História To the Sea - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Moana: Um Mar de Aventuras
Personagens Maui, Moana Waialiki, Personagens Originais
Tags Amor, Aventura, Drama, Maui, Moana, Romance
Visualizações 79
Palavras 1.890
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oooioiiiieeeeeeee garera. Eu demorei mais que o normal pra postar ? Sim eu tive alguns imprevistos então me desculpem.

Capítulo 7 - Lalutai


Fanfic / Fanfiction To the Sea - Capítulo 7 - Lalutai

-Maui! Não faz isso!- Moana brigava enquanto andavam pela mata e Maui puxava o lençól que cobria seu corpo enquanto o semi-Deus andava nú sem nenhuma vergonha.

-Não tem como! Você parece tão... Indefesa. A presa perfeita.- Ele disse é Moana correu .

Maui havia dado a ideia de irem se banhar e estava levando Moana para o centro da ilha. Quando chegaram lá Moana paralisou vendo uma espécie de lago, com  água azul cristalina bem ali, no meio da ilha.

- Maui...- Ela disse sem conseguir fórmular nenhuna outra palavra.

- É eu sei. Incrível e tal. Eu sei que sou de mais.- Ele dizia se gabando.- De nada. 

- É lindo.- Ela disse como se não tivesse ouvido nenhuna das palavras que Maui disse. E de fato não havia, estava muito distraida com aquela visão estonteante.

- Assim como você.- Ele disse passando os braços pela cintura da menina e derrubando o pano que cobria seu corpo.

Ele começou a beijar o pescoço de Moana a deixando arrepiada. E então com rapidez ele a ergueu do chão a jogando na água e rindo logo em seguida.

- Ah isso nunca perde a graça.- Ele disse ainda gargalhando da menina que agora o olhava da água totalmente encharcada.

Moana fingiu não se importar, ela estáva de muito bom humor para se importar com qualquer outra coisa que não fosse em curtir. Ela deitou seu corpo na água boiando e fechou os olhos.

- Sai de baixo!- Ele gritou se jogando na água bem encima da garota

- Idiota!

***

Maui havia partido cedo naquela manhã, dizendo que havia sido chamado por um Deus para dar uma surra em uns monstros por aí mas que voltaria logo, e que se caso algo acontecesse que ela não hesitasse em chama-lo.

Moana estava deitada em uma rede observando sua "mini-lagoa" que na verdade era bem grande. Ela sorria bobamente pensando nos acontecimentos da noite passada. Lembrava do quanto riam, do quanto brincaram, e de quantas vezes fizeram amor ali, fora as vezes de quando voltaram para a cabana. Eram lembranças doces e felizes. Durante toda sua vida ela se sentiu incompleta, achava ser o desejo que tinha pelo mar, achava que havia sido escolhida para salvar a todos, mas na verdade ela foi escolhida para ser Feliz. Mais feliz que qualquer outra pessoa nesse mundo, era como ela se sentia. Amar Maui era suave, era calmo, e ela sabia que dali em diante viveriam muitas aventuras juntos e isso a alegrava mais ainda.

Ela caminhou de volta para a cabana com uma certa cheia de cocos e um cacho de bananas,deixando Heihei e Poa para trás. Assim que entrou colocou suas coisas  lá e se deitou na cama sentindo o cheiro de Maui que ainda estava ali. Ela fechou os olhos abraçando os cobertores.

- Por favor volta logo...- Ela pediu baixinho esperando que ele a ouvisse. E assim adormeceu ouvindo a brisa suave da manhã.

Moana a cordou com uma voz vinda da praia. A voz disse algo que ela não conseguiu entender então ela pulou da cama o pegando um bastão com a ponta afiada indo pra perto da porta.

-Socorro...- Ela ouviu a voz fraca suplicar, e então olhou pela porta sem aparecer .

Ela viu uma mulher com seus seios despidos, ensanguentada se arrastando da praia e vários destroços atrás dela. Moana correu largando seu bastão no chão levantando a mulher apoiando um dos braços dela em seu ombro.

- Shiii tá tudo bem. Eu vou cuidar de você. - Ela disse e a mulher desmaiou antes que ela pudesse dizer qualquer outra coisa.

Ela a levou  até a cabana a colocando em sua cama indo rápido até o lago pegando água para tratar da mulher.

- O que fizeram com você...

A presença da mulher em sua casa a fez sentir falta da família, de seu povo, não era como se pudesse simplesmente esquece-los assim de uma hora pra outra, ela os amava e duvidava que algum dia isso fosse mudar, embora duvidasse do amor de seus pais para com ela.

***

Já era noite, e Moana estava na praia cozinhando enquanto a mulher dormia, Moana havia vestido um top para que a mulher não ficasse nua. A garota pensou no que Aconteceu, olhou de volta para a cabana e a viu dormir tranquila, a mulher era jovem, elas pareciam ter quase a mesma idade, a desconhecida tinha seu corpo cheio de tatuagens, separadas e significativas, o cabelo da mulher era curto, nem alcançava os ombros da mulher direito. Ela nunca havia visto uma mulher como aquela, ela tinha músculos e cicatrizes pelo corpo que sugeriam que aquela não foi a primeira vez que ela ficou tão ferida ao ponto de ficar inconsciente durante um dia inteiro.

Moana se assustou com um grito alto e então correu para a cabana dando de cara com a mulher sentada na cama com uma expressão terrível de dor.

- Fique deitada.- Moana disse a deitando novamente na cama.- Está tudo bem.

-Onde estou?

- Na minha casa. Eu te achei na praia. 

- Eu preciso...- A mulher tentou se levantar novamente mas Moana a impediu.

-Fique ai, vou trazer algo para comer.-Moana saiu indo pegar comida para ela e para a estranha. Assim que voltou viu que ela não tentou mais levantar.- Pegue.- Moana a entregou a pequena cumbuca com seu cozido e a mulher aceitou se sentando na cama de frente para Moana.

- Obrigada. Qual seu nome?

- Eu sou Moana. E você?

- Me chamo Nagome.

Moana queria perguntar sobre como ela havia ido parar em sua praia, mas não parecia ser o tipo de coisa a de perguntar naquele momento.

-Mora aqui sozinha Moana?- A mulher perguntou fazendo Moana olha-la.

- Ah, não. Eu moro com... Com meu Márido.- Moana não sabia como chamar Maui aquela altura do campeonato, mas ela não achava aquilo realmente importante.

- Só vocês dois? Nessa ilha inteira?

-Sim.  

- E onde ele está?

-Teve que ir ajudar um amigo, mas logo logo vai estar de volta. E você onde mora ?

- A muito tempo minha única casa é o mar. 

Elas conversaram sobre, ilhas e sobre suas famílias, mas sem qualquer intimidade, assim que comeram foram dormir, Moana esperou a mulher dormir para então ir para a cama que havia ajeitado para si, e então apagou assim que deitou. 

***

-Então... Como você veio parar aqui ?- Moana perguntou sentada na areia vendo a mulher esticar os músculos como se estivesse os testando.

-Eu estava com uns amigos no mar, e então criaturas surgiram do fundo, destruíram nosso barco e eu consegui escapar, não sei se fui a única.- A mulher dizia seria enrolando um pedaço de pano em sua mão direita após já ter enrolado em sua mão esquerda.

- Mas como? Achei que isso acabaria depois que restauramos o coração.- Ela disse mais para si mesma e a mulher a encarou.

- Você é a garota que salvou Tefiti?- Ela perguntou e Moana assentiu olhando para água.- Então sabe onde Maui está? Precisamos encontra-lo. Só ele poderá não ajudar.

-Mas os Deuses...- a mulher a cortou.

-Os deuses não estão nem aí para ninguém. Se estivessem todos os meus amigos estariam aqui agora. Preciso de sua ajuda Moana. Onde posso encontrar Maui?

- Eu não sei. Mas eu posso chama-lo.

- Como assim ? 

- Eu também não entendo como funciona mas sempre que eu o chamo ele vem.- Moana pós os pés na água como fez da última vez.- Maui, se estiver me ouvindo eu preciso de você.- Ela disse em voz alta e se virou indo até a mulher.- Agora só resta esperar.

A mulher continuou seus "exercícios" enquanto esperava. Passaram-se horas, e ja era tarde e ela é Moana não saíram da praia esperando pelo semi-Deus.

- Você tem certeza que ele está vindo?

-Sim eu tenho... Ele tem que vir, ele disse que estaria me ouvindo.- Moana disse aflita, no fundo ela sabia que tinha algo de errado.

- Porque ele viria para você?- A mulher perguntou com seu tom claro de curiosidade.

- Porque ele é meu marido. - Moana disse e antes que a mulher pudesse falar qualquer coisa ela correu para a água.- Oceano, por favor me ouça, onde está Maui?- Ela perguntou e esperou por alguns segundos, então uma onda se levantou e a puxou para mais fundo.- E-Eu não entendo.- Quando ela já estava com a água quase alcançando seu pescoço o anzol de Maui surgiu e ela o pegou.

O que o anzol está fazendo aqui? E porque Maui não está aqui ?

Moana se perguntou e então de lembrou do que Maui disse antes de partir. - Só vou dar um jeito em uns monstrinhos, você sabe que eles não são nada contra mim. Não precisa se preocupar. 

-Moana? O que é isso ? Você está bem ?- A mulher perguntou esperando Moana sair da água. 

Quando a menina se virou voltando para a praia rla estava segurando o anzol de Maui.

- Isso é o que eu tô pensando?

- Eu vou atrás dele.- Moana disse ignroando totalmente as perguntas da mulher.

- Eu vou com você. Só me diga do que precisa.

-Preciso que esteja disposta a arriscar sua vida.- Moana disse e Nagome assentiu.- Poá você fica aqui com Heihei. Vamos Nagome.

Moana colocou o anzol no barco junto com seu remo e Nagome entrou. 

- Pra onde vamos ?

- Lalutai.-Moana soltou as cordas e colocou seu  remo na parte traseira do barco como Maui havia lhe ensinado.

- Você sabe onde fica?- Nagomo perguntou surpresa.

-Eu já estive lá.

Durante a viagem Moana pensava em como Maui estaria, se estaria escondido em algum lugar, se estava muito machucado, se perguntava até mesmo se ele ainda estava vivo. Ela afastou esses pensamentos de sua cabeça enquanto enchugava suas lagrimas. Maui era forte estava bem com toda a certeza. Nada o derrubaria. Ele não pode ser derrubado.

Já era madrugada, o sol estava quase nascendo enquanto Moana seguia as estrelas e se sentou ao lado do remo assim que viu a grande montanha a sua frente. Nagomo estava estava olhando para o oceano quando Moana a chamou.

- Chegamos.-Moana disse saindo do barco o amarrando em uma rocha.

- É aqui?- Ela perguntou parecendo decepcionada.

- Não. Aqui é só a entrada. Vamos rápido.- Moana amarrou o anzol de Maui em suas costas e escalou a montanha ao lado de Nagome.

- O que houve aqui?- Moana disse em voz baixa mais para si mesma vendo a entrada  totalmente destrida vendo apenas um buraco vazio.

- Qual problema?

-Precisamos achar o Maui rápido.- Moana disse pegando o anzol e o arrumando em suas costas novamente.- Me da a mão.

Nagome segurou firme na mão de Moana e então entendeu e as duas pularam no buraco. Aquele lugar não era mais tão colorido e claro. Era negro, escuro e frio. Bem longe elas ouviram gritos e uma luz vermelha.

- Vamos. 

 Elas seguiram o brilho escarlate e encontraram uma espécie de covil repleto de criaturas horrendas, elas subiram uma montanha na calada e se esconderam atrás de um coral. Moana procurou por Maui e então o encontrou. Preso a uma parede, amarrado inconsciente e a frente dele uma criatura grande e negra com quatro braços e no lugar de seu rosto havia uma espécie de máscara horrível.

-Maui...- Moana disse em um sussurro com lágrimas escorrendo de seu rosto, e então sua expressão mudou e ela segurou o anzol com força, seus olhos transbordavam fúria e ela queria destruír todos aqueles monstros.- Eu irei mata-los.

Nem que essa seja a última coisa que eu faça eu vou salva-lo.






Notas Finais


Uuuuuuuuuhhhhhh eu espero que tenham gostado até a próxima e desculpem pela demora.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...