História Tokyo Ghoul - Fome De Humanos I - Capítulo 33


Escrita por:

Postado
Categorias Tokyo Ghoul
Tags Kaori, Lara, Luiza, Nick, Original, Romance, Tokyo Ghoul
Visualizações 38
Palavras 1.003
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Luta, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 33 - Meia meia ghoul.


*Nick*
Tudo estava louco, eu descobri uma coisa que talvez nunca devesse ter descoberto, mas fazer oque? Ela não me deixou quando eu contei ser um ghoul... Então ela não confiava em mim, ela não tinha medo porque já sabia que eu era um ghoul?
- Como assim "gosto horrivel"? - perguntou.
eu levantei. - Você é um ghoul, não precisa esconder! - respondi.
- Eu sou um ghoul? - perguntou. - Se eu sou um ghoul, como você não percebeu?
- Não faz sentido nenhum! Você tem cheiro humano, mas tem gosto de um ghoul! - respondi gritando.
- Você já me viu comendo todo o tipo de comida, ghouls não comem só humanos? - perguntou.
ela parecia mais confusa do que eu. - Eu tenho uma provável explicação, talvez você tenha uma mutação que faz com que seu DNA seja semelhante ao de um ghoul, mas isso só seria possível se fosse passado de muitos anos atrás... 
- Explica direito! Eu sei que ghouls não podem ser feridos com armas comuns, e eu já perdi as contas de quantas vezes já me cortei com papel. - disse Luiza.
- Existem ghouls que nascem de uma relação entre um humano e um ghoul, provavelmente um de seus pais era como eu, e como sua mãe era humana você recebeu quase nada do DNA ghoul. - expliquei.
- Eu posso chamar de "Meia meia ghoul"? - perguntou rindo.
eu me deixei levar e também comecei a rir. - Você nunca percebeu que sua regeneração era melhor? - perguntei. -Tipo, eu acabei de te morder e você já parou de sangrar. - Luiza fez uma cara séria. 

*Ira*
Meu irmão, "Morte", tinha voltado da CCG sem a minha maleta novamente. "Do que adianta um irmão retardado desses?" pensei comigo mesmo, mas ele ainda faz parte desse plano, e até que eu possa mata-lo vai demorar muito...
- De novo sem a minha maleta, né? - perguntei.
ele sorriu de canto. - Eu peguei sua maleta sim! - um sorriso involuntário insistiu em aparecer no meu rosto. - O problema é que você vai ter que ir no fundo do mar atrás dela! - ele riu quando viu que meu sorriso passou para um olhar psicopata.
- Você não podia ter feito isso, você está oficialmente fora do meu plano! - "Morte" começou a rir mais alto ainda.
- Eu ia te dizer isso, eu vou contar para o meu amigão, Kaori. Que você tem esse plano, então eu joguei sua quinque no fundo do mar para provar de qual lado eu estou! - gritou.

*Kaori*
Lara estava na cozinha preparando "algo saudável" para eu comer, e fazia tempo que eu não comia algo bom. Ela estava de costas olhando para uma panela com água fervendo. Uns cinco minutos depois ela entrou na sala com dois pratos... Dois pratos de miojo! Eu consigo imaginar o quanto ela deve ser "saudável". Ela colocou os dois pratos de miojo na mesinha de centro e eu só conseguia rir. "Você não é saudável e consegue manter esse corpo" pensei olhando para ela, depois para o miojo.
Ela segurou meu rosto e começou a falar...
- Para de fazer isso eu tô ficando tonta de você mexendo a cabeça assim! - gritou zangada. 
- Eu não estou entendendo, você não ia fazer uma comida saudável? - perguntei.
- Era o plano no começo, mas eu abri seu armário e só tinha coisas nessa ordem: feijão enlatado, miojo, feijão enlatado, miojo...
eu comecei a rir. - Por que você não falou que não tinha nada? Era só a gente ir num mercado aqui perto.
- Você se mudou pra cá agora e já sabe mais do que eu! Nada justo! - sorriu.
Liguei o ar-condicionado, peguei uma coberta e joguei por cima da gente. Era uma mania minha bem antiga de comer miojo assistindo uns filmes de terror, eu me surpreendi porque percebi que ela não se assustou em nenhum momento, nenhuma brecha para ela segurar e apertar minha mão...

*Luiza*
Hoje é meu dia de sorte em, descobri que sou um quase ghoul, mas isso me preocupava, eu já tinha sofrido uns ferimentos graves quando criança e eu não tenho nenhuma cicatriz além da mordida do Nick. O que me deixou aliviada foi o fato de ser impossível outros ghouls sentirem que eu sou assim também.
- Não fique aliviada, com o tempo um ghoul se desenvolve cada vez mais... Vai ser sorte sua se você se manter imperceptível aos ghouls. - falou com uma expressão séria.
eu fechei meus olhos e pensei "Uma pessoa não descobre que é um ghoul assim, do nada." - O que acontece para que um ghoul só possa comer carne humana? - perguntei.
- Nas lendas, um humano vira um ghoul quando os alimentos não são mais encontrados e os humanos comem uns aos outros para não morrerem de fome... É quase isso, só que ghouls antigamente eram mais sutis, e não se alimentavam sem que sua fome fosse extrema. -respondeu.
- Você está achando que eu sabia que era um ghoul, mas não te contei... Para de me olhar como se eu estivesse mentindo! - gritei.
- Eu sei que você não está mentindo, mas eu sempre soube que tinha algo estranho em mim! Como você poderia não saber? Não sente seu estômago revirar quando vê um hambúrguer? - perguntou
- Pera aí, eu deveria não gostar de hambúrguer? Você come direto! - respondi mais confusa do que antes.
- Isso não vem ao caso! O problema aqui é com você. - falou mudando de assunto.

Nick me explicou que se eu fosse me tornando cada vez mais um ghoul, eu teria que fazer um tipo de treinamento para não revelar essa informação, ninguém poderia saber... Nem Lara, nem Kaori. Principalmente Kaori, ele provavelmente me mataria antes que eu pudesse terminar de falar, e Lara não é de guardar segredos, ela quase conta para uma amiga sua que Nick é um ghoul...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...