História Todos os tons de Jensen. - Capítulo 70


Escrita por:

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza, Jared Padalecki, Jensen Ackles
Personagens Jared Padalecki, Jensen Ackles, Personagens Originais
Tags 50 Tons De Cinza, Amor, Drama, Jared, Jared Padalecki, Jensen Ackles, Jensen Ross Ackles, Romance, Sadomasoquismo, Supernatural
Visualizações 392
Palavras 2.492
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Harem, Hentai, Literatura Feminina, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Reta final gurizada.

Capítulo 70 - Fantasmas são eternos.


Fanfic / Fanfiction Todos os tons de Jensen. - Capítulo 70 - Fantasmas são eternos.

-você está linda Ava-Jensen suspirou e eu  desci as escadas.-estou sem palavras!.

-não acha exagerado?- mordi o lábio.

-não..estou estupefato...eu poderia levantar seu vestido e te fuder agora mesmo..

-adoro todo esse romantismo,mas deixe a foda para depois..

-estraga prazeres.

Jensen esticou a mão,me esperando descer os últimos degraus dando um beijo na palma da minha mão.

-você está deslumbrante meu amor-sorriu.

O vestido dourado Dior não era muito o meu estilo,era muito caro,eu me sentia estranha usando esse tipo de roupa.O vestido era feito de tule,chifon e seda.Era um vestido longo,que deixava as curvas em evidências mas sem ser vulgar,pelo contrário ele era praticamente fechado.O busto era todo trabalhado em pedrarias que deixava um efeito de cascata quando me movimentava.

Era um vestido de princesa.

-você gostou?.

-você é a mulher mais linda que existe,vem cá.

Jensen me pegou pela mão e pegou uma caixa dourada na mesa da sala.Jensen abriu a caixa,era um colar dourado com um pingente delicado,uma pérola negra.

-sempre amei pérolas negras-ele sorriu,passando as mãos por trás do meu pescoço e colocando o colar.

-e muito lindo,Jensen..

-queria me desculpar por ontem..

-acha mesmo que toda vez que eu ficar brava pode eu me comprar com um vestido bonito ou jóias?.

-claro que não,sei que você não é esse tipo de mulher,por isso eu vou casar com você.

-ainda não estou convencida.

-eu amo você-falou beijando minha testa.

-você pode fazer melhor.-falei pegando clutch é fui até a porta.-vamos?.

-não me provoque..

Eu não estava chateada,mas não podia negar que o dia anterior não foi cansativo.Comprar vestidos com Sarah e Sandra,brigar com Sarah,fazer as pazes com Sasha e depois saber que Sharon está procurando pelos filhos.Depois de uma conversa com Sasha,pegamos Mel na escola e fomos tomar um sorvete,como fazíamos antes,Sasha estava mais calma,ainda com medo de ser mãe novamente.

Acabou confessando que foi tudo por impulso e que estava triste por ter mais um filho,pela insegurança e por não me ter por perto.No final da tarde voltei para casa,é estranho falar casa,mas essa era minha casa agora.

A senhora Campbell fez um lanche e me fez comer,disse que Jensen pediu que supervisionasse minhas refeições,que fazia isso por que se importava comigo,eu sabia que no fundo o lado controlador dele ainda vivia,de alguma forma,embora mais controlado.

Fiquei irritada por ele não ter me falado da tal festa,ele nem saberia que eu viria..o que provavelmente ele iria sozinho,eu nem saberia de nada.

Ou viria com a Sarah”.

Sem chances!.

Não quero bancar a controladora,ciumenta ou egoísta,mas se ele disse que voltaria em uma semana,ele tinha planos de ir sozinho...não me sentia a vontade voltando na casa da família Padalecki,a última vez que fui naquela casa foi um desastre,fui direto para o hospital e tinha perdido Jensen de vez...tinha perdido um bebê,não desejo isso para ninguém..a perda de um filho.

isso e passado,passado tem que ficar no passado”.

Mas doía pensar na possibilidade.

Meu bebê estava no céu..era um anjo agora é olhava por todos nós..era o que tentava me convencer esses anos todos.

Tentei não me abalar e fui deitar por volta das sete horas e acabei pegando no sono,não vi a hora que ele chegou em casa,o que me poupou mais uma discussão por causa do encontro desagradável com Sarah.Sim, a essa altura eu estava irritada,quantas mais eu deveria enfrentar por ele?.

Quando acordei no meio da noite,por volta das onze horas ele já estava dormindo,acabei levantando nas pontas dos pés fui beber um pouco de água,voltei para a cama e voltei a deitar,adormeci olhando Jensen dormir do meu lado.

Porque diabos ele tinha que ser tão único?.

No outro dia acordei antes dele e fui correr,um hábito que ganhei convivendo com Nick Carter.Nick amava correr pelos parques da cidade dizia que era bom para pensar,de fato era.

Quando voltei ele já tinha saído e deixou um bilhete no quarto,perguntando o porquê de eu estar o ignorando.

-não estou ignorando,estou tentando seguir minha rotina-falei assim que ele atendeu o telefone.

-bom dia,Ava!-falou irônico e eu ri.

-bom dia Jensen-suspirei.

-porque  você está chateada?-foi direto.

-não estou nenhum pouco chateada.

-é pela Sarah ou pela festa?.

-nenhum nem outro-falei impaciente.

-você praticamente me ignorou desde ontem a tarde.Ava se for pela festa,não achei necessário informar para você,e Sarah já acabou..você dormiu de propósito para não ter que falar comigo..

-mesmo sendo o noivado do seu irmão..meu amigo?-falei ressentida.-quanta consideração Ackles.

-escuta..da última vez que você foi para a casa do meu pai não foi uma boa experiência,foi lá que perdi você..é achei que poderia ser doloroso voltar,nós estávamos indo tão bem..não brigue comigo Johnson.Não merecemos isso.

Ele sabia como me desarmar,era nítido que ele sabia exatamente como me amolecer.

-Ava?.Está aí?.

-estou..só..estou cansada,preciso tomar um banho.

-tem planos para hoje?.

-pensei em ficar por aqui..até você chegar.

-assim você descansa,sem dúvidas será a garota mais linda da festa.Estou resolvendo o assunto da Tina,a primeira coisa que fiz foi demiti-la..mas preciso de uma nova assistente.

-entendo..te vejo a noite?Desculpe por tudo Jensen..estou chateada.

-espera..depois da uma da tarde o pessoal do salão vai cuidar de você...assim você relaxa..tá bom?.

-me passa o endereço-falei calma.

-eles irão até você.

-não precisa.

-não discuta comigo,okay?.Você deve estar linda.Tenha um bom dia..amo você...me deixe cuidar de você.

-também amo você.




(...)



Pensando no dia anterior e no dia de hoje,só notei que tínhamos chegado quando Jensen abriu a porta do carro e estendeu a mão.

Realmente era estranho voltar aqui,mas eu era outra pessoa,diferente da garota assustada que passou aqui.

Eu era a nova Ava Grace Johnson.

Jensen me olhou com compreensão,beijando minha mão e depois meus lábios.

-Ei-encaixou seu braço no meu-antes de tudo estou feliz que esteja aqui comigo.

-eu também estou feliz de estar aqui com você.

-vamos entrar?.

Passamos pela entrada da casa,as portas laterais estavam abertas e dois seguranças estavam na porta,fomos direto para o salão principal da casa onde uma trilha de luzes brilhantes faziam o caminho até uma das três grandes portas do salão.

O lugar era enorme,a música suave tocava de forma agradável,o suficiente para que fosse apreciada,o salão estava decorado em branco e prata.Incluindo as mesas,cortinas e a grande escadaria no centro.

Pessoas que nunca vi na vida circulavam pelo salão,algumas conversando,outras se embalando com a música apenas.

Assim que entramos alguns olhares se inclinaram para nós,incluindo o de Sarah,que foi a primeira a se aproximar.

-Boa noite-Jensen falou discreto.

-Boa noite senhor Ackles-ela piscou-e namorada do senhor Ackles.

-Sarah-suspirei-o vestido ficou ótimo.

E realmente tinha ficado mesmo,o vestido vermelho com um toque retrô tinha um decote profundo e generoso,assim como sua grande fenda que ia até a coxa.

-obrigada-revirou os olhos.-muito gentil Ava.

-JENSEN..MEU DEUS-uma voz estridente gritava por ele,nos viramos juntos.

-Jane meu docinho-ele a abraçou beijando levemente seus cabelos-que bom que veio..

-não podia perder a surpresa,não é sempre que meu irmão vai casar.-ela sorriu me encarando-como vai Ava?.

-tudo bem Jane e você?-Falei educada.

-estou ótima,Jensen falou que estou estudando em Paris?-falou animada.

-falou sim-falei desconfiada,já que Jane sempre foi uma pentelha comigo,ela estava sendo simpática?.

-cadê o seu francês?-Jensen fez uma careta.

Jane apontou para Jared,mostrando que ele conversava com alguém.

-aquele baixinho tatuado?-Jensen fez careta.

-deixe ele em paz!.

-Nunca Jane,você é minha irmã..

-Jen..olha bem o que vai dizer-ela deu um risinho.

-já volto-Jensen sorriu-vou ali falar para esse francês que temos armas no Texas.

-não assuste meu namorado-ela suspirou.

Rolei os olhos pelo salão,tentando procurar algum rosto conhecido,talvez eu precisasse me afastar.Como Jane não disse nada,eu não achei ninguém resolvi sair pela tangente como Sarah tinha feito minutos antes.

-Ava..espera.

Me virei lentamente encarando ela.

-pois não?.

-Ava..sem formalidades..

-olha eu não..

-eu não quero brigar com você-ela levantou a mão-se bem que mereci o que aconteceu.Quer sentar um pouco?.

-Olha Jane..

-por favor..eu não quero brigar.

Sentei em uma das mesas ao lado dela,Jane mexeu sua bebida antes de tomar em um único gole.

-vocês voltaram enfim?-ela apontou para minha mão-um belo anel-assoviou-Jensen vai casar..isso me deixa tão aliviada pelas merdas que fiz para vocês.

-acho que sim..acho que ele vai casar-franzi as sobrancelhas.

-Olha Ava,sei que não tivemos um bom começo..mas eu..bem,Jensen sempre foi o meu irmão preferido,eu o amo tanto..que acabei confundindo as coisas e meus sentimentos em relação a ele..bem minha mãe não foi um exemplo e soube me manipular,eu ainda não acredito que ela pode fazer coisas tão horríveis com ele..me sinto envergonhada por ter pensado no meu irmão de uma forma romântica..

-você sabe..ele ama você é nunca levou isso em consideração.

-sim,eu sei.E fico feliz de finalmente vocês terem voltado,meu irmão merece ser feliz,fico feliz de enfim ele ter reencontrado você.Sei que talvez não sejamos amigas íntimas..mas preciso que me desculpe pelas coisas que fiz..me desculpe..por tudo.

-Nunca guardei mágoas de você,acredite.Não tem nada à ser desculpado..você é importante para o seu irmão e eu entendo.Jensen é  importante para mim,se ter você por perto deixa ele mais feliz..eu estarei aqui por ele.

-obrigada.. Por não desistir do meu irmão..

Jensen estava voltando com duas bebidas uma em cada mão,me entregou uma delas.

-minhas garotas preferidas estão de entendendo?-ele sorriu.

-senta aqui-ela bateu com as mãos na cadeira pedindo que ele sentasse perto dela.

-o que a irmã mais chata do mundo deseja?.

-você foi gentil com ele?.

-o Jean-Louis vai se comportar,ele sabe da minha coleção de armas.

-você é maluco-ela revirou os olhos.

-será que minha amada noiva quer dançar um pouco?-ele sorriu estendendo a mão.

-Jensen eu..

-vai logo Ava,ou vai sobrar para mim-Jane falou incentivando.



(...)


-você está tão linda..seu cheiro é tão bom..-ele sussurrou com os lábios colados no meu pescoço.-acha que ela vai aceitar?.

-ela está linda,com um vestido lindo..não duvido que aceite..ela está apaixonada.

-você aceitaria?.Se fosse um pedido meu..

-eu já aceitei e você sabe,não preciso de uma festa gigante para provar que quero você na minha vida.

Coloquei minhas mãos nos ombros dele,jogando a cabeça para trás é aproveitando a música que tocava suave nos embalado,eu amava Lionel Ritchie e Lady parecia uma música bem apropriada para nossa dança.

Olhei por cima do ombro de Jensen e notei que Jared tinha parado de falar com Sandra,seu olhar era de puro pavor,de medo,seu rosto estava vazio,sem expressão.

Ela estava com um vestido preto de alças finas e decorado com rendas da mesma cor,o vestido se movimentava com graciosidade quando ela andava acompanhada do seu acompanhante,melhor o seu submisso Jack Moseley.

Jensen se virou lentamente,olhando para o irmão e depois para ela que fazia sua volta triunfal como a rainha do castelo,creio que nesse momento ela se sentia como o Conde de Monte Cristo prestes a fazer sua grande vingança.

-Sharon…-meu sussurro saiu engasgado na garganta,Jensen segurou minha mão com força,como se não acreditasse na coragem que ela teve em voltar depois de tudo que fez.

-ninguém vai cumprimentar a mamãe?-falou se aproximando de Jared e o abraçando,ele estava estático-você está linda querida-ela abraçou Sandra-obrigada pelo convite.

Jared olhou mortificado para a noiva,como se não acreditasse que ela de fato tinha convidado a mãe.

-o meu pequeno Jensen e sua ratinha-ela se aproximou beijando jensen tão rápido que não tivemos reação alguma.

-que diabos você faz aqui-Jensen falou a afastando com brutalidade.

-Sandra me convidou,eu ainda sou parte da família-falou debochada-então você é a ratinha estão mais fortes do que nunca.-virou-se para mim-nunca achei que ele voltaria para você Jensen depois de você ter praticamente assassinado o bebê dela.

-a culpa foi sua,Sharon-falei com desprezo,controlando a voz.

-mamãe?-Jane olhava chocada-o que faz aqui?.

-ah sua ingrata,eu estou aqui para celebrar com seu irmão…

-você não é bem vinda Sharon-Jensen falou entre dentes.

-você não foi convidada..é uma penetra-Jared falou baixinho-saia daqui.

-tente e eu acabo com essa festa patética-ela gargalhou.

Sharon deu as costas nos deixando sozinhos,Jared e Jensen estavam tão irritados e não disfarçavam,os outros convidados também perceberam que alguma coisa estava errada.

Voltei para a mesa que estávamos sentados e respirei fundo.Jensen conversava com os ânimos alterados com Jared e Sharon fazia a anfitriã de um a festa que não era bem vinda,ela conversava com amigos da família,sendo seguida por Jack.

Mordi o lábio com tanta força que senti o gosto metálico do meu sangue se espalhando pela minha língua,acho que estava mais nervosa por Jensen do que por mim,imagino como deve ser difícil para ele voltar a essa época..a época que ele era outra pessoa..que ele era frio..Sharon o tornou frio.

Mil coisas passaram pela minha cabeça,mas nenhuma se tratava de redenção.Sharon não era o tipo de mulher que baixava a cabeça por redenção ou por qualquer motivo que seja,ela era ruim e má.

Sandra sentou na mesa um pouco alterada,ela colocou as mãos no rosto segurando o choro.

-achei que ela tinha me procurado pelos filhos,ele nunca falou da mãe..eu achei que estava ajudando..eu estraguei tudo..tudo..

-você não sabia de nada-Jane suspirou-o que ela falou?.

-que depois que separou do seu pai foi abandonada pelos filhos,vivia de uma pequena pensão e conheceu um viúvo ao qual se casou...disse que ele era muito rico e proporcionou a vida que ela merecia,entende que eu não sabia ao certo o que ela queria?.Ela foi tão afetuosa.

-quem é esse homem que ela casou?-Jane perguntava nervosa.

-David Harris..ele..

-um homem rico,bem típico da minha mãe.Ela não iria largar o osso assim..Sharon Harris...ela..ela nada se parece com minha mãe..

-sinto muito-segurei a mão de Jane.

No mesmo o instante Louis sentou-se,falei que iria procurar Jensen e sai.

Estranhamente Sharon estava bem contida e simpática.Jensen estava do lado do irmão e eu acenei.

-Sandra meu amor-Jared falou no microfone-pode vir aqui?.

Jensen ia sair quando Jared sorriu e o pegou pelo braço.

-você não vai a lugar nenhum irmão,se eu vou fazer isso preciso do seu apoio.

Todos se reuniram ao lado da banda que tocava e Jared olhava para Sandra emocionado.

-oi senhorita Johnson.

Me virei e Jack Moseley me encarava tímido.

-oi Jack..-sorri-quanto tempo não?.Então você ainda está com ela..

-não por opção-ele sentou do meu lado.

-obrigado a todos que vieram-Jared falava confiante,dei uma olhada e Jensen estava do seu lado com a mão no seu ombro em apoio-quero dizer que estou feliz com o dia de hoje..o dia que eu escolhi para nós Sandra..

Todos aplaudiram.

-eu preciso de ajuda Ava..eu não aguento mais me submeter a ela-falou assustado-só você pode me ajudar..me ajude.

-Jack..o que aconteceu..?.

-preciso que vá até o carro comigo..por favor.

-tenho uma prova contra ela,que vai fazer ela parar..me ajude.

Ele me olhava com lágrimas nos olhos,suspirei fundo e levantei,sem ter certeza que era o certo.

-tudo bem vamos.

Saímos pela frente da casa,por onde não poderíamos ser vistos,não queria perder esse momento tão único da vida de Jared,mas precisava urgentemente acabar com essa  interferência de Sharon,quem sabe Jack não teria provas para enfim afastar essa mulher da vida de todos?.

Procurei por Sharon no salão e não a encontrei.Jack andava rápido e eu tentava acompanhá-lo até o estacionamento.

-qual o seu carro?-falo olhando o estacionamento lotado de carros.

Os manobristas não estavam por perto,na verdade estava vazio.

-aquele-apontou para o lado mais afastado do estacionamento-vamos.

-espera-um frio percorreu minha espinha-vá até lá..eu espero aqui.

-não você nao está entendendo-Jack fez uma careta e abriu o paletó-você vem comigo.

Jack tirou uma arma do paletó e apontou para mim.

-Jack..o que é isso?.

-eu preciso..eu preciso.

Levantei as mãos e concordei em segui-lo com a cabeça.Eu senti medo e não conseguia andar direito,meu corpo todo tremia e não me obedecia mais.

Assim que nos aproximamos do carro eu a vi sentada no volante,Sharon estava triunfante,ela me olhava com ódio.Um ódio que fez meu sangue gelar.

-oi ratinha -ela gargalhou descontrolada-bem-vinda ao seu fim!.

Minhas pernas amoleceram,senti um líquido quente escorrer pelos meus olhos e passei as mãos.

-sangue-murmurei quando uma dor aguda se espalhou pela minha cabeça.

-Chega Jack..se alguém tem que matar essa vadia sou eu.

Sharon sorriu,seu rosto se tornou uma mancha escura e tudo que pude escutar antes de cair foi sua risada vitoriosa.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...