História Todas Contra Uchiha Sasuke - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Karin, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, TenTen Mitsashi
Visualizações 230
Palavras 3.537
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 10 - Capítulo 9 - Conquistadora.


Fanfic / Fanfiction Todas Contra Uchiha Sasuke - Capítulo 10 - Capítulo 9 - Conquistadora.

No dia seguinte eu acordei parecendo um Zumbi tanto que minhas olheiras eram gritantes e impossíveis de não se notar, meu cabelo estava tão bagunçado que parecia mais um ninho de passarinho e pra ajudar ainda mais a piorar minha situação, se eu demorasse muito perderia o ônibus.

Mas em minha defesa isso tudo ocorreu devido ao fato de que cheguei tarde do trabalho - Temari quase me matou por ter chego atrasada e levei um sermão daqueles de Konan -. 

Mas é claro que além de ter chego tarde a anta aqui resolveu terminar o livro que tinha começado a uma semana, perdeu completamente a noção do tempo e foi dormir as três da manhã.

— Isso que dá dormir tarde pra ficar lendo livro. - Ralho comigo mesma enquanto corria para o banheiro para um banho rápido. - Um livro muito bom devo ressaltar.

Troquei de roupa na velocidade da luz e amarrei meus cabelos recém lavados em um coque antes que ficasse um desastre maior ainda.

Cinco minutos.

Sai correndo o mais rápido que pude com minha mochila pendurada em meu pescoço completamente desengoçada em direção ao ponto do ônibus na esquina de minha casa. 

Ao invés do pessoal que pegava o ônibus no mesmo ponto que eu vi apenas a fumacinha sair do escapamento e minha cara de decepção se formou quando observando o grande monstro de metal avançando pela rua sem atender aos meus protestos para que parasse. 

— VOLTA AQUI MOÇO. - Gritei. - TA FALTANDO EU!

Nada.

E tenho certeza de que ele me viu gritando no meio da rua, até porque alguns alunos estavam com a cara para fora da janela me observando e rindo da minha pessoa.

Tem como ficar pior?

Agora eu teria que seguir para a estação de metro e tentar a sorte de pegar algum bem rápido, porque eu certamente chegaria atrasada.

Bom, minha casa estava tão perto, minha cama estava me esperando ainda desarrumada e  meu sono era tão grande que a tentação de voltar para a casa e dormir era grande demais. 

Não, eu não podia voltar. Primeiramente porque as meninas me matariam e eu ainda tinha um teste de física para fazer.

Pelo menos o teste era depois do almoço. Ainda assim eu não poderia entrar mais que depois da segunda aula. 

— Que merda! - resmungo chutando o vento mais meu pé sente o impacto da calçada. - Aii!

Ótimo, agora estava uma maluca de cabelos rosas fazendo cosplay de saci no meio de uma rua deserta, afinal, a maioria das pessoas já tinham ido trabalhar e os estudantes estavam no ônibus que eu deveria ter pego.

— Tomara que fure o pneu também. - e por incrível que pareça a maluca também falava sozinha.

Senti meu celular vibrar, certamente deveria ser uma mensagem do grupo das meninas e eu não estava com nenhum pingo de paciência para ler. Elas deveriam estar perguntando onde diabos eu havia me metido pra não ter chego mais cedo como combinamos no dia anterior.

Argh, o que eu vou fazer?

Comecei a caminhar de volta para minha casa a fim de pegar um pouco mais de dinheiro por causa do metrô mais sabe aquela sensação estranha de que tem alguém te seguindo?

Nesse caso não era somente um alguém, era na verdade um carro preto com os vidros escuros, o que não me dava a visão de quem estava dentro, andando lentamente atrás de mim afinal, eu ainda estava no meio da rua.  

Pulei para a calçada em seguida esperando que o carro passasse logo mais parecia que ele estava diminuindo a velocidade apenas para acompanhar meus passos por esse motivo tratei de andar mais rápido e já podia avistar minha casa, prestes a correr para dentro da mesma.

Nota Mental: Nunca mais ficar desejando para que o pneu do ônibus fure.

Nota Mental²: Não perguntar se as coisas poderiam piorar.

— Sakura? - Ouvi uma voz conhecida me chamar quando estava prestes a entrar correndo para dentro de casa quando o dono do carro abaixou o vidro me fazendo soltar a respiração que eu nem tinha percebido que prendia.

— SEU IDIOTA. - Essa foi a minha primeira reação quando encarei os olhos negros e um pequeno sorriso que se formava no canto de sua boca, o que me fez esquecer o fato de que eu tinha que "seduzir" aquele ser e senti uma grande vontade de arranhar aquela cara todinha dele, mesmo que eu não tenha a unha grande para isso. - QUASE ME MATOU DE SUSTO!

— Foi mal ai. - ele fala como se tivesse apenas pisado no meu pé. - eu estava tentando lembrar seu nome.

Ah fala serio!

Respira Sakura, inspira e se lembre que as meninas ainda precisam de você.

— Obrigada por quase me matar de susto então. - falei sarcasticamente enquanto me preparava para virar mas ele voltou a falar.

— Perdida gatinha? - Sasuke perguntou arqueando a sobrancelha.

Como um garoto podia ter a sobrancelha mais bonita que a minha? Ele nem ao menos deveria sentir a dor de uma pinça.

— Er... - comecei ou pelo menos tentei formular uma frase. - Na verdade não é da sua conta.

— Quer uma carona para a escola? - perguntou ignorando minha frase anterior.

— Não obrigada.

— Mas o ônibus já se foi e pelo visto você vai chegar bem atrasada.

Segurei minha língua para não dizer que preferiria ir de bicicleta com o Lee do que ir com ele mas parece que até minha mente estava amaldiçoada, porque do outro lado da rua pude avistar Rock Lee e suas sobrancelhas... Chamativas vindo em minha direção, sem pensar duas vezes abri a porta do carro e joguei minhas coisas de qualquer jeito no banco de trás enquanto me ajeitava no da frente  e percebi que o mesmo olhava para mim como se eu fosse um alien.

— Se você ficar parado ai a gente vai chegar atrasado. - joguei na cara, até porque era verdade mesmo e se fosse pra mim chegar atrasada que sejasse indo de metrô.

— É, vamos então. - falou dando partida no carro e eu apenas foquei em fazer ló acreditar que as ruas de Konoha eram mais importante que conversar com ele.

Eu não sei porque estava demorando tanto para chegarmos na escola, parece até que ele estava indo devagar apenas para me irritar ou... Ou ele pode ser um sequestrador.

Sua maluca, como vai entrando assim no carro de que nem conhece? Meu eu interior bradou.

Eu vou morrer. Eu vou morrer.

— Então? - A voz de Sasuke me tirou a atenção do meu mantra e eu o encarei questionadora. - perguntei se pode ligar o rádio.

— Ah, isso. Claro, o carro é seu não é? - falei dando de ombros tentando não demonstrar meu nervosismo e ele esticou os braços para ligar o rádio, mas não era qualquer música que tocava ali, era uma das minhas bandas favoritas.

— Should I? Could I? Have said the wrong things right a thousand times. - cantatolei junto com a música me esquecendo do motivo de eu estar receosa pela demora.

— Esse é seu tipo de música? - ele pergunta quando finalmente pude avistar os portões do colégio, que ele acabava de adentrar.

— Talvez. - falei olhando para fora enquanto via que algumas pessoas ainda estavam chegando. Tudo o que eu queria, ser vista saindo do carro do Uchiha que ótimo. - Obrigada pela carona.

Peguei minhas coisas no banco de tras e abri a porta do carro e sai o mais rápido que pude, sem dar ao menos oportunidade para que ele falasse algo a mais e sei que foi bem rude da minha parte mais aquele momento com o Uchiha não estava no plano.

Caminhei pelos corredores ignorando alguns olhares curiosos que recebia e eu deveria ser a líder de torcida mais desarrumada do lugar mas eu estava mesmo preocupada em não chegar atrasada para a aula, foi quando senti duas mãos puxando meus braços entre os alunos e dei de cara com Tenten que acenou discretamente para a salinha do jornal. 

Era só o que me faltava, logo cedo ter que lidar com essas malucas. 

— É verdade? - Hinata disparou quando eu entrei na salinha segurando meu braço dramaticamente.

— O que ta maluca?

— O pessoal ta falando que viu uma estranha de cabelos rosas saindo do carro do Uchiha e eu só conheço uma estranha de cabelos rosas que estuda aqui. - Ino falou também vindo em minha direção. - Sakura me diga que não dormiu com ele.

— O QUE? Eu não sou estranha mas era eu mesma que sai do carro dele. - respondi tentando me acalmar, como elas sabiam daquilo já? Eu acabei de chegar. - e eu não dormi com ele suas malucas.

Quatro suspiros aliviados puderam ser ouvidos e eu já não sabia se aquilo era medo de eu ter estragado todo o plano ou ciúmes do ex namorado.

— O que aconteceu então? - a ruiva indignou.

Respirei fundo e contei o que tinha acontecido nessa manhã e as meninas me olharam compreensiva.

— Pelo menos isso já aumentou sua proximidade com ele. - Ino falou pensativa.

— Não só isso, você ainda deu quase um fora épico nele. - Tenten fala animada.

— Como assim? - questiono confusa.

— Claro que Sasuke não se faria de bom moço e ofereceria carona pra você apenas por ajudar ao próximo. - Karin analisa. - ele queria conhecer o território e mostrar para todos que você é a próxima da lista e certamente ele iria pedir um agradecimento... Melhor, mais você saiu correndo do carro praticamente, deixando ele plantado lá.

— Como?

— Todo mundo já sabe que você veio com o Uchiha hoje e devem imaginar que está tendo ou vai ter algo com ele e isso vai afastar naturalmente os outros garotos afinal, ninguém desafia o Uchiha.

— Ahhh. - Ino bate palmas animadas. - Sakura isso só ajudou ainda mais a próxima etapa.

— Ontem, quando você saiu correndo para o trabalho e nem me deixou terminar de falar sobre o plano... - Tenten me encara ameaçadoramente e eu me encolho. - qualquer pessoa que passa algum tempo perto do Sasu percebe que ele odeia perder e isso é ainda mais ativo quando se trata do Naruto, seu melhor amigo e do Itachi, seu irmão.

— Ou seja, ele não suporta perder para eles e vamos usar isso ao seu favor. - A ruiva resume.

Espera, onde elas estão querendo chegar?

— Você vai dar em cima do Naruto!

— Esquece. - Falei já me levantando. - Nem vem com essas coisas pra cima de mim não.

— Sakura, depois do outro fora que você deu no Sasuke ele certamente não vai querer correr atrás de você, ele não corre atrás das garotas é elas que vão atrás dele. - Ino fala um pouco mais seria agora, certamente elas devem ter feito isso e somente agora perceberam as burradas que fizeram. - Mas se você, a garota que deu um fora no Uchiha e que só "pega" universitários. - ela fez questão de fazer aspas com os dedos quando disse a palavra pega. - dar em cima do Naruto, o loiro bobão super gato vai fazer o Sasuke se contorcer e querer ainda mais pra lista dele entende?

— Simplesmente perfeito. - Hinata afirma. - Seria ainda melhor se pudéssemos atrair o Itachi mas ele sim é um cara da faculdade e é mais complicado.

— Vamos conseguir nos virar com o Naruto. - Karin afirma. - então topa Sakura?

— Tenho escolha?

— Ter tem, mas sei que você não vai nos decepcionar não é?

Suspiro pesadamente me jogando no pequeno sofá que tinha no canto da salinha.

— Vamos nessa então. - Falei dando um sorriso nervoso.

— Mais antes... - Ino começa buscando algo de dentro de sua bolsa. - vamos dar um jeito em você, parece ate que um caminhão passou por cima de você, que olheiras horríveis e...

Fechei os olhos e deixei que ela continuasse a falar depois que começou a maquiar meu rosto e Hinata trançou meus cabelos, já estava atrasada pra primeira aula mesmo.

[...]

Soprei pra cima a franja que insistia em cair no meu rosto, obra de Hinata que tinha deixado ela para fora da trança linda que havia cedo. Eu estava tão nervosa que quase peguei uma tesoura para corta lá.

O problema era que não era a franja que estava causando isso, eu só não sabia se era o que eu estava prestes a fazer quando o sinal batesse ou se era a prova que eu teria depois do almoço. Provavelmente lá.

— Até a manhã pessoal. - Kurenai Sensei falou assim que o sinal bateu e os alunos saíram apressadamente para os corredores a fim de ter o merecido horário de almoço.

Eu recolhi minhas coisas juntando forças e coragem para sair daquela sala pensando no quanto eu teria que aturar do loiro oxigenado pelos próximos minutos.

Senti meu celular vibrar sobre o bolso e abri já praguejando o áudio de Ino sem ao menos ter escutado.

"Testuda, anda logo os meninos já chegaram a mesa deles."

"Lembre se de ser educada com o Naruto e pedir pra ele, só pra ele e mais ninguém." Karin ressaltou.

" Mais antes disso tente fazer Sasuke pensar que esta ali por ele."

"Ta bom" Minha resposta foi curta e rápida.

Senti um frio na barriga.

A verdade era que eu sou uma medrosa mesmo, ainda mais quando eu terei que entrar na mesa dos populares meninos da Taka.

Aproveitei para encarar meu reflexo no celular e eu pude suspirar aliviada, ainda estava com a maquiagem delicada intacta no rosto.

Meu olhos estavam com um delineado em gatinho e um pouco de rímel o que destacava bastante o verde, meu lábios estavam com um brilho que fazia minha boca parecer um pouco mais vermelha, porem nada muito chamativo.

É, Ino era boa para essas coisas.

Guardei meu celular no bolso e entrei no refeitório já sendo atingida pelos falatórios dos alunos ali presentes. O lado bom era que a fila já estava um pouco menor e isso significava que eu me juntaria aos meninos mais cedo e isso também era a parte ruim.

Geralmente eu me sentava sozinha ou no canto de alguma mesa sem necessariamente chamar a atenção de alguém. Nos últimos dias as garotas e eu estávamos passando nossos almoços na salinha de jornal, o que era divertido e aconchegante de certa forma e teve uma vez que eu me sentei com Hinata o que foi bastante legal também.

Fora isso eu não tinha um lugar reservado ou algo do tipo, mas é claro que agora eu poderia me atrever a sentar na mesa das lideres até porque agora eu era uma.

Mas hoje não.

Hoje a meta era simples: fazer Naruto me deixar sentar com ele na mesa da Taka.

Terminei de pegar meu almoço e senti a ansiedade tomar conta do meu corpo.

E se Naruto me expulsasse de lá? Afinal eu não demonstrei carisma nenhuma perante a ele.

"Sorria como se ele fosse a pessoa que você mais queria ver no momento." Lembrei de uma das palavras de Tenten.

"Caminhe como se todos estivessem te olhando mais você não se importasse com ninguém além dele." A voz de Ino invadiu minha mente.

Primeiro, fazer Sasuke acreditar que estou indo por ele.

Olhei para a mesa Taka e esqueci de todos os outros estudantes que estavam no refeitório me negando a acreditar que eles parariam o almoço por algo tão banal como o fato de eu estar indo em direção a eles.

Analisei as pessoas que se sentavam nela, ao todo eram treze, muito provavelmente os outros intrigantes do time estariam em outras mesas com outras pessoas e outros grupos, afinal, nem todos pertenciam somente ao time.

Me concentrei em encarar Sasuke e vi que ele estava olhando em minha direção.

"Sorria como se ele fosse a pessoa..."

Sorri para ele caminhando em direção a ele que colocou um sorriso presunçoso no rosto ajeitando os cabelos negros que ficavam ainda mais charmosos com o movimento. Tentei imitar o olhar que Karin me ensinou mais cedo e pedi mentalmente a Kami Sama para que eu não estivesse parecendo uma demente, que se for esperar de mim era exatamente assim que eu deveria estar, mas ao que parece aquilo atraiu a atenção dos outros meninos também. Olhar para o que tanto Sasuke encarava, fazendo os pararem de conversar.

Me aproximei um pouco mais da mesa e errei ao olhar rapidamente em volta percebendo que sim, as pessoas me encaravam curiosas com o que diabos eu estava indo fazer na mesa deles, certamente imaginando que eu estava ali pelo Sasuke assim como o próprio.

— Naruto. - me pronunciei assim que cheguei próximo o suficiente da mesa passando diretamente por Sasuke ficando de costas para ele e olhando fixamente para o loiro ao lado dele com um sorriso largo no rosto.

— Sa-Sakura Chan? - o loiro certamente deveria estar ciente das intenções do amigo e confuso ao me ver trata ló tão amigavelmente.

Por favor, não me destrate, eu estou me esforçando aqui.

— Será que eu poderia me sentar com você? - pedi gentilmente. - não tivemos aula hoje e estava querendo conversar com você.

Ele ainda estava me olhando fixamente sem se pronunciar e eu indiquei minha bandeja com os olhos.

— Pode me responder... Está um pouco pesada. - Tentei uma carinha fofa para que ele não me chutasse dali.

— Claro. - ele falou por fim e depois me olhou com aquele sorrisão no rosto. - Claro que pode, que cabeça a minha.

Os outros meninos ainda me encaravam ainda curiosos até que o loiro resolveu se pronunciar.

— Pessoal essa é a Sakura, acho que já viram ela ontem na quadra. - ele falou e os meninos se apresentaram para mim mas era muito nome para eu guardar em tão pouco tempo.

— Impossível de não ver uma flor tão bela dançando daquele jeito. - Um dos garotos se pronunciou.

Ele tinha cabelos castanhos longos e certamente mais bem cuidados que os meus. Por algum motivo estranho ele me lembrava bastante a Hinata.

— Acho que me lembro dela sim. - outro garoto falou, ele tinha estranhas listras vermelhas no rosto mas seu sorriso era acolhedor. Ao lado dele estava um garoto de cabelos pretos que dormia em cima de sua bandeja.

Logo eles voltaram a conversar e comecei a comer ainda me lembrando do que tinha que fazer ali. Tinha que me fazer ser notada, tinha que chamar a atenção deles de alguma maneira.

Não me atrevi de maneira alguma olhar para Sasuke, que até então não tinha se pronunciado. Foquei apenas em tentar acompanhar a conversa dos meninos já que Naruto parecia tão animado que gesticulava com as mãos enquanto falava.

— Então tenho certeza de que ele vai ganhar a luta de hoje, to certo! - Naruto afirmou enquanto eu, que já tinha terminado de comer, me aproximei ainda mais dele colando nossos corpos em uma tentativa falha de chamar sua atenção, até que o assunto sobre o que eles falavam despertou meu interesse.

— Acho que não. - me atrevi a retrucar e observei quando os olhos dos garotos se voltaram para mim esperando para que eu pudesse justificar tal atrocidade. - ele pode ter ganhado as ultimas cinco mas tenho certeza que o Susano é bem mais esperto que ele.

— Mais o Killer bee é muito mais forte. - O moreno de cabelos longos disse como se eu estivesse louca ou não soubesse do que estava falando e para o azar dele, eu sabia muito bem.

Em minha defesa, quando eu não tinha nada para fazer e já tinha maratonado minhas series eu passava a noite assistindo lutas e até que eram bastante divertidas.

— Todos os oponentes que ele pegou eram mais fracos. - rebati. - o Susano pensa antes de bater, ele bola estratégias e tenho certeza de que ele vai ganhar sim e depois vai seguir para a final contra Zetsu e vai ganhar dele também.

— Enquanto ele pensa Killer bee vai estar socando a cara dele. - um outro loiro rebate. - a final vai ser Killer bee e Zetsu e o Killer é quem vai ganhar.

— Quer apostar? - perguntei desafiadorente.

— Claro Danoninho. - falou e os outros garotos me encararam animados.

— Todos aqui acham que quem vau ganhar é o Killer Bee, tem certeza de que quer apostar com a gente Sakura? - todos olham para Sasuke que se pronunciou depois de ter se mantido calado o almoço todo.

— Absoluta Satori. - Falei com um sorriso convencido no rosto.

"Esqueça o nome dele." A voz de Hinata soou.

— É Sasuke. - Falou a contra gosto. - Deveria ter se lembrado de que te deu uma carona.

— Você deveria ter lembrado do meu antes de me assustar. - Rebati e depois me virei para Naruto. - Podemos assistir juntos no sábado Naru.

Eu daria tudo para ver a expressão do Sasuke mas levando em conta que ele era um bom ator, certamente estava apenas com a cara de sempre.

— Podemos ir todos. - O Moreno que lembrei o nome agora, Neji, falou.

Exatamente como eu queria, Karin você é um gênio, ela previu exatamente como os meninos reagiriam caso gostassem mesmo de mim.

— Sábado então e levem comida. - Falei depois que ouvi o sinal bater, olhando para Sasuke com um sorriso doce no rosto. - obrigado pelo bom almoço meninos, te vejo na aula do Kakashi Naru.

Me virei siando sorridente e quase pulando de alegria enquanto digitava uma mensagem para as meninas."Acho que saiu melhor do que esperamos."


Notas Finais


Que coisa feia Sakky, nem agradeceu o Sasuke direito.
Mas é claro, se ele tinha dado a carona para ela certamente não foi apenas por gentileza, o Uchiha é mais esperto do que a gente pensa.

Narutinho é um amor não sei como a Sakky se irrita tanto com ele. (Tá, ele irrita um pouquinho)

SASUKE FOI ILUDIDO MINHA GENTE.

Eu adorei e vocês? Kkk

Sei, eu sou meio (super ultra mega) idiota, mas fazer o que ne?
Eu nasci assim e vou ser sempre assim...

Desculpem pela demora e provavelmente o próximo capitulo só vai sair lá pra sexta ou sábado porque essa vai ser minha semana de provas então, vou focar bastante nelas.

O cap ficou bem grande espero que aprovem (se estiver muito grande me avisem por favor)
Obrigado por lerem e se puderem deixem um comentário do que estão achando ou se tem algum erro, a opinião de vocês importa e muito pra mim. :')

Bjs de luz.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...