1. Spirit Fanfics >
  2. Toguether with me Woosan >
  3. Fim

História Toguether with me Woosan - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


Então né.
Fim
Boa leitura e leiam as notas finais

Capítulo 13 - Fim


Eu e San estávamos correndo até a faculdade, que não sabia que ficava aberta a qualquer hora do dia.


Vi sully na porta com as chaves do portão e me aproximei tentando recuperar o fôlego.


-Como conseguiu as chaves?


Disse San normal, nem parece que corremos até morrer.


-Eu sou parente do diretor e consegui as chaves.


-Ah 


Falei em um fio de voz.


-Vamos entrar.


Falou san pegando as chaves e indo ao portão.


-Como sabe que tem fotos se está fechada?


Perguntei um pouco melhor e já me recompondo.


-O Jongho me ligou falando que viu uma garota entrando na escola com muitos panfletos e saindo sem nenhum.


Sully falou adentrando pelo corredor, o encontrando cheio de fotos minha e do San.


-Que garota?


Indaguei curioso com a possível resposta.


-Quer realmente saber?


Sully disse medrosa.


-Foi a sully né.


-obviamente, sabia que ela não prestava.


San falou aparecendo do nada com uns 20 cartazes em mão.


-O que houve entre vocês quando se separaram? Ou melhor porque se separaram?


Olhei para San que parecia nervoso à espera de uma resposta.


-Já saquei, vocês dois. Que fofo.


-sully não fala pra ninguém.


San falou logo saindo pra continuar a recolher os papéis que estavam espalhados por todo lado.


-Ele não negou.


Falou rindo e me olhando.


-Ok, vamos recolher isso.


Disse indo em direção ao refeitório.


Chegando lá tinha muito papel, por todo lado.


Depois de 2 horas, já eram 3 da manhã e finalmente tinha pegado os últimos papéis da escola.


Avisto sully e vou em direção a ela.


-Acabei.


Disse ficando ao seu lado.


-Não acabou não, San ta na quadra pegando os últimos e você vai ajudar.


-Porque?


-Porque eu acho que você não percebeu, mas está chovendo e ele ainda está lá na chuva.


Disse em tom raivoso.


-Ata, tchau!


Disse saindo, escutando um tchau em resposta.


-San!


Gritei quando adentrei a quadra, o encontrando todo encharcado.


-Woo, sai da chuva.


Disse quando me aproximei e peguei um papel no chão.


-Não, enquanto você estiver aqui eu fico.


-Ok, falta só alguns.


E eu me separei dele e comecei a pegar os que estavam do outro lado da quadra.


Passaram dez minutos e tínhamos acabado.


-Sannie, vamos pra minha casa, você toma um banho.


-Mais


-Você vai e pronto.


Disse o interrompendo de terminar sua frase.


-Ta. Vamos!


Disse se virando e indo em direção a saída.


-Sannie!


Disse o chamando.


-Sim?


Me aproximei dele e o beijei.


Logo San pediu passagem com a língua que cedi rapidamente. Era um beijo calmo, singelo e significativo.


Me separei do beijo quando a falta de ar se fazia presente, entrelacei nossas mãos e o puxei pra fora dali.


O caminho de volta foi silencioso, mas confortável, ninguém precisava dizer nada no momento, mesmo estando de mãos dadas.


Chegando em casa San foi tomar banho primeiro, pois o mesmo estava muito mais molhado que eu.


Em seguida eu fui e acabei o encontrando cochilando no sofá com as roupas que eu tinha emprestado.


Ele tava tão lindo.


Me aproximei e bati de leve em seu braço.


Vi ele se assustar e rir baixo.


-O que tá fazendo aqui?


Perguntei o vendo sentado torto no sofá.


-Eu já tava indo embora eu só estava esperando você sair pra me despedir.


Disse em tom tristonho.


-Como assim embora? Você vai dormir aqui.


-Vou?


-Sim, vem


Falei pegando em sua mão e o levando pro meu quarto.


-Você vai dormir ai.


Disse o empurrando na cama.


Ele estava surpreso com minha atitude, até eu estava.


Me deitei ao seu lado, me cobrindo em seguida.


-Tá né.


San disse e se cobriu.


Me virei e vi o mesmo me olhando calmamente.


O abracei e me deitei em seu peito.


Pelo cansaço, em poucos segundos estava dormindo.





-Woo, acorda.


Escutei san me chamando abri os olhos calmamente.


-Bom dia


Disse ainda sonolento.


-Bom dia, estão te ligando.


-Ah


Peguei o celular vendo um número desconhecido.


-oi


-adorou minha surpresa ontem né


Escutei a última pessoa que queria falar nesse momento.


-Sabia que foi você


Falei encarando San a minha frente, e fazendo sinal pra ele sentar ao meu lado.


Ele se senta e coloco no viva voz.


-E eu não sabia que era você que gostava de ser o passivo 


San riu baixo quando reconheceu Sun ha no celular.


-Isso não é da sua conta.


Falei simplista


-Só estou ligando pra dizer que terá vingança ok?


San riu seu também


-Você tá com seu amorzinho aí, então saiba que o tempo que você estava machucado ele estava saindo com Yeosang e o comendo muitas mais vezes do que fez com você.


Disse isso com voz irônica e eu só soube rir.


-Não ligo.


Disse encerrando a ligação.


Encarei San e ele logo entendeu.


-Eu sai com Yeosang duas vezes, ele queria minha amizade e eu falei que talvez.


-Então você não ficou com ele.


-Nunca.


-San, o que somos?


Disse o encarando no fundo de seus olhos castanhos com suas adoráveis lentes azuis.


-Eu não sei, eu já falei que gosto de você mas você não disse nada.


-Eu também gosto de você.


Sussurro na opção dele não escutar pois eu estava muito envergonhado de admitir gostar de um Garoto.


-Então agente pode ser o que?


-De agente se gosta deveríamos..


Disse parando a frase pra ele completar


-Namorados? Se for eu quero.


-Eu também


Disse e o beijei, era um beijo selvagem que logo foi interrompido pelo meu celular avisando que já era hora da faculdade.


-Vamos.


Disse me levantando e pegando minha mochila.


-Temos que ir no meu apartamento.


-Então vamos porque hoje tem o último jogo.


-ok.


Passamos em seu apartamento e logo estávamos na faculdade.


Tudo estava normal, nem parecia que passei três horas aqui pra servir de lixeiro.


Não teve aula para os jogadores de futebol, pois iríamos ter treino extra.


Fomos  direto ao vestiário, todos se trocaram rápido pois o treinador já estava chamando todos.


Chegando a quadra, o treinador me chama e manda todos irem correr pra aquecer.


-Está pronto pra hoje?


-Sim, finalmente poderemos fazer o nosso melhor.


Disse confiante ao mais velho a minha frente.


-Então vai treinar.


Disse apontando aos outros que já tinham terminado de correr 


O treino passou rápido e o jogo já estava pra começar.


-Hoje iremos mostrar nosso melhor a todos, batalhamos por isso e iremos fazer de tudo pra ganhar.


Disse encorajando a todos os outros que estavam em roda.


-Fighting


Disseram em uníssono.


Fomos a quadra e logo escutamos o apito avisando o início do primeiro tempo.


O primeiro tempo foi difícil, estava de 2×0 e nós estávamos perdendo.


Saímos pro vestiário e Jongho estava muito nervoso, andava de um lado pro outro sem parar.


-Ho, vem cá ou melhor todos vem aqui.


Digo logo vendo todos se sentarem à minha frente.


-Gente só porque o início foi ruim não significa que o final será também


Disse olhando San


-Nós vamos melhorar e se ganharmos eu pago comida pra todos.


-Vamos ganhar.


Disse Mingi se levantando e fazendo todos rirem.


-Vamos.


San se levantou também e fomos a quadra.


Foi complicado, o tempo não estava correndo a nosso favor mas logo nos primeiros 10 minutos de jogo San fez um gol, e me mandou um coração, coisa que me deixou mais vermelho que um pimentão.


O jogo passou e já estávamos todos no pódio.


Nós ganhamos de 5×2.


O treinador veio todo feliz e entregou o troféu pra mim e um microfone pra san.


Logo escuto um batuque de San no microfone, testando o mesmo.


-Olá pessoal. Queria agradecer a todos que trabalharam duro por esse prêmio e eu queria fazer um pedido.


Disse descem do pódio e parando na minha frente.


O encarei confuso mas não tive coragem de questionar


-Eu sei que tudo foi muito rápido, bebemos, fazemos coisas erradas pra dois simples amigos, fortalecemos nossa amizade e no fim ainda espero que esteja ao meu lado


Sentia lágrimas descerem pelo meu rosto, estou muito emocionado.


-Eu quero que você saiba que eu te amo e te quero sempre ao meu lado. Wooyoung, quer namorar comigo?


Paralisei naquele momento, ele tinha se declarado em público e todos a nossa volta pareciam felizes.


Pulei em cima de san, o fazendo quase cair e o beijei.


-Sim eu quero ser seu namorado.


Disse o abraçando forte sendo correspondido pela mesma intensidade.


Eu chorava igual uma criança e San também.


Todos estavam batendo palmas ou assobiando.


Naquele momento percebi, meu destino era San, sempre foi.





  Fim.               








Notas Finais


Olá gente e esse foi o último capítulo e sim terá um bônus em que toda a história estará concluída.

Sem breve irei postar minha fic yungi, porque sim, ela está praticamente pronta mas eu quero dar um tempo pq odeio atrasar a postar, e vou logo dizendo ela é maravilhosa (não é minha opinião ok, me disseram e eu acreditei)


Obrigado a todos que acompanharam até aqui e espero ué tenham gostado e até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...