1. Spirit Fanfics >
  2. Todoroki Shoto >
  3. Por pura diversão

História Todoroki Shoto - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


perdoem os erros de ortográfia

Capítulo 5 - Por pura diversão


- Todoroki olhava nos olhos de seu amigo que lhe deu um pequeno sorriso, sorriso esse que se Shōto não conhece-se com certeza não diria que era falso--

__ É bom te ver de novo shōto, pelo visto está muito bem não¿?

__ Oi Bakugou, o que o trás aqui?

__ O seu pai me ligou, pelo visto você está com problemas sérios em!

__ O que você sabe exatamente?

__ Ele sabe se tudo todoroki, antes de te ligar nos conversamos, e a propósito vai querer alguma coisa?

__ Não, obrigada Momo... bom vamos ao que interessa....

--- Na quela noite Shōto e seu amigo Bakugou junto a Momo começaram a pequena discussão que colocaria tudo em pauta, Todoroki sabia que precisaria de toda ajuda possível e Bakugou por mais estourado que fosse era um ótimo amigo e muito inteligente, ele seria mais do que de grande ajuda! Momo os auxiliava no que precisariam e como já dizia um velho ditado a noite é uma criança, a conversa estava tão boa que  quando os mesmo perceberam já eram 5:45 da manhã não dormiram nada e logo teriam que ir trabalhar e com toda a certeza do mundo a falta de sono faria todoroki explodir mais do que o normal na quelé dia!

__ Bom, acho que vou para casa ainda dá tempo de dormi durante 2hs

__ Tem certeza que vai dormi shōto?

__ Você sabe que não... a propósito, Momo hoje se quiser pode ficar em casa okay.

__ Não se preocupe todoroki, não irei te deixar sozinho bom, vejo vocês mais tarde...

__ Certo... bakugou vai ficar aonde?

__ Esqueceu que tenho uma casa aqui? estou indo embora vou tomar um banho e dormi um pouco as 08:30 eu passo no seu trabalho...

--Se despediram e cada um seguiu, seu caminho para mais tarde se encontrarem novamente, todoroki assim que chegou em seu apartamento tomou um longo banho gelado, e logo preparou um café preto forte que o ajudaria a ficar acordado bakugou já se encontrava dormindo e Momo, organizava toda aquela bagunça deixada na casa da mesma, xingando baixinhos seus amigos por serem tão relaxados...___ Enquanto isso, no aeroporto de Oregon um rapaz acabara de chegar da Rússia, bem vestido cabelos extremamente arrumados camisa social branca acompanhada de um colete cinza, junto a sua calça preta e a velha maleta de couro marrom que o mesmo carregava, seus óculos o deixavam mais bonito do que já era, e os olhos esmeradas chamavam a atenção de qualquer um que passasse por ali...

__ Senhor... é um prazer revelo, como está?

__ Estou bem,.. já tenho algum compromisso hoje?

__ Na verdade não, meu senhor nesta semana hoje seu dia é completamente livre, gostaria de fazer alguma coisa?

__ Vamos fazer compras, eu não trouxe nenhuma roupa da Rússia...

__ Sim senhor o carro lhe aguarda..

-- O jovem saía do aeroporto, chamando a atenção de todos ali presentes, algumas pessoas murmuravao o quão lindo ele era, a forma elegante de andar tudo nele exalava perfeição e os suspiros das jovens em volta ficaram ainda maiores quando o mesmo dirigiu um sorriso perfeito na direção de uma criança que quase cairá perto dele, logo já indo completamente embora mas não antes de escutar um " Mamãe posso casar com ele?" da menininha...

__ Já eram aproximadamente 07:40 e Paulinha tomava um banho quente enquanto lavava os cabelos, ela logo teria de ir a faculdade para em seguida se dirigir até a agência de Enji, um pouco nervosa pois a mesma se encontraria com todoroki e não queria que ele pensasse que ela estivesse o perseguindo, na verdade ela nem sequer sonhara com isso, mas por acaso do destino eles acabaram se esbarrando muito por aí, pelo menos era assim que ela pensava, após terminar o banho se enxugar e vestir um roupão azul bebê, a mesma se sentou em frente a cômoda secou os cabelos e arrumou os como de costume, deixando soltos, apenas presos por uma tiara, ela vestirá uma calça jeans azul escura, uma camiseta rosa bebê e colocou seu casaco dos chicago bulls, desceu para tomar café e lá só encontrou seu pai.

__ Oiii, papai bom dia!

__Bom dia minha linda, como está? dormiu bem?

__ Sim, e o senhor também pelo visto, cadê a mamãe pai?

__ Ela foi resolver alguns problemas, então quem preparou o café fui eu ririri.

__ Eu adoro a sua comida pai-- Pegando algumas panquecas, e o molho Paulinha começará à se servi logo também contando mais sobre a sua novidade-- Bom papai, como o senhor sabe hoje eu vou passar na facul, para logo começar o meu estágio de duas semanas na Agência do Enji! -- O pai de Paulinha terminou de mastigar e olhou para a sua filha com os olhos cheios de brilho, um brilho de puro orgulho e alegria ele amava,  de mais a sua filha e ver como a pequena e frágil damasco dele tinha crescido e já estava se tornando tão independente o fez se senti o pai mais sortudo do mundo, nunca em sua vida não ouvera um dia em que sua amada filha não corresse atrás de seus sonhos--

__ Ah, meu damasquinho estou tão orgulhoso de você, você é o presente mais lindo que Deus poderia ter me dado agradeço a ele todos os dias por isso...-- Paulinha segurou as mãos de seu pai e lhe deu um sorriso de orelha a orelha, ela não tinha motivos para ser infeliz sempre fora uma menina muito educada determinada e sempre foi muito agradecida a Deus por ter os pais que tem, os melhores que alguém que poderia ter, conversaram mais e mais, sempre era bom conversar com seu pai, mas logo ela teria que ir para a facul sendo assim subiu as escadas escovou os dentes pegou sua bolsa e telefone celular, e partiu em direção a faculdade encontrando no caminho seu amigo Han, que logo lhe deu uma carona!

__ Já falei que te amo?--- Indo até a sala do diretor Paulinha perguntava pela 3° vez ao seu amigo que agora estava em seu pé--

__ Isso não vai me fazer desgrudar de você! nem vem-- Han disse abraçando sua amiga de lado que ria do mesmo--

__ Afinal de contas, o que você estava fazendo vindo para cá?

__ Parece que a agência dos enji está precisando de um advogado em aprendizado! e por meu histórico ser ótimo me chamaram...

__ Não acredito, vamos passar as férias juntos?-- Han sorriu para sua amiga que tinha o sorriso tão aberto que parecia uma criança que acabara de ganhar doce!--

__ Quando não passamos? vamos entrar-- entrando na sala do direros conversaram com o mesmo, receberam seus crachás cada um com seu nome e sigla de onde iriam atuar, Paulinha estranhou o fato de só ter ela ali para ir até a agência, e pelo que entendeu junto as falas tediosas e o olhar de decepção do seu diretor seus outros colegas não quiseram ir trabalhar nas férias, *bando de preguiçosos* pensou a mesma eles conversaram com o diretor e depois foram para um café que tinha lá perto, e logo indo para o começo do estágio! Os dois estavam ansiosos mas principalmente Paulinha! uns dos motivos era por ter uma grande admiração por Enji Todoroki já que o mesmo tinha uma reputação incrível, um história de dar inveja, e a mesma também gostaria de ficar ao lado de todoroki novamente, por mais que não quisesse manter mais do que uma relação saudável e profissional com ele... presa em meio ao seus pensamentos junto a aquele maravilhoso cheiro de café, e um olhar intrigante de seu amigo, que balançava as mãos na frente do rosto da mesma, despertando ela dos pensamentos profundo...

__ O que foi Han?

__ O seu café vai esfriar, o que você tem está estranha-- tomando um gole do café cafe mocha, enquanto encarava sua amiga--

__ Desculpe não percebi, são só uns pensamentos aleatórios, não se preocupe -- levando a xícara de café preto sem açúcar, Paulinha vai tomando ele pouco a pouco enquanto seu amigo que também terminava de tomar o mocha, ainda a encarava, ele sabia que ela tinha algo, mas não poderia questionar muito, ele conhecia ela o suficiente para saber que se algo a incomodasse, ela o diria-- Vamos Han, já está dando a hora...

__ Claro, vou pagar a conta e você me espera no carro...

__ Okay.

°

°

°

°

°

°

°

__ Todoroki, preciso que organize alguns papeis da sua investigação da perícia, seu pai precisa para guarda as cópias...

__ Não tem ninguém para fazer isso não em?

__ Esse trabalho é seu Todoroki, trate de resolvê-lo!

__ Estou sem tempo para isso Momo! não posso larga o que estou fazendo agora para ficar organizando porcaria de papéis! peça a clara para fazer isso!

__ A clara é assistente pessoal do seu pai! não seja idiota.

__ então peça isso para o Guto-- Todoroki olhou se-quer uma vez para Momo que estava a sua frente, a mesma tinha que respirar fundo para não dar uns tapas no mesmo--

__ Não! o Guto é meu assistente pessoal, o tobio já tem seus próprios problemas e ele anda mais sobrecarregado do que tudo, isso por que nem quero falar no coitado do Armin que não tem mais sossego, por conta do Levi! então você vai parar de cuidar do caso dos outros w vai resolver essa sua bagunça! AGORA!!! -- Momo soltou a pasta pesada na mesa de todoroki, que quando finalmente levantou seu olhar momo já se retirava da sala do mesmo, ele respirou fundo aquilo não seria uma tarefa facil, e ele com toda a certeza perderia o dia ali...

__ Droga, não acredito nisso... por que só eu que não tenho a droga se um assistente pessoal?

__ Deve ser por que você é insuportável! -- Bakugou estava escorado no batente da porta da sala de todoroki, que que por mais que não quisesse concorda, com seu amigo não tinha escolha...-- Lembra do seu amigo, ele se irritou tanto com você que pediu demissão e foi para outro país!

__ Bom dia para você também Katsuki, e sim eu sei não precisa me lembrar disso, afinal o que você tem para me dizer...

__ Shōto, eu sou um advogado renomado em 7 países, e eu tenho informações sobre o que você precisa, então estou aqui para te ajudar...

__ Maravilha, mas antes eu preciso de resolver isso, e pelo que parece vai ocupar o meu dia todo--- enquanto todoroki começava a organizar os papéis sobre a mesa, e mais a frente se sua sala Paulinha e Han estravam e iam se encontro ao Enji todoroki, que recebeu os dois maravilhosamente bem, logo pedindo a clara para que levasse eles até bakugou e Shōto e explicassem o que eles teriam de fazer, clara se prontificou e logo levou os dois até a sala de Shōto, assim que chegaram lá a atenção dos dois se voltaram aos jovens ali presente, bakugou olhou e analisou cada um deles, enquanto clara logo começava a explicar como tudo funcionaria..--

__ Bom dia senhor katsuki, senhor todoroki, como eu havia lhe dito iriam vir alguns alunos aqui, no entanto alguns dos alunos não quiseram vir mas a Paulinha veio e o amigo dela, jovem Han também se ofereceu, já expliquei como tudo vai funcionar e a senhorita Paulinha ficará junto ao senhor como sua assistente e senhor katsuki o senhor Enji pediu para que você ficasse jundo ao jovem Han, e lhe ensinasse tudo o que sabe...

--- Bakugou olhou bem para os dois ali em frente, e com um suspiro que mostrava o quando ele não estava interessado neles, Katsuki saiu chamando o jovem ao lado de Paulinha, em seguida clara pediu licença e também se retirou... olhei bem para Paulinha ela estava linda, e parecia nervosa gostaria de saber o por que..---

__ Bom, bom dia sente-se-- Assim ela fez, os olhos castanhos estavam mais brilhantes do que o normal e as bochechas coração um pouco por mais que eu não desse para perceber muito--- Está ansiosa? sabe é uma grande responsabilidade...

,__ Na verdade estou sim, mas creio que consigo, dar conta do trabalho...

__ Determinada isso é bom, então se importa de começar hoje? tenho a varios documentos para organizar e você poderia me ajudar..

__ Claro... o que você quer que eu faça exatamente.?

__ Venha aqui...

_-Todoroki chamou a jovem com o dedo indicador ela as aproximou dele, que puxou a mesma para mais perto com o braço a proximidade era extrema o que fez Paulinha ficar com muita vergonha, mas logo todoroki explicou o que ela tinha de fazer como ainda não havia mesa para à jovem, Shōto permitiu que ela cuidasse de tudo na mesma dele mesmo, foram mais de 4 horas juntos na quela sala trabalhanco com papelada, Han apareceu para levar a sua amiga pra comer, conscientemente todoroki foi junto e bakugou também, almoçaram comida tailandesa e logo voltaram para o trabalho... já na parte da tarde com tudo quase pronto Han foi embora sem sua amiga, pois tinha problemas para resolver, todoroki lhe ofereceu uma carona e ela aceitou se bom grado durante o percurso, a mão de todoroki foi paga a coxa da mesma que estremeceu ao toque, todorki percebendo o efeito que teve nela, começou a passear sua mão na parte de cima da coxa da mesma descendo, Paulinha não prestava mais atenção na estrada e sim no quanto Shōto era bonito, em como ela queria beijar a quela boca... e foi nesse momento em que shōto lhe fez uma proposta

___ vamos para a minha casa.... acho que vai ser divertido...


Notas Finais


perdoem os erros de ortográfia, vou revisar mais tarde...
espero que gostem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...