História Tomorrow - Jikook Abo - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Abo, Hoseok, Jikook, Jimin, Jimin!ômega, Jin, Jungkook, Jungkook!alfa, Kookmin, Namjin, Namjoon, Taehyung, Taeyoonseok, Yoongi
Visualizações 920
Palavras 2.140
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Yo! Voltei e.e

Demorei? Pra ser sincera, não era para estar postando agora, era pra mim estar estudando para a saresp -.- mas ele pode esperar um pouco.

Bom me desculpem qualquer erro, dei apenas uma passada de olho.

Boa leitura

Capítulo 6 - Capítulo 5


Fanfic / Fanfiction Tomorrow - Jikook Abo - Capítulo 6 - Capítulo 5

Jimin P.O.V

 

 

 

O dia estava bom, até a mãe do Jungkook o ligar falando para ele ir no encontro com a tal garota. Quando voltamos pra casa, Jungkook disse que ficaria mais algumas horas e depois voltaria. Segundo ele, não queria dar de cara com a garota que sua mãe escolheu como noiva. Era lá pra umas meia noite quando Jungkook decidiu que iria voltar pra casa.

 

 

- Tchau Jiwoo, até… Qualquer dia?? - Diz sorrindo

 

- Tchau querido, a venha aqui, quero lhe falar uma coisa. - o chama e pede para se abaixar um pouco e diz alguma coisa que o fez concordar. Confesso que fiquei curioso. Jeon vem em minha direção, e me abraça.

 

- fique bem, pequeno - deixa um beijo em minha testa antes de sair.

 

- O que foi isso? - pergunta omma

 

- não sei… O que você falou pra ele? - Pergunto curioso.

 

- QUE ISSO GAROTO, EU NAO TE ENSINEI ISSO!! Eu te ensinei que não deve se intrometer na conversa alheia! - da um tapa em minha nuca.

 

- Ai, ta ta, desculpa. Só..fiquei curioso. - digo passando a mão no lugar aonde ela acertou.

 

- curioso, a ccuriosidade matou o gato meu filho, e de tão curioso que você é, já morreu milhares! - diz subindo as escadas.

 

Jungkook P.O.V

 

 

"Cuide bem dele". Essa foi sua fala, eu como um bom alfa, disse que faria isso, não hesitei nem um segundo, eu sentia que devia fazer isso, sentia que esse era meu dever. Ao sair da casa de Jimin, começo a andar pelas ruas, rumo a minha casa. Estava com medo do que minha mãe e meu pai iria fazer em relação ao encontro que nao fui mais cedo. Chegando em casa, vi que estava tudo apagado, o que me deixou aliviado, não teria que ouvir meus pais reclamando sobre minha irresponsabilidade. Entro em casa no maior silêncio possível, ate que todas as luzes são ligadas.

 

- Aonde estava? - Escuto a voz de meu pai, e ela estava carregada de ódio. Fiquei quieto - Me responda logo garoto! - diz um pouco mais alto.

 

- Na casa de um amigo. - Digo sem olha-lo.

 

- Eu e sua mae ligamos para a mae de seus amigos e elas disseram que voce nao estava lá! Estava na casa de alguma puta por ai??

 

- Não o chame assim - Rosno alto, meu lobo havia se alguma maneira se sentido ofendido ao ouvir meu Appa chamar Park assim.

 

- Então quer dizer que é um menino? Ah quer saber? Isso nao importa, amanha você ira sair em um encontro com sua noiva. E não adianta reclamar. - Paro e penso alguns segundos, talvez não seja uma ma ideia sair com a garota. Mas também temos o Park do outro lado. - Agora vá para seu quarto. - Acinto e vou para as escadas rumo ao meu quarto. Sinto que algo bom vai vir desse encontro amanha.

 

 

❦ ════ •⊰❂⊱• ════ ❦

 

Fui acordado por barulhos do outro lado do meu quarto. Talvez meu pai tenha saido, minha omma só reage assim quando meu pai esta em casa, segundo ela, ele não gosta de quando as pessoas ficam contra si. E para não sofrer, faz tudo o que meu Appa quer. abro meus olhos lentamente ouvindo a porta sendo aberta revelando minha omma com um lindo sorriso no rosto.

 

- Vamos acordar criança. - Diz abrindo a cortina

 

- Só mais uns minutinhos - digo manhoso me virando de bruços. Sinto o lado da cama se afundar.

 

- Filho…quero que me conte uma coisa.- Diz

 

- Pode perguntar. - Digo me sentando na cama e encostando as costas na cabeceira.

 

- Quem era o garoto que estava ontem?

 

- Ah, em falar nisso, atuou muito bem ontem, por acaso Appa estava te forçando a me ligar?

 

- Sim.. Mas não mude de assunto, quem é o ômega? - pergunta curiosa, posso dizer que ate vi um brilho em seu olhar

 

- Park Jimin

 

- Omo, Park Jimin? Aquele garoto em que você sempre fala mal, e reclama? - pergunta com os olhos arregalados. - O que deu em você que saiu em um encontro com ele? Sempre fala mal do coitado.

 

- Sim… É que na verdade…tudo isso é uma aposta. - Digo abaixando a cabeça

 

- Jeon Jungkook, por acaso foi um daqueles seus amigos?? - confirmo ainda com a cabeça abaixada - eu já disse que você deve parar de andar com esses garotos, eles não estão te fazendo bem!

 

- Eu sei, eu sei, mas, eles são meus amigos de muito tempo, não posso parar de falar com eles agora. Talvez eles estejam assim por causa da "fama" que subiu a cabeça deles. Bom se me der licença, eu vou me arrumar para ir a escola. - Me levando e lhe dou um beijo na testa. Sigo para o banheiro e faço minha higiene. Tomo um banho não muito demorado, queria chegar a tempo na escola hoje. Pego uma blusa branca lisa maior que eu, uma calma jeans preta e um coturno. Pego minha bolsa, celular e desço para comer algo antes de sair.

 

 

Jimin P.O.V

 

 

Quando cheguei no portao da escola, fui recebido com chutes e tapas de um Kim Taehyung alterado por não ter lhe dado sinais de vida nesses dias. Eu realmente merecia, mas Jungkook não saia do meu pé n um segundo. Me desculpei com o mesmo e perguntei como foi seu final de semana, e ele ficou todo alegre falando que seu crush tinha o notado e que, eles haviam se mostrado uma pessoa legal, tirando o fato de que Yoongi era sempre um cavalo quando podia. Mas mesmo assim não havia afetado o dia. Disse também que havia trocado numeros entre si. Estava quase falando sobre Jungkook, quando Jin chega ofegante e super vermelho.

 

- O que aconteceu homem? - Pergunta Tae

 

- Ele…eu…cair…ajuda…Namjoon - disse

 

- Eu to entendendo é nada hyung. - Digo confuso

 

- eu disse… Eu iria cair se não fosse por um Namjoon me segurando. - Diz ficando mais vermelho, se isso era possível.

 

- Ooooooooh, parece que os crush de vocês estão te notando, a única diferença é que Tae tem um a mais.

 

- Quem? - Pergunta visivelmente confuso.

 

- Yoongi - digo sorrindo

 

- quer um microfone pra falar mais alto? - diz batendo em meu braço. - E você, como foi seu trabalho com o alfa bobão?

 

- Foi normal, o que foi bem estranho, já que ele não consegue ficar pelo menos um minuto no mesmo ambiente que eu, e por incrível que pareça, minha mãe gostou muito dele.

 

- Sua mãe gostou dele???? Oah, só pode ter bebido. - Diz tae indignado

 

- Mas ca entre nós… a mae do jimin realmente é louca - diz Jin como se isso fosse algo novo

 

- Isso é obvio. Bom melhor já entrarmos daqui a pouco o sinal bate. - Me levanto indo em direção ao portão, quando vou entrar, sinto braços fortes me segurar pela cintura, e o cheiro forte de amêndoa e avelã se fez presente.

 

Jungkook.

 

Seu cheiro me acalmava. Quando entramos, toda a atenção fora voltada para mim e Jeon. Achei estranho esse seu comportamento, já que segundo ele não queria que o visse andando com um omega estranho como eu. Isso por que não gostava de usar coisas muito femininas e seu fofo. Estava sentindo que essa nossa aproximação, iria dar ruim, mas não queria me afastar, ao contrario, eu queria mais. A cada dia que passo longe, sinto falta de seu cheiro.

 

 

- O que esta fazendo? - Pergu to receoso

 

- Não posso abraçar meu ômega mais? - Diz figindo indignação

 

- S-seu? - Sinto meu coração se aquecer.

 

- É, porque? Não gostou, se quiser posso parar. - Diz

 

- N-nao, mas, isso vale sua reputação na escola. Você não quer que te achem estranho por andar com um omega estranho, não é? - Pergunto cabisbaixo

 

- Não me importo. Ah depois da escola, vou te levar em casa, minha Omma quer lhe conhecer. - Diz com um sorriso no rosto.

 

- Coelho. - Penso alto

 

- Que? - Pergunta confuso

 

- Seu sorriso, parece um coelinho, é fofo. - Digo sentindo meu rosto esquentar. Vi seu sorriso ficar maior.

 

 

❦ ════ •⊰❂⊱• ════ ❦

 

A hora passou tao rápido que nem vi que era hora de ir para o patio. Estava meio nervoso, eu iria conhecer a mãe de Jeon Jungkook, e ela aparenta ser muito brava, depois de ter ouvido a conversa da mesma com Jeon, eu tinha certeza. Fomos pegar nossos lanches e depois iriamos para o jardin, no mesmo lugar de sempre. Estava passando em frente a mesa aonde se encontrava Jeon e seus amigos, e claro a vagaba. Iria passar reto se não fosse pela Sun Hee colocando o pé em minha frente, fazendo com que eu caísse e machucasse meu joelho. Estava calor, e era meio obvio que iria de bermuda não iria passar calor. Sinto olhares em cima de mim e algumas pessoas rindo de mim, sinto um nó se formar em minha garganta e uma vontade enorme de chorar, mas é claro que não iria fazer isso na frente do Jeon. Jin e Tae estavam me ajudando quando ouvimos o barulho da cadeira cair para trás. Levantei meu olhar e dei de cara com um Jeon Jungkook irritado, ele dava um olhar aterrorizante para Sun Hee, o que fez a mesma se sentar, não antes de me olhar e dar um sorriso cínico. Jeon vem ate mim e segura minhas mãos, e em seguida me abraça, estava achando estranho esse seu comportamento comigo, ele não seria assim comigo. Mas por outro lado, ele parecia preocupado comigo.

 

- você esta bem pequeno? - Pergunta me olhando nos olhos

 

- S-sim - olho para o chão - só meu joelho que esta machucado, mas fora isso, eu estou bem. - lança um olhar mortal para Sun Hee

 

- Espero que isso não aconteça outra vez Sun Hee, ou não irei me responsabilizar pelos meus atos. - Diz usando sua voz de alfa, fazendo com que todos se encolher, inclusive os alfas - esses nem tanto -, afinal, Jeon era um Alfa Lúpus. - Vem, vamos cuidar disso com a enfermeira. - eu simplesmente estava amando toda aquela atenção, Carinho e preocupação do alfa. Ficamos esperando a enfermeira chegar, em quanto isso, eu fiquei sozinho com Jeon na pequena sala, eu conseguia sentir sua tensão a quilômetros. Sai de meus pensamentos vendo Jeon se aproximar e colocar seu rosto na curvatura do meu pescoço, e respirando fundo. - Seu cheiro me acalma tanto. - Sinto os pelos do meu pescoço arrepiar com o contato quente se seu hálito, Jeon percebendo isso, solta um riso. - Parece que alguém é sensível a meus toques. - Deposita un beijo em meu pescoço.

 

- P-para..- Tento empurra-lo, quando a enfermeira entra na sala o fazendo se afastar.

 

- Estou atrapalhando algo? - Pergunta meio constrangida.

 

- N-nao - digo mais vermelho que um tomate

 

- Bom, o que trazem vocês aqui? - Pergunta olhando fixamente para Jeon, isso me deu certo incomodo, e Jeon pareceu perceber isso.

 

- Bom, é que meu ômega acabou machucando o joelho.- ela pareceu sair de seu transe ao ouvir o que o alfa disse

 

- A-ah c-claro. - Diz coçando a nuca.

 

❦ ════ •⊰❂⊱• ════ ❦

 

 

- Então… Sobre você ir em casa conhecer minha omma, ainda esta se pé? - Pergunta

 

- A-ah, s-sim…espero que sua mãe goste de mim, ela aparenta ser bem brava… - Digo abaixando a cabeça

 

- Não, ela é bem legal, um amor de pessoa, só é Assim por causa do meu appa, o mesmo não gosta de a ver conta ele. Então ela faz tudo o que ele quer. - diz cabisbaixo

 

- Ah…descul - sou interrompido

 

- Não precisa se desculpar. Bom, precisamos ir para sala, ficamos muito tempo esperando a enfermeira. - Diz me puxando para sala, mas que mania esse garoto tem de ficar puxando os outros.

 

 

 

 

Ao chegarmos na sala o professor ficou bravo perguntando o porque de termos demorando tanto, falamos que a enfermeira havia demorado para chegar na sala, e que ficamos a esperanto enquanto ainda era horário de intervalo. Assim que entramos comecei a ouvir cochichos, claro que era sobre o quanto estão com ódio de mim por causa do Jeon, "esse ômega esta se aproveitando o Kookie!!", " ate parece que ele ficaria com esse omega inútil" mas no meio de tudo isso, ouvi, " nossa, que omega sortudo" " sera que se eu me machucar ele também vai cuidar de mim" e entre outras coisas. Esse pessoal deve ser bipolar.


Notas Finais


Povinho bipolar, ate parece minha sala :v

Ate o próximo '3'


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...