1. Spirit Fanfics >
  2. To the Your side - Wenrene >
  3. Six;;

História To the Your side - Wenrene - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Boa Noite!

120 visualizações, estou feliz KKKK obrigada a todos que estão lendo esse romance pequeno que está chegando ao seu fim.

Ó, boa leitura🥰!

Capítulo 7 - Six;;


Fanfic / Fanfiction To the Your side - Wenrene - Capítulo 7 - Six;;

Capítulo 06: Mudança.


Os dias se passaram rápido desde o dia em que elas trocaram as palavras de paixão, especificamente, duas semanas. Sr. Bae estava a trabalhar na papelada da mudança dos Son's, escolheram aquela casa mesmo. 


Nessas semanas Seunghwan e Joohyun estiveram juntas, quase, o tempo todo. Começaram a andar mais juntas na escola, mas não tanto para deixarem as amigas da loira de lado. Joohyun se viu como uma pessoa errada, em parte sabia que gostava da solidão, em outra não sabia o porquê de gostar, foi somente Seunghwan chegar em sua vida e mudou por ela. 


Sempre saíam quando podiam, o Sr. Son não disse nada do que viu, estava a esperar sua filha dizer, não era algo ruim, o homem sabia o que é preferência e claro, se sua filha estivesse feliz ao lado da garota, ele a apoiaria, portanto tens de tomar cuidado para não sofrer com a sociedade, era algo que ele sempre pensou, sua filha sofreria tais consequências, mas estaria ao lado dela no que fosse. A amava por isso fazia isso, sofrer era a última coisa que ele sentia no momento em que sua filha dizia que iria encontrar sua amiga, apenas sorria e assentia.


--


O fim de semana havia chegado, Joohyun e Seunghwan estavam no apartamento arrumando algumas das coisas que a loira tinha, iriam levar para a nova casa. Eram poucas caixas, com objetos de valor nelas, fotos da família e os globinhos de neve, Joohyun pegou uma foto de Seunghwan quando ainda era pequena e sorriu. — Wannie você era tão bonitinha! — Disse e guardou a foto na caixa. Pegou outra foto do Sr. Son na pescaria. — Hm, deveríamos ir pescar um dia desses. — Dizia as palavras em um tom alto para Son ouvir, estava em outro cômodo, logo voltou com algumas outras caixas. 


Chegou em Joohyun e a abraçou por trás. — Primeiramente, sim eu era e ainda sou fofa! Segundo, você tem certeza que quer ir pescar? — Disse e sentou-se no sofá de coloração bege. 


Bae continuou de pé, guardando as fotografias. — Sim, eu tenho certeza de que quero ir a pescaria, sendo acompanhada de seu pai, ele parece ser ótimo nisso! — Balançou uma quadro para Seunghwan que soltou uma risada. 


— Hyun, meu pai nunca pegou um peixe na vida! Isso foi meu tio. — Joohyun pareceu confusa. 


— Mas ele está segurando o peixe!? — Balançou novamente a foto. 


— Você é enganada facilmente não é mesmo? — Levantou-se do sofá e foi até a menina que ainda mantinha o expressão confusa, tocou em seus ombros e lá começou uma massagem. — Foi meu tio quem pegou o peixe, a foto foi tirada com meu pai, segurando o peixe. — Joohyun murmurou em concordância. — Parece que andar comigo fez com que você ficasse um pouco lerda, não acha? — Parou o que estava fazendo e começou a juntar algumas fotos e começou a guarda-las. 


— Por que acha isso? — Guardou a fotinha que tinha em suas mãos. 


— Um mero exemplo disso, foi agora pouco. Seulgi sempre me diz que sou um pouco devagar com os pensamentos. — Falou calmamente.


— Você é um pouco mesmo, isso que aconteceu agora pouco foi só um deslize da minha mente, as vezes eu paro de pensar quando estou com você! — Soltou uma risada. — Ah! E Seulgi não é muito diferente, ela só pensa rápido ao dar uma resposta. — Deu de ombros.


— É, mas ela ainda continua um pouco na minha frente. Mas não me importo com isso. — Ditou com um pouco de desgosto.


Seunghwan nunca pensou muito nisso, aliás ela aceitava o fato de que era devagar com os pensamentos, apenas isso, nunca chegou a um ponto de se achar uma débil. 


Elas não disseram mais nenhuma palavra a partir daí, depois de alguns minutos a porta se abriu revelando o Sr. Son com um belo sorriso no rosto. — Já está tudo pronto lá fora, o caminhão já chegou, podem descer se quiserem. — Falou.


Joohyun foi até o sofá e pegou sua bolsa. — Bom, eu acho que já vou. — Disse e colocou a bolsinha no ombro. 


— Hm, Pai posso ir com ela? — Seunghwan perguntou envergonhada, seu pai apenas riu da situação de vergonha de sua filha.


— Claro! Já sabes onde fica a localização da casa, hoje passaremos a noite lá, não demore. — Pegou alguma das caixas e começou a colocar utensílios de cozinha dentro dela.


— Obrigada! Prometo que não demoro. — Foi até o pai e deu um pequeno o selar em sua bochecha. Logo saindo pela porta puxando Joohyun.


--


As garotas caminharam até certo ponto, sem conversa nem algo do tipo, o silêncio já não é um problema entre elas, deixou de ser desconfortável a um bom tempo. — Você acha que seu pai desconfia de algo? — Joohyun disse ainda olhando para a calçada.


Seunghwan pensou muito bem, se seu pai sabia de algo entre elas, escondia muito bem, deixou bem claro que não teria nenhum tipo de briga por conta disso com a filha. — Acho que sim. — Disse rapidamente, Bae parou de andar. — Hyun, o que foi? — Indagou.


— Wannie você não está preocupada? E se ele me proibir de ver você? E se ele te mudar de escola? E se ele querer voltar para o Canadá e me deixar sem você? — O tom desesperado de Joohyun era um tanto engraçado, se ela não estivesse querendo chorar.


Son andou até ela e pegou em sua mão entrelaçando com a suas. — Hyun, ele não vai fazer nada disso. — Seunghwan tentou andar ainda com as mãos entrelaçadas com a da garota, mas ela protestou e puxou sua mão.


— Como pode ter certeza disso? — Lágrimas escorriam pelos seus rostos.


O sentimento de perder alguém importante é mais doloroso do que pensou.


— Joohyun ele me disse isso, me disse que me apoiaria. — Falou seria. 


O sentimento foi embora, estava realmente surpresa com a atitude o homem, não sabia como seu pai reagiria a isso. Não estava preparada para falar sobre isso com os pais, tinha certeza disso. — Me desculpe! — Falou baixinho. 

Joohyun tinha certeza de duas coisas: o pai de Seunghwan já sabia de tudo e que gostava disso.


Seunghwan chegou um pouco mais perto de Joohyun e pegou em sua mão entrelaçando-as novamente. — Venha, vamos tomar sorvete.


--


Andaram até a mesma sorveteria que Sra. Bae havia comprado aquele sorvete, um lugar muito bonito, ficava no mesmo bairro que a casa de Joohyun, bancos na frente e duas árvores quadradas de ambos lados. Adentraram o lugar e sentaram-se em uma mesinha ao canto, pegaram um pequeno cardápio e começaram a olhar. — Isso é engraçado, parece que estamos em um restaurante! — Seunghwan disse animada. — Hm, vou querer um de menta com chocolate, e você? — Deixou o cardápio na mesa e fitou sua "amiga".


Joohyun por sua vez apenas sorriu olhando para as pessoas passando na frente do local. Desde que deu seu primeiro "beijo" as escondidas de Seunghwan seu sabor fora aquele que tinha nos lábios da loira. — Chocolate. — Disse calmamente. 


Son olhou para ela sem entender, também fora dito a ela um dia que o sabor preferido de Joohyun era morango, parecia ser uma das frutas preferidas dela, tinha uma bolsa de morango, um despertador e até mesmo canetinhas. — Eu achei que você gostasse de morango. — Falou olhando para o mesmo lugar que Bae estava a olhar, o lado de fora da sorveteria.


Enquanto a loira ainda estava a fitar o lado de fora, Joohyun a olhou com um sorriso satisfeito. Os momentos que ela queria poder realizar com Seunghwan estão se tornando realidade, mudar fez com que ela se aproximasse mais da garota, mas foi uma mudança boa, mesmo ainda querendo ficar sozinha, poderia sim sair por aí com Seunghwan ao seu lado. — Longa história Wannie!


--


Sr. Son se aproximava da filha com um sorriso no rosto. — Então o que fizeram a tarde toda? — Indagou a filha, tocou em nos ombros da mesma e a puxou para dentro da casa. 


— Fomos tomar sorvete. — Disse, olhava para casa, o espaço era preenchido apenas por caixas vazias. 


— Oh! Estava bom? — Fez mais uma pergunta.


— Foi ótimo! — Sr. Son sorriu com o tom de felicidade da filha. — Hm, Joohyun me disse que gostaria de pescar com você algum dia desses. — Falou e andou até o sofá sentando-se, sendo seguida por seu pai.


— É claro! Poderíamos ir essa sexta, o caso foi encerrado, ficarei de férias até me chamarem novamente. — Riu.


— Isso é ótimo! — Olhou para o pai com um sorriso no rosto.


— E como vai a escola? — Terceira pergunta, precisaria de um pouco de paciência com o Sr. Son, sempre foi um pai presente mas nunca fez tantas perguntas.


— Vai ótima! Tenho mais duas amigas lá! — Ainda sim, respondia o homem com toda a alegria.


— Você poderia trazer elas aqui, vejo apenas Joohyun vir. — Seunghwan corou, de fato, sempre passou a maior parte do tempo fora da escola com Bae, mas não se afastou das duas garotas, na verdade estava bem próxima delas ultimamente. 


— Hm, tudo bem eu trago elas aqui. — Falou com calma. 


— Uhul, festa do pijama! — Seunghwan se assustou com seu pai gritando da cozinha, estava a arrumar os utensílios de cozinha.


— Exagerando! — Gritou e foi para o seu quarto arrumar suas coisas. 


Pensou que não seria um grande problema contar ao seu pai sobre isso que vem acontecendo, deveras não é um namoro, ainda não fora oficializado por ambas, mas ela tinha certeza que seu pai a apoiaria nisso, aliás sempre foi um tipo de homem cuja personalidade sempre foi muito aberta. Ela iria dizer quando estivesse pronta, mesmo sabendo que ele aceitaria isso.


Seunghwan está pronta para fazer tudo dar certo.


Notas Finais


Eu adoro ouvir o que vocês acham da história!

Sayonara💛!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...