1. Spirit Fanfics >
  2. Tokyo ghoul. >
  3. O início.

História Tokyo ghoul. - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - O início.


Fanfic / Fanfiction Tokyo ghoul. - Capítulo 1 - O início.

Akemi~

Tokyo nunca foi a mesma cidade após os ghoul's aparecerem, eles matam humanos e se alimentam dos mesmos, eu como uma estudante do ensino médio com meus 15 anos me tremia de medo sendo o mais sincera possível.

Liz: Akemi!!

A olhei meio conturbada com seu gritinho irritante, Liz é a minha melhor amiga que é um ano mais velha, sorri e bati de leve no seu rosto.

Akemi: grite de novo e será forte da próxima!

Liz: então presta atenção, para de ficar pensando nesses nojentos...ghoul's...devem morrer!

Akemi: não acho que eles sejam nojentos...entendo que eles precisam se alimentar!

Liz: o que foi? Deixariam eles lhes transformarem em uma ghoul?

Respirei fundo, ficando sem expressão, ela sabia que quando eu abaixava um pouco a pálpebra de meus olhos e que eu ficava com um olhar frio eu iria dar uma resposta fria.

Akemi: se fosse a última opção...sim!

No "sim" alterei a voz para um pouco mais fria e mansa.

Liz: xiu Akemi...você não vai chegar a tal ponto que terá que virar uma ghoul...com a medicina avançada, claro que você vai sair dessa!

Akemi: a minha doença me deixa a beira da morte e não há uma cura...então se for a última opção, virarei uma ghoul!

Liz: sua...sua...bakaaa!

Ela gritou comigo, isso fez meu sangue fever, dei um tapa na cara dela, não tão forte mas também nem tão fraco, ela segurou seu rosto brava e devolveu o tapa, não senti dor.

Akemi: de uma escala...de 0 a 10, é 4,5!

Liz: desculpa, não irei gritar mais com você!

Parei, até então estávamos voltando para casa, ela parou então, me virei ficando de frente para ela ainda com a expressão fria, coloquei as minhas mãos em seu ombros e apertei um pouco.

Akemi: se eu me tornar uma ghoul...a única pessoa que iria me importar e fazer de tudo para proteger é você Liz... não abro mão de meus sentimentos por você, eu te amo muito com minha irmã mais velha!

Ela sorriu e tocou meu rosto beijando minha testa, tocou o topo da minha cabeça e passou a mão levemente.

Liz: e seu pai? Sua mãe?

Akemi: sabe que não os amo...

Disse segurando meu braço esquerdo, mordendo meu lábio inferior, meus pais eram tóxicos demais, com apenas 5 anos meu pai me bateu tanto que fez com que eu tivesse dificuldade em sorri novamente, minha mãe é uma alcoólatra que bate em mim quando quer, tinha uma irmã mais velha com 17 anos que era minha luz, mas ela se suicidou quando o nosso pai abusou sexualmente dela.

Liz: ei, que tal dormir la em casa hoje?

Akemi: não posso, tenho que estudar...em casa!

Liz: tudo bem...sabe que se precisar, me liga que eu te busco!

Sorri e concordei sorrindo, ela então beijou minha testa novamente e seguiu a rua acima, e eu pela rua debaixo, escura e fria, pra falar a verdade moro na área mais fudida de Tokyo, odeio minha vida, meu pai é um abusivo, e minha mãe uma bêbada filha da puta, mas fazer o que.

Akemi: pra falar a verdade...virar um ghoul... não acharia ruim!

Kaneki: então quer se tornar uma ghoul?

Uma voz ecoou o lugar, olhei tudo em volta mas não vi, quando na minha frente um garoto de cabelos brancos, merda, merda, merda, era o ghoul mais procurado e mais forte da atualidade, com a máscara e um tapa olho.

Akemi: u-um ghoul...

Kaneki: ah não fique tão surpresa... você não quer se tornar uma ghoul... há um tempo que eu venho lhe observando, e para falar a verdade você é bem interessante!

Akemi: o que você quer???

Franzi a testa ainda mantendo a expressão fria, ele riu e tocou meus cabelos, desceu a mão para meu braço direito e pegou em minha mão.

Kaneki: se torne uma ghoul e seja uma aliada minha!

Neguei ainda mantendo a expressão fria.

Kaneki: foi mal...mas não para mim não existe, você não tem opção!

Ele segurou meu pulso e apertou, o que fez eu mudar um pouco para a dor.

Kaneki: sente dor? Farei pior se não aceitar!

Akemi: faça!

Disse voltando a expressão fria, ele então ficou bravo, e torceu meu pulso, mante aquela expressão fria.

Kaneki: sua...grite de dor!

Akemi: minha mãe ja me bati todos os dias...acha mesmo que torcer meu pulso irá me fazer gritar de dor?

Então em uma brecha me soltei da mão dele, comecei a correr, mas era um ghoul, com aqueles tentáculos saindo de suas costas veio até mim em uma alta velocidade me pegando, e levando de volta a ele.

Kaneki: eu disse...sua resposta é qual?

Akemi: ainda continua sendo não!

Ele rangiu os dentes, então eu ri fraco, com um daqueles tentáculos perfurando meu braço.

Kaneki: te levarei...e vou te torturar quando se tornar uma ghoul!

Ele riu freneticamente, engoli a seco então com outro tentáculo perfurou minha barriga, eu gritei de dor, até que desmaiei.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...