História Together Forever - Imagine Jungkook - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, Got7
Personagens JB, Jennie, Jeon Jungkook (Jungkook), Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Min Yoongi (Suga), Personagens Originais, Rosé
Visualizações 45
Palavras 883
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu juro que ia colocar um título vem zoeiro, tipo:

"uhul, xonei em tu"
Mas eu desisti porque isso aqui é uma fic séria!!!

Capítulo 2 - Uhul, apaixonada estou


Fanfic / Fanfiction Together Forever - Imagine Jungkook - Capítulo 2 - Uhul, apaixonada estou

Busan, South Korea. Dias atuais

Abri meus olhos, acordei escutando barulhos vindos do andar de baixo, provavelmente é minha mãe a conversar com alguém. Me levantei da cama, resmungando, indo em direção ao armário, pegando um vestido azul claro que vinha até o joelho, o conjunto de lingerie preta, indo até o banheiro, me despindo e tomando meu banho morno, sentindo a água na minha pele, enquanto eu refletia sobre algumas coisas em minha vida. Lembro até hoje da promessa de Jeongguk, ele mudou tanto desde aquele dia. O garoto ficou mais bonito, atraente, todas as meninas dessa cidade, olham para ele e ficam apaixonadas na hora. E eu, sempre olhando enquanto o moreno sorri passando uma cantada em uma ou outra menina de sua idade ou até um pouco mais velha. Sempre que vejo, sinto uma pontada de raiva, misturando com minha vontade de chorar. Ou seja, eu sinto ciúmes quando vejo o Jeongguk com outra garota.

Depois de tomar meu banho, visto minhas roupas, penteio meus cabelos e desço as escadas, encontrando minha melhor amiga, depois do Jeon, Min-Hee, uma garota de pele extremamente pálida, cabelos negros como carvão e olhos azuis, ela adorava usar roupas pretas pois realçava a cor de sua pele. 

— Bom dia, S/A — Ela me abraçou. A garota era magra, abraçar a menina era como abraçar um pequeno travesseiro. 

Meus melhores amigos são os mais bonitos de Busan, as vezes eles dão uma voadora em minha autoestima, as vezes não, sempre. É duro ser a única que não parece um anjo de tão bonita. Mesmo que o Jeongguk diga o contrário. 

Ele anda meio distante, porém, sempre dá um jeitinho de me mandar alguma mensagem ou vir me visitar. Estamos de férias faz um bom tempo. Ocorreu um incêndio na escola em que estudávamos, e estão tentando reconstruir a escola, o estrago foi grande. 

Min-Hee é irmã gêmea de um dos garotos mais frios e chatos daqui, Min Yoongi. Ele as vezes é gentil, só as vezes mesmo. O sorriso dele pode ser fofo assim como o resto do rostinho dele. Seu nariz gordinho, seus olhos pequenos, e sua boca fina são o que mais se destacam. Mas ele não é muito meu amigo.

Sentei-me no sofá, escutando os sons das botas de Min-Hee colidindo com o chão, ela sempre usava essas botas. 

A garota usava um vestido preto que ia um pouco acima do joelho e uma gargantilha da mesma cor do resto da roupa. Quem olhar, acha que ela é algum tipo de gótica ou algo assim. Porém, não é esse o caso. 

Minha mãe estava na cozinha, cantarolando alguma música. E a porta da frente é aberta, revelando um Jeon Jeongguk ofegante, com suor pingando da testa. Ele olha para mim e abre um sorriso, se sentando ao meu lado no sofá. 

— Correu uma maratona, foi? — Pergunta Min-Hee, que em seguida joga um pano seco no rosto dele me arrancando uma risada.

— S/N, desde quando tua parede fala? — Jeongguk fala olhando para a Min-Hee que é tão branca quanto minha parede. Ela cruza os braços e faz um biquinho.

— Seu chato. — Ela vai até a cozinha, fazendo companhia à minha mãe. E Jeongguk solta uma risada baixa.

— O que aconteceu para estar suando assim? — pergunto.

— Eu estava vindo para cá, e alguns cachorros resolveram me perseguir. — Comecei a gargalhar e a sentir minha barriga doendo de tanto rir.

Quando parei de rir. Subi para meu quarto, pegando uma blusa de manga branca e uma calça jeans, descendo e entregando ao moreno que sorriu em seguida. Sim, ele tinha roupas dele em minha casa, nós somos amigos desde os 4 meses. Ele dormia aqui frequentemente, então sua mãe resolveu deixar algumas roupas dele aqui.

Passamos a tarde todinha vendo filmes, conversando, e até fomos para uma praça, onde eu acabei achando um filhotinho de cachorro muito fofo, que eu acabei não resistindo e levando ele para casa. Minha mãe não quis deixar o filhotinho ficar, mas acabou cedendo depois de tanto pedir. Eu estava um pouco ansiosa para a volta às aulas. Bem pouco. Porque, na escola, eu gasto meu tempo fazendo alguma coisa. Em casa eu acabo ficando entediada.

Jeongguk pediu a sua mãe para poder dormir em minha casa. Eu não ia ficar muito surpresa se ela deixasse. Certa vez, ela estava conversando com minha mãe enquanto estávamos na sala de minha casa. A mais velha falou que queria ter netos, que queria que a família crescesse. E bom, minha mãe obviamente concordou. Acho que essa conversa foi meio que uma indireta para eu e Jeongguk. 

Mas assim, eu só acho, não posso ter certeza disso. 

Eu realmente gosto muito do Jeon, não é nem por ele ser bonito. Ele é e sabe muito bem disso. Mas é porque ele é carinhoso, gentil, fofo... E mais um monte de outras qualidades que estou com preguiça de citar aqui. 

Acabei me apaixonando, porém, ele ainda não percebeu. Mesmo estando estampado na minha cara. Acho que, do jeito que ele é lerdo, nem se eu escrever na minha testa "Eu te amo Jeon Jeongguk", ele vai entender. 

Esse é o lado ruim de se ter um amigo lerdo. E o que mais me machuca é isso, eu ser só uma amiga para ele.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...