1. Spirit Fanfics >
  2. Tobidei, uma história diferente... (Pausado) >
  3. Provocações

História Tobidei, uma história diferente... (Pausado) - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura! ( ◜‿◝ )♡

Capítulo 12 - Provocações


Fanfic / Fanfiction Tobidei, uma história diferente... (Pausado) - Capítulo 12 - Provocações

(autora narrando) 

Havia amanhecido, Obito acordou primeiro, e levou o menor no colo até o carro, pois não queria acordá-lo. Logo após se despedir de seus pais e irmãos, o moreno dirigia até a casa de Deidara.

- O-obito?...

Deidara falou com uma voz rouca, pois havia acabado de acordar.

-oi dei! Já estamos chegando em casa.

O maior falou enquanto apoiava sua mão esquerda na coxa de Deidara, que se arrepiou com o ato.

-okay... Obrigada por me trazer até o carro... 

O loiro disse, apoiando sua mão em cima da mão de Obito.

-você é bem leve por sinal, deveria comer mais! 

-eu como o suficiente!...

-mas eu não! 

Obito olhou de canto para o menor e sorriu maliciosamente. Deidara ficou muito corado após a frase do moreno, o pensamento que se passava pela sua cabeça era: "como ele pode falar algo tão sujo assim, de uma forma tão... Tranquila?!".

-chegamos! 

Obito disse saindo do carro e em seguida pegando o menor colo. (estilo noiva) 

- e-ei, eu posso andar sabia? Baka...

O maior não responde, apenas continua indo em direção à porta.

-okay agora me solta! 

-para de ser chato! 

Obito disse colocando Deidara sobre a cama.

-baka... 

O menor cruza o braços.

-o que disse baby?...

O moreno sussurou no ouvido do loiro com a voz rouca. 

- n-n-nada!... 

Deidara odiou ter gaguejado naquele momento, pois sabia que Obito tirava vantagem das reações do menor.

-ainda está com sono deidei? 

-um pouco...

-vou fazer o almoço, enquato isso durma meu amor! 

Ele sorriu com os olhos. Deidara ficou um pouco corado com as duas últimas palavras do moreno, mas logo após sua ausência, ele caiu no sono novamente. 

...

-oi dei, preparei o almoço, sente-se! 

Obito falou sorrindo.

- o-obrigada... 

Disse Deidara um pouco sonolento. 

-isso está realmente bom! Não sabia que cozinhava.

-obrigada dei, eu na verdade não sei cozinhar, isso é apenas um rámen. 

Obito falou enquanto observava o loiro.

-não vai comer? 

-não, estou sem fome.

-hum, okay então... 

-ah é, tenho que te dizer algo... 

-hum? 

-eu... Eu peguei seu celular ontem à noite!... 

Após a frase, deidara se engasga com o macarrão presente no rámen. 

- d-dei! Você tá bem?!

-você fez o quê?!!... 

-o meu estava sem bateria, e eu precisava falar com o Itachi... 

Obito falou com uma gota de suor percorrendo a lateral de seu rosto.

-hum. Não faça mais isso tá? Não gosto que mexam no meu celular... 

O menor falou enquanto comia.

-mas admito que sua galeria era beem interessante...

Ele riu.

-tarado!...

-só um pouco baby...

O maior sorriu de lado.

-achei que teriam mais coisas além de fotos minhas sem camisa na sua galeria.

Disse Obito um pouco decepcionado.

- n-na verdade eu não gosto muito de tirar fotos, prefiro ver as suas...

Deidara falou com um sorriso bobo enquanto comia.

O loiro mentiu, obviamente. Ele não queria que Obito visse sua verdadeira galeria, que estava escondida no celular. Até porque, o menor guarda coisas muito pesadas em sua galeria, e ficaria sem saber o que dizer caso Obito a visse.

-hum... Okay então. 

Após a fala do maior, Deidara leva sua tigela à pia e sobe pro quarto. 

-vai passar o dia lá? 

Obito disse puxando o braço do mesmo, mas não de uma forma que machucasse. 

-sim... 

O loiro falou mordendo os lábios.

Obito sabia que Deidara estava o provocando, mas não cedeu tão facilmente. 

-que tal assistirmos um filme? 

Deidara falou animado. 

-okay! 

Obito disse subindo junto ao menor em direção ao quarto. 

-o que quer assistir baby?

-que tal "Sekaiichi Hatsukoi"?  

-ok, vou pegar o... 

A fala de Deidara é interrompida por uma escuridão que permaneceu no quarto. 

-dei, acho que a energia caiu.

-sim... Que droga viu! Vou abrir a janela pra entrar um pouco de luz.

No momento em que Deidara se senta na cama para levantar, ele é puxado por Obito, caindo na cama novamente. 

-não vai não! Você vai ficar aqui comigo. 

O loiro se arrepiou com o ato, e Obito amava as reações do pequeno. 

- t-tá... 

-o que foi baby? Está com medo?... 

O moreno sussurou com a voz rouca. Deidara já estava sentindo seu "amiguinho" acordar, mas optou por continuar com sua pose de inocente. 

-que tal aproveitarmos que a energia caiu e... Hã... Irmos ao parque! 

-não, você não vai fugir de mim. 

Obito falou puxando o mesmo para cima de si, fazendo assim com que Deidara estivesse sentado em seu membro. 

- o-obito... 

-shh... Quietinho... 

O maior disse passando seu polegar sobre os lábios do loiro, e em seguida introduzindo sua língua na boca do mesmo, que cedeu e continuou beijo cheio de desejo e tesão que tinham um do outro. Após cerca de um minuto, os dois se separam pela falta de ar. 

-ahh dei... Não sabe o quanto eu gosto de vê-lo assim... Entregue á mim... 

-Daddy...

Deidara disse manhoso. 

-sim?... 

- e-eu preciso ir... ao banheiro...

O menor disse, na intenção de se masturbar sozinho, pois sabia que Obito não pegava leve.

-hum... Não ligo, você vai ficar aqui... 

Obito falou apertando as nádegas do menor. 

- a-aaahhh... 

-hoje é minha vez de te provocar! 

- o-obito eu preciso muito ir ao banheiro... 

O loiro falou, querendo poder acabar com a ereção.

-relaxa deidei, eu posso te ajudar com isso... 

Obito falou enquanto tirava a camisa.

- o-oque quer dirzer c-com isso?... 

O maior não responde a pergunta, apenas começa a beijar o pescoço do loiro, o fazendo soltar alguns gemidos. Um tempo depois, Obito remove sua calça, e logo em seguida a de Deidara. O moreno sentia seu membro criar vida, mas não desistiu tão fácil, pois queria provocar o loiro até que o mesmo chegasse em seu limite. Já deidara, estava muito excitado, ele precisava se aliviar o mais rápido possível. Após muitas provocações do maior, Deidara removeu sua camisa, e Obito já percebendo que o loiro não aguentava mais, resolveu provocá-lo mais um pouco. 

- o-obito... Isso dói... 

O moreno logo percebeu o que Deidara queria dizer. Mas optou por fingir que não entendeu. 

-o que, dói meu amor?

Ele disse apertando Deidara contra si.

-hmm... 

-ah entendi... Posso te ajudar com isso se quiser... 

- p-por favor daddy...

Obito amava ver Deidara assim, com aquele olhar necessitado e dependente de seus toques...

-okay, vou poupá-lo das provocações... 

Ele disse enquanto removia a box do loiro, e em seguida a sua. 

- o-olha o que v-você fez comigo daddy... 

-vamos resolver isso agora baby...

Após essa frase, Obito senta o menor contra a parede, e abre as pernas do mesmo. Deidara estava muito corado, porém ele  sabia que necessitava daquilo... O moreno logo em seguida colocou o que cabia do membro de Deidara em sua boca, fazendo o mesmo soltar altos gemidos.

- a-aaaww daddy... 

O maior estava adorando ouvir aquilo, após isso, ele intensificou os movimentos, com uma mão auxiliando o que não cabia em sua boca, e com a outra ele apertava a coxa do loiro, que gemia cada vez mais.

- o-obito... Acho m-melhor parar... 

Deidara falava tentando recuperar o ar. 

-okay baby... 

Os dois passaram os próximos 9 minutos trocando carícias e beijos, o moreno estava se sentindo mais excitado, e Deidara havia percebido, por isso, começou a provocá-lo, como ele fez com o mesmo. 

-daddy... 

O loiro sussurou, e deixou alguns chupões no pescoço de Obito. 

- d-dei... 

O mesmo é interrompido por Deidara, que envolve as mãos em seu pescoço, o puxando para um beijo calmo e suave. Obito logo pede passagem com a língua, e o loiro cede instantaneamente. O beijo que era suave e calmo se tornou um beijo quente e selvagem, Obito dava leves tapas e apertos na região traseira do menor, o mesmo retribuía com arranhões nas costas do moreno. A falta de ar se fez presente, e os dois se separam ficando em silêncio por alguns segundos, até que Deidara o surpreende com uma masturbação lenta, porém prazerosa. 

-aahh... 

-daddy... Eu posso?...  

Obito percebeu ao que o loiro se refiriu, e logo em seguida fez um sinal de "sim" com a cabeça. Após o sinal, Deidara colocava o que cabia do membro de Obito em sua boca, e o resto resolvia com a mão.

-aahh baby... 

O moreno soltou um gemido rouco, e em seguida, começou a mover a cabeça do menor em "vai e vem", intensificando os movimentos. Não demorou muito para que Obito chegasse no seu limite, pois o loirinho já havia o deixado excitado antes. Ambos ficaram apenas trocando carícias e leves tapas, até que Obito o puxa para cima de seu colo de repente.

-dei, eu te amo, mas preciso fazer isso... 

Antes que Deidara possa questionar, Obito o ergue rapidamente, fazendo assim com que seu membro entre no loiro. 

- a-aaaahhhh... V-você nem a-avisou!... 

-desculpa deidei, mas eu gosto das suas reações... 

Após alguns segundos, Deidara se acostuma com o membro o maior dentro de si, e começa a fazer movimentos de "sobe e desce" em cima do mesmo. 

-hmm baby... Acho melhor pararmos...

O loiro entendeu que Obito estava chegando em seu clímax, então saiu de cima do mesmo, indo com dificuldade ao banheiro.

-quer que eu te leve? 

Ele riu.

-não! Eu sei muito bem andar sozinho! 

Deidara falou, enquanto entrava no banheiro. Quando o mesmo ia fechar a porta, o moreno entra no banheiro e o pega no colo (de frente).

- e-ei! Me solta!... 

-calminha aí esquentadinho, você mal consegue ficar em pé! 

Obito falou enquanto acendia a luz.

-odeio ter que admitir, mas você está certo... espera, não estávamos sem energia?

-hã... Estávamos? 

Ele riu nervoso.

-ah não, foi você o tempo todo?!

- n-não!... Quer dizer... Ahh não consigo mentir pra você! Eu... Eu apaguei a luz, tinha um interruptor escondido, um pouco abaixo da cama.

Obito disse enquanto ligava o chuveiro.

-olha, eu só não te mato, por que mal consigo ficar em pé! E por que eu gostei...

O loiro falou envergonhado.  

Após a fala do menor, Obito cora um pouco, mas logo em seguida, passa o sabonete pelo delicado corpo à sua frente.

-eu posso lavar meu cabelo sozinho!

-não, não pode! 

O moreno disse enquanto passava shampoo pelos fios dourados do garoto... Após Obito ter dado banho no menor, ele seca o mesmo com a toalha, e logo em seguida, enrola a toalha em volta do pequeno corpo de Deidara. 

- o-obrigada... 

O loiro falou com raiva por ter gaguejado novamente, ele quis se jogar daquela janela de tanta vergonha que sentia por ter gaguejado tantas vezes, mas repensou o ato quando viu o sorriso de Obito, em resposta ao seu agradecimento.

... 

-dei, não está com fome?

-na verdade sim... O que acha de pedirmos pizza? 

-ok! Vou ligar para a pizzaria, já volto.

Obito falou enquanto pegava o celular.

Nem acredito que tudo o que sonhei por tanto tempo, está finalmente se tornando realidade... Espero um dia poder ter uma família com Obito, e continuar ao lado dele para sempre... 

(autora narrando) 

Obito estava com uma bermuda preta e sem camisa, e Deidara estava com uma camiseta vermelha e sua bermuda preta. Os dois estavam esperando a pizza chegar, enquanto Obito mexia no celular, Deidara estava desenhando.

...

-o que está desenhando deidei?

Perguntei indo em direção a mesa.

-estou desenhando seus pais, Espero que eles gostem!...

- c-caralho! Isso tá incrível! Eles vão amar!

-obrigada, mas não acho que está tãão "incrível" assim... Tenho que terminar alguns detalhes e... 

Antes que Deidara possa terminar de falar, dou um selinho no mesmo, o fazendo corar levemente.

-se eu falei que tá incrível, é porque tá incrível!

Deidara corou um pouco mais após minha frase. 

-ah, a pizza chegou, pega o dinheiro lá na sala.

-imagina deidei, eu pago!

-não, pode pegar aquele dinheiro!

-eu pago, okay?

Falei e saí do quarto.

(autora narrando) 

Ambos já haviam comido, Deidara estava terminando seu desenho, enquanto o moreno o observava, o que fazia o loiro ficar levemente corado.

... 

-dei, já está tarde, vamos dormir... 

Obito disse enquanto se deitava.

-okay...

Falou o loiro, se aconchegando ao lado do maior. 

-boa noite baby.

-boa noite amor... 

Deidara disse, apoiando sua cabeça sob o peito de Obito.






Notas Finais


Meu deus o que eu acabei de escrever?! ;-; kakakakakakaka. Espero que tenham gostado do capítulo, (se você gostou, se considere um/uma TARADO!/TARADA! Kkkkk)
⚠️Gente, só lembrando, que Deidara precisava ir ao banheiro pra poder se aliviar sozinho, okay? Porque ele sabia que se dependesse do Obito ele ia ficar alejado kakakakaka!⚠️ obrigada pelo apoio e por favoritarem a fic! Beijos, amo vocês! (。・ω・。)ノ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...