História Tomorrow ( Sobrenatural - BTS ) - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, Personagens Originais, Suga, V
Visualizações 90
Palavras 1.047
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Tá aí, mais um capítulo para vocês, amores! ❤

Capítulo 6 - Capítulo Seis


Fanfic / Fanfiction Tomorrow ( Sobrenatural - BTS ) - Capítulo 6 - Capítulo Seis

Lee Hana havia passado praticamente a tarde inteira arrumando a casa. Sua mãe nem se quer a ajudou. Após o término do serviço, jogou-se no sofá ,chamou o Kook e ficou acariciando os pelos do felino.

Ela sentia falta da antiga casa.

Havia dias que Hana ficara a pensar nas idéias malucas do irmão, ela o achava um total lunático se não houvesse presenciando coisas estranhas. Agora tinha pesadelos. Desde então, Hana passou a anotar tudo em seu caderno.

- Isso é jeito de uma mulher ficar no sofá? - Indagou Yoongi, vendo a prima toda jogada no sofá.

- Cuide da sua vida que eu cuido da minha.

- Acontece que você está sob meu teto.

Hana endireitou-se no sofá.

- Você é muito ridículo.

Yoongi riu ironicamente.

- Você ainda está magoadinha comigo, né? - Perguntou Yoongi. Ele passou o dedo em cima da mesinha. - A propósito... você deixou sujeira aqui.

- Se está tão incomodado com minha limpeza, por que não arruma você mesmo?

O gato só observava a cena.

- Você é muito debochada. - Murmurou Yoongi.

- E você é um acomodado.

De repente na mente de Hana surgiu um flashback de seu pesadelo novamente.

Yoongi conseguiu ver. Pensou que talvez ele devesse se aproximar da garota. Ele não suportava Hana, mas não havia outra alternativa.

- Mas o que você está achando da casa? - Perguntou Yoongi, sentando-se ao seu lado.

Kook saiu do local.

- Adaptável.

Yoongi riu.

- Só por curiosidade, quando você completa 28 anos?

- Semana que vem. - Respondeu Hana, estava nítido que Yoongi ficou preocupado. - Por quê?

- Nada demais. Parabéns adiantado.

Quando Hana estava prestes a responder, espirrou.

- Saúde. - Yoongi Respondeu num ato de educação. Ele ouviu um som estranho vindo da cozinha; Ele sussurrou: - Um momento.

Quando Yoongi abriu a porta da cozinha, viu que as mesas e cadeiras estavam flutuando. Ele ficara incrédulo.

Yoongi rapidamente estalou os dedos, tudo voltou ao normal. Não poderia deixar Hana ver aquilo.

- Que barulho foi esse? - Indagou Hana.

Obviamente Yoongi não poderia Contar-lhe verdade. Então falou o que achou mais viável.

- Seu gato fazendo bagunça.

Agora Yoongi tinha plena certeza que a garota possuía algum tipo de poder que ele jamais teria presenciado. Hana significava uma ameaça para Ele. Cada minuto que se passava, um perigo eminente se aproximava, não dava mais para voltar atrás

• • •

Taehyung não comentou com ninguém sobre o Jimin, talvez uma outra hora. Ele queria conhecer o loiro un pouco mais. Ele sentia que o rapaz escondiam algo, ele sabia de algo. Taehyung sabia que o Jimin poderia responder todas as suas perguntas. Ele sentia isso.

No dia seguinte, Taehyung tomou seu café e foi ao encontro do Jimin. Ele não sabia se realmente o encontraria, mas, de certa forma, eles haviam marcado. Ao chegar no local marcado encontrou o rapaz. Ele estava no mesmo local da tarde anterior.

Taehyung acenou para Jimin, Jimin fez o mesmo.

- Você não trouxe sua irmã? - Perguntou Jimin.

- Não... eu me esqueci de convidá-la - Na verdade, ele nem se quer havia falado da existência do rapaz. - Na próxima irei trazê-la.

- Poxa... mas você pelo menos falou de mim para ela? - Perguntou Jimin.

- Sim. - Mentiu Taehyung. - Mas por que todo esse interesse?

- Bom, você é legal... então imagino que sua irmã também seja.

Taehyung com certeza não engoliu aquela mentira esfarrapada mas achou melhor prosseguir o assunto.

- Você tem irmãos? - Perguntou Taehyung.

- Não.

- Quem são seus Pais? - Taehyung fez outra pergunta.

Jimin ficou cabisbaixo.

- Eles faleceram no ano passado. - Murmurou Jimin.

Taehyung sentiu-se péssimo por ter feito o novo amigo recordar aquela lembrança tão amarga que deve ter sido.

- Oh, céus. - Sussurrou Taehyung. - Morreram... digo, como faleceram?

Jimin passa alguns segundos em silêncio, talvez estivesse pensando numa resposta.

- Meu pai morreu em um acidente no trabalho e minha pobre mãe não aguentou a perda e também partiu.- Disse Jimin.

- Nossa... que triste.

- Sim. E você? Quem são seus pais?

- Kim Jisoo e Kim Namjoon.

- Belos nomes... - Disse Jimin, sorridente. - Posso te fazer uma pergunta?

Taehyung não viu problema algum, então respondeu:

- Faça.

- Por que a sua irmã tem um nome diferente? Tipo, o nome dela não possuí o "Kim".

- Como... - Taehyung sussurrou, ao notar que nunca lhe dissera o nome completo da irmã, sendo assim, não tinha como o Jimin saber. Mas Taehyung decidiu ignorar. - Ela é adotada.

Taehyung não sabia ao certo como Hana chegou em sua casa, seus pais nunca lhe contaram. Certo dia, quando Taehyung já estava pronto para deitar-se, ouviu os pais comentando que os pais da garota tinham desaparecidos, o que levou o garoto chegar a conclusão que ambos se conheciam. Taehyung adormeceu segundos depois e nunca chegou a conversar com os pais sobre este assunto.

- Ah... só por curiosidade mesmo, Hana tem quantos anos? - Questionou Jimin.

- Vinte e sete. Completará vinte e oito daqui à sete dias.

• • •

Hana resolveu que iria limpar o porão da casa do primo antes que ele fosse falar alguma asneira em relação a isso. Enquanto tirava as tralhas que jaziam ali, seu gato, Kook, a observava de uma fenda da porta.

No momento em que a garota decidiu retirar alguns copos de vidro estavam em cima de uma mesinha muito antiga, Hana tropeçou em algumas das tralhas, assim consequentemente, derrubou alguns dos copos. Horrendos cortes.

- Ai! - Hana Sussurou diversas vezes, enquanto tentava levantar-se e tentar tirar alguns cacos de vidro que estavam sobre suas pernas.

- O que aconteceu? Ouvi um barulho... - Perguntou a Sra.Kim, entrando no local. - O que aconteceu com você?!

- Eu caí... não se preocupe, limparei essa bagunça.

Hana não chorava.

Sra.Kim percebeu que alguns dos cortes que haviam sobre as pernas da garota estavam sarando, ela ficou incrédula, talvez até apavorada... pois isso concretizava que a teoria do marido poderia ser real.

- H-hana, pode deixar que eu cuido das coisas por aqui. Agora vá, suba e trate de descansar.

- Mas...

- Hana. - Sra.Kim interrompeu Hana.

Hana simplesmente foi embora, como se tivesse esquecido que tinha sofrido vários cortes. Não percebeu a cura.

- Jungkook... você também viu? - Sussurrou Sra.Kim.

Jungkook, ainda sendo um felino, fez que sim. Logo tomou para si a forma humana.

- Bom... Talvez... - Taehyung tentou dizer mas foi interrompido pela Sra.Kim.

- Talvez uma batalha esteja à porta. Não podemos perder.


Notas Finais


Me contem o que acharam! ❤

Próximo capítulo só no sábado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...