1. Spirit Fanfics >
  2. Tokyo Vibes! >
  3. Primeira Missão!

História Tokyo Vibes! - Capítulo 20


Escrita por:


Notas do Autor


Opa! Fala, galera! Beleza? Quem vós fala é o Tio Dark com mais um capítulo de Tokyo Vibes para você, o menor até agora, mas é porque eu estou exausto, por conta do meu trabalho, não tenho dormido direito e só tenho pequenos pedaços do dia pra escrever, por isso não consegui escrever um capítulo tão longo quanto o habitual, mas não se preocupe, o capítulo tem o comprimento que precisa ter e está SEN-SA-CI-ONAL.

Bom, eu não vou me estender muito, só gostaria de agradecer pelos quase 300 favoritos até agora, estamos quase lá, então eu já agradeco de antemão, muito obrigado, de coração a todos que comentam e favoritam, vocês são demais!

Boa leitura!

Capítulo 20 - Primeira Missão!


Fanfic / Fanfiction Tokyo Vibes! - Capítulo 20 - Primeira Missão!

Ichiraku Ramén – Dia 9 – Terça-Feira – 20:10pm -

- Ok, delinquente, eu vou dar no pé. Não se esqueça de fechar tudo antes de dormir. – disse Teuchi, colocando um chapéu fedora na cabeça para complementar o seu terno branco.

- Tá, vai lá dá os seus pulos, velho brocha. – brincou Naruto, limpando o balcão do restaurante com um paninho e uma garrafa de álcool.

- Vou sim, e depois tu vem secar minha benga aqui ó. – disse Teuchi, agarrando o próprio saco por cima da calça enquanto saia pela porta.

- Vai, some, seu chifrudo. – riu Naruto, enquanto assistia Teuchi saindo. Era o fim do expediente do serviço e Naruto estava liberado para descansar.

- Ai, caralho, eu tô todo moído... fechar essa bosta aqui, tomar um banho e cair na cama. – murmurou Naruto, jogando o paninho por cima do ombro e olhando para o relógio de parede do estabelecimento.

Mas então o seu celular vibrou no seu bolso e ele logo o retirou de lá para ver o que era. Já pressupondo que era uma mensagem de alguém, mas quando ele olhou para a tela, ele viu que era um número desconhecido mandando mensagem para ele no LINE:

SAI: Naruto? É você Naruto? Sou eu, Sai. Eu peguei seu número nos registros da faculdade e só queria confirmar.

NARUTO NAMIKAZE: Sai?! O quê?! O que você quer?

SAI: Eu preciso falar com vocês, tenho algo para lhes entregar.

NARUTO NAMIKAZE: “Vocês”?

SAI: Sim, vocês três. Me encontre na frente da estação no centro. Eu vou estar esperando junto com os outros.

E com isso, Sai parou de falar. Ficando imediatamente offline. Aquela conversa fez Naruto levantar uma sobrancelha, ele estava com a pulga atrás da orelha. O que Sai queria com ele, Temari e Shikamaru?

- Ahh, eu vou tirar essa história a limpo, á se vou, eu já estou por aqui com esse cara. – disse Naruto, batendo o pano no balcão, irritado por ter seu descanso interrompido.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Estação Yongen-Jaya – Shibuya – 21:20pm -

Naruto estacionou o carro na frente da estação e imediatamente viu Shikamaru, Temari e Sai conversando perto da entrada.

- Oh-oh. – disse Shikamaru, vendo Naruto saindo do carro com sangue nos olhos, vindo a passos largos na direção de Sai. O loiro imediatamente deu um chute no peito de Sai, fazendo o rapaz gritar e cair sentado no chão.

- Quem você pensa que é?! Seu bosta! Quem você pensa que é pra me dar ordens? Você quer morrer? – questionou Naruto, enquanto Sai colocava os braços pra cima, com medo de levar mais porrada, porém Temari rapidamente abraçou Naruto e impediu que ele fosse pra cima do rapaz.

- Calma, calma! Ele não veio chantagear a gente! Ele só veio falar! – disse Shikamaru, gesticulando para Naruto ter calma, enquanto Temari tentava contê-lo.

- Urgh... qual é cara, você só está reforçando os estereótipos sobre você. – disse Sai, massageando o peito por cima do suéter preto que ele usava, claramente sentindo bastante dor pelo golpe de Naruto.

- VOCÊ QUE CRIOU ESSES ESTERIÓTIPOS! SEU BOSTA! EU DEVIA TE QUEBRAR INTEIRO! – gritou Naruto, apontando para Sai, ele só não avançou no moreno porque Temari estava no caminho.

- Calma, calma! Está tudo bem! Ele quer nos mostrar uma coisa! – apelou Temari, fazendo Naruto se acalmar enquanto Sai se levantava do chão.

- Se eu quisesse entregar vocês... eu já teria feito... por que você não pergunta antes de sair batendo nas pessoas? – questionou Sai, com rispidez, ofegando de dor. Naruto finalmente se acalmou e disse:

- O que você quer? – questionou Naruto, ainda desconfiado.

- Lembra-se de que eu prometi ajudar vocês de alguma forma? Bem, eu estou aqui para isso. Abram o site que eu criei pra vocês – disse Sai, vendo todos confirmarem com a cabeça e retirarem os seus celulares do bolso.

- Tudo bem. Estou com o site oficial da Akatsuki aberto aqui, e agora? – questionou Shikamaru, olhando para a tela do seu celular.

- Procurem por um post com um nome completo nele. – disse Sai, com as mãos na cintura, fazendo Shikamaru soltar um grunhido de frustração.

- Você é retardado? Eu já disse que não há nenhuma informação sobre algum peixe grande nesse site. Eu checo isso aqui todo dia. – disse Shikamaru, com irritação.

- Mas cara, agora parando pra olhar com calma, as pessoas realmente colocam o nome completo de muita gente aqui. Isso é um pouco assustador, que sacanagem. – disse Naruto, descendo a página, vendo que as pessoas colocavam até mesmo endereços.

- “Ele nunca me escuta”...Não, esperem, não tem nome nesse. – leu Temari, balançando a cabeça em negação.

- Um casca de ferida está falando merda de mim no League of Legends.”...Esse aqui tem um nome. – leu Shikamaru, mas Sai suspirou pesadamente e bateu a mão na própria testa.

- Ignorem esses. Não tem nenhum post sobre algum problema mais sério? – questionou Sai em frustração.

- Tem esse post aqui de uma usuário chamada Spiegel – ela disse; “Eu não sei o que fazer sobre o meu ex-namorado que está me perseguindo por todo lugar. O nome dele é Shinkawa Kyouji. Ele é um vereador aqui de Tóquio.” – disse Temari.

- Um funcionário do governo está stalkeando alguém? – questionou Shikamaru, massageando a própria nuca.

- Esse deve ser um alvo apropriado pra vocês, não? Não é um peixe tão grande, mas é um de tamanho considerável. – disse Sai, olhando para os três, e vendo Naruto bater o punho direito na palma da mão esquerda de forma desafiadora.

- Pronto, esse cara tá pedindo pra apanhar e eu tô afim de dar um cacete em alguém, vai dar certinho. Engravatado então é minha especialidade. – disse Naruto, estralando o pescoço.

- Tudo bem. Eu tenho uma coisa para vocês antes de vocês irem. – disse Sai, saindo da calçada e caminhando em direção a um Toyota Corolla 2016 branco que estava estacionado na frente do carro de Naruto.

Os três Akatsukis caminharam até Sai e viram que dentro da mala do carro haviam três malas pretas fechadas.

- O que é isso? – questionou Shikamaru, curioso, vendo Sai olhar para ele com um sorriso de canto. Temari tomou a iniciativa e pegou uma das malas, agachando-se no chão e depositando-a no chão, puxando o zíper para ver o que tinha em seu interior.

- O quê?! – questionou Temari, a primeira coisa que ela viu foi uma máscara vermelha que parecia muito com a máscara da mulher gato. Vendo isso, Naruto pegou outra mala e também abriu, vendo que tinha uma máscara branca de raposa dentro.

- O quê?! Mas que porra é essa? – questionou Naruto, levantando-se, com a máscara de raposa em mãos. Shikamaru olhou para Sai com uma careta que deixava claro que ele também queria saber.

- Aaah, não, eu não visto isso. – disse Temari, após verificar melhor o conteúdo da mala.

- Escuta aqui, ô seus pé de rato, vocês querem ter a cara de vocês estampadas em todos os jornais amanhã? Vocês querem ir pra cadeia? Não, né? Então coloquem o uniforme. – disse Sai, já começando a ficar irritado com o mal humor do trio.

- Ele tem um ponto, eu não quero ir pra cadeia, você quer? – questionou Shikamaru, olhando para Naruto, que suspirou pesadamente em derrota.

- Por que uma raposa de novo? – questionou Naruto, olhando para Sai. Vendo Sai grunhir em resposta, como se fosse óbvio.

- Eu não escolhi a fantasia, Capitão América, vocês que escolheram, o vídeo de você arrebentando a casa do Gai vestido de furry tem mais de 3 milhões de visualizações no Youtube. Você é o Kurama. – esclareceu Sai, logo então virando-se para Shikamaru.

- E você, transmitiu um vídeo usando uma máscara de caveira pra todo mundo da faculdade expondo o Gai. Você é o Shinigami. – disse Sai, fazendo Temari levantar o braço.

- E por que você escolheu a fantasia de gato pra mim? – questionou Temari, levantando uma sobrancelha. Sai virou a cabeça para ela e disse:

- Eu vi você desenhando gatos em seu caderno uma vez. Você parecia tão distraída, tão absorta. Achei que você gostasse. Por isso fiz seu traje dessa maneira. – respondeu Sai.

- Espera ai, você fez? – questionou Naruto, fazendo Sai confirmar com a cabeça.

- Meu sonho é ser um estilista, é por isso que eu estou no curso de artes. Eu projetei e criei esses trajes do zero. – respondeu Sai, genuinamente impressionando o trio.

- Como você soube o meu tamanho? – questionou Shikamaru.

- Vocês colocaram o tamanho de vocês na ficha de inscrição do time. Não foi tão difícil conseguir. Já a Temari, eu tive que me basear só no olhar, então pode ou ficar mais folgada ou mais apertada. – respondeu Sai, ele então olhou em volta e disse:

- Se formos fazer isso, temos que fazer de uma vez, eu não posso ficar aqui pra sempre. Ou vai ou fica, agora é a hora. – disse Sai, balançando a cabeça em negação. O trio se entreolhou e todos concordaram.

- Ok. Nós seguimos o seu plano. Vamos fazer isso. – disse Naruto, dando o braço a torcer. Não vendo oportunidade melhor pra começar a organização.

- Espera! Espera aí! Onde é que eu vou me trocar? – questionou Temari, com insatisfação, mas Shikamaru apenas rolou os olhos e respondeu:

 - Ah, pelos Deuses né Temari. Eu já te vi nua, o Naruto com certeza também, não tem nada ai que a gente não viu. Entra logo no carro. – disse Shikamaru, abrindo a porta traseira do carro e entrando, enquanto Sai fechava a mala e Naruto entrava no banco da frente.

- Ele tem razão. – brincou Naruto, olhando para Temari, entrando no banco da frente logo em seguida. Temari soltou um rosnado de raiva, porém suas bochechas a traíram, ficando imensamente vermelhas. Mas vendo que não tinha opção, ela pegou a sua mala e também entrou no banco de trás enquanto Sai assumia a direção.

- “É melhor que essa merda tenha vidro fumê.” – pensou Temari, indignada, enquanto Sai fazia a baliza para sair do estacionamento.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Shinjuku – Tóquio – 22:17pm -

O carro de Sai estava parado em uma rua deserta. A Akatsuki estava vigiando uma casa a distância em completo silêncio de dentro do carro. Era impossível para as pessoas do lado de fora verem o que estava acontecendo dentro do veículo pois o carro de Sai tinha vidros fumê.

- Você tem certeza que é aqui? – questionou Naruto, impaciente, batendo o pé no piso do veículo repetidamente.

- Tenho! Tenho sim! Pela quinta vez! – respondeu Temari, com irritação.

- Cala a boca ai, seus putos, olha o camarada chegando ai ó. – disse Shikamaru, fazendo todos virarem o olhar para a direita, vendo um Nissan Versa preto entrando na rua. O veículo misterioso estacionou bem na frente da casa de moça que fez a denúncia.

- O que vocês sabem sobre esse cara? – questionou Naruto, olhando para Sai, que estava olhando o post da menina no fórum da Akatsuki.

- Ela disse que ele é muito gentil e educado quando tá no seu juízo perfeito. Mas quando ele não toma os remédios, ele faz isso daí. – disse Sai, fazendo todos olharem para frente e verem Kyouji descendo do carro com um violão na mão.

- Eu não tô acreditando nisso. – disse Temari vendo que o engravatado estava prestes a fazer uma serenata para a ex-namorada.

- Mayowazu ni imaaaaaaaaa, mujun darake noooo sekaaaai wo...! Sonoooo teee deeee uchi hanateeeeeeee! – cantou Kyouji, começando a tocar o violão, imediatamente a luz de uma das janelas frontais se acendeu.

Naruto e Shikamaru caíram na gargalhada, com o loiro até chegando a bater palmas. O moreno jogou a cabeça para trás, rachando o bico. Temari colocou a mão na boca, sentindo muita vergonha alheia. Sai era o único sério ali.

- Koboreta namida no nukumori de Yasashisa wo shitta hazu na no ni. – continuou cantando Kyouji fazendo Naruto perguntar:

- É esse otário ai que a gente tem que botar pavor? Ele nem parece ser capaz de levantar um sanduíche quanto mais machucar a garota. É capaz dela dar um pau nele. – zoou Naruto, vendo o vereador cantando na frente da casa da menina.

Vendo que a cantoria emocionante não estava funcionando, Kyouji partiu para o plano B:

- Shinoooooooo! Shinooooooooooooo! – gritou Kyouji, em desespero, fazendo finalmente a garota de curtos cabelos negros aparecer na janela.

- Kyouji! Eu já falei! Eu quero que você me deixe em paz! Ok? SOME DAQUI E PARA DE ME IMPORTUNAR! AAAAAAAH! – gritou Shino, extremamente irritada com o constrangimento, jogando um balão de água que acabou acertando o carro de Kyouji.

- Shinoooo...! Por favor! Volta pra mim! Você sabe que eu sou o homem certo pra você! Você é minha e só minha! – gritou Kyouji, abrindo os braços.

- Prefiro namorar o carteiro! Pelo menos ele não ia ficar me ligando 35 vezes por dia com ciúme querendo saber onde eu estou, pelo menos o carteiro ia me deixar sair de casa com a roupa que eu quisesse usar, o carteiro não ia ter ciúme de todos os meus amigos homens, o carteiro não ia me mandar usar a porra de um colar com o nome dele! – gritou Shino, arremessando uma gargantilha preta na direção de Kyouji que novamente desviou por pouco.

- Agora some antes que eu chame a polícia e alerte que já é a vigésima vez que você vem aqui! E para de me ameaçar pelo LINE! – gritou Shino, dando dois passos para trás e fechando a janela. Deixando Kyouji no vácuo.

- Sua... sua...! Maldita! Urgggh! Se você não for minha você não vai ser de mais NINGUÉM! – gritou Kyouji, quebrando o violão no capô do próprio carro, com extrema violência.

- VOCÊ TÁ MORTA! ME OUVIU?! VOCÊ TÁ MORTA! – gritou Kyouji, apontando para a casa.

- Agora é a hora! Vão! – alertou Sai, fazendo o trio confirmar com a cabeça e colocarem suas máscaras, deixando o carro logo em seguida. O trio da Akatsuki se revelou na luz da iluminação pública pela primeira vez com os seus uniformes.

O uniforme de Naruto consistia em um fraque preto, com nuvens vermelhas, que chegava até a altura do tornozelo, um colete de gola alta com detalhes em ouro, calças pretas, piscadelas marrom-pretas e um par de luvas vermelhas. Ele utilizava uma máscara branca de raposa com detalhes em vermelho e dourado, ele tinha um bastão de baseball feito de ferro, muito semelhante ao que Temari havia ganho no play-center. O loiro passava uma aura bastante intimidadora.

O uniforme de Shikamaru consistia em uma jaqueta preta, com nuvens vermelhas, com cotoveleiras e uma coluna vertebral de metal presa às suas costas, calças com joelheiras e um cinto de dupla face com munição em cada lado, uma gravata vermelha, coturnos, um par de luvas amarelas com protetores de metal nos nós dos dedos e uma máscara de caveira.

O uniforme de Temari consistia em um macacão de látex vermelho colante com um recorte de decote e zíperes, uma máscara de pantera vermelha combinando, luvas rosa, botas vermelhas escuras que subiam até a coxa e uma cauda presa na parte de trás de seu macacão. Ele estava armada com um chicote afiado.

- Eu me sinto totalmente ridículo. – disse Naruto enquanto andava ao lado dos três.

- Drogaaa! Por que ele tinha que fazer essa roupa tão apertada? – questionou Temari, em constrangimento, pois o uniforme era bastante revelador.

- Apenas sigam em frente galera, é muito tarde para retornar, agora é o dia em que nos tornamos lendas. – disse Shikamaru, confiante.

- EI! VOCÊ AÍ! – gritou Naruto, apontando para frente, chamando a atenção de Kyouji, fazendo o engravatado se virar.

- Quem diabos é você?! Tá tirando onda com a minha cara moleque? Volta lá pra sua festinha de cosplay. – disse Kyouji, abanando a mão com irritação.

- Então é você o stalker?! Você alguma vez parou pra pensar em como sua ex-namorada se sente? – questionou Temari, indignada, apontando para a janela de Shino.

- Ela é minha propriedade! Eu posso fazer o que eu quiser com ela! – gritou Kyouji, jogando o braço para o lado.

- E ele me usou e me jogou fora como um simples brinquedo! O que há de errado se eu fizer o mesmo com ela?! – continuou Kyouji, demonstrando toda a sua raiva e obsessão.

- Você não pode ameaçar uma menina porque ela não dá bola pra você, cara, você não tem louça pra lavar não? Um marmanjo feito como você, fazendo serenata, parecendo protagonista de novela do SBT, não tem vergonha não? – disse Shikamaru, com um ar de tédio.

Shikamaru então apontou para Kyouji e disse:

- Nós vamos acabar com todos os caras como você que existem por ai! – declarou Shikamaru, com indignação.

- Tem um milhão de pessoas muito piores que eu por ai! E quanto ao Fugaku...?! Ele roubou tudo de mim, por que vocês não vão importunar ele invés de mim? – questionou Kyouji, revoltado.

- ...Fugaku? Do que diabos esse cara está falando? – murmurou Shikamaru, não entendendo nada. Mas Kyouji não estava pra brincadeira, ele deu um toquinho no vidro do seu carro e imediatamente três portas se abriram, revelando três seguranças engravatados, fazendo o trio da Akatsuki dar dois passos para trás, o vereador não estava sozinho e desprotegido afinal.

- Agora que eu tenho o que é meu por direito... eu não vou deixar que vocês tomem de mim... vejam... esse é um mundo onde os vencedores levam o prêmio. Eu sou um vencedor, portanto eu mereço o prêmio, ela! – declarou Kyouji, ajeitando os óculos.

- Você me dá nojo! Seu machista escroto! – gritou Temari, batendo o pé no chão.

- Rapazes, esses otakus fedidos se perderam, poderiam mostrar a direção da convenção mais próxima para eles? – questionou Kyouji, em um tom de sarcasmo, fazendo um dos seguranças colocar a mão na cintura ameaçadoramente, indicando que ele tinha uma arma.

Porém Naruto reagiu rápido e quebrou o nariz dele com o taco de baseball, um movimento rápido, preciso e violento, sem um pingo de hesitação.

- Aaaaaaaaaaaaaah! Aaaaaaaaaaaaaaaaah! Meu nariz! – gritou o segurança, segurando o seu nariz sangrando. Porém Naruto não deixou ele descansar e acertou um chute no estômago dele, mandando-o para o chão.

- Estão esperando o quê?! – questionou Naruto, olhando rapidamente para Shikamaru e Temari que se entreolharam e avançaram nos seguranças.

- Aaaaaaaaaaaaaah! Toma isso! Isso! E mais isso! – gritou Shikamaru, mesmo não sabendo brigar, as luvas que Sai haviam feito serviam como punhos ingleses, duplicando o dano causado pelos seus golpes. Ele acertou três socos em um dos seguranças, que bateu as costas na traseira do carro.

Um dos seguranças apontou uma pistola para Naruto, porém ele recebeu uma chicotada na mão, que fez um corte avermelhado, fazendo-o gritar e largar a arma, sendo alvo fácil para o taco de Naruto que acertou o seu estômago e o mandou pra lona.

- Valeu! – disse Naruto, fazendo um joinha para Temari, que foi quem havia dado a chicotada, ela respondeu apontando para frente.

- Ele tá fugindo! – declarou Temari, apontando para Kyouji que já estava correndo longe. Naruto soltou um grunhido de insatisfação e disse:

- Aaaah! Vai abandonar os amigos não é?! – questionou Naruto, correndo atrás de Kyouji enquanto Shikamaru espancava um segurança caído.

O vereador não foi muito longe, Naruto tinha um vigor físico muito superior ao dele e facilmente o alcançou, arremessando o seu taco nas costas dele, fazendo-o cair de cara no chão.

- Você não vai escapar. – disse Naruto, agora caminhando calmamente até o caído vereador, que entrou em pânico, levantando-se e tentando se afastar de Naruto, mas ele foi segurado pela gola.

- Cretino! – gritou Naruto, acertando um soco bem dado na nuca dele, levando-o a lona, ele caiu como um saco de batatas no chão, choramingando com a nuca doendo.

- Você é um panaca mesmo, além de judiar da sua namorada você ainda abandona os seus funcionários. Seu prego! – disse Naruto, batendo as mãos após um serviço bem feito. Não demorou muito para que Temari e Shikamaru o alcançassem, e logo Kyouji se viu cercado pelos três, que tinham os braços cruzados e olhares pouco amistosos.

Sem opções, Kyouji foi forçado a ceder:

- M-Me desculpem... por favor me perdoem... eu não sou uma pessoa ruim... eu... eu só não consigo colocar um fim na minha obsessão... n-não após a pessoa que eu mais confiava me usou e depois me descartou como se eu não fosse nada. – murmurou Kyouji, em um tom de pura tristeza, ele levantou-se do chão e colocou a mão no peito, com dor, parecendo bastante vulnerável.

- Espera um minuto, você está falando daquele cara que você mencionou anteriormente... acho que era... Fugaku, não é? – questionou Shikamaru, estendendo a mão para fazê-lo se silenciar para que ele pudesse fazer a pergunta.

- Eu... eu estava com medo de ser jogado fora de novo como se eu fosse insignificante. – disse Kyouji, novamente em um tom triste, fazendo Temari abraçar o próprio corpo e dizer:

- Então algum bastardo egoísta também estava fazendo você sofrer esse tempo todo? – questionou Temari, em um tom vulnerável, fazendo os seus dois companheiros olharem para ela. Mas não demorou muito para que o olhar de Temari voltasse a ser rígido como sempre.

- Ainda sim, você não deveria ter descontado os seus problemas na sua ex-namorada! – disse Temari, com as mãos na cintura, como uma mãe que repreende uma criança, o que fez Kyouji suspirar pesadamente e declarar:

- É... eu sei disso agora. Eu vou por um fim no meu amor por ela... – murmurou Kyouji, fazendo Naruto agarrar a gola dele e dizer.

- É melhor mesmo! Por que se nós soubermos que você está importunando ela de novo, ou se pior, se alguma coisa acontecer com ela, eu volto aqui e quebro o seu braço. – disse Naruto, em um tom ameaçador, largando a gola dele logo em seguida.

- Lembre-se, a Akatsuki está de olho. Nós combatemos a injustiça, quer onde ela esteja. – declarou Shikamaru, apontando para Kyouji, e então, o celular de Naruto vibrou em seu bolso, ele retirou o aparelho de lá e viu uma mensagem de Sai:

SAI: Estou esperando vocês do outro lado do quarteirão, para evitar suspeitas, muitos vizinhos acordaram com a discussão e estão espiando, eles não podem ver vocês entrando no meu carro. Terminem logo e venham!

Naruto guardou o telefone no bolso e disse:

- Hora de ir galerinha, ele já entendeu o recado, vamos embora. – disse Naruto pegando o taco de baseball do chão e dando as costas, fazendo os seus dois companheiros fazerem o mesmo.

- Espere! Vocês dizem que combatem a injustiça... certo? – questionou Kyouji, fazendo-os se virarem para ele.

- É isso aí. – confirmou Naruto.

- Nesse caso... vocês poderiam combater o Fugaku?! Antes que mais pessoas virem vítimas dele... – murmurou Kyouji, ainda dolorido.

- Heh... vai no nosso site... e entra na fila. – disse Naruto, com estilo, saindo correndo logo em seguida, com os outros dois logo atrás, deixando Kyouji perplexo no lugar.

- E então... aquele cara aprendeu a lição? – questionou Shikamaru, enquanto corria ao lado de Naruto.

- Depois daquela surra, muito provavelmente sim. – respondeu Naruto, correndo bastante.

- Mas como vamos saber se a missão foi um sucesso? – questionou Temari, enquanto tentava acompanhar o pique dos dois.

- Aquela moça foi quem postou o nome daquele cara no site. Se ele parar de importuná-la, ela vai certamente comentar de novo lá. – retrucou Shikamaru.

- Você tem razão. – concordou Naruto.

- De qualquer maneira, quebrar a cara daqueles capangas foi maneiro pra caralho! É um bom aquecimento para o nosso próximo alvo! – declarou Shikamaru, visivelmente animado, como todo homem ficava depois de vencer uma luta.

- Foi bem legal também dar coragem para as pessoas que postam os seus problemas na internet. – disse Temari, com um peso a menos no coração, tudo por ter ajudado uma pessoa, duas, para falar a verdade.

- Parece que tudo começou para a Akatsuki! – disse Shikamaru, com determinação.

- É isso aí! – disse Naruto, correndo mais rápido após isso.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Estação Yongen-Jaya – Shibuya – 22:29pm -

Naruto, Temari e Shikamaru desembarcaram do carro de Sai, já vestidos em suas roupas normais e segurando as malas com os seus uniformes. Eles fecharam as suas respectivas portas e virarem-se para os carros novamente.

- Hoje foi um bom trabalho. Eu vou ficar monitorando alguma atualização no site ou nos jornais locais. Cuidado com os uniformes, não sejam vistos com eles e não rasguem eles, só tem um de cada. – disse Sai, no volante.

- Se nós encontrarmos outro alvo interessante essa semana, talvez valha a pena checar para vocês irem ganhando prática. De qualquer maneira, eu vou nessa, tenho que devolver o carro do meu pai, até mais. – disse Sai, dando partida no carro e indo embora.

- Não tinha mais nenhum interessante lá no site... – disse Temari, decepcionada, mas Shikamaru fez pouco caso e disse:

- Eu aposto que nós vamos receber toneladas de alvos por dia se conseguirmos derrubar mais alguém famoso e fazer o nome da Akatsuki ser reconhecido na cidade inteira. Os grandões são os nossos alvos desde o princípio de qualquer maneira. – disse Shikamaru, convencido.

- Você tem que achar uma maneira de passar nas provas primeiro. – disse Naruto, lembrando Shikamaru que haviam provas naquela semana, o jovem preguiçoso deu um longo suspiro de tédio.

- Drogaaa... vou ter que estudar... – choramingou Shikamaru, cabisbaixo.

- Falando em estudo, vambora que já tá tarde, amanhã eu acordo cedo, bora, bora. – disse Naruto, batendo palma pra apressar os dois, que o seguiram até o seu carro que continuava estacionado ali.

Porém, na pressa, eles não notaram que havia uma pessoa ali que havia escutado toda a conversa. Um homem de cabelos e olhos negros fumava um cigarro, encostado em um R34 GTR preto que estava estacionado atrás do carro de Naruto. Ele assistiu Naruto indo embora com os seus amigos, e quando isso aconteceu, ele jogou a bituca do cigarro no chão e a amassou com seu sapato caro.

- “Interessante... Uzumaki Naruto... não é?” – pensou o rapaz, estreitando os olhos. Ele estralou o pescoço e abriu a porta do carro, entrando no veículo, quando ele ligou o carro, rock pesado começou a tocar, ele botou o pé no pedal sem dó e deu partida no veículo, saindo em disparada com o seu carro de corrida.

CONTINUA

Tokyo Vibes!














 

 

 


 


Notas Finais


DISCLAIMER:

E aí, gostou do capítulo? Não esqueça de favoritar a história e de me seguir como escritor para não perder nenhuma atualização. Caso seja escritor e esteja interessado em melhorar, quer uma capa ou quer receber uma avaliação sincera, junte-se a nosso grupo de escritores que tem crescido cada dia mais, leitores também são aceitos caso eles queiram conversar com seus escritores favoritos. Já fazem ou já fizeram parte: eu, Andlucs, Blooddemon, GodFallen, Kaguyama, Bruno Silfer entre muitos outros! Junte-se a nós!

https://chat.whatsapp.com/EcWHU8WG9x5I0vV59Vxd2b


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...