História Together forever - Capítulo 5


Escrita por: e jayparkinho2393

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Sehun
Tags Sebaek
Visualizações 13
Palavras 1.086
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Festa, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oi bebês. espero que gostem do capítulo. boa leitura!
dedicação à alana akemi.

Capítulo 5 - I love the way you make me feel.


Fanfic / Fanfiction Together forever - Capítulo 5 - I love the way you make me feel.

   Até a noite chegar, a hora festa, eu e Baek fomos no shopping comprar roupas para usar nessa comemoração de formatura. Afinal, não era qualquer festinha. Era um momento especial para todos.
Depois das compras, tomamos uma vitamina de frutas e saímos. Dessa vez fomos para a casa dele e nos arrumamos lá mesmo.
-Está pronto, bae? -Baekhyun saiu da cozinha e entrou no quarto dele, se deparando com um Sehun nu se não fosse por uma toalha presa na cintura.
-É... Ainda não. -Byun parecia nem ligar para o que eu dizia. -Baek? -Acenei na sua frente até que ele me olhou e riu.
-Que saúde, Sehunnie. -Me deu um selinho e foi tomar seu banho. Eu ri envergonhado e fui me vestir.
(...)
Estávamos os dois prontos. Eu usava um smoking preto e Baek usava um azul. Ele estava tão lindo. Byun adora mexer com a minha cabeça com atitudes simples. Tipo sorrir. Só isso já acaba comigo.
Chegamos lá e encontramos o Chanyeol com o Kyungsoo, que ordenou-nos que entrássemos.
-Fiquem à vontade. Tem bebida na geladeira.
Entramos e logo as pessoas foram chegando também. Tinha muita gente. Pessoas da nossa turma e seus amigos junto, estava realmente lotado.
(...)
Tonto. Era como eu me sentia. Tudo girava. A festa inteira girava e estava tudo ondulado. Bêbado. Era como eu estava.
Senti a aproximação de Baek. Seu rosto estava cada vez mais próximo do meu e sua respiração estava quente e descontrolada. O forte cheiro do álcool saía da sua boca que estava entreaberta.
-Eu vou... Te beijar. Aqui na frente de todo mundo. Foda-se. -Baekhyun falou em um tom baixo mas para que somente eu pudesse escutar no meio das conversas altas e som da festa.
-Mas Baek... Somos gays. -Eu estava falando sério porém rindo. Estava muito bêbado.
-Já falei. Foda-se, Sehun, foda-se. -Antes que eu pudesse responder, Baek calou-me com um beijo demorado e gostoso. Aquilo realmente durou um bom tempo e cada vez mais eu sentia pessoas parando o que estavam fazendo e nos olhando. Estávamos de olhos fechados. Como eu sentia isso? Não sei. Talvez paranóia.
Byun puxou meus cabelos fazendo minha cabeça ir para trás e chupava meu pescoço com voracidade.
A festa estava lotada. Completamente lotada. As pessoas pararam de nos olhar aos poucos e a expressão de surpresa em seus rostos foi sumindo devagar.
-Baek... -Eu conseguia chamar pelo seu nome em meio a vários suspiros como resposta aos chupões depositados no meu pescoço. Eu provavelmente estava todo roxo, mas é como Baek costumava dizer: Foda-se.
Baekhyun puxou-me pelo pulso, levando-me para algum lugar no segundo andar.
Estávamos no corredor logo depois de subir as escadas. Ambos ofegantes. Ficamos com os rostos próximos e nos escoramos no murinho de vidro que nos levaria para baixo se caíssemos.

3° Pessoa:

Sehun acabou beijando Baekhyun em um desses momentos, metendo para dentro da própria boca aquela língua que teve o prazer de chupar.
-Posso saber o porquê desses beijos gostosos, uh? -O mais velho tinha a boca avermelhada pela troca carinho de segundos atrás, e deixou um selar nos labios de Sehun.
-Só fiquei com vontade.
-Bom, eu com certeza não vou ligar se você me encher inteiro dessa sua vontade. -Se continuar gemendo na minha orelha daquele jeito, talvez isso aconteça mesmo.
-Daquele jeito como? -Baekhyun perguntou rouco. -Assim? -E sua boca mordiscou o lóbulo da orelha de Sehun antes de começar a repetir os sons que tinha feito mais cedo sem que se desse conta. A pele da nuca de Sehun automaticamente se arrepiou ao ouvir tão de pertinho, de modo mais provocante aqueles gemidos de Baek que há tanto tempo esperava ouvir. Como se não bastasse fazer uma sessão sonora bem pornográfica ao pé do ouvido de Sehun, Baekhyun prolongou aquela tortura com beijos úmidos que desceram da orelha do maior para a curva do seu pescoço, ficando a por um tempo nas clavículas ossudas do rapaz. Foram para o primeiro quarto que acharam onde ali na cama se sentaram.
Então os dois se olharam em silêncio. Começaram a trocar beijos e a se enroscarem debaixo do edredom na mesma cama em afeto, não foram muito além de uma mão boba, provocando uma camisa jogada no chão. Mas Sehun realmente queria alguma a mais naquele coisa momento e Baekhyun com certeza tinha um volume a mais criando vida dentro do moletom, local este em que o Oh tocou e viu o mais velho suspirar extasiado.
-Fica mais gostoso sem roupa. -Sehun se viu sugerindo e Baekhyun o encarou sorrindo de canto.
-Então vem tirar.
Sehun puxou Baekhyun pelo cós do moletom e o ajudou a tirar a blusa, que entalou em sua cabeça e gerou uma crise de riso e quase o uso de uma tesoura para cortar o nozinho do cordão que havia para ajustar o gorro.
-Quem mandou ter um cabeção?
-Você vai ver meu cabeção daqui a pouco, Sehun.
Depois da blusa, foi-se embora a camisa e todo resto, ficando como único item aquele de tirar por completo a roupa de Sehun. Em menos de um segundo, Sehun estava nu tal como veio ao mundo, caindo na cama de Baekhyun com ele em cima de seu corpo. O atrito do corpo de Baekhyun contra o de Sehun gerou um longo e profundo suspiro da parte de ambos, logo dando lugar a um beijo molhado que rendeu outro e mais outro e mais outro com bastante saliva, mordidinha no lábio e olhares apaixonados antes de mais outro beijo começar. Enquanto isso, as mãos de Sehun passeavam por Baekhyun com as unhas descendo e subindo em suas costas, às vezes acariciando os quadris, às vezes se aventurando por descer em timidez ao traseiro e apertando a cama macia, impulsionando-o contra a sua ereção ardida no meio das pernas.
Baekhyun, provocando com leves reboladas o baixo-ventre do mais novo, abandonou a boca de Sehun e começou a deixar beijinhos úmidos por seu corpo. Demorou-se bem ali afilado do rapaz, judiando e maltratando com carinho. Chupou a clavícula com delicadeza e fez caminho ao peitoral, enchendo de atenção toda aquela região. Meteu na boca no mamilo rosado do rapaz e chupou, raspando os dentes com cuidado. Então partiu ao outro, fazendo a mesma coisa. Na medida em que a boca de Baekhyun desceu um pouquinho mais ou que Sehun e ele não passassem de um amontoado de pele, suor e beijos, aquele quarto tomou-se barulhento - de amor, tesão e orgasmos - como nunca foi.


Notas Finais


eh isto. relevem os erros hehe espero que tenham gostado. beijooosss!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...