História To Infinity - Capítulo 5


Escrita por:


Capítulo 5 - Capítulo 4: Seesaw


    O congresso nacional estava devidamente sentado, esperando a palavra do senador acabar, Scarlett estava cansada, já era a segunda vez que ela frequentava aquele lugar, e tinha as palavras de que não era agradável.

- Odeia diplomacia – a ruiva sussurrou.

- Bem-vinda ao clube – Rhodey sussurrou de volta.

- Senhor Stark negou qualquer compartilhamento de sua tecnologia com esse governo, e agora ele simplesmente constrói um prédio em volta da mesma – o senador falou. – Senhorita Stark pode nos explicar isso.

- Claro – A ruiva se aproximou do microfone. – A torre Stark foi construída como um teste inovador de uso de energia limpa, deixando de lado qualquer malefício a natureza a qual este governo não se importa.

- O que garante que a Fundação Stark não a esteja usando para meios bélicos? – Outro senador perguntou, provavelmente ofendido com a fala da ruiva.

- Estamos falando de um prédio por favor – Exaltou a própria. – Feito de cimento e aço, não das armaduras malucas que Justin Hammer mandou pra ExpoStark ao uns dois anos atrás.

- Mas o Senhor Stark usa uma armadura que demanda da mesma energia.

- Como membro da Fundação Stark e representante legal das Indústrias Stark, eu garanto que  a Torre Stark em Nova York não é nada mais que a exibição do ego monstruoso de Tony Stark – Scarlett argumentou. – É apenas um prédio com fins científicos.

    A discussão continuou por longos minutos até o encerramento da sessão, ao chegar na porta da grande saída do congresso, Rhodey e Scarlett se entre olharam e respiraram fundo antes de atravessar a multidão de jornalistas que os esperava grandiosamente.

- Senhorita Stark você está se preparando para assumir as Indústrias Stark? - O mais próximo repórter perguntou enquanto tentava acompanhar a ruiva no meio daquela multidão.

- Senhorita Stark, você tem uma armadura também? Irá ajudar seu pai?

- Como é ser filha de um dos maiores heróis da história?

    Foram diversas as perguntas até finalmente chegarem no carro e irem em direção do aeroporto, não era fácil para Scarlett está novamente tão exposta, principalmente naquele momento. O embarque foi um sossego, Rhodes infelizmente foi obrigado a permanecer em Washington enquanto Scarlett foi liberada a retornar para Nova York para o ligamento oficial da Torre Stark que ocorreria na próxima semana. 

    Em poucos minutos, a jovem já estava desembarcando na cidade, mas pior que antes, Happy havia ido buscá-la porém com a tormenta de paparazzis continuaram por todo o canto do aeroporto, sua saída do local demorou mais que seu voo em si, mas ao pôr os pés dentro da Torre, a ruiva se sentiu mais aliviada, ela caminhou pelo espaço e se jogou no sofá.

- Como foi? - Pepper perguntou assim que entrou no cômodo.

- Político demais - Scarlett se levantou e ficou sentada. - Foi um horror.

- Você se acostuma - Tony falou carregando uma caixa preta.

- Acho difícil - a ruiva retrucou. - Mas pelo menos vão nos deixar em paz até a próxima coisa estrondosa que fizermos, e espero eu que não seja tão cedo.

- Sabe que vai ter que retornar para Washington depois que ligarmos oficialmente a torre - Pepper a lembrou. - Vou precisar de você lá.

- Meu deus quando vão parar com admissão política em problemas  que não são deles para eu poder viver em paz? - Scarlett caiu novamente no sofá o que fez Tony rir um pouco da jovem.

    Scarlett suspirou alto, desde que fugiu da SHIELD, a mesma abandonou sua carreira médica, Tony se preocupou com a filha e tanto ele quanto Pepper decidiram eleger a jovem a representante legal do Homem de Ferro, o que a levava para discussão diplomáticas que não eram satisfatório para a Stark, mas era um bom ofício no final, mantinha a SHIELD afastada por bastante tempo e ajudava a família.

 - Falta quanto tempo para pôr esse negócio na tomada? - A Stark perguntou.

- Três dias senhorita Stark - Jarvis a respondeu.

  Em Washington, Steve entrava em uma loja de antiquários a procurando discos de vinil da década onde viveu. Após a saída de Scarlett, a SHIELD cancelou o resto da pesquisa, o que fez a própria enviar Rogers para Washington, onde poderia se adaptar a sociedade novamente, ele olhou para a pequena televisão do local, onde passava as notícias do dia.

– Na sessão de hoje do Congresso Nacional, a jovem Scarlett Stark compareceu ao lado do Coronel James Rhodes para discutir a construção e o ligamento da Torre Stark - o repórter explicou. – Para nossos telespectadores que não estão entendendo, Scarlett é filha de Tony Stark, até então conhecido como Homem de Ferro, o próprio vem tendo discussão com o governo desde a criação de sua armadura.

 Steve viu a reportagem falar algo sobre as Indústrias Stark, mas quase não deu ouvidos, ele voltou a procura dos discos, deixando de lado o jornal.

" Eu nunca quis que esse fosse o fim

É um longo caminho e eu não sei as respostas

Como uma gangorra subindo e descendo

Estou perdido em uma realidade que criei de você"

    O dia passou lentamente e chegou no seu fim, na escura noite, Scarlett adormeceu rapidamente, mas logo ela sentiu algo estranho se aproximar, seu sonho se desfez logo, e ela despertou sentindo uma presença estranha, como um fantasma, mas parecia bem mais sombrio que um espírito. A sensação ficava bem mais forte a cada momento, Scarlett sentou na cama assustada, o máximo que conseguiu fazer foi apertar o botão de emergência que ficava perto de sua cama.

Pepper e Tony escutaram o alarme e correram para ver o estava acontecendo, Tony entrou primeiro e ligou a luz e se aproximou da filha.

- O que foi? - ele perguntou desesperado.

Scarlett tremia e mal respirava, a ruiva sentiu algo pressionando seu peito e fechando sua traqueia, ela tentava puxar o ar mas ele mal chegava nos pulmões.

- E-e-eu não c-consi-igo-o res-respirar - a ruiva conseguiu falar com dificuldade. 

- Pepper a bombinha - Tony falou e Potts saiu rapidamente do cômodo para ir buscar a bombinha de asma. - Scarlett olha para mim, olhos em mim, vamos contar tá?

Scarlett balançou a cabeça concordando com o mais velho. 

Anos atrás.

- Respire fundo Scarlett - o médico falava calmamente e a criança obedeceu. - Isso mesmo, com calma.

    Tony observava tudo impaciente, estava nervoso com tudo aquilo, ele novamente ajeitava a manga de seu terno como uma forma de se acalmar. 

- Acho que não vou precisar fazer outros exames - O médico disse e se virou para o pai impaciente da sala. - Sua filha tem asma, teremos que iniciar o tratamento.

    O Stark ouvia cada instrução que o médico lhe falava, ele poderia ignorar as instruções na maior parte do tempo, mas dessa vez era a saúde de sua filha em jogo daquela vez.

Atualmente

- Um - Tony disse e esperou que Scarlett repetisse.

- U-um - Ela falou ainda com dificuldade.

- Dois

- D-dois

- Três

- T-t-três

- Quatro

- Qua-qua-quatro

    Pepper voltou mais desesperada que normalmente, trazendo consigo uma caixa branca, de onde ela tirou um pequeno objeto e deu a Tony, era a bombinha de Scarlett que havia ficado guardado em uma caixa de medicamentos em uma sala de emergências.

“Está tudo bem

Você está brilhando feito uma estrela agora

Mesmo que você não saiba

Estou aqui para segurar todos o seus medos

Está tudo bem

Você está bem

Está tudo bem

Você está a salvo”

 Em um salão escuro, onde uma grande coroa se encontrava no meio do mesmo, ela era cercada de água, as pedras preciosas da coroa começaram a brilhar fortemente, e logo a própria começou a se levitar. A água que ficava ao redor começou a se mover e logo se formou um círculo de água ao redor da grande coroa.

De longe uma mulher observava tudo que acontecia, ela abriu um sorriso ao ver a cena.

— A princesa finalmente despertou – Ela disse. — A coroação está perto.

Anos atrás 

  Os cabelos alaranjados do homem se destacavam em meio a neve que caia, seu traje demonstrava que ele não era daquele sistema solar, ele bateu fortemente na porta de madeira, onde uma mulher abriu.

– Balder, você veio - A mulher sorriu ao ver o ruivo e logo viu a criança que ele carregava. - O que houve com Serene?

– Preciso que cumpra sua promessa Meili - O ruivo disse. – Sabe que o grande Odin nunca deixaria Serene ter filhos sabendo da lenda da rainha suprema.

– Como fugiu de Asgard? - a mulher perguntou.

– Loki, um dos filhos de Odin, acobertou minha vinda, mas não posso demorar já que o próprio não pode se arriscar tanto.

– Mas já é uma benção que o jovem Loki tenha te ajudado meu irmão – Meili retrucou. – Eu cuidarei de tua filha, e quando chegar a hora, será levada para o castelo que sempre a pertenceu.

– Agradeço por isso Meili – Ele entregou a pequena criança nos braços da irmã. – Seu nome é Helica, filha de Balder, princesa de Voltur.

– Volte para Asgard irmão, antes que Odin percebe as mentiras.

 O homem beijou a cabeça da criança e caminhou para longe,onde seria levado de volta ao castelo dourado de Asgard, temia por sua filha aos do que por sua vida. Ao chegar na ponte do arco-íris, ele viu Loki caminhando calmamente.

– Nunca saberei como agradecer - Balder disse ao deus. – Minha filha poderá ter uma vida cheia de alegria em Midgard.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...