História Típico clichê romântico; O nerd e o popular. - Capítulo 12


Escrita por:

Visualizações 189
Palavras 419
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drabble, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Musical (Songfic), Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 12 - Rodrigo, oque você quer?


[Hey, pessoas podem até mudar, mas o passado delas não pode ser mudado.]


•|{Pov Ycaro}|•


-Oie Ycaro. - Rodrigo me comprimenta sentando ao meu lado, com um belo sorriso em seu rosto.

-Oque você quer? - pergunto desconfiado, claramente coisa boa não vinha dele. 

-Apenas quero me sentar com você, não posso? - ele pergunta com um falso ar de arrependimento. 

-Nhan, me de licença. - digo me levantando, mas sou parado, Rodrigo me puxa fazendo com que eu retorne para o mesmo lugar. 

-Porque você está indo embora? Só porque eu cheguei? 

-Apenas me diz, oque você quer realmente? - pergunto com raiva. 

-Vamos começar do zero e... - o corto. 

-Eu sabia. - dou um leve suspiro -Oque foi agora? Quer dar um de bom samaritano? 

-Hey, apenas estou arrependido. - sussurra baixinho, para apenas eu ouvir tais palavras. 

-Me poupe, do seu arrependimento. - digo me levantando, e sem dar tempo do mais velho me responder. 

-Hey Ycaro. - Rodrigo grita, correndo em minha direção. Apenas corro até o banheiro e fecho a porta um pouco tremolo. 

-Ycaro? Porque está tão assustado? - Lucas pergunta enquanto me olha preocupado. 

-Eu não sei direito. - digo um pouco confuso. 

-Hey, calma aí tá tudo bem. - Lucas me abraça tentando me acalmar. 

-Eu não sei oque eles estão tramando. - sussurro um pouco baixo. 

-Como assim? Eles querem te bater de novo? 

-Nhan, Rodrigo disse que queria começar do zero e que está arrependido. - após eu dizer tais palavras, olho para o Lucas que começa a rir escandalosamente. 

-ATA. 

-É sério véi, como ele pensa isso do nada? 

-Talvez, ele conseguiu ver o quanto você é especial para ele, e esta perdidamente apaixonado por tú. - diz com um sorriso no rosto. 

Passou alguns segundos até eu entender oque ele estava dizendo. Eu nunca ri tanto na minha vida, quando eu estou rindo agora. 

-Que tipo de demência se tem? - pergunto inconformado. 

-Sei não, só sei que eu to vazando, vou me encontrar com o Alan. - após ele pronunciar tais palavras, eu o olho com aquela carinha ( ͡° ͜ ʖ ͡°). 

-Nem vem com essas viadagem, além do mais seu macho ta te esperando. - ele diz apontando para o corredor, onde Rodrigo estava encostado na parede, tudo indica que estava esperando alguém. 

-Hey, Lucas não me deixa aqui sozinho. - suplico. 

Lucas saí do banheiro sem dizer absolutamente nada. Olho para o corredor não tinha mais ninguém ali, por um momento me senti mais aliviado. 



Notas Finais


Véi o SaikoMenes do bem agora aeeee


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...