História Together - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Como Treinar o seu Dragão
Personagens Astrid, Bafo e Arroto, Banguela, Batatão, Bocão, Cabeçadura Thorston, Cabeçaquente Thorston, Dente-de-Anzol, Fúria da Noite, Melequento, Perna-de-Peixe, Personagens Originais, Soluço, Stoico
Visualizações 42
Palavras 804
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Luta, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpem a demora, estava um pouco ocupada, mas até que foi bom, pois eu tive várias ideias bem legais pra história.

Capítulo 4 - 04


Fanfic / Fanfiction Together - Capítulo 4 - 04

Aquiles Pov's 

- Olha Soluço, isso é uma missão suicida! Vamos Embora, por favor!- Eu disse já implorando para ele.

- Eles devem estar indo para o norte. - Ele disse me ingnorando e indo para o norte.

- Está bem, ignora a sua melhor amiga - disse o seguindo.

Depois de ontem, o Soluço enfiou na cabeça que queria ir em busca do casal de fúria da noite. E eu como uma boa amiga, fui junto. E então você me pergunta, o porquê de eu estar junto com ele o tempo todo, e eu respondo que eu gosto desse desajeitado desde pequenos.

Bom, e aqui estamos, nos aproximando de um pequeno abismo.

- Eles devem estar aqui - sussurrou Soluço. 

- É isso é bom ou ruim? - sussurro de volta.

Nos aproximamos lentamente para ver oque tinha lá em baixo.

GRRR!

Escutamos um rugido bem alto e nos afastamos, logo depois vimos os dois dragões lá em baixo. Um Dragão estava tentando sair dali, mas não conseguia voar.

- Por que você não consegue voar - Soluço disse curioso é logo pega seu livro e começa a desenhar o fúria da noite.

Olhei para baixo outra vez, e vi que o outro Dragão estava bem e não saia dali, talvez ela não queira deixar o companheiro.

Mas como nem tudo é perfeito, e sem querer acabo escorregando e deixando algumas pedras cairem. Chamando atenção dos dois dragões.

Mas os dois dragões só olharam para nós, e não atacaram.

- Vamos Embora - falo pro Soluço e ele concorda.

.


.


.

(15:00 pm. 

Treinamento com dragões.)


- Alguém já chegou perto de algum fúria da noite? - disse para o Bocão, que estava nós analisando.

- Ninguém nunca sobreviveu para contar! Anda logo Aquiles você não está nem se esforçando! - Bocão grita e eu logo me escondo, pois o Dragão estava se aproximando.

- Mas eles devem dormir de dia né? Alguém já vou algum cochilando? - dessa vez foi o Soluço que perguntou.

- Não ninguém nunca viu a fera cochilando, volta já pra lá! 

- Soluço - chamei a atenção do mesmo para que ele se abaixe. 

- Alguns dragões tem um ponto cego, achem o do Nadder. - Bocão explicou pra nós.

Os gêmeos foram tentar achar o ponto cego do Dragão, mas não acabou muito bem.

- Deixa que eu cuido disso gata - Melequento empurra Astrid para lançar o machado no Dragão, e erra feio.- O sol me atrapalhou Astrid, o que você quer que eu faça? Quer que eu tampe o sol? Até poderia, mas estou meio enrolado agora.

Essa confusão acabou quando todos nós destruímos o labirinto e Astrid bateu com seu machado no Dragão. 

- Você está achando que isso aqui é brincadeira? - ela se vira para mim.- a luta dos nossos pais logo vão virar a nossa. Decide em que lado você está.

Ela saio com o resto da turma.

.


.


.


Soluço Pov's 

( 16:23 pm

Na floresta)

- Isso me deixa com muita raiva Soluço! - disse Aquiles pela milésima vez.

Bom, depois do treinamento, eu tive a ideia de pegar alguns peixes e levar para os fúria da noite. Já que eles me pareciam com fome na última vez que o vimos.

- Aquiles eu já entendi, não levamos jeito pra isso é todo mundo sabe.

- Minha mãe sempre quis que eu fosse igual a Astrid, desde pequenas...- ela ficou cabisbaixa.

- Hey - ponto minha mão sobre seu ombro - quer saber de uma coisa? Eu prefiro a irmã mais nova - sorrio e a mesma retribui.

- Valeu...agora tira sua mão do meu ombro porque está fedendo a peixe.

- Beleza...- tiro minha mão do seu ombro e voltamos a andar até os dragões.

Claro, antes de sairmos de Berk, eu peguei um escudo escondido lá da Arena. Para que tenhamos pelo menos uma chance de ficarmos vivos. 

- Você vai primeiro - disse Aquiles 

- Eu tenho outra escolha? - ela nega com a cabeça.- Então lá vou eu 

O escudo meio que não passava pela entrada, e ficou preso. Então nossas já não era tantas, e agora pioraram.

Eu seguro o peixe e estico meu braço para um dos dragões verem, um deles, que estava ferido. Veio em minha direção e o outro foi em direção à Aquiles.

- Aí meus Deuses...

O Dragão parou em minha frente e rosnou para mim, em eu logo me toquei que eu estava com uma faca. Peguei a mesma e a joguei no lado.

- Aquiles faça o mesmo.

- Hã? Nem pensar. 

- Por favor...

O Dragão rosnou para Aquiles e ela joga sua faca no lado bem rápido.

Logo em seguida, o Dragão de Aquiles pega o peixe e come o mesmo. Já o meu abre a boca e vem na direção do peixe.

- banguela? Eu podia jurar que você tinha...Ah! - seus dentes aparecem e ele pega o peixe me assustando.

- Dentes retráteis - Disse Aquiles e logo Caio da gargalhada. 

- Ha Ha Ha- Muito engraçado.





 


Notas Finais


Obrigada por lerem
Até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...