1. Spirit Fanfics >
  2. Tombeau des Secrets >
  3. Nosso Segredo Está Guardado

História Tombeau des Secrets - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Vou mostrar um pouco de como a vida de cada um deles está depois disso, mas sem enrolar

Capítulo 2 - Nosso Segredo Está Guardado


(Dia 30 janeiro de 2020, às 09:39 da manhã)

2 anos após o desaparecimento de Anthony Luthor, continua a mesma pergunta: Aonde ele está? Todos os amigos de Anthony deram depoimentos sobre 12 de outubro, aonde teve mentiras.

Dos 3 amigos de Thony, Alec e Luffy ficaram na cidade esse tempo.

- Filho, você tá bem?-Marin, a mãe de Alec perguntou.

Marin Locke é uma mulher de 32 anos com cabelos castanhos e lisos que vão até seus ombros, olhos castanhos e tinha uma pele clara.

Seu corpo tinha mudado completamente, ele tinha virado um "rato de academia" com 17 anos, musculoso, com braços fortes, uma barriga definida e pernas musculosas. Em pouco tempo virou um dos mais cobiçados da escola, entre os caras e as garotas.

Alec é um dos quais mais sofreu, senão for o qual mais sofreu com isso até hoje. Chorou todos os dias com a saudade, sua confiança nele, suas experiências com ele, nunca o superou, mesmo tentando com todas as forças. Aquilo era difícil.

- Eu tô sim. Na medida do possível.-Alec respondeu meio triste.

- Você não quer mesmo se mudar? Eu acho que seria uma ótima ideia isso, considerando tudo que aconteceu.-Marin pergunta novamente.

Alec não queria ir, algo nele falava que Thony estava vivo e mesmo se ele estiver morto, aquela cidade o fazia lembrar e o deixava mais "perto" de Thony.

- Não. Eu tô bem aqui.-Alec responde seco, subindo até seu quarto e indo direto para a janela.

- Eae, Senhora Locke.-Bernardo a cumprimenta.

Bernardo Reis o vizinho de 19 anos de cabelos curtos aos lados e atrás, em cima eram castanhos claros quase loiros encaracolados. Tinha olhos castanhos que estavam sempre vermelhos ou com as pupilas dilatadas ou os dois, uma pele extremamente clara e um corpo com poucos músculos.

- Oi, Bernardo!-Marin o cumprimenta animada.

- O Alexander está em casa?-Bernardo perguntou.

- Sim, no quarto, pode subir.-Marin sorriu.

Bernardo logo subiu a escada e viu Alec na janela, olhando para sua casa.

- Acho que hoje não tem showzinho pra você.-Bernardo avisou.

- Como assim?-Alec pergunta, já sabendo a resposta.

- Você sabe. Ficar me espiando na janela.-Bernardo sorrio.

Alec logo se levanta de sua cama e fecha a porta do quarto. Ele agarra o pescoço de Bernardo com uma de suas mãos e o beija selvagemente, cheio de atração, as mãos deslizavam pelo corpo de Ber, do pescoço até sua bunda, mordidas, chupões, apertos, carícias mais "quentes".

- Eu não posso!-Alec fala.

- Claro que pode, eu iria ser sua primeira vez com um cara.-Bernardo tenta insistir.

- Não dá.-Alec nega.

- Não é a primeira vez que algo assim acontece. Você começa e nunca termina!-Bernardo fala.

*

(1 mês antes do desaparecimento)

Thony e Alec estavam jogando Call of Duty na sala da casa de Alec, dessa vez sem o resto dos lacaios.

- Por que você é assim?-Alec perguntou.

- "Assim" como?-Thony perguntou meio confuso.

- Arrogante, manipulador, prepotente, você usa todos.-Alec respondeu.

- Eu nunca te usei, então não são todos.-Thony sorriu.

- Eu cansei de ver você destruir a vida dos outros, a nossa e a sua, principalmente. Você tem que parar, você vai me afastar de você.-Alec avisou.

- Você não se importou muito com o que todos fizemos com Charles, além de ser o primeiro a concordar comigo quando dei a ideia.-Thony retrucou.

Alec o olhou com raiva e indignação.

- Ele era uma pessoa terrível!-Alec se explicou.

- E quem somos nós para o julgar?-Thony perguntou.

- Ninguém, mas...-Alec tentou se explicar.

- Sem "mas", todos concordam comigo por que querem, ninguém nunca foi obrigado.-Thony interrompeu.

- Acho que afinal todos temos uma parcela de culpa, perdão.-Alec se desculpou.

- Agora você percebeu?-Thony perguntou retoricamente.

- Vamos deixar isso pra lá. Não gosto de brigar com você.-Alec falou com um sorriso de canto.

- Eu também não gosto de brigar com você. Afinal, você é o único que me defende mesmo quando eu estou errado.-Thony falou.

- Para! Eu não faço isso.-Alec falou sem acreditar.

- Você faz sim, sempre fez.-Thony respondeu.

- E por que você tocou nesse assunto agora?-Alec perguntou.

- Por que diferente dos outros você é o único que parece gostar de mim.-Thony respondeu.

- Claro que a Renné e o Luffy gostam de você, todos gostamos, apesar de você não facilitar as vezes...-Alec falou.

- Ninguém gosta, eles temem pelo que eu sei dos 2.-Thony falou.

- Então por que usar o que sabe sobre eles como arma?-Alec perguntou.

- Por que...-Thony iria responder, mas ao mesmo tempo que ele não queria contar, ele é interrompido.

- Não, espera... você ia contar mesmo?-Alec perguntou.

- Talvez, mas só por que eu gosto de você!-Thony respondeu.

- Thony...você...?-Alec iria perguntar algo.

Eles ficaram se olhando por alguns segundos, enquanto o time deles perdia no jogo sem a ajuda deles e Alec colocou uma de suas mãos em volta do pescoço de Thony e aproximou seu rosto do de Thony, até que eles se beijam, não durou muito tempo, mas foi suave, lento e com uma ótima sintonia.

- Você tá louco?-Thony perguntou.

- Não, eu... só achei que...-Alec não sabia o que responder.

Thony beijou Alec, dessa vez mais demorado, porém mais rápido conforme a intensidade do beijo e da pegada. Thony subiu no colo de Alec e ao mesmo tempo "rebolava" no colo dele, Alec passava a mão o corpo de Thony, desde o pescoço até sua bunda.

"Minha cabeça está girando por você

Eu acho que estou perdendo minhas ofensas

E quando estou ao seu lado

Sinto a falha dos meus sentidos"

(Reyko-Spinning Over You)

Alec beijou e chupou pescoço inteiro de Thony, que soltava alguns gemidos baixos.

- Cala a boca!-Alec mandou ao ouvir os gemidos de Thony.

"Você mantém minha trancada sob seu feitiço

Acho que estou perdendo minha direção

E quando eu ouço você dizer meu nome

Meu corpo cai sob sedação"

(Reyko-Spinning Over You)

Alec abriu o zíper e colocou a mão de Thony em seu membro, aonde o mesmo começou ao masturbar, Alec colocou sua mão no pescoço de Thony e começou a enforcar o mesmo, por outro lado Thony voltou a beija-lo, só que dessa vez selvagemente, suas línguas estavam dançando um break juntas.

"E eu estou tentando, e estou tentando, e estou tentando

E eu estou tentando, Deus sabe que eu estou tentando

E eu estou tentando tirar você da minha mente"

(Reyko-Spinning Over You)

Thony se separou do beijo e tirou a própria camisa, mostrando um abdômen bem definido apesar de BEM magro. Alec tirou a camisa, mostrando um abdômen totalmente definido, braços bem mais destacados e "fortes". Thony tirou a sua tactel e depois o jeans de Alec, Thony abaixou os beijos, lambeu a barriga de Alec e sorriu.

"Minha cabeça está girando por você

Girando por você"

(Reyko-Spinning Over You)

- Você é gostoso demais...-Thony elogiou.

- Como eu já disse, calado!-Alec mandou.

Thony ficou calado, apesar de aquilo ter sido um tanto "rude" ele gostava de ser tratado assim. Era "excitante".

Alec enfiou um de seus dedos na boca de Thony que chupou como se fosse um "pirulito" de verdade, Alec foi aumentando para dois dedos e ainda enforcando Thony, que apesar de ficar sem fôlego, continuava excitado e chupando. Alec se levantou e "jogou" Thony no sofá, aonde Thony estava deitado e Alec começou a chupar um dos mamilos de Thony e o masturbar, Thony soltava gemidos baixinhos.

"Estou com calafrios na pele

Sua voz está alimentando minha obsessão

E quando você está perto de mim

Sinto que estou preso nessa tentação"

(Reyko-Spinning Over You)

Alec se aproximou do ouvido de Thony.

- Eu quero ver você gozando!-Alec falou com seu olhar malvado.

- A pergunta é:você consegue?-Thony provocou.

Alec molhou um pouco do dedo com cuspi e passou no ânus de Thony, deixando uma facilidade para a penetração. Alec colocou as pernas de Thony sob seus ombros e começou a penetra-lo devagar, Thony gemeu baixo. Alec conforme o penetrava aumentava a força e a velocidade, os gemidos de Thony ficavam cada vez mais altos, agudos e intensos, Alec apertou os mamilos de Thony agressivamente enquanto o penetrava com for força. Os 2 chegaram em seu ápice, mas não juntos, o primeiro foi Alec, alguns segundos depois foi Thony e Alec se deitou em cima de Thony.

Thony estava perplexo, completamente chocado, aquilo era o que ele queria, mas ao mesmo tempo não queria.

- Isso é um erro. Nós somos só amigos!-Thony falou.

- Você não conta isso pra ninguém, ok!?-Alec pediu.

- Acredite. Isso irá comigo até meu túmulo. Nosso segredo...-Thony aceitou o pedido.

*

(Dias atuais)

Até antes daquilo eles já flertavam. Alec sempre falou o que sentia por seu amigo, mas de uma forma que nunca deixava certo o que realmente sentia, se era um sentimento de amizade ou se era apaixonado por seu amigo. Alec já tinha curiosidade com caras, isso era o seu segredo.

- Desculpa, mas não é minha obrigação ir até o "final".-Alec falou.

- Ok.-Bernardo concordou fazendo uma cara de cu.

Bernardo e Alec ficavam a 5 meses e nunca transaram, algo que para ele era inacreditável que Alec não quisesse fazer sexo com ele depois de 5 meses só se beijando e o pior é que ele NUNCA o pediu em namoro, isso era um ultraje, já que esse mesmo Alec ficava olhando Bernardo pelado na janela de seu quarto constantemente. Bernardo amava ver que seu corpo era "admirado" por alguém, amava ser o motivo da masturbação de alguém, principalmente Alec que fazia isso na frente dele.

- Você precisa só me dar um tempo.-Alec pediu.

- Qual é o seu problema com sexo?-Bernardo perguntou calmo.

Alec revirou os olhos.

Alec sentia-se como se Thony o visse todos os dias, sentia-se como se visse Thony a cada esquina, como se ouvisse, sentia a presença dele. Sua grande saudade, remorso e medo o impediam de muitas coisas, como o sexo, pessoas e até seus antigos amigos.

Não demorou muito para Bernardo ir embora da casa dele. Alec o deixou em sua porta e assim que fechou a porta seus olhos se encheram de lágrimas, mas uma mensagem compreensiva de Bernardo era o que ele esperava, mas ele recebe algo diferente, mas tão bom quanto.

"Calma, nosso segredo tá guardado, mesmo depois de anos🧚🏼‍♀️"

- O que?-Alec se perguntou.

Ao mesmo tempo sentiu um aperto no coração, uma vontade gigante de chorar e claro, esperança de que Thony ainda estivesse vivo. E logo abriu um sorriso em meio às lágrimas.


Notas Finais


O próximo capítulo acaba isso de mostrar como a vida de cada um está e já começará a história, sem enrolação.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...