História To my unknown lover - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 0
Palavras 611
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Ao Meu Amante Desconhecido


Eu o amo desde os doze anos. Eu era só uma menininha que não sabia nada de verdade sobre o amor, mas que já conhecia mais do mundo do que deveria ser permitido à alguém da minha idade, então, eu já havia criado uma consciência e um discernimento sobre as coisas, e quando eu o vi, desde a primeira vez, eu sabia que ele era algo que ficaria, que tinha algo diferente. Eu simplesmente sabia. Então eu confiava nele cegamente desde o primeiro dia, ele era o único homem no mundo de quem eu me sentia segura perto. 

 Então, os nossos caminhos se separaram algumas vezes, mas o destino sempre encontrava uma maneira de nos unir, e aquela certeza que eu tive desde criança nunca me abandonou, nem por um segundo. Eu sempre soube que ele me amava e que eu o amava? Que as nossas linhas vermelhas do destino estavam ligadas, então você imagine, minha cara amiga, o quão feliz eu fui quando finalmente pude me entregar plenamente a ele: Eu era a mulher mais feliz da face da terra, e ele também pareceria se sentir assim.  

Mas então chegou um dia escuro, tão escuro e frio quanto um buraco negro, em que ele disse que o amor que ele sentia por mim simplesmente o havia abandonado, e disse que o que nos mantinha unidos não era a linha do destino, mas sim uma corrente que o aprisionava Então ele me perguntou, com a frieza e indelicadeza de uma tormenta, porque eu simplesmente não o deixava partir e eu o perguntei se erra errado lutar por aquilo que eu amo. Ele me disse que sim, se quem eu amava não queria ficar. E disse que já não me amava. Então, eu tive que juntar todas as forças que existiam dentro do meu ser para soltar o braço dele e deixa-lo partir... E parte de mim foi junto. 

 A minha maior dificuldade em deixa-lo partir, é a de, dentro do meu coração, eu saber que as palavras que ele dirigiu a mim naquele momento foram falsas. Como já dito, parte de mim sabe das coisas desde que eu sou jovem demais pra alegar tal fato. E isso ainda me diz que ele me ama. Então, o que eu devo fazer? O que eu devo ser para ele agora? A recordação distante e intragavel que ele disse que eu era e manter a distância eterna que ele diz desejar? Devo esperar? Pedir aos céus, como faço todos os dias, para que traga aquilo de volta? Eu não sei. Apesar de eu saber das coisas, disso eu não sei.

 Eu o ensinei a ser forte. 

 A se amar. 

 A não se por em segundo plano. 

 Por isso e por milhares de outras experiências é que eu sinto que vim a terra apenas para ensinar as outras pessoas a serem felizes, a faze-las descobrirem quem realmente são e, depois, apenas sofrer com suas partidas. 

 Eu sei que você partiu, meu Amante Desconhecido, mas eu quero que você saiba que eu nao. Eu quero que saiba que eu ainda estarei onde você me deixou, esperando que o furacão de incertezas que lhe arrancou tão abruptamente de meus braços parta e que os ventos doces do amor o tragam de volta para o meu abraço, do qual eu espero que jamais me peça pra soltar. Eu sei que você ainda me ama, eu sinto o seu amor, por mais que você o negue a mim. Então, eu serei mais rápida do que você e lhe direi que lhe perdoo antes mesmo que peça meu perdão, porque eu te amo, verdadeiramente, loucamente e profundamente. 




 sempre sua, 

 Clara. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...