou nenhum riquinho mimado!

S/n: não é o que parece...

Cb: olha.. -suspira- eu te chamei aqui justamente para nos conhecermos melhor, não para ficar debochando um da cara do outro!

S/n: não tô debochando! -cruza os braços sorrindo

Cb: Aham... - Ele pega o cardápio- qual sorvete vai querer? 

S/n: eu quero de..-- changbin corta as palavras da garota

Cb: espera!! Vamos falar juntos!

S/n: tá né..

Cb: no três! Um.. dois.. três!

Changbin e s/n: flocos!

S/n: eta..

Cb: sério mesmo? Sendo assim, vou pedir só um para nós dois dividirmos!

S/n: Não sei se vai dar muito certo, eu como bastante sabe...

Cb: tudo bem, eu faço questão!

S/n: se você quer né

Cb: okay, fica aí, já volto! - Ele se levanta e vai em direção ao balcão lara fazer o pedido.

Um tempo depois ele volta e se senta do lado da garota.

S/n: Ué? Porque não vai para a frente??

Cb: porque eu quero sentar do seu lado?

S/n: eu hein.. 

Eles ficam em silêncio por alguns minutos, eles não sabiam o que falar, o que fazer. Até que finalmente changbin resolve quebrar o gelo.

Cb: ei s/n..

S/n: oi?

Cb: o que você.. acha de mim?

S/n: o que eu acho de você?

Cb: é..

S/n: bem.. Eu não sei, você nunca conversou muito comigo, sempre foi tão idiota..

Cb: não precisa jogar na cara né? Eu mudei!

S/n: ainda não consegui ver essa mudança!

Cb: com o tempo você vai perceber..

S/n: espero..

A garçonete finalmente chega com a taça de sorvete, pelo menos changbin havia pedido uma taça grande.

S/n: wow.. - seus olinhos brilhavam

Cb: wow mesmo, não pensei que ele seria tão bonito.. 

S/n: eu vou atacar! -ela pega uma colher 

Cb: eu também! - ele também pega uma colher 

Eles ficam ali por um tempo, saboreando aquela maravilha de sorvete, até finalmente terminarem.

S/n: tava muito bom!.. - ela limpa a boca 

Cb: sim.. - ele olha para a garota 

S/n: ??? Que foi Oxi? 

Cb: que foi? Não posso mais olhar para você?

S/n: não?

Cb: você é muito fresca sabia?

S/n: eu não, cala a boca!

Cb: agressiva nem um pouco né - ele ri 

S/n: não sou não!

Cb: ainda por cima é fofa, que sorte que eu tenho 

S/n: tu tá muito doido, eu hein - ela se levanta- vamos de uma vez?

Cb: vamos sim, só tenho que fazer uma coisa.. - ele vai até o balcão e paga a taça.- agora podemos ir

S/n: bora! - Eles saem da sorveteria.

Eles caminhavam normalmente, mas, como de costume o tédio governava, eles não tinham o que falar, era um silêncio constrangedor.

S/n: então..

Cb: sim?

S/n: o que vamos fazer quando chegarmos lá?

Cb: podemos ver filmes, jogar algum jogo.. o que acha?

S/n: pode ser! - sorri

Cb: então beleza, já decidimos o que fazer! - ele vai um pouco pro lado, tentando pegar a mão de s/n.

S/n: SAI FORA - ela da um tapa na mão do garoto

Cb: NÃO PRECISA AGREDIR - ele acaricia a própria mão- doeu viu?

S/n: bem feito!

Cb: você é maluca.. - eles finalmente chegam na casa, quando changbin abre a porta, fica surpreso ao ver as duas pessoas que estavam deitadas em seu sofá.

Cb: QUE PORRA VOCÊS DOIS ESTÃO FAZENDO AQUI  FELIX E JISUNG????????

fx: estávamos esperando você chegar e... s/n????

Js: quem é essa aí, anão??

Cb: PORQUE VOCÊS DOIS ESTÃO AQUI????????

S/n: ah okay, agora Fudeu tudo 


●•continua?•●

 







Notas Finais


Eu queria escrever mais coisas, mas vai ter que ficar para o próximo capítulo fkjdsjdj (desculpe qualquer erro!)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...