História To my galaxy - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Lay, Suho
Tags Sulay
Visualizações 22
Palavras 456
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Fluffy, Universo Alternativo

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - ;capítulo único: o piloto.


De baixo do céu estrelado, Junmyeon derramava pequenas lágrimas, com um sorriso no rosto, sabia que eram de felicidade. Eram de amor.

Mal conseguia raciocinar com Yixing praticamente se declarando em sua frente, abrindo o coração de uma forma que jamais viu.

Não era o álcool que deixava o chinês apaixonado ou um pouco mais sensível e sincero do que o normal, mas sim aquelas muitas xícaras de café.

Naquele momento, Junmyeon dava graças a deus por café existir.

Percebendo o estado em que o Kim se encontrava, o chinês aproximou-se dele e segurou suas mãos, sorrindo.

— Não sei por que está chorando se mal comecei a falar. — riu sapeca, secando os resquícios de lágrimas no rosto do Kim. — Você sabe o quão importante é para mim? O tantão assim que me faz feliz? — perguntou, mas antes do outro conseguir responder, fora cortado. — Ok, não responda, me deixe falar. Não quero ter que te levar para o hospital por desidratação antes de terminar.

Junmyeon riu, fungando.

— Idiota.

— Sou idiota por você. Meu peito dói só de pensar em te deixar, sabia? Me imaginar longe de você é algo ruim demais, como poderia ficar longe daquilo que mais me faz feliz? Entenda, Jun, que eu derramarei todas as estrelas e constelações possíveis por você. Tu é a minha galáxia, a porra da minha galáxia e eu estou apaixonado por ela, por cada detalhe e defeito dela, porque até o fato dela ser ciumenta por mim me deixa todo bobão. Entende agora? Se eu voar, vou voar com você. Estamos conectados, lembra? E eu nunca vou te esquecer, como poderia? — respirou fundo, sem tirar os olhos dos de Junmyeon. — Eu te amo, te amo com todo o meu ser. Te amo maior que todas essas constelações bobas. Eu te amo, porra! Eu amo acordar ao seu lado todos os dias, amo ganhar de você em jogos bestas e amo até mesmo comer a merda de um panetone de frutinhas! — riu. — Não sei mais o que falar, tô prestes a chorar e estraguei tudo.

Junmyeon já havia esquecido como se parava de chorar assim que o Zhang abriu a boca. Mas teve que reaprender quando abraçou o chinês o mais forte que podia, ouvindo os soluços baixinhos dele, sabia o quão sensível ele era, fez um carinho sutil sobre sua bochecha assim que levantou o rosto molhado.

— Se isso foi um pedido de namoro, você acaba de perder no “eu nunca”. — sorriu, tentando descontrair.

Yixing bufou, bravo.

— Você é muito ladrãozinho de jogos e corações.

E daquela noite em diante, Yixing tornou-se mais do que a estrela mais brilhante de Junmyeon, tornou-se sua galáxia todinha.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...