1. Spirit Fanfics >
  2. Total Drama Cartoon Network >
  3. Capítulo 35. Razão Vs. Raça - A incalculável grandeza de ser

História Total Drama Cartoon Network - Capítulo 35


Escrita por:


Notas do Autor


Enfim meus amigos, o último episódio desta estimada fanfic chegou.
Depois de longos seis anos de puro gosto, criatividade, doidera, paciência e insanidade, o último episódio e a definição do grande campeão desta fanfic, enfim chegou.
Numa final caipira, agora teremos o desfecho final da competição, mas apenas dela, pois teremos ainda MUITAS SURPRESAS pós fanfic.
No mais, apreciem este último episódio que definirá o campeão. Entre os dois? Plucky Duck ou Sherwood? Quem será o grande campeão? Qual será o desfecho do Ivan em sua insana caça por Chris? E quanto aos demais 25 participantes? Descubra agora, lendo o último capítulo de Total Drama Cartoon Network.

Capítulo 35 - Capítulo 35. Razão Vs. Raça - A incalculável grandeza de ser


Fanfic / Fanfiction Total Drama Cartoon Network - Capítulo 35 - Capítulo 35. Razão Vs. Raça - A incalculável grandeza de ser

Diferente de todos os demais episódios, não há uma introdução na qual Chris relata os eventos do episódio anterior. Tudo começa com flashes rápidos de Plucky e Sherwood já na final, e dos demais participantes se envolvendo com Ivan que enfim apareceria perto a eles.

Ivan - Vocês são imensamente ridiculos achando que podem bater de frente comigo. Se forem ousados, vão todos conversar com o capeta no inferno.

Goku - Então tu vai ter que ir sozinho, pois, não vai ser bem assim não, he he... - sorri confiante.

Cebolinha - Quelo ver encalar todos nós! He he - sorriso confiante. - ...calamba! o Plucky e o Shelwood vão pelder essa!

Kuki - É isso aí! Yeaaah! - animada.

Dawn (em seus pensamentos: Plucky! Sherwood! Ay não, será que aconteceu algo com eles?)

Ivan - Pensei que fosse mais espertos, que besteira...

Chris - Esses caras estão brigando por mim. Eu sou exclusivo mesmo, ho ho ho! - se achando, mesmo correndo riscos de morrer. - ...espero que estejam filmando isso! Opa! Tá ao vivo! Ha ha ha!

A grande final entre Plucky Duck e Sherwood começava, mas sem que eles soubessem, os seus amigos estavam correndo enorme perigo, a figura dantesca, estoíca e poderosa de Ivan finalmente cruzou com os participantes diretamente.

Sherwood (correndo) - Ué, as núvens foram embora? Que estranho... puff... - puxa o ar.

Plucky Duck (correndo) - Esquece isso e vamos correr, pois quero te vencer ainda! - continua correndo.

Sherwood (correndo) - Está certo! Menos na parte de que irá me vencer, he he! - continua correndo.

Plucky Duck (correndo) - ADELANTE!!! - continua correndo.

( Abertura )

Começava o episódio de forma incomum, sem narração nem nada, apenas algo a ser sentido, ser conectado. Os dois finalistas tinham em suas mãos a glória de poderem ser protagonistas para o mundo todo, nisso, Plucky Duck e Sherwood corriam em seus focos, e logo passavam flashs da campanha dos dois na competição.

De um lado, Sherwood, aquele que corresponde sempre as suas expectativas e levou sua equipe sempre ao máximo, mesmo que muitas das vezes ele possa ser decisivo, quanto apagado. Um personagem a parte que fora de campo fez o diabo no coração de muitas, e que ainda tem a enriquecer ainda mais a sua biografia pessoal com um caneco em suas mãos.

Do outro lado, o esforço de Plucky Duck era sempre visto, um herói esforçado, mesmo com resultados até parcos as vezes,. Pouca coisa apontava a seu sucesso, mas ele veio incluso a momentos memoráveis. Para ele, carisma não falta, dedicação ele tem, o sonho se mostra válido e ainda mais real pós um enredo louco que garantiu o pato verde entre os melhores da competição.

Os dois chegavam aquela final, em busca de sua epopéia, a incalculável grandeza de ser!

[CONF] Sherwood - Eu sentia algo estranho, não só o calor da final, mas também, um medo. Não de necessariamente perder, mas eu tinha um pressentimento estranho...

[CONF] Plucky Duck - Quando começou a final, eu me sentia num conto de fadas. Eu confesso que tava preocupado pra cacete com meus amigos, mas, eu tava muito ansioso pra ganhar. Me sentia um time pequeno prestes a fazer uma zebraça histórica.

O céu tinha escurecido e um pressentimento muito ruim estava na mente dos dois que seguiam pela ciclovia do bairro, eles já estavam longe dos seus amigos e seguiam. Eles tinham cruzado a esquina e eles estavam empatados nos passos e logo conversavam enquanto corriam. Era também nítido que alguns moradores observaram os dois finalistas e vibravam e torciam.

''VAMOS SHERWOOD! SEU LINDO! ARRASSA!''

''VAMOS LÁ PLUCKY! BOTA PRA QUEBRAR!! REPRESENTA''

''SHERWOOD ME ENGRAVIDA SEU GOSTOSO!''

''METE A MALA PLUCKY!

Sherwood - Parece que temos torcedores bastante animados né?

Plucky Duck - He he he, é verdade parceiro.

Sherwood - Eu só tô preocupado com o pessoal

Plucky Duck - Eu também tô meu irmão.

Sherwood - Eu tô até pensando em voltar. Será que devemos?

Plucky Duck - Hum, eu não sei mano....

Os dois continuavam correndo, de forma que pudessem resguardar suas energias, eles ainda não estavam no foco total da grande final, já que era o inicio do desafio, e também estavam preocupados com toda a situação que estava relacionada a aquela grande final. Eles se aproximavam da quadra de Araruama após cruzarem a esquina e serem visto por muitos banhistas e moradores locais que acompanhavam a grande final.

[CONF] Plucky Duck - É, não era só eu que tava sem foco naquela final. Eu não deveria, eu tinha que acabar com aquilo de uma vez, mas seria desonesto de minha parte.

[CONF] Sherwood - O Plucky também parecia estar desligado, não por estar deslumbrado pela final, mas também porque nossos amigos estavam lá, e ele não podia ajuda-los. Na verdade ele podia, assim como eu, mas ele se sentia intimado.

[...]

Retornando ao ponto inicial do desafio, em frente a porta de entrada da mansão, estavam todos os demais competidores reunidos e prontos para qualquer tentativa de ataque de Ivan, com exceção de Jimmy e Velma que tinham sido lançados para longe.

Velma (no chão) - Q-que energia... - cai em nocaute lá dentro da mansão.

Jimmy (no chão) - Ugghhh.... meu corpinho fabuloso. - desmaia lá dentro da mansão.

Ivan - Bom, hoje é um grande dia. Um dia para ficar marcado na história. Quando a borboleta sai do casulo e uma nova etapa evolutiva ocorre.

Franklin - Nossa, que frase bonita!!

Haruna - É, isso é verdade.

Rigby (bêbado) - Carai! Cadê as luzes que eu vi? Burrp... - arrota.

Susan - Alguém faz o favor de tirar esse cara daqui?

Muriel - Eu levo ele lá pra dentro. - se referindo a Rigby.

Susan - Tudo bem, fica com ele lá dentro Muriel.

Muriel acompanhou Rigby até a mansão, e ela entrou junto com ele, vendo que ele não tinha condições de ficar ali, aliás, nem a própria Muriel, considerando a idade.

Ivan - Então vocês não vão hesitar né.... - fecha os olhos lamentando.

Uma estranha energia é emanada de Ivan, aumentando todo o potencial de seu poder, entretanto, Goku que estava a frente de todos ali, logo aumentou seu ki, e fez Ivan até se surpreender.

Goku - Parece que vamos ter um pouco de diversão. - sorriso confiante.

Ivan - Ohhh, você é o tal sayajin que ouvi falar. Você junto com esse garotinho aí conseguiram juntos bater de frente com meus capangas a ponto de humilha-los.

Goku - Ohh, parece que estou ficando famoso.

Ivan - Você tem um poder estrondoso, dá pra sentir o cheiro.

Goku - Humm, e pelo visto você também é bem forte. - confiante.

Ivan - Hum, eu não sou tão bobo. Eu sei de você e desse garotinho, e dessa mulher que eu acredito que seja sua namorada.

Kurenai - Putz, até esse maluco com esse papo.

Cebolinha - He he he, isso a gente chama de kalma.

Kuki - Bem que podia ser verdade, nyaah! ^^

Ivan - Humm... - observa a presença de Susan - ...você estava investigando alguma coisa nessa área né mulher?

Susan - Hum? Tá falando comigo?

Ivan - Você estava investigando esta área, por isso que você se envolveu nesse entretenimento. Bom, você fez um trabalho certinho, mas ficará sem seu relatório final.

Susan - Ma-mas.... como você ficou sabendo disso?... - olha para Jessie e fica sem entender.

Ivan - Eu sei de muitas coisas, eu posso não saber exatamente tudo de vocês, mas o que é essencial me interessa. Eu sei que esse menino de faixa na cabeça é de uma gangue de pilotos, que essa garota é neta do professor Inukai, ou que essa garotinha de casaco verde faz parte de uma organização em que só existem agentes secretos pirralhos.

Haruna - Ahh, e-ele conhece o meu tio?

Zoom - Gangue de pilotos? Como ousa!! - fecha os punhos com raiva.

Cebolinha - Agentes secletos? Kuki? É veldade isso?

Irwin - Aeeh Kuki, tu é agente secreta?

Kuki - Heey!! Agente secreta? Eu sou da Turma do Bairro!! Baah!! - aumenta o tom de voz.

Ivan - Impressionante, esse local está cheio de pessoas curiosas. Por isso que gosto do Total Drama. Essa temporada foi tão especial que até uma assassina está envolvida, certo, general da Demon Card, Reina?

Tal revelação chamou a atenção de todos os presentes, exceto Cloe.

Frango Robô - IHHH CARAI! QUE PORRA É ESSA MARRECO?!

Franklin - A senhorita Reina, é uma assassina?

Docinho - Não pode ser.....

Haruna - Isso é verdade senhorita Reina?

Ivan - Anda mulher, não tem do que esconder.

A mulher de cabelos verdes apenas confirmou com um balançar de cabeça, e só olhou para Ivan com muito ódio.

Ivan - Ohhh, me espanta cês só descobrirem que essa morta-viva tinha um pézinho na sujeira só agora.

Courtney - I-isso é realmente... surpreendente....

Cloe - Ma-mas ela mudou! E é isso que importa! Você não sabe do porque ela fez isso! - rapidamente a defende.

Reina - Clo-Cloe...

Cloe - Não é verdade senhorita Reina? - pergunta nervosa.

Reina - Se eu não mudasse, eu não estaria aqui certo? - respondia alguns segundos depois de respirar fundo.

Ivan - Que cena mais patética...

Com aquela declaração, era nitido que chocou alguns que estão por ali, e alguns até recuaram dela, mas Haruna se aproximou.

Haruna - Senhorita Reina, vo-você está do nosso lado né? E-eu vou confiar em você.

Zoom - Esquenta com isso não. Tá todo mundo junto aqui né?

Haruna - Confiamos em você, certo? - olhava para o pessoal e depois para Reina, para anima-la.

Reina - Obrigada.

Ivan - Patético demais...

Kurenai - Então a Reina é uma assassina... - comentava só pra Goku ouvir.

Goku - Isso me deixou surpreso. Mas o que não tá me surpreendendo aqui...

Cebolinha - A senholita Leina é uma assassina. Isso não pode ser veldade. - sem acreditar.

Naquele momento, o Chefe Hatchet reapareceu e ele vê Annie jogada no chão - além de amarrada e amordaçada - ele logo fica surpreso pois também ele se deparou com uma presença que não via a tempos.

Chefe Hatchet - Ahn? Mas que diabos está acontecendo?

Irwin - Cuidado chefinho! É ele!

Chefe Hatchet - Ahn? Ele quem?

Ivan - Ohhh, chefe Hatchet.

Ivan avista o Chefe Hatchet ''recolhendo'' Annie, fazendo ela ficar sentada no chão, e ele logo continuava a comentar.

Ivan - Quanto tempo? Bom, você não mudou muito.

Chefe Hatchet - Você não é? Aquele estagiário lá que.. (interrompido)

Ivan - Sim, sou eu sim. E que bom que você lembrou de mim.

Chefe Hatchet - O que você tá tentando fazer maluco?!

Ivan - Apenas recobrando uma divida que tenho com seu amigo.

Chris - Que mané divida! Deixa de ser maluco!

Goku (se intromete) - Tá legal, já sabemos que tu sabe quem somos nós, mas vamos resolver logo isso.

Ivan - Humm, você é bem confiante e até forte, mas realmente você vai querer entrar na frente do meu plano? É muito inconveniente você e seus amigos. É tão dificil me deixarem eu acabar com esse apresentador?

Chris - Hey! Sai daí seu loser!

Kurenai - Humm, você realmente só quer o Chris é isso mesmo? - ainda pergunta.

Ivan - Se não se meterem nos meus planos, apenas farei isso.

Kurenai - Até parece né... - cruza os braços e o encara com autoridade.

Ivan - Eu não entendo do porque defendem esse cara, ele é prejudicial a essa sociedade. Uma pessoa mesquinha que odeia a todos e só pensa nela mesma, que em todo lugar que passa, apenas magoa as pessoas. A morte dele é um castigo merecido por todas as maldades que ele fez.

Os comentários de Ivan chamam a atenção e até atiçam a atenção de alguns como Haruna, Zoom e até mesmo o Chefe Hatchet, pois de certo ponto ele tinha razão.

Ivan - Se vocês soubessem da dor que eu sofro por conta deste rapaz, vocês me entenderiam.

Kurenai - Você pode ter seus motivos, mas não justifica querer matar uma pessoa.

Ivan - A sociopatia dele justifica, ele é potencialmente perigoso, tanto quanto um bandido, um traficante, um terrorista ou um miliciano.

Chris - Ihh maluco, eu virei procurado agora?

Irwin - Caramba! Que isso, o Chris pode ser um cara malvado, mas ele não é um bandido poxa.

Cebolinha - É veldade poxa...

Frango Robô - Ele só é meio viado, mas tá sussa.

Chris - Hey! Viado é tua mãe, franguinho!! - fica puto.

Frango Robô - Franguinho é meu pau na tua bunda! - também fica puto.

Ivan - Pois bem, é hora de fazer o que eu tinha que já ter feito.

Ivan concentra uma esfera de energia e direciona em frente a Goku, que não sai da linha de frente. Entretanto, ele queria atacar o Chris, mas o sayajin não sai da frente.

Ivan - Sai da frente!! - irritado.

Goku - O que o Chris te fez de tão mal? Pra tu ter tanto rancor dele assim....

Ivan - Você quer realmente saber? É isso? Pois não tenho mais tempo pra isso!

Quando Ivan tentou disparar uma esfera de energia negra em direção a cara de Goku, este que tava confiante, e nem sequer pensaria em se mexer com um sorriso no rosto, no último momento, Kurenai dispara uma shuriken, só que energia e acerta o braço de Ivan, fazendo o recuar.

Ivan - Urgghhh! - segura o braço ferido e dissolve a energia - ...maldito!

Kurenai - Tsc...

Ivan - Maldita!! Meu braço... - geme de dor por alguns segundos - ....é uma maldita!! - se recupera - ...logo onde sinto cócegas,

Goku - Nossa Kurenai...

Kurenai - Eu só quis garantir que ele não faria nada.

Goku - Não se preocupe, não iria acontecer nada se ele tivesse feito alguma coisa. Mas belo ataque hein?

Kurenai - Éee... é bem pobrinho mais está bom....

Ivan - Vocês estão me fazendo odiar mais vocês do que o Chris, grr....

Goku - Eu ainda não entendo esse rancor todo. - coça a cabeça.

Docinho - Éeehh! Agora é hora da porrada!! - se anima pra ir pra cima.

Cebolinha - É agola! He he - animado.

Frango Robô - Alguém tem um pedaço de pau aí?!

Kurenai - Esperem!! - dá um ultimato e pensa em algo - ...acho que vai ser interessante ouvir o que este homem tem a falar sobre o Chris, cê não acha? - logo vira o olhar para Goku.

Docinho - Ahh! Que palhaçada! Eu quero esfregar a cara desse maluco na porrada!!

Viewtiful Joe - Olha! Não é por nada não, mas eu tô afim de um pouco de ação.

Kuki - Eu também quero participar!!

Quando Kurenai olhou para Goku, ela deu um olhar que ele captou logo, como se ela tivesse bolando alguma coisa. Ele logo concordou.

Goku - Ahh, a Kurenai tá certa. Vamos dar uma chance pro nosso camarada aqui se explicar, né? - jogando verde.

Kurenai - É... acho que vale a pena ouvir, até porque o Chris não é uma flor que se cheire. - jogando o verde.

Chris - Heeey!! Qualé!! Eu não tô gostando não hein!!

Ivan - Hum? Porque eu deveria contar a vocês?

Goku e Kurenai ouviram a pergunta de Ivan, mas antes de tiverem alguma reação, pra surpresa de todos, Cebolinha toma a frente e comenta.

Cebolinha - Senhor Ivan, é esse seu nome?

Ivan - Sim, o que você quer?

Goku e Kurenai - Ahhn? Cebolinha?

Irwin - O que ele vai fazer?

Susan - Essa não... - facepalm.

Cebolinha - Você quer saber do polque develia contar o que tu acha do senhor Clis pla gente né?

Ivan - Bom, é claro né! Eu tinha que acabar com ele e voltar pra minha vida, mas perdi tempo demais...

Cebolinha - Ahhh bom, se você contar pla gente o que te fez odiar tanto o senhor Clis, pode convencer a gente de deixar tu meter a polada nele.

Goku - ÉOQUE?! - pasmo com a resposta.

Zoom - Aahhh não acredito!!

Susan - Ele não tá falando sério né?

Jessie - Parece que sim...

Cash - Que moleque idiota!!

Kurenai - CEBOLINHA!!? - completamente pasma.

Chris - Mas que moleque miserável!! - levanta o braço e fecha o punho como se quisesse bater nele - ...aaah!! Eu tinha que te dar umas palmadas!!

Cebolinha - E então? - tenta convencer com maior naturalidade.

Ivan - Humm... - pensa - ...está bem!! Eu vou contar!!

Quando Cebolinha mostrou uma ação bem pró ativa, chegou até a surpreender a galera que duvidava tanto da capacidade do garoto. Mas isso também adiantou algo que Goku e Kurenai já estavam planejando.

Susan - Eu não estou acreditando nisso...

Jessie - Muito menos eu....

Viewtiful Joe - Se cês não acreditam, eu muito menos.

Kurenai (cochicha pra Goku) - É, Cebolinha até que tem pensamento rápido né?

Goku (cochicha) - He he he, verdade.

Voltando, Ivan se torna o locutor agora, e começa a contar em flashs um pouco de sua história até o presente momento para os participantes eliminados.

''Antes de começar a contar sobre isso, eu preciso retornar ao passado. Ao meu passado. Eu pertenço a família Blumursarsfield, uma família com alto poder aquisitivo, entretanto, eu nunca me importei com isso. Sempre gostei de televisão, e me aprofundei a buscar mais da história da televisão e sempre sonhei um dia poder fazer parte dessa história, contribuindo de alguma forma para mudar e melhorar este fascinante veículo de comunicação. Um programa que eu sempre achei fascinante foi o Drama Total, e eu sempre acompanhei desde a Ilha dos Desafios''

Susan - E não é que o camarada realmente gosta de televisão.

Zoom - O Don tava certo mesmo.

''Eu apesar de ser rico e tudo mais, eu sofria bully no colégio porque as pessoas sempre me viam como um esquisito que não falava com ninguém, e que só queria falar de assuntos desinteressantes pro pessoal. Mas nunca me abalei com isso, já que o que os outros pensam não significa nada! Mas me abalei bastante pelos meus pais se interessarem em coisas danosas e só me verem como mais um da família''

Frango Robô - Hmm, isso tem cara de que tá tentando se justificar.

Jessie - Cê acha?

Frango Robô - Tenho certeza! Quer pagar de vitima da sociedade o safado!!

- SILÊNCIO!!!!

Quando Ivan tentou ousar atacar Frango de longe com um disparo de energia, Goku logo conteve ele, já que ele tava de 'escudo humano'.

Goku - Pode continuar a história... - apenas encara Ivan com um semblante sério.

Ivan - Hurr... - fica intimidado por ele não se intimidar com ele. - ...droga! Está bem!

''Continuando... No meio sombrio que eu vivia, seja na rua, na minha escola, ou com minha família. Eu não me sentia a vontade, eu não podia sonhar, nem nada. Eu queria trabalhar com televisão, mas todos viam aquilo como algo ridiculo, exceto uma pessoa que sempre me apoiou, mas que com o tempo se afastou de mim. Depois que cresci, procurei viver sozinho e buscar os meus sonhos, e resolvi ingressar como estagiário do Drama Total, especificamente na segunda temporada.''

Courtney - Foi quando a temporada foi num estúdio de cinema.

Dawn - Estúdio de cinema? Já teve temporada num lugar desses?

Courtney - Sim, e foi uma bela duma merda como todas as outras. Que foi? Eu participei de 4 temporadas né minha filha.

''Quando ingressei como estagiário, eu me sentia maravilhado por estar trabalhando com televisão. Eu conheci o Chefe Hatchet e o Don que faziam parte da equipe, embora nunca tivemos tempos para trocar palavras por mais de 5 minutos, sempre foram solicitos, pois sabia que eles ''ao vivo'' eram personagens, e eu acreditei que o Chris pudesse ser diferente fora das câmeras. Mas eu me decepcionei''

Chefe Hatchet - Eu me lembro disso. - cruza os braços. - ....eu lembro de tudo, agora me deu um clarão na minha mente que me fez lembrar de tudo.

Chris - Chefe? Você conhecia esse mané?

Chefe Hatchet - É claro que eu conheço. Assim como o Don.

Ivan ameaçou atacar Chris com um disparo de energia negra, mas, Goku logo botou a cabeça na frente da mão de Ivan que fez este recuar, e voltar a falar, só que com mais raiva.

Chris - E esse mané aqui! Foi desrespeitado! Esse mané aqui foi humilhado! Você me tratou igual um lixo, assim como qualquer um! Pra você, todos estão abaixo de você!!!

Chris - E estão mesmo! Eu sou a estrela desse show meu filho. - sorriso brilhante.

Ivan - Só que essa estrela vai cair! Igual uma estrela cadente!!

Franklin - Caramba, então o Ivan ele era mal tratado pelo Chris

Rhino - Hum... isso é conversa pra boi dormir.

Docinho - Aeeh! Acaba logo a histórinha e começa logo a porrada!

Kuki - Humm? - observa algo. - ...o que a irmãzona tá fazendo? - se referindo a Kurenai.

Viewtiful Joe - É verdade.... ela tá movimentando as mãos perto das costas.

Kuki - Gozado.

Docinho - A gente devia é meter a porrada nesse maluco logo!

Susan - Acalme-se Docinho. Vamos ver qual que vai ser.

Cloe - Senhorita Reina? Você acha que devemos ataca-lo?

Reina - Você tá cogitando isso?

Cloe - Eu não sei. Eu esperava que só de aparecer esse senhor, pudesse acontecer isso...

Reina - Espere um pouco Cloe;

Rhino (em seus pensamentos: Rhino acha que eles estão estudando o inimigo.)

Ivan - Sua estrela vai se apagar hoje Chris! De uma vez por todas!!

Chris - Quem manda eu sempre brilhar né gente?

Ivan - Você vai brilhar sim! Só que no inferno! E esse momento é agora!!

Quando Ivan hesitou em atacar em velocidade para se direcionar a Chris, ele sentiu algo o prendendo, tanto é que Goku nem se mexeu, embora os outros com exceção de Kurenai recuaram um pouco no próximo ímpeto de Ivan.

Ivan - Ahhn? O-o que?! - ele nota que estava sendo imobilizado.

Kurenai - Eu já esperava isso....

Assim como fez com Toxzon, Kurenai aplicou novamente uma técnica de qual galhos e troncos emergissem do sol para prender Ivan de surpresa. Ela tinha feito movimentos com as mãos, e este era o plano, para caso Ivan tentasse fazer alguma gracinha.

Ivan - MA-MAS QUE MERDA É ESSA?!!

Kurenai - Continue desabafando, só que agora tu vai ficar de castigo por ser desobediente, he he...

Ivan - Que droga!!

Kurenai - Tenta fazer esforço, quem sabe tu consegue. Como você foi imobilizado quando tu tentou começar a correr, tu ainda tá com o ''corpo frio'' pra isso.

Goku - É, nada mal hein....

Cebolinha - Nossa, então foi por isso que tu pelguntou pla ele contar do polque ele quer bater no senhor Clis né?

Kurenai - Exatamente, e graças a você que garantiu nosso sucesso. - se agacha e dá um beijo na bochecha do Cebolinha.

Cebolinha (todo bobo) - AAAAAIEEEEEE!!! ASSIM FICO TODO BOBO!! - emoji do macaquinho de olhos fechados.

Irwin - Aeeeh! Cebola! Mandou bem!

Cloe - Uaaau! A senhora Kurenai também é bem forte.

Reina - Sim, eu tô sabendo.

Frango Robô - Ué? Que porra foi aquilo?

Susan - Parece que a Kurenai preparou uma armadilha e ele caiu. Muito sacado.

Jessie - Ficaram enrrolando o cara e fizeram ele cair na armadilha.

Frango Robô - Ha ha! Belo truque hein!!

Dawn (em seus pensamentos: Como será que estão os meninos?) - encara Fabia - ....Fabia?

As duas garotas se encaram, e elas notam que tão preocupadas com os meninos que estão disputando a final, e ambas sentem o incomodo da preocupação.

[ Voltando ao desafio ]

Chegando a quadra, Sherwood e Plucky chegam juntos e entram na quadra, e eles sabiam que tinham que se encontrar com uma garota, e esta garota era ruiva e de pele clara e usava um vestido negro, era Ruby Gloom.

Ruby Gloom - Oi pessoal! - animada.

Plucky Duck - Uhhh, é você que a gente tem que falar é?

Sherwood - É ela sim Plucky, não tem mais outra pessoa, he he

Ruby Gloom - Bom, sejam bem vindos a segunda parte dessa final.

Plucky Duck - Segunda parte? Ué, não seria a primeira?

Ruby Gloom - A corridinha que cês fizeram já é a primeira parte. Agora vamos pra segunda parte.

Plucky Duck - Ahh sim... bom, e qual vai ser agora?

Ruby Gloom - Então, antes, meus parabéns por serem os finalistas! Agora, vocês deverão usar aqueles patins ali - aponta para eles que estavam em baixo de uma trave.

Sherwood - Ohh sim...

Ruby Gloom - Não são legais?

Plucky Duck - Aeeh mas aqueles patins são tamanho 49?

Ruby Gloom - Tamanho 49? Porque... - olha para os pés dele - ...ahhh sim...

Plucky Duck - Porque eu não quero ficar com o pé todo estourado né filhota!

Ruby Gloom - Bom, e-eu não sei bem, mas acho que a produção pensou nisso. Eu não sei.

Sherwood - Oxi... que coisa...

Ruby Gloom - Depois que vocês calçarem os patins, vocês deverão ir por este trajeto aqui da calçada que tá pintado. - aponta.

Sherwood - Beleza... isso eu já sabia.

Plucky Duck - É esse trajeto? Aeeh, não tem furada não.

Sherwood - É só olhar pro papel que te deram Plucky.

Plucky Duck - Ihh, não tenho tempo pra isso não maluco.

Ruby Gloom - Bom, não tem como vocês se perderem, então, nem se preocupe com isso, é só você seguir até o fim da faixa.

Plucky Duck - Tá falando sério?

Ruby Gloom - Bom. Essa faixa pintada vai até a estrada, e o resto tá no papel de vocês. - sorriso.

Plucky Duck - Pow! Tu quer me forçar a ler mulher?

Ruby Gloom - Calma, eu só dei uma dica.

Sherwood - Vem logo Plucky, se a gente acabar logo essa final nós vamos ver como tá o pessoal... - o puxa pelo braço.

Plucky Duck - Putz! - é puxado por Plucky.

Ruby Gloom - Boa sorte ^^

Logo logo, os dois se aproximaram da trave e foram colocando os patins para a próxima etapa do desafio, nisso, os dois se sentaram no chão e se posicionaram para calçarem os patins. Rapidamente cada um calça os patins, isso no caso do Sherwood, já no caso do Plucky Duck.

Plucky Duck - Porra! Esse é o ruim de eu ter um pé de pato. - tentando colocar o pé pra dentro.

Sherwood - Tá difícil aí? - amarrando os pares.

Plucky Duck - Não pow! Só tá dificil de entrar esse pé, puta merda...

Sherwood - Vixe...

Plucky Duck - Quase lá!! Ugh... - fazendo o esforço - Foi!! - encaixou o pé no patins esquerdo - ...agora o outro!

Sherwood - Hum... bom, eu já estou indo então... - termina de amarrar os pares - ...vejo você depois!

Plucky Duck - Aahh, espera aí mano! - tenta fazer força pra colocar o outro pé em desespero total.

Sherwood - Plucky, esqueceu? É uma final - se levanta de um jeito e fica de pé com os patins enquanto segurava a trave.

Plucky Duck - Carai! Que vacilo hein! Eu te esperei vacilão!

Sherwood - Me desculpe... - começa a andar com os patins.

Plucky Duck - MAS QUE FILHO DA PUTA!!! AAAHHH! PRECISO ACELERAR!!! UGHHH!!! CONSEGUI!!! - encaixa o outro pé em um dos patins.

Logo Sherwood começa a segunda etapa do desafio andando com seus patins, e ele não estava tendo dificuldades com isso, enquanto Plucky continuava na quadra, porém já pronto também para começar, só necessitava se levantar.

Plucky Duck - Estou pronto! Você não vai ficar na liderança por muito tempo! Ha ha!! - tenta se levantar mais se desequilibrar - Uooh uohh!! Aaaaahhh!! - cai no chão - ...Droga!!

[CONF] Plucky Duck - Caralho! Andar de patins numa final de campeonato é muita maldade, como esqueci como era dificil hein! - revolta.

Plucky Duck (se levanta) - Uhh, e-eu não posso ficar pra trás asssim... - se segura na trave - ...vamos lá!! - tenta andar devagarzinho embora fazendo impulso.

Com isso Plucky começou a andar com seus patins embora com dificuldades, ele tentava e fazia de tudo já que agora ele estava atrás de Sherwood que andava com seus patins com muito mais equilibrio, embora ele não tentava ser ousado em aumentar a velocidade, pois uma queda ali poderia ser fatal no desempenho.

Sherwood (em seus pensamentos: Foi mal Plucky, mas essa é uma competição. E eu também quero muito ganhar...)

[CONF] Sherwood - Eu comecei desfocado naquela final, mas por um momento me passou pela cabeça. Essa pode ser minha única chance. Não posso desperdiçar.

Sherwood (em seus pensamentos: Eu não posso acelerar, eu também não sei andar com esses patins tão bem, mas acho que dá pra dar uma distância legal do Plucky).

[...]

Retornando aos arredores da mansão. Muriel tomava conta de Rigby, Velma e Jimmy que estavam fora de combate assim podemos dizer.

Muriel (de joelhos na grama do quintal) - Coitadinhos. Parece que foram nocauteados. - verifica o estado dos três.

Rigby (todo bebado no gramado) - Hehehehehe! Eu quero meter a porrada, buereeh!!

Muriel - Nossa, ele deve ter bebido muito. O que será que ele bebeu?

Rigby (bebado) - CACHAÇA CARAAI!! AAAAAHHHICCC!! - todo sem noção.

Muriel - Já entendi.... - desvia o olhar - ....Espero que não aconteça nada de ruim com eles. - se referindo ao demais.

Do lado de fora. Ivan continuava imobilizado, e com isso, ele tentava se soltar daqueles galhos que o imobilizaram. Quanto aos demais, eles estavam frente a Ivan, com Goku, Kurenai, Cebolinha e até mesmo Kuki e Irwin um pouco a frente, a cena era tipo um confronto de faroeste.

Ivan - Miseráveis.... - rosna. - ....vocês me pagarão seus malditos!!

Kurenai - Rá! Eu já imaginava que você tentaria fazer alguma graça. Por isso que enrrolamos você, tsc...

Goku - Ohh... - fita Kurenai - nada mal...

Irwin - Então, eles fizeram o cara contar tudo sem precisar bater nele!

Fabia - Parece que sim.

Zoom - Eles são muito bons mesmo... - cruza os braços.

Dawn aproveitou e deu passos a frente, e se aproximou de Goku, Kurenai e Cebolinha, e ela logo indagou Ivan que estava imobilizado.

Dawn - Deixa eu perguntar uma coisa.

Goku - Ahhn Dawn?

Cebolinha - Dawn?

Dawn - Porque a Annie está com você? - pergunta a Ivan.

Cebolinha - É! Bem lemblado.

Dawn - Porque tu raptou ela?! Porque?

Ivan - Dessa guria? - desvia o olhar para focar em Annie que estava deitada no chão amarrada - ...humm, eu imaginava que ela me seria de alguma utilidade.

Dawn - Utilidade?

Ivan - Hmm, se com o sumiço dela, esse desgraçado pudesse se importar, assim como todas as vezes que enviei meus capangas. Mas parece que não foi bem isso... droga! Lilithmon, Toxzon, Satan Aoi, todos foram fracos e não conseguiram liquidar vocês.

Haruna - Ahhn? Lili-Lilithmon? - se recorda de algo que ela detesta

Courtney - Então foi ele que mandou aquela mulher atacar a gente. Que desgraçado! - fica brava.

Zoom - Maldito... - cerra os punhos e até se preparava pra partir em cima dele.

Viewtiful Joe - Espera amigão... - segura Zoom.

Kurenai - Então foi por isso que você mandou capangas para nos atacarem, é isso?

Ivan - Vocês estavam atrapalhando meus planos, eu atropelo quem tiver na minha frente. Bom, como eu não consegui chamar a atenção daquele maldito, acabou que meu plano não deu certo de nenhuma maneira.

Dawn - Como você pode! - falava com grande pesar - ...que pensamento mais mesquinho.

Ivan - Tsc, o que eu fiz não é nada comparado ao que esse carinha já fez. - se referindo a Chris.

Chris - Ihhh, não me mete nessas coisas não.

Ivan - Que patético. Vocês só atrapalharam a minha vida, e me fizeram perder tempo, como essa garota idiota.

Com aqueles comentários mesquinhos e revoltantes, Goku logo deu um soco no rosto de Ivan, empurrando o rosto dele pra trás, mesmo imobilizado.

Ivan - Urghh! Maldito!!

Goku - Desgraçado. - olha com uma cara séria e com raiva.

Ivan - Desgraçado é você! Eu irei matar você! - ainda imobilizado.

Goku - A forma que tu trata as pessoas me dá nojo.

Ivan - E isso te importa?! - sorriso cerrado de raiva.

Goku - Importa sim, e agora tu vai calar a boca e vai me ouvir! - segura o queixo com a mão direita e aponta o dedo indicador da mão esquerda pra ele.

Ivan - Aahh!! Me solta!! - tenta morder o dedo dele mas não consegue.

Irwin - Ihh rapaz! O Goku tá parecendo o Capitão Nascimento!

Frango Robô - PEDE PRA SAIR!!

Goku - Parece que tu teve uma infância dificil né? Eu sinto muito. Mas isso não significa que você deve fazer mal a outras pessoas que não tem nada a ver com seus problemas.

Ivan - E eu não me im... (interrompido)

Goku - CALA A BOCA!! - irado.

Cebolinha - Calamba!! O senhor Goku tá sélio hein?

Kuki - Ele vai bater nele?

Kurenai - Hum....

Enquanto Ivan estava imobilizado, Goku falava de forma autoritária como se fosse um pai dando um esporro federal no filho que fez alguma merda fodida.

Goku - Sim, eu entendo que ele não preste! Ele pode ser um cara babaca.

Chris - Babaca é sua vó!! - gritava de longe.

Goku - Mas, você não deve mata-lo! E eu não vou deixar isso acontecer!

Viewtiful Joe - Rapaz, o Goku tá botando moral hein!

Jessie - É verdade....

Ivan (imobilizado) - Já parou com seu show?

Goku - Ahhn? O que?

Ivan (imobilizado) - Você esqueceu quem eu sou né?

Goku - Hum?!

Numa rápida reação, os galhos que imobilizavam Ivan foram carbonitzados rapidamente, já que Ivan os queimou com suas chamas demoniacas. Goku deu um leve recuo, assim como Kurenai, Cebolinha e Dawn que estavam mais próximos.

Dawn - Ele se soltou....

Cebolinha - Ay calamba... - glup... - engole seco.

Kurenai - Afastem-se... - coloca a mão a frente dos dois.

Ivan - Foi muito inteligente sua tentativa de me imobilizar minha cara kunoichi, mas, são apenas galhos.

Susan - Bom, parece que já vai começar o show. - se prepara.

Fabia - Eu já estou preparada para isso.

Docinho - Eu então, he he - cerra os punhos.

Ivan - Esses galhos ridiculos! Não vão me tirar de campo por muito tempo! - ergue o braço e cria uma esfera negra em sua mão direita.

Quando Ivan ameaça disparar alguma esfera de energia, Goku continuava na frente, Ivan estava irritado porque ele não saia da frente, aliás, não só ele, mas todos ali estavam na frente de Chris e do Chefe Hatchet.

Ivan (em seus pensamentos: Esse maldito não vai dar o braço a torcer)

Dawn (em seus pensamentos: Ay meu Deus... e como será que Plucky e Sherwood estão?)

Ivan - Não podem resistir. Eu vou esmagar um por um. Enviarei todos para o inferno!

O clima de faroeste continuava. Aquela atmosfera de tensão continuava, e alguns moradores próximos a mansão mesmo com o perigo, olhavam pelas frestas de suas casas. A briga que estava podendo ocorrer a qualquer momento estava em momento de ''bomba relógio''.

Frango Robô - Eu ainda tô esperando a porrada acontecer!!

Zoom - Já fiquem ligados pessoal.

Docinho - Tô afim de roer alguém na porrada, he he - animada.

Cash - E-eu não sei não hein... - começa a tremer.

Irwin se tremia e se cagava todo por dentro, mas se segurava.

Zoom - Vocês não vão arregar né? Nós combinamos isso!

Cash - Ihhh, eu não combinei nada não maluco!

Ivan - Você não vai sair da minha frente né?

Goku - Não vou não.

Ivan - Então tá bom! - enfurecido.

Goku - Boa sorte então, você não vai conseguir nada... - sorriso confiante.

Por um momento Goku sentiu uma outra energia surgindo, um outro tipo de ki que emergia, e era completamente diferente do que já tinha visto. Ele logo pensou.

Goku (em seus pensamentos: Droga! Esse cara dá pra sentir que é forte pra caramba! Eu queria lutar sozinho com ele! Mas com todo mundo aqui.... e que ki estranho é esse? É novo)

Kurenai (em seus pensamentos: Goku não tá se movendo.... conhecendo bem ele, ele já iria pra cima desse louco. E que ki estranho é esse que está se aproximando?) - apenas fita Goku.

Cebolinha (em seus pensamentos: Hum... que coisa estlanha. Eu nunca senti isso na minha vida) - ele sente algo chegando e até perde qualquer sentimento de nervosismo.

Quando Kurenai deu uns passos a frente e se aproximou de Goku, este sequer se virou e apenas gesticulou com uma mão para ela com um sinal de 'pare', como se tivesse tudo sob controle.

Ivan - Você mesmo pediu a morte!! - aponta.

Goku sorria confiante e Ivan não estava mais com paciência em tentar se segurar, e nisso, os demais já estavam se preparando para salva-lo, independente de que ele poderia se virar ou não.

Goku (em seus pensamentos: Eles não vão dar o braço a torcer e sair daqui, foi uma péssima ideia todo mundo estar aqui. Mas ao menos tá tudo sob controle)

Irwin - O Goku não vai sair daí não?!

Fabia - Ele vai levar um golpe na cara!!

Franklin - Ay meu Deus!

Zoom - É a hora.... - se prepara pra porrada.

Haruna - Senhor Goku, sai daí!!

Cloe - É hora de eu usar minha armadura sen-kun! - arregaça a manga branca de sua camisa e prepara o seu bracelete Sen-Kun para se transformar.

Reina - Cloe? - observa o movimento dela.

Viewtiful Joe - Isso já foi demais!! É hora de transformar!! HENSHIN!! CHEGOU A HORA BABY!! - se posiciona.

Quando Joe fez sua pose para se transformar, ele realmente se transfoma, faz a pose e tudo, mas durante o processo de transformação, quando Ivan ameaçou atacar, algo acaba interceptando a magia de Ivan, um outro disparo de energia ocorre e acerta o braço do desprevinido Ivan.

- KI SHO KEN!!

Ivan - UAAAAAAHHHH!!! - é atingido e logo perde o foco e tenta se recuperar.

Goku - Hum? - desvia o olhar para a direção que veio o disparo.

Kurenai - Ahhn?! De onde veio isso?! - se referindo ao disparo.

Kuki - Foi você irmãzona que fez isso?

Kurenai - Eu não! E eu quero saber de onde vem?

Docinho - Humm? Que isso? Do nada ele caiu?

Jessie - Parece que é mais uma das surpresas que este programa reserva.

Viewtiful Joe - Estou transformado. Mas o que houve com o maluco?

Chris - Ohhh que droga! Nenhuma câmera está filmando aqui! Iriamos ganhar ainda mais audiência!! Puta merda!

De repente uma figura feminina aparece, ela possuia longos cabelos rosados e vestia uma roupa parecida a de Byleth de Fire Emblem, e uma bermuda jeans cinza com um meião preto e botas pretas.

???? - Finalmente te encontrei!

Ivan (desvia o olhar) - Ahnn? Na-Não pode ser!

???? - Que lástima te encontrar dessa forma. - se aproxima.

Fabia - Ahhn? Quem é ela?

Dawn - Eu não sei, nunca vi essa pessoa.

Goku - Caramba.... (em seus pensamentos: Então era ela que tinha esse ki)

Irwin - Aeehh, de onde essa guria saiu?

Kuki - Que lindaaaa!! - boquiaberta.

???? - Lamento muito por isso. Enfim...

Susan - E quem é você?

???? - Quem sou eu?

A mulher se aproximou de todos em volta, e com muita determinação ela se apresentou.

Sonia - Eu me chamo Sonia. - se aproxima de todos em volta.

Kurenai - Sonia...

Chris - Ahhh, mais uma! Mais uma que quer aparecer e ganhar seu 15 minutos de fama... chuu... - cruza os braços.

Chefe Hatchet - CALA A BOCA!!! - dá um pescotapa em Chris

Chris - Hey!! Chefe? Tá maluco? - esfrega o pescoço que foi batido.

Sonia - E eu sou a irmã do Ivan! - aponta para Ivan com certeza no que falava.

Todos em um sonoro grito - OQUE?!!!

Sonia - É isso mesmo.

[...]

Sherwood andava reto e seguindo o trajeto marcado de tinta pela calçada de Araruama, e muitos moradores assistiam o passar dele por ali. Atrás, Plucky tentava alcançar, ele ainda tava um pouco distante e tentava fazer o máximo, já que ele não sabia andar direito de patins e lutava não só contra os patins como também o próprio equilibrio.

Plucky Duck - Aaahhh!! Ma-mas que droga!! Eu preciso acelerar, mas uhh, como é dificil andar com essa merda!

[CONF] Plucky Duck - Acho que se me dessem uma monocicleta, eu andaria melhor!

[CONF] Eu, o criador da fanfic - Monocicleta?

[CONF] Plucky Duck - É pow! Aquela bicicleta de uma roda, que até os palhaços usam!

[CONF] Eu, o criador da fanfic - É monociclo seu idiota!

[CONF] Plucky Duck - Ow pow! Idiota não! - aponta pra câmera - ...vá se foder hein!

Plucky Duck - Ohh puta merda....

Quando Plucky caminhava com os patins, ele seguia, e apesar do desespero, ele não caia com os patins, mas era hora de virar outra esquina, e nisso, estava para acontecer algo. Sherwood lá na frente conseguiu passar sem problemas, mas, na virada da esquina, passando perto dele, uma moto com dois motoqueiros passa e acaba assustando ele e até ameaça entrar com a moto na ciclovia.

Motoqueiro - AAAAAHHHHH!!! - assusta de propósito.

Plucky Duck - AAAHHHH!!! - se assusta.

O pato verde acaba caindo no chão, e os motoqueiros começam a rir e vão embora com a moto.

Motoqueiro - HA HA HA HA HA HA!

Carona da Moto - Otário!!

Plucky Duck - VAI TOMAR NO CUI FILHA DA PUTA!!!! - xinga os caras.

[CONF] Plucky Duck - Na boa, naquele momento ali, eu quando cai no chão e cai em sí eu pensei, perdi, vou ficar com o vice.

Plucky Duck - Puta merda! Eu perdi essa... - se levanta rapidamente - na moral! Se eu ainda tinha alguma chance, elas foram pro buraco.

O pato verde logo tentava se equilibrar novamente e ele já se via desacreditado, entretanto, ele começa a raciocinar um pouco e indagar seus pensamentos negativos.

Plucky Duck - Não! Ainda não acabou! Não posso desistir! - da dois tapas no seu rosto - ainda mais agora!! É a grande final! Esse título vai voltar pra casa comigo!

O pato verde se equilibrava, e parecia estar pronto pra continuar.

Plucky Duck - Meu apoio é pouco, mas ele existe, e eu vou ganhar essa porra! Aliás...

-- Deja Vu --

Dawn - Eu vou torcer por você nessa final! E eu quero que você ganhe!!

Plucky Duck - Ahhh... D-Dawn!

Dawn - Sim, você ouviu bem Plucky. Eu vou torcer por você nesta final.

--

Plucky Duck - A Dawn quer tanto que eu ganhe, e isso já me basta, he he - sorri confiante. - ...então vamos lá!

Quando Plucky estava a retornar a disputa, uma voz ecoa e o chama a atenção de longe a distância.

Voz do Motoqueiro - OH SEU PATO VERDE VOCÊ ME CHAMOU DE FILHA DA PUTA!!? TÁ MALUCO?!

Plucky Duck - Ahhn? Eles voltaram! O que foi malucos, ficaram putinhos?

Voz do Motoqueiro - FOI TU QUE CHAMOU A GENTE DE FILHA DA PUTA É?! TÁ MALUCO?

Plucky Duck - Assustar os outros do nada pode né seu arrombado? Agora tá putinho?

Voz do Carona - RETIRA O QUE DISSE SEU DESGRAÇADO!

Plucky Duck - RETIRAR MEU PAU! VOCÊS SÃO FILHAS DA PUTA MESMO! EU COMI A MÃE DE VOCÊS E AINDA TIREI FOTOS PRA MANDAR PROS AMIGOS!! PFFZZZ!! - faz careta.

Motoqueiro - Aah é mano? Tu vai ver então!

Carona - Vai pegar o ferro?

Motoqueiro - Uhum!

O motoqueiro tirou uma pistola do bolso e deu pro carona, e ele começou a aquecer a moto. O pato verde viu aquilo de longe e se apavorou.

Plucky Duck - Ay Jesus! O viado tá armado! - se desespera.

Motoqueiro - AGORA TU VAI MORRER!!!

Plucky Duck - AAAAAHHHHH!!! - sai correndo de patins ignorando tudo.

Com isso, o motoqueiro anda com sua moto pra alcançar Plucky Duck e o carona sincroniza a pistola pra tentar atirar no pato verde, e o Plucky Duck começou a correr com seus patins de forma como se já andasse com aquilo com total facilidade.

Sherwood (andando com seus patins) - Ay ay, eu preciso acelerar... preciso não! Eu devo!

[CONF] Sherwood - Eu não posso ficar na zona de conforto. É isso...

Sherwood - Será que o Plucky ainda tá lá atrás? - olha para trás.

Quando Sherwood olha para trás enquanto caminhava com seus patins, ele olha para trás e vê que o pato verde já estava se aproximando, e ele corria com os patins igual um desesperado, e atrás tinha dois caras que o seguia, entretanto, eles estavam tentando correr atrás dele

Motoqueiro  - VOLTA AQUI SEU DESGRAÇADO!!! PREPARA O CANO QUE TU VAI MATAR ELE PANTOJA!

Carona - ELE TÁ SE MOVENDO MUITO!! NÃO DÁ PRA ATIRAR!!

Motoqueiro - PUTA QUE PAARIUU!!

Plucky Duck (correndo) - SOCORRO!! TÃO QUERENDO ME MATAR!!

Sherwood - Ay Jesus!! - continua a se mover só que com mais velocidade.

Carona - APROXIMA APROXIMA!! QUE TÔ CHEIO DE ÓDIO!

Motoqueiro - PREPARA A BALA!

Plucky Duck (correndo) - AAHHH SOCORRO!!

Sherwood - Mas o que tá acontecendo?!!

O carona da moto prepara a pistola e tenta atirar em Plucky, e ele mirava e corria em direção, Sherwood ao ver Plucky correndo, ele também acelerou, mas ele nem se ligou que ele também tava sendo perseguido.

Carona - MORRA!! - prepara para apertar o gatilho só que - ...Uaaahhh!!! - cai no chão

Motoqueiro - IHH CARAAI! AAAAHHH!! - cai no corpo do amigo que acaba de cair no chão.

Plucky Duck (correndo e olhando para trás) - RÁ!! OTÁRIOS!! HA HA HA!!

Sherwood (correndo e olhando pra frente) - Mas que diabos tá acontecendo?!

[CONF] Sherwood - Nem deu tempo de assimilar aquilo...

Plucky Duck (correndo) - Que loucura... - olha pra frente - ...o Sherwood não tá tão distante! Dá pra alcançar ele, he he he!!

Sherwood (correndo) - Humm... vamos ver - pegava o papel que ganhou e vai lendo enquanto caminha com os patins - ...o trajeto marcado pela calçada e ciclovia, pananam... vai até um próximo ponto que é perto da estrada e depois tenho que largar os patins. Entendi, beleza então!

Plucky Duck (correndo atrás) - Aahh rapaz! A essa hora eu queria ter a velocidade no nível 99 tipo Oba Oba Martins maluco!! Ay ay... puff...

[CONF] Plucky Duck - Quem entendeu essa referência, entendeu, he he...

Sherwood estava na frente e ele seguia o trajeto tranquilamente com os patins, Plucky distanciou a desvantagem, mas ainda estava um pouco distante, mas nada impossível. O gênio enfim chegou ao limite da linha demarcada que era a beira da estrada movimentada do centro de Araruama, e ele já se ligou no que deveria fazer.

Sherwood - É aqui... - para de se mover devgar e logo se senta no chão - ....foi legal, mas é hora de tirar os patins. - tira os patins cuidadosamente de cada um de seus pés. - ...beleza!

[CONF] Sherwood - Se pudesse eu até continuava com os patins, no fim daquela etapa eu já estava me adaptando bem, he he.

Sherwood - Vejamos... - lê o papel - ...agora eu devo ir carregando um saco de batatas que vai estar em minha frente, e levar até um mercadinho específico. Não se preocupe, o caminho do mercadinho está marcado com tinta vermelha. Hmmm...

Sherwood vê dois sacos de batatas cheios e ele também viu a tal linha no chão que levaria até o destino, mas no caso, ele teria que ficar ligado, porque apesar de ser uma final e ter um monte de pessoas assistindo, a estrada não foi fechada.

Sherwood - Eu já entendi!

Alguns torcedores que passavam logo gritavam gritos de apoio ao garoto.

''VOCÊ CONSEGUE SHERWOOD!! MANDA VÊ GAROTO!!''

''ARREBENTA!!''

Sherwood - Yah! - acena - ...bom, então vamos lá!

Quando Sherwood se aproximou do saco de batatas, ele o pegou, mas sem antes tirar das mãos o chinelo que ele colocou nelas, para utilizar os patins, e logo calçou os chinelos. Com isso, Sherwood começou a carregar o saco de batatas, mas ele logo sentiu o peso.

Sherwood (carregando) - Ughh... até que pesa bas-bastante, uff! Muito bem! - sai carregando e atravessa a rua.

Plucky Duck - Aaahh!! É aqui!! Deixa só eu aaahhh!! - cai de bunda no chão - ...PORRA!! Esqueci que ainda não sei controlar direito essa merda!

Quando Sherwood começou a carregar o saco e foi atravessando a rua, o pato verde viu aquilo e também acelerou em tirar os seus patins, e ele logo após tirar os seus pés de pato dos pares de patins, ele logo foi pegar o saco de batatas que sobrou.

Plucky Duck - Ohhh! É minha chance! - tenta pegar o saco de batatas mas... - ...Uggh!! CARALHO! ESSA PORRA PESA HEIN?!!

[CONF] Plucky Duck - Vem cá, mas aquilo são batatas ou pedras de crack?!

Plucky Duck (tenta carregar) - Ugghh!! BUCETA CABELUDA!! PUTA QUE O PARIU!! MEU CARALHO CHEIO DE VEIA!! - consegue levantar o saco de batatas - ...I-ISSO VAI SER DE FO-FODER!!

O pato verde viu que Sherwood estava indo em zig-zag carregando o saco de batatas e ele percebeu de primeira.

Plucky Duck (carregando no sufoco) - E-então é isso... uggh... caminho tá marcado também.

Sherwood (carregando) - Va-vai ser mó... ugh... dificuldade levar isso até esse-esse me-mercadinho... ugh...

[CONF] Sherwood - Eu tenho que me manter focado....

Sherwood (em seus pensamentos: Eu sei que a Fabia disse para eu não me preocupar, e ir apenas me divertir, mas...)

- Deja Vu -

Fabia - He he, acho que a final também deve tá te estressando um pouco também.

Sherwood - Ainda tem mais essa...

Fabia - Bom. Eu não vou te cobrar para vencer essa final. Quero que você se divirta meu amor. - sorriso amoroso.

Sherwood - Me divertir?

Fabia - Você já fez o suficiente para merecer isso meu amor. Não vá nervoso.

Sherwood - Não tem como eu não ir nervoso. Aliás, se na final acontecer algo de errado como....

Fabia - Faça o seu melhor, que eu já estou orgulhosa! Eu e todos aqui irão cuidar das coisas caso aconteça.

Sherwood - Err... então quer dizer que...

Fabia - Uhum. Tá todo mundo junto nessa, caso aconteça algo meu amor. Aliás, eu estou aqui pra te proteger, he he....

Sherwood ao ouvir aquilo, logo ficou mais aliviado e logo aumentou sua confiança.

Sherwood - Então tá... farei meu melhor... - sorri timidamente.

Fabia - Meu principe. - sorri.

Sherwood - Você é demais meu amor....

--

Sherwood (em seus pensamentos: Você é maravilhosa meu amor, mas, eu também não posso me dar ao luxo de não me focar nessa final)

Por sorte, Sherwood carregava o saco de batatas e a parte da rua que ele atravessou estava livre ao acesso, e paralisava o fluxo dos carros. Ele logo atravessou a calçada. Plucky Duck teve essa sorte inicialmente - repetindo - inicialmente.

Plucky Duck (carregando) - Urrhhh, vamos lá, tô quase chegando na calçada. Vamos lá...

''IHH O PLUCKY! O SINAL VAI ABRIR!!''

''OLHA O SINAL!!''

Plucky Duck - Aahn? O que?!

''SAI DAI MALUCO! O SINAL ABRIU!''

O sinal vermelho para os carros logo ascendeu, e Plucky Duck viu aquilo e se desesperou!

Plucky Duck - Aaahh caraaalho!! E-EU PRECISO CORRER!!

[CONF] Plucky Duck - Mais outro teste para minha sobrevivência, puta merda!

Plucky Duck - E-EU PRECISO CORRER E SAIR DAQUI!! UGGH!!!

O pato verde tenta correr com um saco de batatas pesado, e ele até tenta, mas quando um carro quase o acerta, Plucky acaba pulando pra frente junto com o saco de batatas. Ele pulou igual um jogador de futebol quando vem em direção da bola fazendo um ''peixinho'', mas nisso ele acaba caindo no chão, embora sem ser atropelado.

Plucky Duck (no chão) - Uff! Quase...

HA HA HA HA HA HA HA HA!!!

Plucky Duck - CÊS TÃO RINDO DO QUE MISERA?!! - fica puto!

A cena de Plucky Duck sofrendo pra atravessar a rua e ao ponto dele ainda se estabacar no chão, fez algumas pessoas que estavam próximas, começarem a rir com aquela cena. O pato verde obviamente não curtiu.

[CONF] Plucky Duck - Eu quase morri e o pessoal ainda fica de risinho! Que filhos da puta!

Plucky Duck - É bom eu seguir em frente, porque tô ficando pra trás. - volta a carregar o saco de batatas - ...essa merda ainda continua pesada! Puta que pariu!

[...]

No estádio da Arena Guanabara, nas arquibancadas do estádio, Don levou todos aqueles cartoons que ajudaram em todos os desafios - com exceção é claro dos que estavam a ajudar neste desafio final e de Yukina, Ichiro Oogami, Wakko e Yakko, além de Toxzon que estava preso. Nisso eles estavam escolhendo cantos da arquibancada para se sentarem, mas é claro, o clima não era dos melhores, pois eles foram intimiados a vir logo de manhã.

Trent - E lá vamos nós para mais uma temporada, putz...

Leonard - Dessa vez o mago aqui vai mostrar que é o mais poderoso do mundo! - faz gestos com as mãos.

Scott - Esquisito... - passa rente a Leonard.

Tsubasa - Poxa, que legal esse estádio. Pequeno, mas até que ele tá bem cuidado.

Tag - É verdade, dá pra jogar até uma bolinha aí dentro.

Rosetta - Eu ainda tô esperando o cachê da minha participação.

Renee - Que bom que eu dormi cedo, assim não fico um bagaço.

Ami - Fuaa... - boceja - ...queria eu ter pensado nisso.

Madame Foster - Cês tão com sono? Na idade de vocês eu acordava junto com as galinhas.

Kurt - Tu fala isso porque tu deve dormir 6 da tarde sua velha! Sua boomer.

Madame Foster não gostou do comentário e logo deu uma bengalada na cabeça de Kurt.

Kurt - Aii!! - coloca a mão na cabeça - ..isso dói!

Dot - Fuaa... - boceja - ...qual vai ser dessa vez? Eu queria estar mimindo agora.

Johnny Test - Eu também... fiquei jogando Jax e Daxter a noite toda, putz... - meio sonolento.

Yusuke - Eu não sei o que vai acontecer, mas espero que não demore muito.

Dot - Eles chamaram a gente pra participar da segunda temporada do Total Drama CN....

Yusuke - Isso eu tô sabendo, aliás, tô até interessado em saber como vai ser esse negócio, até porque isso aqui tem mais gente que a torcida do Botafogo.

Dot - É, é verdade... - pensa um pouco - ...tem muita gente.

Tom andava igual a um ser humano, e logo ele estava com uma mão aberta, e nesta mão aberta estava a Dona Aranha.

Dona Aranha - Muito obrigada por me carregar, apesar de não precisar. Fiquei com medo de pisarem em mim.

Tom apenas gesticula com outra mão um gesto de positivo.

Rex - Com licença, acessibilidade! Cadeirante passando!!

Lorka - Com licença, por favor.

Stroker - Caralho! Tem até aleijado aqui!

Jack Spicer - Quem teve essa ideia de chamar um aleijado?

Lorka - Aleijado é tua mãe! - ficou puto.

Jack Spicer - Ô fala direito hein!!

Lorka faz uma careta mostrando a língua para Jack Spicer, e ele fica só apontando o dedo e gritando.

Azumi - Que saco....

Darwin - Bom tá todo mundo aqui eu acho, e agora? Vamos esperar?

Carl - Eu acho que sim.

Pulga - O Pulga tá com uma fome, ele nem tomou um café da manhã direito antes de vir pra cá.

Carl - É... eu também não... - barriga ronca.

Nadja - Espero que nos ofereceram algo pra comer quando acabar aqui.

Mung - É verdade, aliás, eu quero saber qual que é a gastronomia aqui no Brasil, se ela é boa para estudo e improvisar novos pratos.

Flash - Dizem que brasileiros comem sopa de macaco, que bagulho doido.

Nadja - Eitaaa, é sério?

Flash - Eu não sei, eu dei uma pesquisada na internet, mas vai que...

Jake - Por isso que eu como meus piolhos, já venho previnido. - tira um piolho da pele e come.

Azumi - ECAAA! QUE NOOJOO!!!

Jake - Que foi? Isso pra mim é tão normal!

[CONF] Eu, o criador da fanfic - Sopa de macaco uma delícia kkkk

Kristina - Mutsumi! Olá! Quanto tempo!

Mutsumi - Oiiee, a gente se conhece?

Kristina - Lembra de mim não, sou a Kristina! Nos conhecemos em um desafio.

Mutsumi - Aaahhh sim! Me lembrei!

Kristina - Está tudo bem com você?

Mutsumi - Vou sim! Ara ara...

Kristina - Que bom. - sorriso.

Ciborgue - Bem, enfim estou aqui, a viagem aqui no Brasil foi cansativa.

Johnny Test - Armadura irada.

Ciborgue - Ahhh, obrigado garotinho.

Johnny Test - Ha ha, isso aqui tem tudo pra ser irado. Sem escola, sem ninguém enchendo meu saco, e ainda tem umas gatinhas aqui, he he he.

Dave - Nossa, tem muita gente aqui....

Kanna - É verdade. Muita gente. - observa.

Dave - Nossa, isso são pesos? - nota que Kanna segurava halteres de peso.

Kanna - É sim! Quer tentar? - oferece

Dave - Não não! E-eu tô de boa. - gesticula meio nervoso;

Bullzeye - Disseram que a gente iria ter que esperar aqui nesse estádio, que o Chris iria falar uns negócios sobre a segunda temporada do Total Drama CN.

Leonardo - Segunda temporada na qual estamos sendo forçados a participar. Argh! - resmunga.

Ellody - Completou perfeitamente o raciocínio.

Stella - Hum, não sei, até que pode ser legal. Eu aparecer na televisão, sabe, he he he....

Lagoona Blue - Yeah! Sabe que eu penso o mesmo que você.

Stella - He he he he

Mestre Shake (grita alto) - Palhaçada do caralho!!!

Stella e Lagoona Blue (se assustam) - AY QUE SUSTO!!

Mestre Shake - Aeeh! Tem que ser muito filho da puta pra colocar em letras miúdas de um contrato que eu iria participar de uma putaria de competição!! - indignado. - ....SEUS FILHOS DA PUTA!! ESTÃO ME OUVINDO?!!

Doc Sábado - Que isso rapaz, tem crianças aqui.

Mestre Shake - FODA-SE!!! - em alto bom som.

Tempestade - Bom, espero que seja breve isso. Até porque, eu só vim pra ajudar em um desafio, e não pra participar de uma temporada.

Mestre Shake - Carai, pra uma coroa tu até no ponto hein!

Tempestade - Putz... - facepalm.

Johnny Bravo - Aqui tem umas minas muito gata, he he... será que aqui vou ficar com alguma?

Coyote Tech - Rapaz.... o vento até que tá fresco...

Nadja - É verdade, até que tá ventando gostoso. He he... - sorriso.

Ryu - Que tédio.... - boceja de sono.

Speedy Gonzales - Será que dá tempo pra ir ali comprar um suco?

Formiga Atômica - Se tu for, eu também vou hein!

Don - O Chris está demorando, e o Chefe também.... humm, que coisa.

Davis - Algum problema Don?

Don - Aahh, fala Davis. Não é nada demais, é só o Chris que tá demorando. Ele iria receber vocês, se demorar muito, eu que vou ter que fazer o anúncio.

Davis - Ahhh sim, eu entendo. E quanto a Courtney, ela está aonde?

Don - Ela tá lá na mansão Davis, pelo menos até onde sei.

Davis - Beleza, obrigado. - se retira.

Josee - O que essa mulher tá fazendo aqui?!!

Kristina - Essa mulher é perigosa! Ela quase me matou!

Davis e Don - Hum?

Quando Lilithmon foi vista por Josee e por Kristina, logo as duas começaram um escadalo e nisso chamou a atenção de toda a galera que está aqui.

Trent - Essa aí não é a mulher que quase matou os participantes?

Josee - É ela mesma!!

Kristina - O que ela tá fazendo aqui?!

Burdine - Eu achei que ela tinha morrido.

Josee - LIVREM-SE DESSA PRAGA!

Lilithmon - Ohhh droga... (em seus pensamentos: Bem que o Lautaro me disse)

Don - O que tá acontecendo?

Josee - Essa mulher!! Ela não devia estar aqui!!

Don - Ahhn? Mas porque?!

Kristina - Ela tentou matar os participantes, saiu até na TV, ela é muito perigosa!! E eu posso provar!!

Don - Ma-mas, então você é a.... - tenta reconhecer que ela é a Lilithmon.

Lilithmon (em seus pensamentos: É muita gente, se todo mundo ir pra cima de mim eu tô frita!)

Josee - Expulsa ela agora!! - berra

Don - Opa, calma aí não é bem assim!

Josee - Não é bem assim o que?!! - injurada.

Don - E-eu não posso expulsa-la! Tá no contrato! Ela assinou também, e eu nem vou ser o apresentador dessa temporada, vixe...

Josee - Que mané contrato! Ela é uma ameaça a sociedade!!

Don - Ay ay, só o Chris mesmo que vem com essas ideias... - balança a cabeça negativamente.

Yusuke - Ixe, parece que tá rolando uma treta.

Rodney - Que bom que não é comigo.

Josee - Bom, já que ninguém vai fazer o serviço, eu vou!!

Quando Josee tenta fazer algo contra Lilithmon, ele logo ouve um grito. Este grito era de Lautaro e logo chama a atenção de todos naquele começo de furdúncio, e pela voz familiar Lilithmon ouviu e reconheceu.

Lautaro - NÃO ENCOSTE NELA!!!

Don - Ahhn? O que?

Josee - Quem disse pra eu não encostar nela?! - tenta localizar pelos seus olhares;

Lilithmon - La-Lautaro!!

Lautaro - Ninguém toca nela!!

Quando Lautaro se aproximou, logo Don se aproximou e queria entender da situação no meio daquele furdúncio. O filho de Lautaro, Mouche também estava junto e logo vendo a galera ali, ele ficou maravilhado.

Mouche - Caramba! Que maneiro! Eu conheço boa parte dessa galera! He he he!

Lautaro - Não ouse tocar um fio de cabelo dela! - responde a Josee.

Mouche - Que irado!! Tô vendo o Ligeirinho, o Yusuke, o Johnny Test, o Ciborgue! Que show! - animado.

Josee - E quem é você para me impedir?! - cara de mal.

Lautaro - E isso te importa?! Tu só não vai encostar nela!

Don - Ohh meu camarada, como tu entrou aqui? Quem é você?

Lautaro - Eu me chamo Lautaro.

Don - Lautaro... - olha para o filho dele - ....e esse aí?

Lautaro - Ele tá comigo, é meu filho.

Mouche - Tem até o Flash aqui!!

Flash - Opa! Eu não sou completo desconhecido hein, he he. - sorriso.

Lautaro - E essa mulher, ela é minha namorada!! E vou protege-la!

Ao revelar isso, muitos ali presentes ficaram boquiabertos e até chocados, até o próprio Don.

Dot - Mas rapaz!!

Dana - Esse cara é doido?!

Dinko - Será mesmo?

Cara - Eu não sei, mas se for mesmo, ele é corajoso em ser namorado dessa maluca.

Lautaro - Eu estou tomando conta dela, e qualquer um que fizer alguma gracinha, eu irei pra cima! Não importa oque aconteça!

Yusuke - Ihh rapaz, maluco tá bravo hein!

Junko - Do nada hein!

Lagoona Blue - Até que ele é bonitinho hein?

Radi - Mas me parece folgado!

Mestre Shake - Esse cara tá se achando o machão hein!! Se ficar de graça eu o como na porrada!

Don - Então, você tá tomando conta dela, é isso?

Lautaro - Sim, não só to tomando conta dela, como ela é minha namorada.

Don - Hum? É sério?

Lautaro - Sim, ela é minha namorada. - abraça ela colocando frente a ela - ...apenas isso.

Lilithmon fica corada ao ser abraçada perto daquela multidão, e Lautaro logo retruca.

Lautaro - Eu vim aqui pra ver se tá tudo bem. E que bom que vim!

Mouche - Mermão! Tô num paraíso de todo nerd, he he!

Coyote Tech - E mais essa agora?

Lorka - Não basta ter que acordar cedoo, tem essa surpresa a mais.

Don - Caramba! Como você chegou aqui?

Lautaro - Eu só segui o ônibus que buscou ela pela manhã. Apenas isso...

Reef - Você é namorado dela?

Nocaute Joe - Tu quer morrer maluco?

Lautaro - Ela mudou, ela não é mais a mesma que vocês viram. E eu não vou deixar vocês atacarem ela!!

Dave - Ahhn? Mudou?

Trent - Ué como assim?

Mestre Shake - Que putaria tá rolando hein? Não tô entendendo porra nenhuma;

Lautaro - Sim, ela mudou. Ela não é mais a mesma que vocês devem ter visto na TV.

Johnny Test - Bom, eu tô vendo que ela é tá bem diferente do que vi pela televisão.

Tag - É verdade, ela era mais alta.

Tsubasa - Sim sim!

Yusuke - Mas continua gostosa! He he he - fala em tom de piada, embora com um pouco de verdade.

Lautaro - Desde aquele dia, ela mudou, como vocês podem ver. Quem a viu na TV, vê que ela não está mais tão alta e não se veste daquele jeito que vocês viram.

Nocaute Joe - Bom, isso é verdade.

Flain - Sim sim!

Don - Caramba, e-eu não sei se fico surpreso com isso ou espantado.

Lautaro - Acredite, ela mudou... alguma coisa deve ter acontecido, mas ela mudou.

Radi - Mas e como ela mudou? Assim do nada vai dizer isso, sendo que ela quase matou gente lá no programa!

Josee - Vai ver que ele é capanga dessa vadia!

Lautaro - Fica quieta! Lave a boca pra falar dela sua vagabunda! - aponta o dedo.

Josee - Vagabunda!!? Você me chamou de vagabunda?! Ora seu!! Vou colocar seu nome na macumba seu maldito!! - aponta pra ele.

Lautaro respirou profundamente, enquanto Lilithmon olhou para ele com um 'rabo de olho', enquanto ele a abraçava por trás, até que Don se aproximou.

Don - Hey meu caro, se acalme. Relaxe... pois bem, tu disse que ela mudou né?

Lautaro - Sim. Ela chegou a perder a memória quando eu encontrei ela sozinha e jogada por aí.

Don - E-eu não sei bem o que dizer sobre isso... - coça a cabeça sem o que dizer.

Lautaro - Mas é isso que aconteceu.

Burdine - Ahhh é sério que vão acreditar nessa merda? Expulsa essa guria daqui! Vai que ela pode tentar matar a gente!

Jack Spicer - Olha, não sei não hein...

Davis - Com tantas bizarrices que tem acontecido por aí, até que faz sentido.

Ellody - É verdade.

Don - Humm, você achou ela?

Lautaro - Eu e meu filho...

Mouche - Caramba! Tem até um copão com bracinhos, he he he

Mestre Shake - Ô moleque! Mais respeito seu pirralho!! Se eu atirar uma gosma em você tu morre sufocado!

Lautaro - Puff... Eu sabia que isso iria dar merda. Ela não deveria estar aqui.

Don - Hum, então quer dizer que...

Lautaro - Ahh, então você não sabe?

Don - Do que?

Lautaro - Foram até minha casa e intimaram que ela participasse, por conta de um contrato que ela assinou.

Don - Ahhh sim, o contrato. Ela assinou e não se ligou as letras miúdas né?

Lautaro - Ahh então você sabia é?!

Don - Não, na verdade não. Só que quase todo mundo reclamou da mesma coisa.

Lautaro - Aahhh imagino.

Don - Mas o que você vai fazer? Você vai tirar ela da competição?

Lautaro - Eu gostaria. Mas infelizmente sei que não é possível, nem com uma ação judicial.

Don - É, até porque é contrato. Tu poderia rescindir o contrato dela.

Lautaro - Eu até queria, mas não tenho dinheiro pra multa no caso de rescisão.

Don - Putz, aí complica.

Lautaro - Amigo, eu não quero brigar com você porque você não tem culpa do que pode tá acontecendo.

Don - Não não, não estamos aqui pra isso.

Lautaro - Mas eu quero ter a certeza de que vai ficar tudo bem com ela.

Don - Você parece gostar muito dela hein. E-eu não estou entendendo nada, até porque, tudo que aconteceu envolvendo sua namorada e de repente ela mudou, isso é muito pra minha cabeça.

Lautaro - Entendo, eu entendo.

Don - Bom, ela vai estar competindo agora, e contrato é aquilo. E você deve saber que rescisão de contrato é complicado.

Lautaro - Entendo. Bom, eu quero falar com ela, me permita?

Don - Bom, tudo bem cara, só não demora muito, porque está uma completa bagunça aqui. Eu tô tendo que tampar buraco, sabe. Serião.

Lautaro - Tudo bem. Sem problemas.

Don - Okay! Percebi que vocês realmente se gostam né. Não demora muito tá? - se afasta.

Lautaro - Está bem.

Com devida autorização, os dois sairam ali dos arredores da galera e ficaram atrás da arquibancada. Quando Don se afasta, Lilithmon corre pra abraçar Lautaro, e ela toda emocionada o abraça e logo o surpreende, os dois ficaram abraçados ali sozinhos.

Lilithmon - Lautaro! - beija ele com toda força dos seus lábios fazendo até barulho.

Lautaro - Ahhh q-que beijo gostoso. - sorriso tímido.

Lilithmon - Depois de fazer o que fez por mim, você merece mais do que um simples beijo. - sorriso.

Lautaro - Ohh m-meu anjo... - faz um leve carinho na cabeça dela. - ...eu sou seu namorado ué, eu tenho que cuidar de você.

Lilithmon apenas sorri amorosamente pra ele, as asas de morcego dela se movem e ela logo comenta.

Lilithmon - Que docinho meu amor!! - toda boba.

Lautaro - Bom, eu estou aqui tá bom?

Lilithmon - Sim meu bem.

Lautaro - Te amo... - dá um beijo no topo de sua cabeça.

Lilithmon - Oh meu amor, você veio me ver mesmo.

Lautaro - Eu não poderia deixar o meu amor sozinha, na situação em que ela poderia acabar se metendo.

Lilithmon - Que bom que você veio. Por um minuto eu achei que eu iria ser linchada. Foi tudo muito rápido.

Lautaro - Na verdade tu nem deveria tá aqui, tu deveria estar comigo em casa.

Lilithmon - Sim meu amor.

Lautaro - Mas já que estamos aqui, eu vim aqui pra ver como você tá.

Lilithmon - Eu estou bem. E melhor agora com você. - fecha os olhos e sorri rapidamente.

Lautaro - Certo. - sorriso.

Por um momento eles ficaram em silêncio, mas logo Lautaro ao olhar para ela enquanto a abraçava, ele comenta.

Lautaro - Eu percebi uma coisa.

Lilithmon - O que meu querido?

Lautaro - Olhando bem, você me... m-me...

Lilithmon - O que meu bem?

Lautaro - Se não fosse esse seu traço oriental, você seria praticamente a cara cuspida da minha falecida esposa.

Lilithmon - É sério?

Lautaro - Uhum. Sim, você lembra muito.

Lilithmon - Qual era o nome dela?

Lautaro - O nome dela era Lilianna.

Lilithmon - Ahhh, parecido com o meu nome. Isso é bastante interessante. Será que eu posso ser considerada um 'revival', he he he... - fazendo piada.

Lautaro - Que nada, eu amei muito ela, mas ela iria querer que eu ficasse com você se estivesse aqui. Assim como eu amo muito você.

Lilithmon - Awwnn, que fofinho. Bom saber disso. - sorriso doce.

Lautaro - He he he

Lilithmon - Então meu querido, eu vou voltar pra lá onde está o pessoal. Tá?

Lautaro - Tudo bem. Eu vou ficar aqui como ''cão de guarda'', tá?

Lilithmon - Uiiie, vai ser meu guarda costas né? - seduz na voz.

Lautaro - Com certeza. Bom, eu vou te buscar quando acabar isso, tá?

Lilithmon - Tudo bem meu anjo.

Mouche aparece frente ao casal, mas logo quando ele aparece, Lautaro fala com ele.

Lautaro - Vambora.

Mouche - Ué? Mais já?

Lautaro - Vamos, a Lili vai voltar pra lá.

Mouche - Ué? E não posso ficar lá também?

Lautaro - Não. Você vem comigo.

Mouche - Aahhh poxa, que droga.

Lilithmon - Não se preocupe Mouche, eu vou te contar tudo quando terminar, está bem? - se aproxima dele e esfrega a mão no cabelo dele.

Mouche - Ohhh, então tá Lili! Arrebenta lá, tá?! - gesto de positivo.

Lilithmon - Certo. - sorriso.

Lautaro - Boa sorte meu amor. Qualquer coisa estou aqui.

Lilithmon - Obrigada meu amor. - pisca o olho.

Lautaro - Lembre-se que estou aqui, e você não é mais aquela mesma, de agora em diante, bola pra frente.

Lilithmon - Certo.

Quando Lilithmon retorna as arquibancadas do estádio ela se senta um pouco afastada da galera, e Don a vendo ali, ele estava a comentar, entretanto Josee já dizia.

Josee - O que essa mulher ainda tá fazendo aqui hein?

Don - Simples! Ela vai ser uma competidora, assim como todos vocês que estão presentes, e mais três cabeças que ainda vão se juntar a vocês.

Lilithmon - É isso aí! Pfzzz - faz uma careta e mostra a língua pra Josee

Josee - Mostra essa careta pra sua vó!! - rosna.

Ultrox - Competidora?

Six - Assim como todos nós? Quer dizer que?

Don - Sim. Vocês serão os participantes do Total Drama Cartoon Network 2!

Apesar de muitos já saberem, alguns ainda ficaram surpresos com a notícia, mas Don iria falar novamente.

Don - Vocês todos são os 87 competidores desta temporada.

E quando Don anuncia que a segunda temporada teria a presença de 87 participantes, chama mais a atenção da galera, com gritos e onomatopéias de ''O que?'', ''Wow!'', ''Uóo'' e etc.

Don - Sim, 87!

Stroker - 87? POURRA!!

Mestre Shake - 87 É DO SPORT!!

Scott - Mas peraí, 87? Não é muita gente.

Trent - Pode demorar anos pra acabar a temporada. Já que sai um em um;

Don - Vocês serão divididos em 29 equipes de três membros para uma disputa em especial, na qual três de vocês dividirão o prêmio em dinheiro!

Yusuke - Então teremos três campeões?

Johnny Test - Que maneiro!

Don - Sim, será um outro formato, até porque, não dá ficar eliminando 87 cabeças em cada dia né? He he he...

Yusuke - Ahhh bom!

Ellody - Então será tipo a Corrida Alucinante não é?

Don - É isso pessoal mesmo. Bom em breve vocês receberam um novo convite para a nova temporada.

Esquilo Intranquilo - Então já podemos montar nossas equipes?

Formiga Atômica - Se for pra montar equipes, eu quero uma equipe boa hein!

Dana - Não quero nenhum chorão na minha equipe! Yiaah! - esbraveja.

Don - Ainda não. Até porque ainda estamos desfalcados de quatro competidores.

Esquilo Intranquilo - Ahhh sim! Entendi.

Johnny Bravo - Eu espero fazer equipe com duas gatinhas, he he... - faz pose com os músculos.

Josee - E eu só espero que minha equipe não tenha uma cambada de inúteis. Não bastava o meu parceiro Jacques que é o calcanhar de Aquilles da dupla, fuuu...

Don - Quem sabe que surpresas podem rolar nesta nova temporada. Mas, vamos lá que já já os finalistas estão chegando!

Mestre Shake - Aeeh, estou doando filhotes de pitbull galera, todas vacinadas.

Don - Ahh é sério Shake? Que maneiro.

Mestre Shake - É que agora que vou pro Brasil, eu não posso ficar com eles.

Scott - E como são eles?

Mestre Shake - São 3 pintada na cara e 3 pintada no rabo, tem interesse.

Scott - Mas é claro!! Me manda eles depois!

- IAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHH!!!!

Scott - O que foi gente?

Kurt - Ha ha ha! Mó vacilão!!

Mestre Shake - He he he, tu vai adorar quando eu te der uma pintada na cara né viadão?

Scott - Filho da puta!

Jack Spicer - Isso promete. He he...

Kristina - Nossa, isso foi muito 5ª série hein.

Yusuke - Mas isso que é o bom.

Don - He he he, essa foi boa hein.... - controla o riso.

Scott - Desgraçado! Se ficar de gracinha te arrebento!

Mestre Shake - Tenta sorte. - sorri confiante.

Scott - Vai se foder!! - balança o punho fechado ameaçando o Shake.

Pica-Pau - Ha ha, essa gente inventa cada coisa né?

Pulga - O Pulga acha que o ruivo caiu na piada.

Rex - Humor de 5ª série é sempre o melhor, he he he...

Tomoyo - Olha, não sei não, mas eu queria ver os filhotinhos que o copinho tem.

Mutsumi - Ahhh, eu também. - sorriso fofo.

Rex, Pulga e Pica-Pau se encaram e fazem uma cara de pasmos ao ouvirem o que as duas garotas falaram e se lembrarem da merda que o Shake falou.

Don - É, em poucos minutos já tô vendo que essa nova temporada promete. He he... - risos.

[...]

Retornando aos arredores da mansão, uma mulher misteriosa se apresentou como Sonia, e ela disse que era irmã de Ivan.

Courtney - Você é a irmã desse cara?

Sonia - Sim. Eu sou irmã do Ivan.

Cloe - Se ela é a irmã dele, então quer dizer que, ela veio ajudar ele né?

Sonia - Não esquente com isso, eu não vim ajudar ele.

Irwin - Aahhh ufa!! - suspira.

Sonia - Pelo contrário. Eu quero impedi-lo de que faça o pior.

Ivan - Finalmente nos encontramos minha irmãzinha, depois de tantos anos.

Chris - Mais que palhaçada! Ô produção! Vão ficar permitindo esses idiotas ofuscarem meu brilho!! Eu sou a estrela deste programa!

Os dois irmãos se encaram rapidamente com olhares sérios, mas logo Sonia se aproximou de Annie e desamarrou ela.

Sonia - Ma-mas o que é isso... - desamarra e tira a mordaça dela.

Annie (sem as mordaças) - Uaaaahhh!! - respira - ...Ay! Muito obrigada!!

Sonia - Foi o meu irmão que fez isso com você é?

Annie - Uhum...

Sonia - Merda. Você vai ficar bem né?

Annie - Si-sim, eu vou... - fica de joelhos no chão.

Sonia - Ótimo. E vocês? Ninguém se machucou? - se aproxima do pessoal, mais precisamente os que estavam a linha de frente.

Kurenai - Não, está todo mundo bem.

Kuki - Nossa! Que linda você!

Sonia - Ohh muito obrigada minha pequena. - coloca a mão na cabeça de Kuki.

Kuki - Parece até um algodão doce com esse cabelo.

Sonia - Algodão doce é? He he - risos bobos.

Goku - Humm, sabia que me deu até uma fome agora, he he...

Sonia - Bem, vocês conseguiram parar ele. Então vocês não são de bobeira.

Cebolinha - É, sabe como é! He he he - se sentindo.

Sonia - Ahhh então é você que é o mais forte né garotinho? - se referindo ao Cebolinha.

Cebolinha - Clalo que sou, he he he - se achando.

Quando Cebolinha tomou os holofotes para ele, um breve momento de descontração, com boa parte da galera ou rindo timidamente ou achando aquilo tosco.

Cloe - Esse Cebolinha se acha mesmo hein... - balança a cabeça de forma negativa.

Irwin - Aeeh! Isso é verdade, ele tem vez que se acha hein.

Zoom - É por isso que ele é legal. He he he - zoa.

Irwin - Aeeh! E eu não sou legal?! - indaga.

Zoom apenas ri timidamente com a intenção de zoar com a cara de Irwin. Entretanto, logo Sonia volta suas atenções a seu irmão.

Sonia - É lamentável meu irmãozinho. Você é tão poderoso, mas continua tão imaturo.

Ivan - Porque raios você está fazendo aqui?!

Sonia - O seu nervosísmo te faz cair de nível. Qualquer lutador com um pouco de saúde mental poderia te dar trabalho.

Goku (em seus pensamentos: Não é que ela pensou o mesmo que eu, ha ha)

Ivan - Se você veio ficar me dando lição de moral, você perdeu a viagem. - resmunga.

Sonia - Não, eu não vim te dar nenhuma lição de moral. Eu vim te trazer de volta.

Ivan - Hum? O que?

Sonia - Sim, eu vim te trazer de volta e...

Quando Sonia rapidamente olha para trás e desvia o foco de Chris, ela ao se deparar com Cebolinha, ela logo comenta.

Sonia - Hey! Olhando bem. Eu me lembro de você garoto. - corta o assunto.

Cebolinha - Ahhn, eu? Vo-você lembla de mim?

Sonia - Sim. Eu lembro que você... hum.. você... - aponta para Reina - ...você... - aponta pra Haruna - você. - aponta para Flapjack.

Haruna - Ahn? Você lembra de mim?

Reina - Como assim?

Flapjack - RIARAIRARIARIARAIRAIRRAIRAIRAIRAIA!! - começa a entrar em modo automático de maluquice.

Zoom - Amor, você chegou a falar com essa mulher?

Haruna - Não, eu nunca a vi na minha vida.

Cebolinha - He he he, bom, eu não conheço essa senhola bonita, mas se ela me conhece é polque estou ficando muito popular.

Sonia - Vocês talvez não se lembrem, mas quando vocês estavam no hospital precisando de socorros urgentes, eu que providenciei tudo quando vocês estavam quase morrendo por hiportemia.

Haruna - Ahhn? O que?

Zoom - Ahhh esse dia!! Foi naquele dia que teve o desafio em que todo mundo teve que ficar num lugar frio!

Cebolinha - Eu me lemblo! He he he, eu ganhei até o desafio.

Haruna - Mas peraí, você nos ajudou, é isso?

Sonia - Sim! Foi eu que ajudei vocês, naquele dia. - sorriso breve - ...eu vi vocês naquele estado.

Reina - Ma-mas como?

Sonia - Irei explicar isso com mais calma depois. Fróide explica essa também, he he...

Goku - Oxi, parece que as surpresas não param de aparecer - coça a cabeça.

Kuki - É verdade, senhor Goku.

Sonia - Aliás, não sei se vocês lembram, mas, alguns de vocês estiveram em um interrogatório quando houve um incidente com a tal Lilithmon, certo?

Kurenai - Err, sim?

Goku - Eu também estava.

Courtney - Tá, mas o que isso tem a ver?

Sonia - A pessoa que estava no interrogatório comandando aquilo tudo era eu.

Courtney - Ahhn?

Kuki - Ma-mas como assim?

Sonia - É, eu sei que é bizarro, mas eu usei um programa de manipulação de voz e tive que me disfarçar.

Kuki - Caramba!!

Courtney - Err, e-eu não estou entendendo mais nada!

Kuki - Nem eu.

Sonia - Nessas duas ocasiões eu estava a procura do meu irmão, e nisso, eu fui investigando. E vi que tava tendo algumas atividades fora do comum pelos arredores de Araruama, sabe.

Haruna - É bastante estranho. Naquele dia do desafio lá que ficamos no frio, eu achei que você ia morrer meu amor.

Zoom - Que bom que isso não aconteceu né?

Haruna - Graças a Deus. Mas, ainda sim, foi bastante estranho tu ter me recuperado do nada.

Reina - É, eu também nem sei como eu fiquei boa depois daquilo. Foi tudo do nada, sem explicação.

Cebolinha - É veldade. Eu também não me lemblo.

Sonia - Como eu tenho formação policial também, eu pude exercer o papel de interrogar vocês, mas tive que me disfarçar para isso, tanto voz quanto postura.

Kurenai - Humm, tá aí uma explicação plausível, apesar de ainda ser estranho.

Courtney - Então aquela pessoa que conversou com a gente era uma mulher o tempo todo.

Cebolinha - He he he, e uma mulher muito bonita.

Sonia - Exato.

Zoom - Isso aqui não para de ter surpresas.

Frango Robô - Aeeh na moral! Que porra hein!! Só foi eu sair, que do nada começou a rolar umas porra bizarra hein!

Zoom - Ahhn? O que Frango?

Frango Robô - Do nada aparece um monte de doido querer matar a gente, e agora aparece o rei de todos os doidos querer matar a gente e o Chris, e agora aparece uma gostosona que se diz irmã do rei de todos os doidos! Puta merda hein!!

Sonia - Esquenta não franguinho, eu vim em paz.

Frango Robô - Franguinho!! Ohh muié, faz favor, não me chama de franguinho não né?! - gesticula.

Sonia - Bom, ao menos eu cheguei a tempo. E parece que ninguém se feriu com as burradas do meu irmão. Hey, ele deu trabalho né? - pergunta justamente a Goku e Kurenai.

Goku - Que nada. Ele não fez nada.

Kurenai - É, relaxa. Todo mundo tá bem.

Goku (cochicha: Até porque, do jeito que ele tá, ele não vai arrumar nada, he he) - risinhos.

Sonia - Que ótimo.

Dawn - E então? O que vai acontecer agora?

Fabia - Eu não sei, sinceramente... - suspira.

Dawn - Espero que isso acabe logo.

Irwin - Aeeh! Como será que deve tá a final?

Dawn - Espero que esteja tudo bem com os dois, tanto Plucky quanto Sherwood.

Sonia após se ''apresentar'' ao pessoal, ela logo indagou o irmão com rigidez.

Sonia - Não bastava você fazer isso, né meu irmão, mas usou até a Lilithmon pra isso, você sabe bem o que acontece pra trazer um digimon para nossa realidade, né?

Ivan - Isso não me interessa.

Jessie - Do que eles falando?

Susan - E-eu nem faço ideia.

Sonia - Coitada da mulher que VOCÊ usou de cobaia para fazer ela ter a inteligência artificial da Lilithmon!

Cloe - Ahhn? Inteligência artificial?

Irwin - Aeehh! Tá tendo até ficção cientifica? Tô gostando de ver hein, ha ha.

Frango Robô - Tá vendo! Depois que eu sai, só tá dando coisa de pancado! Sai fora! - balança a asa.

Kuki - Irmãzona, eles estão discutindo?

Kurenai - Parece que sim, e espero que não saia disso e eles se entendam.

Viewtiful Joe - Pow, eu fiz o Henshin pra nada mesmo? É isso.

Docinho - Ahhh que mané discussão. Eu quero que comece a porrada! E quero brincar um pouco também.

Kurenai - Menos Docinho!

Ivan - E daí?! Era necessário pro meu plano. Você acha mesmo que vai me convencer de parar?

Sonia - Eu não só vou te parar como vou te levar pra casa.

Ivan - Pra você me parar, hurr... - rosna - ...não me faça ter que usar minha força.

Sonia - Você sabe que o tipo de arte que eu aprendi é bem diferente da sua. Por mais poderoso que você seja, não dá num contra um, contra mim

Ivan - O que? Você tá me subestimando?!

Sonia - Não adianta poder se tu não tem técnica meu irmãozinho.

Ivan - Você vai se arrepender do que diz!! - fica mais nervoso.

Sonia - Hum, você não vai fazer nada, ainda mais porque você não tem motivo de tentar me atacar.

Goku - É, Sonia, tá tudo bem aí?

Sonia - Está sim Goku.

Goku - Ahhn? Você sabe meu nome? Eu nem me apresentei.

Sonia - He he, assim como meu irmãozinho, eu fiquei sabendo de você e seus amigos.

Cebolinha - Ohhh, então ela sabe de mim também?

Kuki - E de mim?

Sonia - Sim, eu pesquisei um pouco de vocês antes de vir pra cá, e de todos os passos do meu irmão. - sorriso.

Cebolinha - Wow! Calamba!!

Sonia - Só acho estranho uma coisa.

Kurenai - O que?

Sonia - Isso aqui é uma final certo? Cadê os finalistas?

Kurenai - Eles estão no desafio.

Sonia - Eles não estão sabendo disso que tá acontecendo?

Kurenai - Não. Não estão.

Sonia - Caramba...

Ivan - Olha irmãzinha, não importa! Eu irei ACABAR E MATAR ESSE CARA DE UMA VEZ POR TODAS!! - se referindo a Chris.

Sonia - Hum? Matar alguém?

Ivan - SIM! EU IREI MATAR ESTE HOMEM!! - aponta pra ele.

Chris - Hey! Não aponta pra mim não! Não sou seus amigos.

Sonia andou para perto do Chris e se aproximou dele, e ela apontou para Chris.

Sonia - Esse carinha? É esse carinha que você quer tirar a vida?

Ivan - Esse carinha foi o maior percursor de minha desgraça! Ele deve pagar!!

Sonia - Então foi ele que você me contou né? 

Ivan - Sim! Este desgraçado acabou com a minha vida!!

Sonia - Esse engomadinho aí? Foi ele?

Chris - Mais respeito mulher! Com o dinheiro que eu ganho, eu compro até sua casa!! - resmunga.

Sonia - Tá de sacanagem né?

Ivan - Ahhn? - questiona.

Sonia - 10 gerações da minha família, e você quer usar os seus poderes contra um apresentador de reality-show?

Ivan - Não interessa! O que ele fez comigo psicologicamente foi horrível!! Ele merece pagar!! - enfurecido e com dor profunda na alma.

Sonia - E o pior, não só isso, como ainda se tornou um vagabundo... - lamenta.

Courtney - Virou discussão familiar isso, que coisa hein... - cruza os braços.

Cash - Barraco as vezes é bom demais de ver, he he he. - sorriso maldoso.

Ivan - Vida de vagabundo é bom, é bom demais! - começa a dançar do nada e bate na palma da mão;

Irwin - Ihh rapaz! - surpreso com a dancinha surpresa de Ivan

Sonia - Lamentável.... - balança a cabeça.

Ivan - Lamentável? Eu tenho todas as casas, he he he... - dá um chute de capoeira no vácuo. - ...toda casa eu entro tipo Xande de Pilares! Só pego um cigarro pra fumar sem isqueiro a pampa!

Frango Robô - Ma-mas que porra é essa doido?!

Ivan - Tudo no esquema pra mim! Qualquer casebre é minha casa! Ha ha - risos bobos.

Sonia - [...]

Ivan - PORRA! EU TENHO SORTE PRA CARALHO!!! - se joga no chão e se deita - ...desse jeito eu nunca largo essa vida de vagabundo!

Irwin - Ihh rapaz, ele pirou!

Cash - Bem que ele tem cara de sequelado mesmo, pffz...

Docinho - Err, o q-que... o que tá acontecendo com ele hein? Ele endoidou?

Susan - E-eu também não sei... err... cheer...

Kuki - Que maluco doido! Daqui a pouco vai tá chamando urubu de meu loro.

Irwin - Aeehh! Até que gostei dos passos dele hein! Rá!

Ivan - EU QUERO QUE O MUNDO SE FOOODAAAA!!!!! - bate a palma da mão na própria perna - É NÓIS!!

Após aquele xingamento desnecessariamente aleatório, um silêncio se perdurou, pois aquilo foi muito surpreendente vindo de um cara que estava para acertar as contas com alguém em específico. Totalmente WTF?!

Ivan - Você nunca irá me entender!! Nunca!!

Sonia - Supere isso irmãozinho! Supere!!

Ivan - NÃO HÁ COMO!!! NÃO TEM COMO!!

Sonia - Você é melhor do que isso!

Ivan - Você não sabe a dor que é não poder sonhar! Realizar os seus sonhos! Ser forçado a seguir certas coisas por conta de um maldito destino! Você não sabe!

Sonia - É claro que eu sei! E é por isso que eu não segui o caminho da nossa família! Eu me orgulho em saber que você tinha um sonho justo e honesto que não prejudicasse ninguém!

Ivan - E mesmo assim eu só me dei mal! Eu só me ferrei! Minha vida foi arruinada!! E este homem! - aponta para Chris - ...terá que pagar pelo insulto.

Sonia - É horrível saber que você se estragou tudo por mesquinharia.

Ivan - Não é mesquinharia! Isso é vingança! E aposto que se eu por um fim nisso, muitos vão se sentir representados!

As palavras de puro ódio de Ivan ecoavam pelos demais aprticipantes e até faziam certo sentido. Alguns como Cash, Docinho, Reina, Haruna, Cloe e Zoom ouviam aquelas palavras e sentiam o peso delas.

Sonia - Representados?

Ivan - Eu posso ser uma voz a essas pessoas! Pessoas que sofrem! Que não podem responder a altura porque este mundo do show bis é um mundo cão! Um mundo da carne! E eu sou uma resposta!

Sonia - Resposta? Você colocou em risco a vida de pessoas que não tinham nada a ver com seus problemas.

Ivan - Espório de guerra. Como toda revolução!

Sonia - Que horrível ouvir isso...

Ivan - Você nunca entenderia o sofrimento que eu passei. Eu nunca pude realizar os meus sonhos! Eu sempre fiquei preso por conta dessa maldita tradição! Por conta dessa maldição da nossa família! Tudo por isso!!

Sonia - Isto não é desculpa! Eu também tive a mesma criação que você e nem por isso sou assim! Eu segui meu caminho!!

Ivan - Você nunca teve a pressão da nossa família! Você mesmo sendo a mais velha, você é mulher! Numa família claramente machista, incluindo as mulheres, você nunca representaria a nossa família!

Sonia ouvia aquilo e ficava triste, mas mantinha a expressão firme. O silêncio era absoluto, mas Ivan continuava a falar.

Ivan - Enquanto eu! Eu sempre era visto como o prodígio! Eu tinha que ser forçado a fazer coisas que eu não quero por conta de maldito destino!! Minha vida sempre foi uma desgraça!!! - falava com tamanha dor.

Sonia - Ivan... não diga isso....

A dor de Ivan era tamanha, e ele começava a chorar mesmo em sua face de fúria, entretanto, ele ainda sim escutava sua irmã. Entre aquilo, um silêncio dos demais participantes que viam aquilo completamente parados, e não se envolviam na discussão, pois tinha chegado a patamares emocionais enormes.

Sonia - Eu te amo meu irmão, eu estou fazendo o que posso para te ajudar. Por favor, pare com essa loucura. Não estrague sua vida, pelo menos por mim.

Ivan - Grr.... não! Não!!

Sonia - Me dói te ver assim! Ver você sofrer! Eu adoro saber que você tem sonhos, e sonhos honestos! Mais sempre terão obstáculos, mas é nisso que você tem que ser forte! - bate o punho na palma da outra mão - ...Esqueça isso!!

Ivan - NUNCA!! EU NÃO VOU PARA ATÉ MATA-LO! NUNCA!!

Susan - Cê acha que devemos nos meter?

Goku - Não. Espere... - apenas apaguiza.

Cebolinha - Senhor Goku, acho que a coisa tá ficando feia. Não vai fazer algo não?

Goku - Espere Cebola, apenas esepra.

Zoom - Parece que ele não vai dar o braço a torcer.

Haruna - Si-sim... - falava aquilo com lágrimas nos olhos.

Zoom - Ahhn? Meu amor? Vo-você...

Haruna - Humm... snif... - não fala mais nada.

Zoom repara que sua amada Haruna estava chorando timidamente, e ele a conforta, ele entendeu que ela estava emocionada com toda aquela situação. Logo ele beija ela e a puxa para um abraço.

Sonia - Ivan! Por favor!! Eu suplico com isso!!

Ivan - NÃO! NÃO E NÃO!!!!

Chris - AAAAHHHH JÁ CHEGAAA!!

Quando Chris grita todo raivoso com aquela situação, logo chama as atenções novamente para ele.

Chris - Aahhh que palhaçada do caralho! Amigo! Se toca maluco! Chega desse showzinho patético!

A reação de Chris totalmente irritado pela falta de atenções a ele, chamou a atenção do ferido Ivan.

Chris - NINGUÉM QUER SABER DO QUE TU PASSOU! MERMÃO! TU TÁ ATRAPALHANDO O ANDAMENTO DO SHOW BIS! ESTÁ TIRANDO TODAS AS ATENÇÕES A VERDADEIRA ESTRELA DO PROGRAMA!! SABE O QUANTO QUE EU PODERIA ESTAR GANHANDO DE CACHÊ COM CADA MINUTO QUE FOI PERDIDO PORQUE AS CÂMERAS FOCARAM EM VOCÊ AHN?! ISSO! EU PODERIA TÁ GANHANDO MUITO DINHEIRO!! ENTÃO MERMÃO! SE ADIANTA E VAI CHORAR EM OUTRO LUGAR SEU BEBEZÃO!!

Enquanto ouvia todas aquelas palavras ofensivas de Chris, Ivan carregou seu braço com uma energia negra e se irritou mais ainda.

Ivan - DESGRAÇADO!!!

Chris - QUE PALHAÇADA!!! CADÊ A PRODUÇÃO PRA EXPULSAR ESSE MALUCO QUE SÓ QUER APARECER? OU MELHOR? CADÊ A POLÍCIA FEDERAL, NARCOTRAFICANTES, MILICIANOS, MILITANTES, STF PRA EXPULSAR ESSE CARA? NINGUÉM QUER SABER DO SEU CHORO E QUE SE DANE SUAS DORES DE SUA FAMÍLIAZINHA QUE VIVE EM ANONIMATO E QUE PROVAVELMENTE DEVE TER VERGONHA DE TER PARRIDO UM FILHO TÃO FROUXO COMO TU. EU HEIN!

As palavras ofensivas de Chris magoaram por completo Ivan ainda mais, entretanto, alguns participantes ficaram revoltados e para eles, deixariam que pelo menos Ivan descesse a porrada em Chris.

Reina - Mas que desgraçado!

Haruna - Como ele pode ser tão cruel?

Irwin - Aeeh! Isso que ele falou não foi nada legal!

Kuki - Como pode ser tão malvado!!

Jessie - A gente deveria proteger esse maluco mesmo?

Kurenai - Eu achava que o Chris tinha um caráter duvidoso, agora eu tenho certeza de que ele não tem nenhum caráter.

Goku - Cês me perdoem a palavra que eu vou falar, mas que FDP INSENSÍVEL!!

Quando Goku soltou um palavrão pela metade, acabou surpreendendo a todos os demais participantes, já que era algo incomum.

Frango Robô - MAAALUUCOO! - surpreso.

Zoom - O Chris é tão maldito que até o Goku falou palavrão pra expressar sua raiva.

Kuki - Falou palavrão senhor Goku! - aponta.

Franklin - Palavrão? Ele falou palavrão!

Goku - Ei, eu só falei as inciais! Eu só falaria palavrão se eu falasse FILHO DA... (interrompido)

Ivan não aguentou e explodiu de raiva, ele concentrou uma esfera de energia de sua mão e sem pensar, ele se prepara em disparar um tiro de energia negra em direção de Chris, enquanto todos se distrairam com o palavrão de Goku.

Ivan - ENTÃO MORRA!!!

Sonia - Ay não!!

Goku - Ahhh, mas que droga!! - não consegue se recompor de seu estado de paz.

Chris - AY JESUS!!

Sonia - AAHHH CUIDADO!!

No instante, Sonia se joga em frente ao ataque de energia de Ivan e ela leva o golpe no lugar de Chris, embora este acaba indo pra trás e cai no chão sentado.

Sonia - AAAAAAHHHHH!!! - cai no chão.

Ivan - NÃAAAOOO!!!!

Chris - Ma-mas que porra foi essa?!

Um completo choque aquela cena, na qual Ivan em toda sua fúria acaba ferindo a sua própria irmã, e mesmo que tenha sido sem intenção de feri-la, toda a maldade e o ódio carregado que ele tinha foi ao ralo, ao ver que a pessoa que mais se importou com ele foi ferida pelo mesmo.

Ivan queria atacar Chris em um acesso de raiva, entretanto, Sonia se colocou a frente de Chris e recebeu o golpe. Ele tinha atacado em um momento de distração de todos presentes, mas desesperado ele foi ver a sua irmã, como ela estava após receber um golpe de energia muito concentrada em seu corpo.

Ivan - SO-SONIA!! SONIA!!! - vai correndo em direção dela.

Ivan corre em direção a Sonia e vendo ela caida no chão, ele abraça ela

Ivan - SO-SONIA.... - cai de joelhos. - ...mi-minha irmãzinha!!

Sonia - Uhhh... puxa... - caída no chão.

Ivan logo apoiou Sonia que tinha caído ao chão, e ele apoiou ela da parte da sua coluna pra cima em seus braços, já que ele se ajoelhou. Logo em seguida, alguns dos participantes também foram se aproximar de Sonia pra ver como ela estava, já que Ivan não oferecia mais perigo.

Ivan - E-eu... eu não... eu não queria fazer isso... e-eu não queria... - desolado

Sonia - Tudo, tudo bem.. - sorriso tímido.

Kurenai - Sonia! Está tudo bem com você?

Cebolinha - Calamba! Deve ter doído!

Goku - Tá legal? - se ajoelha e se aproxima de Sonia.

Sonia - E-está tudo bem... - sorriso fraco.

Susan - Com um golpe daqueles? Tem certeza? - pergunta realmente preocupada.

Sonia - I-isso foi só uma arranhãozinho, he he... - risos bobos - ...eu tenho muita resistência a esse tipo de magia.

Frango Robô - POURRAAA!! Só um arranhãozinho?

Rhino - Rhino se levasse aquele golpe com certeza estaria morto.

Sonia - O tipo de magia que eu pratico me faz ser imune a esse tipo de golpe. He he he...

Ivan - Vo-você está bem mesmo?! - bastante preocupado.

Sonia - Relaxa. Eu sou mais forte que cê pensa. - sorriso. - ...aliás, foi até bom eu ter levado o golpe e não o Chris

Ivan ao ver sua irmã após levar um golpe que ele mesmo teve autoria, ele sentiu na pele que sua dor e revolta além de feri-lo emocionalmente, acaba ferindo uma das poucas pessoas que sei mportava com ele.

Ivan - E-eu não farei mais isso! Eu não farei mais... e-eu juro! - jura com todo o coração.

Sonia - Irmãozinho?

Ivan - Eu prometo que não farei mais isso! Eu prometo. E-eu, eu não quero mais isso! Eu não quero mais me vingar! Não mais!

Sonia apenas sorri enquanto estava nos braços de seu irmão, mesmo não tendo ocorrido nada de tão grave segundo ela.

Sonia - Irmãozinho, vamos pra casa. Está bem?

Ivan - Uhum... si-sim... - começa a chorar.

Sonia - Vai ficar tudo bem.... - sorriso.

Com isso, Sonia aproveita e abraça o irmão ali que chorava copiosamente e com enorme remorso, já que ele feriu a única pessoa que se importava com ele desde sempre e que sempre apoiou ele em seus sonhos e objetivos. Nisso todos os presentes com exceção de Chris e talvez alguns dos participantes até se emocionaram com o momento.

Susan - O que um amor de irmão não pode fazer?

Haruna - Coitadinho dele.

Cash - Coitadinho? Ele poderia ter nos matado disgrama!

Susan - Ouvindo toda a história, ele não me parece ser uma má pessoa, só alguém que se magoou muito com a vida.

Jessie - Precisou que alguém que ele ama tanto se ferir pra ele enfim cair em sí.

Cebolinha - É elado sentir pena dele?

Susan - Não, não há nada de errado Cebolinha.

Viewtiful Joe - Parece que enfim tá tudo controlado.

Jessie - Assim espero.

Viewtiful Joe - Aeh Goku, tu não queria tanto lutar com ele?

Goku - Aahh meu amigo, depois de tudo que aconteceu eu até perdi a vontade também.

Chris - Bom, que bom que acabou esse choro. - ajeita seu cabelo - ....Ohh mermão! Se liga! Tá na hora de você virar homem maluco!

Sonia - Desgraçado!! - se enche de fúria e se levanta.

Chris - Hoje o mundo tá criando pessoas muito fracas! Qualquer coisa se magooa, puta merda!

Sonia - Você vai ver o que magooa de verdade!

O comentário de Chris não só deixou todos ali desconfortáveis, inclusive o Chefe Hatchet, mas também aproveitando que Sonia estava perto de Chris, ela fechou a cara com muito ódio e deu um soco muito violento em Chris.

Chris - UOOOOOOOOOOHHHHH!!!!

O soco que Chris levou de Sonia foi daqueles que em câmera lenta fez Chris fazer uma careta após levar o soco e cair desmaiado.

Goku - CARACA!!! - trinca os dentes surpreso.

Susan - A garota é boa de soco hein!

Docinho - Que cruzado de direita! Isso!! - vibra.

Reina - Tá aí! Uma coisa que já tinham que ter feito a muito tempo!

Cloe - Bem feito! - faz uma cara de brava muito fofa.

Sonia - Só não te dou outra porque, preciso cuidar do meu irmãozinho agora. - desmunheca os punhos.

Após o soco, Sonia confortou o seu irmão, e o Chefe Hatchet foi conferir como Chris estava.

Kurenai - Ele tá vivo?

Chefe Hatchet - Ele tá respirando... tá vivo... só tá desmaiado o coitado.

Frango Robô - Coitado mesmo, porque carai! Que socão hein! Nem os que o Cash levou em toda temporada foram tão feios assim.

Cash - VAI SE FUDER!! - responde enfurecido.

Chefe Hatchet - Bom, agora que o Chris tá fora de combate, quem vai apresentar agora? Putz vou ter que avisar o Don!!!

Sonia - Oxii! Me perdoe... - gota d´agua na cabeça - ...foi mal, he he - risos forçados.

[...]

Plucky e Sherwood seguiam o desafio, com a vantagem da liderança a Sherwood, ele cruzava a linha demarcada para indicar onde eles teriam que ir, mas o peso dos sacos de batatas dificultava a situação. Sherwood e Plucky caminhavam pela calçada, até porque, a linha demarcada os levava a isso.

Sherwood (carregando o saco de batatas) - A-agora eu preciso deixar isso num mercadinho... puff... sorte que eu gravei todo o percurso...

[CONF] Sherwood - De novo. Alguém tem que gravar o desafio por inteiro, se não fosse por isso, eu e a minha equipe teriamos perdido bem mais...

Plucky Duck (carregando o saco de batatas) - Uhhh... e-eu devia acelerar, mas eu nem faço ideia de onde tenho que levar essa merda... puff... vou continuar seguindo o Sherwood...

[CONF] Plucky Duck - E eu nem sei que caralho eu ia depois dali. Só sei que o desafio terminava no estádio aqui de Araruama. Bom, eu podia ter lido o papel, mas tava cagando pra isso. Eu vou vendo até aonde aquela linha ia e vamos indo.

Plucky Duck - E-eu vou seguir o Sherwood e depois no sprint final eu passo ele... droga, como pesa!

Logo, depois de andarem, Sherwood chega ao mercadinho. Ele deixa o saco de batatas e logo se preparou para a próxima parte.

Sherwood - Ay ay, ufa... não tava aguentando mais, bom, vamos lá.... - avista dois patinetes - ...agora são patinetes né? Bom, então vamos lá!

[CONF] Sherwood - Bom, esse desafio hein.... para uma final, me parece um desafio até que comum, hein?

[CONF] Don - Ha ha! Isso vocês tem que culpar o Chris que fez o Ministério da Justiça brecar o verdadeiro desafio final?

[CONF] Sherwood - É sério? Não era pra ser assim?

[CONF] Don - É, não era. Mas vamos em frente!

Sherwood logo pegou o patinete e saiu andando seguindo o caminho demarcado, e por sorte, ele passou pela rua sem riscos de um carro o atropelar. Logo em seguida, Plucky Duck também chegava ao mercadinho e logo jogou o saco de batatas de lado.

Plucky Duck - PULTAQUEOPARIU!! Não tava aguentando mais! - avista Sherwood já seguindo - ...Rá! Agora a parada é ir de patinete é?

[CONF] Plucky Duck - Esse desafio tá uma doidera hein, ha ha!

Plucky Duck - Ele tava lendo o papel, deixa eu ver... - pega o papel que guardou na bermuda - ...humm, agora eu tenho que ir de patinete de novo no caminho pintado no chão, e ir até o shopping de Araruama, patatipatatablablabla... Rá já entendi!

O pato verde se preparava para subir no patinete e começar a andar, mas antes ele soltou mais uma frase antes de partir.

Plucky Duck - Ha ha! Agora é gelo no sangue!!

[CONF] Plucky Duck - Se rolar da gente andar de monociclo vai ser do caralho hein, haha!

Com isso, os dois seguiam o desafio de patinete, ainda com Sherwood tendo a vantagem no placar estando a frente, e é claro, como bom garoto obediente as regras, ele seguia atravessando o caminho demarcado pela rua. Nenhum carro passava por ali até então, e ele passava pelos olhares do povo.

''Arrebenta Sherwood!!

''Sherwood!!! LINDO!! <3''

''Ganha essa Sherwood!''

Sherwood (em seus pensamentos: E-eu preciso manter o meu foco, por mais que eu esteja gostando desses elogios... aahhh, não posso ser tão rude!)

Sherwood logo acenou para o pessoal e virou o rosto, entretanto, ele quase perdeu o timing do patinete, mas conseguiu se recuperar.

Sherwood - Uoow!! Opaaa! Quase! É melhor eu me manter no foco. - olha a frente.

Ele continuou prosseguindo, e atrás dele Plucky andava com o patinete e seguia em segundo, e aproveitava que aquele lado que ele seguia, não tinha nenhum sinal permitindo o acesso de carros.

Plucky Duck (com o patinete) - Aahhh, e-eu não posso ficar dando mole... preciso só de um vacilo dele....

[CONF] Plucky Duck - Aeeh, alguém me serve um copo d´agua aí maluco?

Plucky Duck (em seus pensamentos: Não sei se já tiro todo meu 'motorzinho' do pé, ou me seguro até o final...)

Sherwood (olha pra trás rapidamente) - Ele ainda tá um pouco distante.... bom... vamos seguindo!

Os dois seguiam com seus patinetes tranquilamente e eles estavam prestes a atravessar a rua no qual, a linha estava marcada para eles seguirem, mas algo acontece para dificultar as coisas.

Sherwood - Opaa!! - acelerar os passos.

~Sherwood atravessa a rua antes dos carros começarem a se mover, mas ele ao alcançar a calçada, ele pula junto com o patinete num movimento radical e logo parou~

Sherwood - Beleza! Vamos lá!

Plucky Duck - Aaahh não!

Quando Plucky chega a beira da calçada, os carros já estavam transitando pela estrada, e ele teve que parar.

Plucky Duck (se assusta) - AAAHHH?!! Ô PUTA QUE PARIU!! QUE DROGA!! ESSA PORRA FOI ABRIR LOGO AGORA!?

[CONF] Plucky Duck - Puta que pariu hein!

Durou uns 2 minutos, que foram o suficiente para parar o pato verde, nisso ao ver o sinal verde abrir, ele logo acelerou os passos com o patinete.

Plucky Duck - Simbora... - volta a andar com o patinete.

Sherwood (lá na frente) - Hum? - olha pra trás - ....o Plucky ficou pra trás, beleza... - segue em frente.

Plucky Duck (andando com patinete) - Ohh desgraça!! Não posso me render! Por nada! - range os dentes.

Os dois seguiram na final. Na liderança, Sherwood chega ao shopping de Araruama após atravessar uma outra rua, e logo ele vê um pitstop já marcado - igual aqueles do Drama Total Corrida Alucinante - e nisso, ele largou o patinete e se dirigiu.

Sherwood - Bom, o que vai ser agora? - pega o papel e logo o lê - ...vejamos, caminhar com uma bola de basquete, sem segurar ela, apenas quicando ela no chão, até um novo ponto que leva a outra quadra, na qual vocês deverão fazer cinco cestas. Hmmm, interessante.

[CONF] Sherwood - He he, bem que podia ter rolado um desafio de basquete nessa temporada. Eu iria mandar bem, he he he - se sentindo.

Quando Sherwood partiu para concluir outra etapa do desafio, Plucky veio igual um touro em velocidade com seu patinete, como ele ao chegar lá viu Sherwood se movendo e se direcionando a outro caminho, ela apenas o seguiu, e quando ele parou de andar de patinete no mesmo lugar que Sherwood parou, ele já sabia o que tinha que fazer.

Plucky Duck - Então o bagulho é jogar basquete né? Vambora então maluco! - pega a bola de basquete que sobrou - ...humm, e-eu não sei mas porque ele tá andando e quicando a bola no chão? - analisa ele lá na frente.

[CONF] Plucky Duck - Melhor coisa é ver se o nosso amiguinho tá fazendo direito, he he he.

Plucky Duck - Será que pode levar segurando? Humm, melhor não. Bom, vamos lá!! - começa a se mover.

Nova etapa estava para começar, e nisso, um helicoptero e alguns carros transitavam por onde os dois se moviam, e câmeras filmavam a grande final, embora, algumas outras câmeras dividam atenções com outros acontecimentos durante a final. Sherwood pelo radar estava a frente e transitava pela calçada, inclusive passando por alguns pedestres, enquanto ia andando com a bola de basquete - quicando esta.

Sherwood - Com licença! Com licença! Passando! Competidor do Totral Drama CN em final passando!

[CONF] Sherwood - Bom, eu sou bom no basquete, o Plucky no futebol. Será que ele vai ter a mesma ginga com uma bola nas mãos?

[CONF] Plucky Duck - Ihh rapaz! Esse papo aí de bola nas mãos não é comigo não hein!

[CONF] Sherwood - Ohhh, de-desculpa. Não falei por maldade.

Sherwood - Nossa, aquele shopping, eu podia ter visitado ele durante este tempo que estive na competição. Bom! Infelizmente isso fica pra outra vez. Seguimos... - continua andando com a bola de basquete em suas mãos.

Plucky Duck - Ohh até que tô levando jeito hein, he he! - sai caminhando com a bola de basquete e fazendo ela quicar.

Sherwood - Será que esta quadra fica longe? Espero que não. - continua andando e fazendo os movimentos.

Plucky Duck (lá atrás) - Uhhh, tudo bonitinho! Sem errar!

O movimento dos dois finalistas era registrado pelas câmeras, e eles seguiam sem receios e sem medos até então. Eles passavam pelas calçadas que ligavam a várias lojas e comércios locais, driblando turistas e pedestres e seguindo normalmente, entretanto, quando Sherwood estava a atravessar a rua, o sinal fechou, e ele teve que parar.

Sherwood - O sinal fechou. - segura a bola de basquete em suas mãos. - ...humm - olha para trás - ...espero que não demore muito.

[CONF] Sherwood - Minha mente tava completamente agitada naquela final, por tudo que tava acontecendo e que poderia acontecer...

Sherwood - Hum... - avista a sua frente a tal quadra e depois a linha a guiando até lá - ....então é ali, beleza. Só esperar o sinal.

Plucky Duck (ainda atrás) - Uhh, vamos lá! Humm... até que eu tô levando jeito, he he

Sherwood (esperando) - Humm, e como será que tá o pessoal? Será que tá acontecendo alguma coisa? Hum... e-eu espero que não.

Plucky Duck (caminhando e pensando: Como será que tá a galera? Humm, eles disseram para não me preocupar, mas não tem como esquecer disso também, puff). - repara uma coisa - ...hum?

Quando Plucky se aproximava mais, ele reparou que se aproximava muito de Sherwood que tinha parado. O sinal estava fechado até então, entretanto, quando o sinal verde tinha sido liberado, e quando Sherwood começou a se mover novamente, ele foi no embalo. Apesar dele ter saído da inércia, a distância dele para Sherwood já tinha sido reduzida o bastante para deixa-lo vivo na disputa.

Plucky Duck - O sinal fechou pra ele e tá abrindo agora! Vamos aproveitar, he he! - continua guiando a bola de basquete.

Sherwood (se movendo lá na frente) - Já estamos chegando! - se referindo a quadra.

Plucky Duck - He he he! Vamos lá!! - continua o seguindo sem titubear.

Sherwood após atravessar a rua, ele se dirige até esta quadra, e lá já estava tudo pronto. Havia bolas de basquete já organizadas para ele utilizar. Logo, o garoto olhou para o papel novamente para se garantir do que iria fazer, sem antes largar o patinete.

Sherwood (lendo o papel) - Então eu tenho que fazer cinco cestas e depois levar as bolas até o próximo ponto que é na praça. Putz, então também vou ter que carregar essas bolas, hum... - continua lendo - ....e depois ir até a praça João Hélio daqui de Araruama - avista ao seu redor - ....ahhh, parece que é ali a praça. - olha para o chão e vê a linha demarcada - ...É sim. Já vi....

Quando Sherwood foi pegar as bolas de basquete, ele foi as empurrando com os pés, entretanto, alguém gritou. Era um estagiário.

''Não faça isso, se não irá ser invalidado!''

Sherwood - Ahn? O que?

''É isso mesmo. Você tem que pegar uma por uma.

Sherwood - Ah é? Poxa.... está bem então... - pega uma das bolas.

[CONF] Sherwood - Bom, eu tava até estranhando que não tinha ninguém por perto.

Sherwood - Bom, vamos lá! - pega uma das bolas de basquete e começa a mirar na cesta.

O garoto se posicionou e lançou uma das bolas e acabou acertando em cheio a cesta.

Sherwood - Maravilha! Um já foi... - vai logo pegar outra bola em sequência.

Plucky Duck (chegando no local) - Humm, o Sherwood já tá ali. - se aproxima.

Sherwood (já no ritmo) - Aahh, Plucky! - vê o amigo - ...bom, vamos lá. - se posiciona e lança mais uma bola acertando a cesta.

Plucky Duck - Wow, nada mal.

Sherwood - Se fosse você eu já me adiantava. - lança mais uma bola e acerta a cesta - ...beleza!! - corre para pegar mais outra bola.

Plucky Duck - Hum, então tá né.... - corre para pegar uma das bolas de basquete.

Sherwood e Plucky começaram aquela etapa, e Sherwood ainda estava na frente, embora em uma distância menor. Ele estava para fazer o terceiro disparo e consegue ser bem sucedido. Quando Plucky estava para fazer o primeiro lançamento, ele erra bizonhamente.

Plucky Duck - Aahh merda!! - vai buscar a bola.

Sherwood - Isso vai ser moleza. - lança mais uma bola e acerta - ...beleza, falta só mais uma.

Plucky Duck (acelerando) - Aahh, e-eu não posso dar mole. Iaaah!! - lança a bola como se fosse um goleiro lançando um tiro de meta, e acaba errando - ...merda!!

[CONF] Plucky Duck - Te falar, eu até sei jogar queimado e essas coisas, mas no queimado é só jogar a bola igual um mongol. Basquete eu preciso ter técnica, e tá aí, eu nunca parei pra me dedicar a isso.

Sherwood - Só mais essa agora. - se prepara - ....lá vai! - lança a bola.

O pato verde analisa a forma que Sherwood joga, quando o garoto acerta, ele vê que tem uma forma de se fazer cestas.

Sherwood - Consegui!! Bom, vejo você depois Plucky. - começa a carregar as cinco bolas de basquete.

Plucky Duck - Humm... aeeh maluco, pra que tu vai levar essas bolas?

Sherwood - Tá no desafio. Infelizmente.

Plucky Duck - Ohh porra....

Sherwood - Sim Plucky, depois é ir levar elas até aquela praça ali - balança a cabeça apontando.

Plucky Duck - Aahhh, entendo.

Sherwood - Nos vemos... - vai embora.

Plucky Duck - Bom, não tenho tempo a perder, vamos lá então. - pega uma bola.

O pato verde se preparava para lançar as bolas de basquete, e ele se lembrou da forma que Sherwood as jogava.

Plucky Duck - Lá vai!! - lança a bola e acerta a cesta - ...Beleza!! - sai correndo pra pegar mais uma.

[COF] Plucky Duck - Não é que deu certo? Ha ha ha!

O pato verde seguia, ele pega uma bola a mais e acerta novamente, e em muita rapidez, já pegou a terceira. Nisso, Sherwood avançava com as cinco bolas de basquete como seu peso, ele andava devagar para não ter que deixar elas cair, e tinha que passar por pedestres que não estavam nem aí.

Sherwood - Com licença, com licença. Estou passando.

''Nossa! O que ele vai fazer com essas bolas de basquete?

''Eu não sei...''

Plucky estava a acertar a quarta cesta, e se preparava para quinta cesta, ele evoluiu de uma maneira assombrosa, enquanto Sherwood chegava até a faixa de pedestres que levava a praça na qual era seu próximo destino. Entretanto, o sinal fechou.

Sherwood - Sinal fechou de novo. Putz... - segurava as cinco bolas de basquete.

Plucky Duck (na quadra) - Esta é a... - lança a bola e acerta a cesta - ...Última!! Consegui!! Agora é só seguir!!

O pato verde logo juntou as cinco bolas de basquete e colocou em seus braços, com dificuldades, mas ele se mantinha firme.

Plucky Duck - Puta merda, quem teve essa ideia é um completo corno! Putz!! Então vamos lá! - sai andando.

Sherwood - Ahhh, putz. E esse sinal que não abre....

~ O sinal verde acendeu ~

Sherwood - Beleza. Agora é só seguir.

Plucky Duck - Ahhn? - avista Sherwood atravessando - ...aquele é o Sherwood, deixa eu acelerar os passos e, oops! - quase deixa uma das bolas cair - ...quase!!

Sherwood - Ughh, co-como é dificil correr carregando essas coisas, hein?

Plucky Duck - Dale dale dale!!! - animado enquanto seguia em frente.

Sherwood atravessou a faixa de pedestres e logo atravessou outra, o fazendo ficar na porta de entrada da praça, enquanto Plucky deu uma leve acelerada e logo atravessou a faixa de pedestres, e atravessou a segunda faltando miléssimos pro sinal fechar de novo.

Plucky Duck - Uhhh, quase maluco! - olha para trás rapidamente e segue em frente.

Sherwood - Enfim chegamos. - chega no local.

Marceline - Ohhh, então vocês chegaram né? Ho ho...

Sherwood - Aahh, vo-você é....

Marceline - Eu me chamo Marceline, he he. Bom, você pode soltar essas bolas de suas mãos.

Sherwood - Err, está bem... - despeja elas no chão.

Quando Sherwood jogou as bolas de basquete no chão, ele se deparou logo com Marceline, ele ficou encantado já que acharia ela bastante bonita.

Sherwood - Aahhh, vo-você... - se encanta.

Marceline - Seja bem vindo. - sorriso.

Sherwood - Err, o-obrigado... - todo vermelho.

Naquele momento Plucky também tinha chegado, e quando viu Sherwood, ele logo jogou as bolas de basquete no chão.

Plucky Duck - Cheguei! Ô loco rapaz! Quem é essa gatinha aeh?

Marceline - Bom, já que vocês dois chegaram até aqui, vocês terão que fazer uma coisinha pra mim.

Plucky Duck - Ihh rapaz, mó chegamos e já temos que fazer as paradinhas? Não rola nem uma cerimônia, um beijo na boca não? - zoa.

Marceline - He he, você é bem engraçado patinho, he he

Plucky Duck - Uhhh, patinho.... humm... - cruza os braços meio nervoso.

Marceline - Bom, vamos acelerar isso? Então, vocês terão que fazer uma coisinha pra mim.

Sherwood - Isso faz parte desse desafio né?

Marceline - Uhum. Cada um de vocês vai ter que trazer algo pra mim, quem conseguir me trazer o que eu quero ganhará o seu ticket. - mostra dois tickets.

Plucky Duck - Wow!

Marceline - Com estes tickets, vocês estarão liberados para a próxima parte do desafio.

Sherwood - Já entendi.

Marceline - Bom, nos adiantando. Eu quero que o garotinho - aponta para Sherwood - ...me traga um balão de ar todo enfeitado, um graveto de árvore e um refrigerante em lata. Toma aqui um dinheiro pra você comprar o balão e o refrigerante. - entrega o dinheiro a ele.

Sherwood - Ué? É isso? - pega o dinheiro.

Marceline - Sim!

Plucky Duck - E quanto a mim? - aponta.

Marceline - Você eu quero que me traga uma lata de refrigerante amassada, um sacolé de morango e também um refrigerante em lata. Toma aqui também um dinheiro. - entrega pra ele.

Plucky Duck - Beleza!! - pega o dinheiro.

Sherwood - Uma pergunta, porque tu quer que a gente pegue coisas do lixo?

Marceline - Ahh, sei lá, só tô sem ideias, he he...

Plucky Duck - Putz...

Marceline - Agora é com vocês, quando terminarem, é só se encontrarem aqui, he he. - sorriso e risos. - ...vai andem logo! O prêmio em dinheiro os esperam!

O pato verde e o garoto genial se encaram uma última vez e balançam a cabeça com sorrisos confiantes, para assim seguirem a próxima parte do desafio. Quando eles entraram na parte de dentro da praça.

Sherwood - Uau! Essa praça até que é bonita.

Plucky Duck - Verdade manolo.

Sherwood - Nenhuma vez fomos aqui. Eu gostaria de ter conhecido esse lugar.

Plucky Duck - Eu também. Que desperdício...

Sherwood - Bom, então vamos lá...

Os dois seguiram suas rotas em busca do que eles foram pedidos a trazer por Marceline. Rapidamente, Sherwood se aproxima de uma das árvores e pega um graveto.

Sherwood - Beleza, agora é só ir as compras.... - pega o graveto e segue seu rumo.

O pato verde, logo caminhava e ele encontrou rapidamente um vendedor ambulante que vendia refrigerantes. Este vendedor estava parado ali num canto da praça, e o pato verde logo se aproximou.

Plucky Duck - Aeeh manolo! Tá quanto os refris?

Vendedor - Fala meu consagrado. Tá 2 e 50 a Pepsi em lata, vai querer?

Plucky Duck - Humm.... - pensa um pouco e olha o dinheiro que tinha em mãos - ....me vê umas duas aeh.

Vendedor - Beleza. - pega do isopor duas latinhas e entrega a ele. - aqui está.

Plucky Duck - Beleza. Aqui tá o dinheiro. - entrega o dinheiro e pega os refris.

Vendedor - Obrigado. Tenha um bom dia.

Plucky Duck - É nóis! - segura os dois refrigerantes e logo abre um e começa a beber enquanto andava rápido.

[CONF] Plucky Duck - Vocês devem tá se perguntando, do porque eu comprei dois refris né? Simples! Eu comprei um refri 'praquela' vampira gostosinha, e outro eu ia beber e depois amassar ele pra entregar a ela. Pra que ficar mexendo em lixo né? He he he.

Plucky Duck - Agora é só comprar um sacolé de morango. Humm, aonde que compro essa porra?

Sherwood - Humm, preciso comprar um refrigerante né.... - avista um outro vendedor - ...beleza! Aí vamos nós!

Sherwood se aproximou do vendedor e logo perguntou quanto tava o refrigerante.

Sherwood - Oi moço. Bom dia, quanto tá o refrigerante em lata.

Vendedor - 3 conto.

Sherwood - Err... então tá... - desembolsa o dinheiro.

[CONF] Sherwood - Caro hein.....

Vendedor - Aqui está garoto. - entrega o refrigerante.

Sherwood - Ótimo. Obrigado. - pega o refrigerante e entrega o dinheiro.

Logo Sherwood restava apenas comprar um balão de ar para concluir essa parte do desafio, quanto ao Plucky, apenas comprar um sacolé de morango. O pato verde, logo encontra um outro vendedor que marcava em seu carrinho de sorvete que vendia sacolés.

Plucky Duck - Ohoho! Que beleza! Essa foi bem rápida! Mais antes... - ele toma o resto do refrigerante da lata no gargalo - .....BURRRP!! - solta um arroto e logo joga a lata no chão e a pisoteia - ....He he he! Agora sim!

[CONF] Plucky Duck - O sangue fluiu no cérebro dessa vez, he he...

Plucky Duck - Bom, agora vamos lá... - pega a lata amassada e se aproxima do vendedor - ...Aeh mano! Me vê um sacolé aí?

Vendedor - De qual sabor?

Plucky Duck - Aahhh, pode ser de morango mano.

Vendedor - Okay.... - pega o sacolé de morango do carrinho e o entrega - ...aqui parceiro.

Plucky Duck - Quanto que tá?

Vendedor - 1,50

Plucky Duck - Oxii, beleza. - entrega o dinheiro já contado pra ele - ....aqui mano.

Vendedor - Muito obrigado. - pega o dinheiro.

Plucky Duck - Valeu manolo! Ha ha! Tomara que o Sherwood ainda não tenha conseguido pegar as coisas que ele tinha que pegar.

O pato verde seguiu em direção ao local que Marceline disse que era para ele se encontrar com ela, enquanto isso, Sherwood chegou num outro vendedor que tinha em seu carrinho, alguns balões de ar temáticos, seja de super-heróis, personagens de desenho, times de futebol e etc. Sherwood ao se aproximar, ele teve que esperar uma fila, onde tinha pelo menos 5 crianças em sua frente, sendo elas próximas a seus pais.

Sherwood - Ay caramba.... isso não...

[CONF] Sherwood - Espero que isso não me atrapalhe....

Quando chegou a vez do Sherwood, um monte de crianças ainda estavam em volta dele, o vendedor perguntou qual balão ele queria de imediato.

Vendedor - Vai querer um balão garoto?

Sherwood - Aahh sim, eu quero err.... - olha para os balões - ...me vê aquele ali. - aponta.

Vendedor - O da Ladybug?

Sherwood - Sim sim, pode ser.

Criança¹ - Iaah! O tio gosta de Ladybug

Criança² - Tio gosta de coisa de menininha.

O vendedor entrega o balão da Ladybug pra ele, e o garoto já preparou-se a entregar o dinheiro.

Vendedor - Pronto. É 1 real o balão.

Sherwood - Ótimo. - entrega o dinheiro e segura o balão - ...muito obrigado.

Vendedor - Obrigado digo eu.

Pai de uma das crianças - Nossa, um garoto desses comprando balão de Ladybug?

Mãe de uma das crianças - Não acha que tá velho demais para isso?

Sherwood - É uma longa história. E mesmo se eu estivesse velho, isso não significa nada. Agora com licença... - se retira.

O pato verde se reencontra com Marceline, e nisso, ele estava com tudo que ela tinha pedido a ele. Ele vinha em corrida, e parou para respirar um pouco antes de entregar as coisas.

Plucky Duck - Uhhh! Aqui está o que você pediu muié. Uma lata de refrigerante amassada... - taca no chão - ....um sacolé de morango e uma Pepsi, pode ser? - entrega o sacolé e a Pepsi para ela.

Marceline - Que ótimo. Muito obrigada, he he... - segura os ''presentes''.

Plucky Duck - E agora mulher? Que eu faço?

Marceline - Aqui está o seu ticket. - entrega o ticket para Plucky Duck.

Plucky Duck - Que beleza!! He he.

Marceline - Agora é subir as escadas e ir ali naquela igreja.

Plucky Duck - Beleza! É só ir direto?

Marceline - Sim sim, não tem como se perder, he he.

Plucky Duck - Maravilha. - sai correndo.

Marceline - Mas antes, uma coisinha.

Plucky Duck - Coisinha?

Marceline - O troco... - balança a mão pedindo - ...anda.

Plucky Duck - Ohh droga, eu ia jogar fliper com isso depois. - entrega o troco.

Marceline - Valeu. - pega o dinheiro.

Quando Plucky seguiu o seu rumo, agora na liderança do desafio, Sherwood logo apareceu para entregar o que Marceline tinha pedido a ele.

Sherwood - Cheguei!

Marceline - Trouxe o que eu pedi?

Sherwood - Bom, um graveto de árvore né... - joga no chão - ...esse balão aqui da Ladybug, e uma Pepsi, eu não fazia ideia do que comprar de refrigerante. - entrega o balão e o refrigerante a ela.

Marceline - Está ótimo. Eu adoro Pepsi, he he - pega a lata e o balão.

Sherwood - Bom, por hoje é só né?

Marceline - Sim. Aqui está o seu ticket, e vai logo, pois aquele patinho verde já foi. - entrega o ticket para ele.

Sherwood - Aahh ele tá na minha frente? Putz! E agora tá acabando o desafio!

Marceline - Então vai logo.

Sherwood - Okay!

Marceline - Boa sorte. ^^

Plucky e Sherwood se direcionavam até a Igreja Católica da praça, e cada um foi correndo, passando pelos pedestres e pessoas que acompanhavam aquela final, na frente, Plucky chegou até desviar de um bêbado.

''Aeeh, tem dinheirin pra eu comprar uma pitu?''

Plucky Duck - Sai daqui!! - desvia e segue a corrida.

''Eu quero beber! Um golin, um golin''

Sherwood - Ahhh que droga! Eu me atrasei muito.... agora eu tenho que correr atrás.

Um grupo de garotas vendo Sherwood correndo, o chamam a atenção.

''Hey gatinho. Minha amiga quer te conhecer''

''Você é bem gatinho hein! Huhuhu''

''Gostosinho o novinho, hein''

Sherwood (correndo e falando) - M-me perdoe garotas! Sou muito bem casado!!

[CONF] Sherwood - Porque tantas garotas tentam me provocar? Será que se eu tivesse solteiro, seria assim?

Sherwood - Plucky já tá lá na frente. Não posso tropeçar e nem fraquejar.

Chegando no topo, nas proximidades da Igreja Católica da praça, Plucky Duck é o primeiro a chegar, entretanto, ao chegar lá, ele encontra uma figura bastante controversa que estava de costas.

Plucky Duck - Aahhh cheguei! - olha para trás e vê as escadas que levaram ao aclive - ...He he, me sinto o dono do mundo.

[CONF] Plucky Duck - Agora eu tava na frente, eu não sei, mas eu tava preferindo só ficar seguindo o Sherwood, ai eu não tinha que ficar lendo aquele papel.

Plucky Duck - Humm, aquela vampira gostosa pediu pra eu me encontrar com um cara né...

O pato verde logo viu um rapaz alto e forte ali, este se virou e logo viu o pato verde.

??? - Humm, então você é um dos finalistas né?

Plucky Duck - Ihh rapaz, acho que já te vi em algum lugar.

??? - Eu me chamo Ikki. E então, tu é um dos finalistas né?

Plucky Duck - Sou sim manolo, aquela vampira gostosa lá disse pra me encontrar com você aqui.

Ikki - Hum... sim... bom, é só tu pegar uma das bicicletas lá e seguir aquele caminho ali. - aponta.

Quando Ikki apontou para bicicleta e o caminho demarcado que ele devia seguir, o pato verde logo pega um papel e começa a ler o que tinha que fazer na parte do desafio que ele utilizaria a bicicleta.

Plucky Duck (lendo) - Humm, ve-vejamos. Eu tenho que ir cruzar uma rua estreita, virar a esquina, passar pela estrada direto e chegar no Estádio do Guanabara que fica em um aclive. Nem sei bem o que é aclive mais foda-se.

Ikki - O que cê tá lendo aí?

Plucky Duck - Eu só tô lendo aqui o papel que me deram pow. Pra saber o que vou fazer depois daqui. Agora que eu sou o líder, eu tenho tempo he he he.

Ikki - Ué, então eu falei isso a toa é?

Plucky Duck - Tu tá sendo pago maluco! Tô indo nessa! Falows!

Logo quando Plucky partia com a bicicleta, Sherwood logo chegava e ele já se encontra com Ikki.

Sherwood - Uhhh... - para de correr e respira em velocidade - ...ahhh, aí está ele.

Ikki - O outro finalista... - o encara.

Sherwood - Err, boa tarde. A senhora Marceline me pediu pra me encontrar com você.

Ikki - Sim, sim. Bom, pega a bicicleta e é só seguir essa linha que tá aí no chão. - aponta.

Sherwood - Ahh, é só isso?

Ikki - Sim.

Sherwood - Caramba...

Ikki - Apenas se adianta, o outro maluco já tá la na frente.

Sherwood - Certo.... - se aproxima da bicicleta.

[CONF] Sherwood - Eu queria ganhar a grana que esses caras ganha sem fazer muita coisa.

Sherwood - Bo-bom, agora é só ir até o estádio. Então vamos lá! - começa a andar com a bicicleta.

Quando Sherwood seguiu de bicicleta, Ikki olhou para os arredores ali da praça e como ele estava em um aclive, ele logo pegou um celular - inesperado - e ele começou a ver coisas no celular.

Ikki - Humm, aquele tal de Don disse pra eu avisar a ele quando os dois passarem por aqui. Humm... como é bom ganhar um dinheiro só dizendo algumas palavrinhas, he he.

Ikki não era muito experiente com celular e de repente ele entrou no Instagram sem ele perceber.

Ikki - Ei! Eu não cliquei nisso... - acaba vendo o celular entrando no aplicativo do Instagram.

Logo de cara, no Instagram do celular que foi dado a Ikki, ele logo viu uma foto bem sexy da Juliana do Bonde do Forró, e com descrição em baixo dizendo: ''Cês sabiam que eu corri de tamanco e acabei caindo no chão''. Ikki vendo aquilo logo comentou.

Ikki - Hummm, interesante.

Ikki continuava vendo o Instagram da Juliana do Bonde do Forró e acaba vendo imagens bem seduzentes dela, mas com frases óbvias e até burras, e nisso, ele fala.

Ikki - Gostosa e burra, do jeito que eu gosto. - sorriso sacana.

Com isso a última parte do desafio estava para começar. É um desafio de bicicleta, Plucky estava na dianteira e ele acelerava, passava pelas curvas e esquinas, sendo safo. Sherwood não estava muito atrás e não vacilava.

[CONF] Don - Bom, hora de explicar como será este trajeto final até o Estádio do Guanabara:

- Os nossos finalistas, passaram por uma pequena estrada fechada, após virar o declive da Igreja que aqui eles começaram, na qual, passarão alguns carros, mas sem muitas preocupações. A única é atravessar um cruzamento perto de uma clinica da família.

- Passando por esta clinica, eles chegaram a uma estrada onde só tem mato e alguns terrenos de empresas de ônibus, aqui o cuidado é redobrado, eles deverão seguir a linha marcada na pista que levará até o estádio.

- Após isso, haverá um enorme declive para imprimir velocidade pela estrada, e após o declive, após mais alguns passos da estrada que tem algumas lojas de conveniência e até postos de gasolina, é hora de se preparar para o aclive.

- O aclive da pista será rápido, já que o Estádio do Guanabara dá pra ver de boa em sua frente. A não ser que você seja cego! Nisso, chegando no estádio, eles largaram as bicicletas na porta do estádio, e é só entrar pela porta de entrada e ao entrar no estádio, eles pisaram no gramado e fecharão a final com uma linha de chegada. O primeiro que chegar é o grande campeão do Total Drama Cartoon Network!!

[CONF] Don - Espero que tenham um recado... - ouve um barulho na porta do confessionário - ...já vou sair.

Don sai do confessionário, e quem entra é o Frango Robô.

[CONF] Frango Robô - Eu queria dar um recado aqui. Puta que pariu! Meu gato botou um ovo, mas gato não põe ovo, puta que pariu de novo.

[...]

Após uma cansativa discussão que felizmente não levou a uma briga sem sentido, tudo se normalizou, e devido ao estresse, boa parte dos participantes foi tomar uma água, foi respirar um pouco e se separarm. Sonia estava perto de Cebolinha, Frango Robô, Kurenai, Goku, Kuki, Irwin, Zoom, Haruna, Dawn, Fabia e Susan, enquanto Ivan estava sentado no chão, perto da porta de entrada da mansão.

Sonia - Eu tenho que pedir desculpas a todos vocês. O meu irmãozinho ele deve ter causado muitos problemas.

Kurenai - Esquenta com isso não.

Goku - É verdade... - coça a cabeça.

Sonia - Lamento muito por ele. É uma pessoa muito sentimental, e depois que nossos pais morreram ele ficou sem chão...

Zoom - Poxa... aí é dureza.

Frango Robô - Foda bicho...

Sonia - Eu também quero pedir desculpas por parte dele de todos os problemas, principalmente a vocês dois. Eu fiquei sabendo que por causa dele ter mandado uma mulher atacar vocês, tu quase perdeu a vida, né? - perguntando a Haruna.

Haruna - É, se você tá se referindo a 'aquele dia'. Então sim...

Sonia - Eu também quero pedir desculpas por isso.

Haruna - Está tudo bem. Eu hoje nem ligo mais pra isso. - sorriso bobo. - ...e você Zoom?

Zoom - Hmm... eu não deveria, aliás, o seu irmão deveria pagar pelo que fez, porque feriu a pessoa que eu mais amo. - sendo franco.

Sonia - Humm... - fecha os olhos e lamenta.

Zoom - Mas, por você eu aceito as suas desculpas. - sorriso tímido.

Haruna - Aaayy Zoom... - o abraça docemente.

Sonia - Muito obrigada. E perdoe por qualquer incomodo.

Kuki - E agora, pra onde vocês vão?

Sonia - Nós vamos para longe daqui, e nos desassociar de problemas.

Kuki - Desassociar? O que é isso?

Kurenai - É querer ficar livre...

Kuki - Aahhh sim!

Sonia - E ele também precisa de um psicologo. Quem sabe pode ajuda-lo.

Kurenai - Não é uma má ideia.

Goku - E a gente não vai mais se ver?

Sonia - Quem sabe um dia desses nós podemos nos encontrar.

Goku - Legal.

Frango Robô - Porra! Hoje é o último dia! A gente nem sabe se vamos nos ver depois de amanhã!

Goku - E quem disse que não vamos nos ver?

Dawn - É, isso é verdade.

Frango Robô - Ué? Todo mundo vai pra um canto depois não é?

Goku - Ihhh, qualquer dia todos vamos nos reunir de novo ué!

Fabia - A gente se reune ué, internet tá aí pra isso né?

Susan - Ou whatsapp né?

Goku - É, isso aí. Essas coisas modernas aí que vocês usam.

Frango Robô - Pow! Aí é show!

Kurenai - É só a gente manter contato. Quem sabe até a gente monta uma confratenização no futuro.

Frango Robô - Porra aí sim! Só não pode chamar o Jimmy e nem a Velma, eles são chatos pra caralho!

Kurenai - He he he, isso pode ficar nas anotações.

Sonia - He he. Vocês me parecem fortes e vigorosos,e vejo que vocês já formaram um laço incrível nessa competição.

Cebolinha - Viu só, ela disse que sou folte, he he he.

Zoom - Ela tá falando de todos não só você, he he.

Cebolinha - Ahhh, que seja, mas eu tô incluido nessa, he he.

Haruna - He he he...

Sonia - Quero um dia poder reencontrar vocês, certo?

Kurenai - Claro, assim teremos mais tempo de nos conhecermos se possível.

Goku - É! Até mesmo para... (interrompido)

Susan - Qualé Goku, nem uma garota tu perdoa chamar para uma luta?

Goku - Ahhh, ela me parece forte ué.

Sonia apenas ri timidamente e de forma boba, mas Kuki ao ver o céu clareando novamente, ela comenta.

Kuki - É, as núvens foram embora.

Irwin - Aeeh, é verdade! Ameaçou até chover.

Sonia - Significa que é hora da minha despedida.

Após este último comentário. Sonia vê que realmente, aquele grupo tinha um elo, tirando um ou outro participante, todos estavam ligados um ao outro, parece que aquela temporada foi especial. No momento que S

Sonia - Bien! Chegou a minha deixa meus amigos.

Sonia se afastou do grupo e logo se aproximou do seu irmão que estava ali num canto perto da mansão.

Sonia - Vamos irmãozinho, é nossa hora de ir. - se aproxima dele para chama-lo.

Ivan - Certo...

Sonia - Adiós amigos! - faz uma saudação de despedida.

Enfim Sonia levou seu irmão Ivan com ele, que enfim aceitou passivamente o fim de sua ambição. Parece que tudo se normalizou, até o céu deu uma clareada, enfim...

Irwin - Aeeh, eles foram embora mesmo.

Docinho - E eu tava esperando que ia rolar uma treta ferrada hein.

Viewtiful Joe - Eu me transformei a toa. - decepcionado.

Jessie - Que bom né?

Fabia - A gente tem que dar graças a Deus que não foi necessário uma briga sem sentido!

Kurenai - Pss, Goku! Estamos de acordo com isso? Ganhamos né?

Goku - Claro! Seja o que for, nós ganhamos do vilão né? He he

Kurenai - Você não tá chateado?

Goku - Bom, um pouco, eu gostaria de ter lutado com ele, mas, eu não podia arriscar a vida de vocês. Mas, eu iria ganhar dele de qualquer jeito.

Kurenai - Bom, isso deveria me impressionar?

Goku - Que foi? Cê acha que sou mesquinho em só pensar em mim? He he.

Kurenai - Não é bem isso bobo, mas você tem tanta certeza disso? De que ganharia daquele cara?

Goku - Ele estava bastante nervoso, seria fácil dominar ele, mesmo com eu cara cara com ele. Bem que a irmã dele disse.

Kurenai - Ahhh, entendi. Que bom que tu tinha a situação sob controle né? He he he

Kuki - Tadinho daquele senhor, ele me parecia um cara bem triste.

Cebolinha - É veldade Kuki, eu não entendi muito bem o que ele tinha, mas palece que ele não tinha uma vida muito boa.

Susan - É, exatamente isso Cebolinha.

Cebolinha - Hum?

Susan - Uma criação ruim pode gerar uma pessoa com problemas, e isso é o que mais tem na nossa sociedade.

Cebolinha - Poxa... eu confesso que fiquei com pena dele.

Susan - Eu te entendo Cebolinha, eu te entendo.

Annie - Ahhnn, enfim livre.

Dawn - Annie! Que bom que você está bem!!

Annie - Quanto tempo Dawn!! Finalmente estou livre.

Dawn - Que bom minha amiga. - sorriso.

Irwin - Aeeh Annie, quanto tempo hein!

Cebolinha - Calaca Annie! Tu tava sumida.

Kuki - Ficamos preocupados!

Annie - Me desculpe pessoal, mas, infelizmente eu fui raptada. Eu não queria preocupar vocês.

Dawn - Aahhh Annie, relaxa. Está tudo bem agora.

Quando menos se espera Qui-Zi, o pequeno gatinho aparece e pula em cima dos braços da dona.

Annie - Qui-Zi! Meu tesouro!! - segura o gatinho e o puxa.

Cloe - Então essa era a dona do gatinho!

Dawn - Respondendo Cloe, sim.

Cloe - Ohhh, que legal! - sorriso.

Annie - Agradeço a todos por tomarem conta do meu gatinho, mesmo eu não dando sinal de vida.

Dawn - Não agradeça a mim, mas agradeça ao Plucky e o Sherwood que aliás, devem tá chegando.

Cloe - É! Isso é verdade!

Irwin - Aeehh, quem será que tá na frente?

Cebolinha - Eu não sei, mas deve tá muito disputado!

Rhino - Rhino apostou uma grana no Plucky Duck!

Cash - E vai perder tudo o manezão, ha ha ha! - risos.

Chefe Hatchet - Aehh cambada, se cês não querem perder a final, vambora pro ônibus!

Zoom - Ohh que beleza!

Haruna - A gente pode ir com você chefe?

Chefe Hatchet - Se não ficar divagando, só entrar no ônibus. Aproveita que tô bonzinho hoje que é o último dia.

Zoom - Bonzinho, ha ha.... - se aproxima dele - ...tu é parceiro nosso cara, tá com a gente.

Chefe Hatchet apenas solta um tímido sorriso, e logo dá um tapinha nas costas de Zoom que logo entrou no ônibus com sua namorada Haruna.

Haruna - Obrigadinha! ^^

Docinho - He he he! Eu não vou perder essa por nada.

Viewtiful Joe - Eu tô ansisoso pra saber do resultado.

Kuki - Vamos lá irmãzona?

Kurenai - Mas é claro.

Susan - Perdemos um tempinho por aqui, eles já devem até tá terminando a final.

Fabia - Espero que esteja dando tudo certo pro meu lindo.

Irwin - Aeeh!! Acho que tô com vontade de... (interrompido)

Cash - Não começa não maluco!! - aponta o dedo pro Irwin.

Muriel - Ohhh! Não esqueçam da gente!

Viewtiful Joe - Aahhh! Então vambora Muriel!

Rigby - Vambora pra onde? - todo zamzeiro.

Frango Robô - Aproveita e traz o cachaceiro junto! Ha ha!

Muriel - Está bem. - levanta Rigby - ...vamos Rigby, é hora de se levantar.

Rigby - Cachaça? Hic... me dê papai! Hue... hic... - ainda bêbado.

Com isso, o Chefe Hatchet comandou o ônibus até o centro de Araruama com todos os participantes que foram eliminados, com exceção de Velma e de Jimmy que ficaram na mansão.

[...]

No desafio, Plucky estava à frente, ele seguia a frente com a bicicleta, a vantagem da liderança era razoavelmente boa, mas perigosa. O pato verde transitava com a bicicleta na rua que o declive da Igreja deu acesso. Ele seguia com cautela e também era veloz.

Plucky Duck (na bicicleta) - Falta pouco... bem pouco...

[CONF] Plucky Duck - Eu só não posso bobear, tô com a vitória nos meus olhos.

Plucky Duck (na bicicleta) - Carai, quanto carro hein!

Sherwood (de bicicleta e um pouco atrás) - Nossa, o Plucky tá acelerando hein, puff, eu preciso só que ele dê um mole.

[CONF] Sherwood - Infelizmente eu dei mole, agora tenho que torcer para um vacilo absurdo do Plucky nesse finzinho.

Sherwood (acelerando) - Uhhh, e-eu não consigo mais ter forças pra acelerar mais.... droga!!

Logo os dois seguiam com as bicicletas, e eles passam pelo cruzamento da clinica da família local sem dificuldades, já que nenhum carro estava de passagem na hora da virada. Nisso, os dois seguiam pela estrada. Alguns motoristas que passavam por ali viam os dois de bicicleta e até os reconheciam.

''SHERWOOD MANDA VÊ!!!''

''TAMO JUNTO GAROTO!!''

''IH ALA O PATO VERDE DE BIKE!! HAHAHAA!! QUE MANEIRO!''

Sherwood (acelerando) - E-eu não posso decepciona-los! - focado, mas com sorriso seduzente.

Plucky Duck (acelerando) - PATO VERDE É O CU DE SUA MÃE!!! - grita e segue o jogo.

Sherwood - Caramba! Isso parece mais cidade fantasma.. - analisa rapidamente a paisagem e segue no foco.

[CONF] Sherwood - Eu nunca tinha parado para ver os arredores de Araruama, dá pra tu tirar muita coisa curiosa.

No momento, os dois chegam na estrada, e nisso, eles precisam atravessar a rua movimentada, e os dois sentem que aquele momento pode fatalizar os dois na disputa.

Plucky Duck - Ohhh, então é isso....

Sherwood - É minha chance agora! Ou encosto no Plucky agora ou....

Quando os dois se aproximaram do local exato que eles precisavam atravessar a estrada, muitos carros passavam, mas, quando chegou o timing deles terem que atravessar ou parar a bicicleta.

Plucky Duck - É agora!!! - vê que dá pra atravessar sem problemas.

Sherwood - É agora!! - pensa o mesmo que o Plucky e se arrisca.

Os dois atravessam com suas bicicletas sem menores problemas, e o próximo carro que passaria por onde eles cruzaram, só chegou alguns segundos depois. Nisso, eles seguiram pela estrada.

Plucky Duck - Maravilha!! - continua conduzindo a bicicleta, mas quando olha rapidamente para trás - ....Aahh! O Sherwood atravessou também!

Sherwood (conduzindo a bicicleta) - Não adiantou, o Plucky não parou também....

[CONF] Sherwood - Agora é só ver o que pode acontecer... minha grande chance de me aproximar dele e reverter o prejuízo acabou.

[CONF] Plucky Duck - Cara, como eu odeio ter que jogar com o regulamento debaixo do braço! Putz!

Os dois finalistas passavam pela estrada, e após algumas pedaladas, era hora de chegar no declive, mais um momento que poderia decidir aquela final. Plucky na frente e Sherwood em segundo tinham reações bastante diferentes do que poderia acontecer.

Plucky Duck - Ooohhh!! Isso vai ser do caralho hein mermão!!

Sherwood - Agora é a descida! Minha chance!!!

Os dois com suas bicicletas enfim chegam ao declive, e nisso, as bicicletas aceleram gradativamente. Poderia ser bom, mas também poderia ser fatal.

Sherwood - AAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHH!!!!

Plucky Duck - PUUUUUUUUTAAAAQUEPARIIIIUUUUUU!!!

[CONF] Sherwood - Aquele momento que desci com a bicicleta foi muito louco. Eu poderia ter ultrapassado o Plucky ali, mas também eu poderia ter me estabacado ali, he he.

[CONF] Plucky Duck - Mano! Aquilo foi surreal, mas por um momento eu achei que a bike poderia trupicar e eu cair dela junto e perder o desafio. Mano! Já pensou se isso acontecesse?! Puta que o pariu!

As bicicletas passam pelo declive em intensa velocidade, sendo tão rápidas quanto carros, e quando as bicicletas descem por todo declive, elas continuavam em velocidade, mas isso foi estrategicamente pensado pelos dois.

Sherwood - MANTENHA A VELOCIDADE!!! - todo no hype.

Plucky Duck - Ô PUTA QUE O PARIU!!! - agitado.

Sherwood - AGORA É SUBIR! NÃO ME ABANDONA BIKE! NÃO ME ABANDONA!!! - tenta acelarar acrescentando a velocidade que a bicicleta ganhou no declive.

Plucky Duck - VAMO MI CARAJO!!! - grita empolgado.

As bicicletas dos dois finalistas chegam no aclive ainda em velocidade, e eles já estavam no aclive e estavam próximos ao estádio do Guanabara de Araruama.

[CONF] Sherwood - Eu não tinha muito o que fazer, apenas tentar.

[CONF] Plucky Duck - A parada é manter como eu tava, se não eu poderia me foder.

[...]

O ônibus chegou no estádio do Guanabara, ele estacionou e logo todo mundo que estava no ônibus desceu. Quando todo mundo entrou no estádio, o Chefe Hatchet apareceu e se encontrou com o Don.

Chefe Hatchet - Chegamos pessoal! Vambora!

Cebolinha - He he he, selá que ainda dá tempo de ver a final?

Zoom - Eu não sei, espero que ainda dê.

Haruna - Espero que eles estejam bem.

Viewtiful Joe - Ha ha ha! Essa final vai ser o aço!

Kuki - Eu tô muito ansiosa pra saber quem vai ganhar, nyaah! Adoro esse sentimento!

Don - Chefe? Onde cês taam?

Chefe Hatchet - Aconteceu um imprevisto.

Don - Imprevisto? Não diga que... (interrompido)

Chefe Hatchet - O tal do Ivan apareceu,

Don - Ele apareceu mesmo?

Chefe Hatchet - Mas não se preocupe, já tá tudo resolvido com ele. Mas e tu, o que faz aqui?

Don - O Chris não apareceu e eu fui adiantar as coisas.

Chefe Hatchet - É, o Chris acabou tendo que ir pro hospital.

Don - Ele se machucou?

Chefe Hatchet - Éeee... é uma longa história maluco; Mas é tua vez, é teu momento maluco. Tu vai fechar a temporada.

Don - Aahh é sério? Caramba! Isso que é um desfecho louco!

Chefe Hatchet - Então vambora, os malucos já tão chegando?

Don - Ainda não deram nenhum sinal de vida.

De repente Frango se aproxima de Don e Chefe Hatchet, e começa a falar do nada.

Frango Robô - Bom, cheguei hoje tô aproveitando o máximo, vou embora amanhã. Tô namorando, vou curtir solteiro, mas se alguém der mole eu pãaa! Vamos ver o que vai acontecer, eu tô aqui muito solto, solteiro no Rio de Janeiro, conheço Brasília, já vim aqui 4 vezes, sou eterno aqui em BRASILA. Sem quebrar nada, com maior respeito, eu pego menina que já tiver ficado com outro sem nenhum kaô. E se for esperto, vai ficar ligado nas fitas de maior periculosidade, vai ser, vai sendo... SAPINHÔ!! - vai embora.

Don e o Chefe Hatchet fazem uma cara de 'DAFUQ' com o comentário de Frango.

Don - É melhor a gente ir lá pra dentro...

Chefe Hatchet - É verdade, hum.... - avista algo na estrada - ....são eles Don! - aponta.

Don - Aaahhh... - avista - ...enfim, eles estão chegando. Chefe, prepara a faixa.

Chefe Hatchet - Beleza!

Plucky e Sherwood andavam de bicicleta pela beira da calçada e beira-da rua, eles estavam no aclive para chegar no estádio.

Plucky Duck - Tatatatatatatatataa! RATCHAAA!!! - faz um grito de guerra enquanto andava com a bicicleta e fazia força.

Sherwood - Aahhh... - faz esforço ao andar com a bicicleta - ...o estádio fica em uma subida, que beleza....

Plucky Duck - ESTOU CHEGANDO!!! - fazendo toda força enquanto dirige.

Sherwood - Aaaaahhhhhhh!!!! - apenas grita enquanto tenta acelerar.

Plucky chega no estádio, e ele ao invés de frear ao chegar na calçada e na porta de entrada do estádio, ele faz o ousado. Ele salta da bicicleta e ele pula dela e acaba saltando na porta do estádio. A bicicleta que ia andando sozinha, acaba se chocando na parede.

Plucky Duck - Uhhh!! Beleza!! - entra pela porta de entrada.

Sherwood também vinha de bicicleta e ao chegar na calçada da porta de entrada no estádio, ele se viu sem opções e imita o Plucky Duck, e faz tudo certo.

Sherwood - Uhhh... - se levanta após o salto executado. - vamos lá! ... - entra pela porta de entrada.

O Chefe Hatchet e um estagiário preparavam a linha de chegada, nisso alguns participantes viam da arquibancada se eles já estavam chegando. Os demais participantes - exceto Jimmy e Velma que ficaram - já estão sentados na arquibancada e esperando o desfecho final.

Zoom - Ohh quem será que deve tá ganhando?

Irwin - E-eu não sei....

Frango Robô - Claro que tu não sabe porra, nem viu o desafio.

Jessie - Eu gostaria de ter visto o desafio por inteiro, pra saber quem foi melhor;

Haruna - Eu ainda tô achando que o Sherwood leva a melhor.

Don - Alguém entrou no estádio! - aponta. - ...não! Os dois entraram no estádio!

Susan - Ohhh! É o Plucky!!

Jessie - O Sherwood também entrou;

Courtney - Ay caramba! O Sherwood tá perdendo!

Kuki - Puxa vida!!

Fabia - Ay não! Vamos amorzinho, tenta um pouquinho!

Cebolinha - O Plucky tá na flente!

Os dois já tinham entrado no estádio, e Plucky estava a alguns passos a frente na corrida, e restava alguns passos para eles chegarem a linha de chegada. Era o momento de definir tudo.

Sherwood (em seus pensamentos: E-eu.... ainda posso ganhar!)

Plucky Duck (em seus pensamentos: Eu não vou desistir! Não vou falhar!!)

Plucky Duck entra no gramado do estádio, e miléssimos depois, Sherwood também entra no gramado, faltavam poucos passos para se definir o campeão do Total Drama Cartoon Network.

Don - Aí estão eles!! É o grande momento!! Quem será o grande campeão!!!

Viewtiful Joe - Quem vai ganhar, quem vai ganhar... - ansioso

Irwin - Se eu já tô nervoso vendo, imagina se eu tivesse lá na final, he he

Franklin - Uhh!! Vamos Plucky!

Rhino - Vai lá Plucky! Apostei uma grana em você!! - fica doido.

Dawn (em seus pensamentos: Vamos Plucky....)

Sherwood - É agora!!

Plucky Duck - É agora!! 

Os dois já estavam no gramado e a passos da linha de chegada, mas o pato verde estava um pouco a frente.

Plucky Duck - EU...

Sherwood - VOU...

Plucky Duck - VENCEEEEERR!!! AAAAAAHHHHHH!!!!

O pato verde chega a linha de chegada, ele ganha e ganha o último desafio da temporada. E mesmo acabando com seu vigor, ele ainda tinha forças para se mover. Alguns dos participantes ainda estavam estáticos com a definição do resultado.

~~

Flashs dos participantes atônitos com o resultado definido.

~~

Plucky Duck - EU GANHEI!! PUTA QUE PARIU!! EU GANHEI CARALHO!!! - vibra enlouquecidamente.

Reina - Isso significa que...

Susan - O campeão do Total Drama CN...

Cloe - É o Plucky Duck!!

Rhino - Amigo, prepara o galo aí que eu ganhei a aposta!

Don - O Plucky Duck é o grande campeão do Total Drama Cartoon Network!!

Plucky Duck - EU CONSEGUI! EU CONSEGUI!!! - fica se contorcendo sem acreditar.

Don - Meus parabéns Plucky!! Você é o grande campeão!!

Plucky Duck - EU GANHEI! ACABOU PORRA!!! - chuta uma bola de futebol que estava ali explodindo toda sua raiva.

Don - Wow! Vejo que ele ainda tem energia o suficiente para comemorar, he he.

Plucky Duck (olha para câmera principal) - PARA AQUELES QUE DUVIDARAM QUE EU CONSEGUIRIA TÁ AÍ! EU GANHEI ESSA PORRA!! QUEM GOSTOU GANHOU! QUEM NÃO GOSTOU ME MAMOU!!! - balança a câmera frontal e logo abre a boca igual o Maradona na Copa de 94.

Don - Rapaz! De onde ele tira tanta energia hein?

Logo quando ele passou pela linha de chegada, Sherwood também chegou e ele se ajoelhou no chão cansado. Com o fim do desafio, toda a galera foi logo se aproximar dele, no caso os amigos próximos de Plucky como Goku, Cebolinha, Irwin, Kurenai e Kuki.

Goku e Cebolinha - PLUUUCKYY!! - grita o nome dele.

Plucky Duck - Pessoal!?

Cebolinha - Calaca Plucky! Tu ganhou mesmo?!

Plucky Duck - Sim, eu ganhei, he he he.

Goku - Meus parabéns amigão! - bate a mão nas costas dele de levinho.

Plucky Duck - He he he, eu poderia até perder, mas não seria sem me entregar!

Goku - É isso aí irmão! He he!

Irwin - Aeeh! Mandou bem hein parceiro!

Kurenai - Meus parabéns Plucky. O título de campeão está em boas mãos meu amigo. - cruza os braços sorridente.

Kuki - El 'Senhor Plucky' é o grande campeão. O macaco colorido da premiação está te esperando, he he - brincadeirinha.

Plucky Duck - Isso foi daora! Vou levar esse prêmio pro México comigo e vou gastar o Perninha e o pessoal, he he he.

Irwin - Aeeeh! Já tá se achando hein!

Goku - Se bem que ele pode né, ele é o campeão.

Kurenai - É, e ainda por cima incontestável, he he....

Plucky Duck - Aahh, que graça teria se não rolasse a zoeira pós jogo pow!

Cebolinha - Cha cha! Não posso acleditar nisso! Toca aqui! - coloca a palma da mão a mostra.

Plucky Duck - He he he - coça a cabeça sorrindo. - ...obrigado - dá um tapinha na palma da mão do Cebolinha.

Goku - Você é realmente bom Plucky.

Plucky Duck - Muito obrigado pessoal!!

Com tudo, outros amigos de Plucky se aproximaram dele como Zoom, Haruna, Muriel, Rhino e Franklin para cumprimenta-lo, e outros aos poucos também se aproximaram.

Muriel - Meus parabéns Plucky!

Haruna - Meus parabéns Plucky, você deve tá muito feliz né?

Plucky Duck - Porra Haruna! Feliz é pouco, ha ha ha.

Zoom - Mandou bem hein Plucky! - cumprimenta ele com um aperto de mão.

Plucky Duck - É nóis! - cumprimenta.

Franklin - Incrível Plucky! Você ganhou!

Rhino - Rhino sempre acreditou no potencial dele.

Plucky Duck - He he he, obrigado meus amigos.

Entretanto uma figura especial o chama...

Dawn - Plucky!!

Plucky Duck - Dawn?

Dawn - Meus parabéns. - respondia sem graça.

Plucky Duck - Mu-muito obrigado Dawn. - apenas balança a cabeça assentindo o apoio.

Dawn - Fico feliz por você ter ganho.

Plucky Duck - He he he, gracias! - acena.

Naquele instante, Plucky ficou todo vermelho, mas ainda se segurava com um sorriso confiante, entretanto Dawn também estava no mundo da lua, ela perdeu o foco e teve uma das visões que ela já estava tendo a dias atrás de um garoto de cabelos verdes e pele clara em sua frente, sorrindo para ela. Entretanto, tudo aquilo era cortado quando Cebolinha e Irwin brincam com o momento.

Cebolinha - Iaah, o Plucky tá velmelho. He he.

Irwin - Pato verde, você tá vermelho mesmo?

Plucky Duck - NÃO ME CHAMA DE PATO VERDE!!! - esbraveja.

Dawn - Aahh... - volta a realidade e logo começa a rir timidamente - ...ay ay Plucky;

Plucky Duck - NEM NO MEU MOMENTO DE GLÓRIA PORRA!!!

Irwin - Aeeh foi mal aeh!

Cebolinha - He he he, é que a gente gosta de te zoar também.

Goku - A propósito, cadê o Sherwood?

Kuki - É verdade. Cadê o coelhinho?

Kurenai - Plucky, uma pergunta, quando vocês estavam disputando, aconteceu alguma coisa fora do normal?

Plucky Duck - Não, porque?

Kurenai - Ahh é que... - interrompida.

Plucky Duck - Ahh é! Vou falar com o Sherwood agora. Me dá licença um momento.

Kurenai - Hey! Espera aí, eu ia te perguntar uma coisa Plucky.

Sherwood se ajoelha no chão e ele estava completamente cansado. Ele desaba e apesar de estar feliz de ver o amigo sendo campeão, ele fica um pouco triste por ter ''batido na trave'', vendo a cena, Fabia se aproximou dele para consola-lo.

Fabia - Amorzinho! Está tudo bem?

Sherwood - Eu vou bem... err e-eu perdi....

Fabia - Ohh meu amor não fica assim....

Sherwood - Hum... tudo bem... - desanima.

Vendo o seu amado desanimado e também cansadão, ela logo se ajoelhou e colocou suas mãos sobre o rosto dele.

Fabia - Você pode não ter sido campeão dessa competição, mas você foi campeão de algo muito mais importante.

Sherwood - Ahhn? Fa-Fabia? E-eu fui campeão de algo mais importante? De que?

Fabia - Do meu coração. - sorri amorosamente.

Sherwood - Aahhh... - sorri timidamente.

Fabia - Você fez o melhor que pode, e eu estou orgulhosa de você. - sorriso.

Sherwood - Sim, e-eu fiz o meu melhor.... e no final das contas eu perdi pro Plucky, não foi pro Jimmy, he he he.

Fabia - Meu campeão. Te amo muito. - sorriso.

Sherwood - Muito obrigado meu amor, muito obrigado por sempre me apoiar. Te amo muito...

Fabia - Mas é claro que vou sempre te apoiar meu amor. Sempre. E ainda mais agora que vamos viver juntos por toda vida.

Sherwood - Sim... por toda vida.

Sherwood apenas sorri alegre, e apenas olhava a sua namorada, e ela aproveita para dar um beijo longo e apaixonado no rapaz, o beijo foi longo até faltar ar. Após o beijo terminar, Fabia olhou sorridente para ele e isso até ela o puxa-lo para se levantar.

Fabia - Lindo. Agora levante, que também temos novidades.

Sherwood - Ahhn novidades?

Fabia - Vem levante amor... - o puxa para levanta-lo.

Annie - Sherwood!! - o chama.

Sherwood - Ahn? A-Annie?

A garota de drill curl se aproximou do casal, e ela estava com Qui-Zi em seus braços e logo foi falar com Sherwood.

Sherwood - A-Annie, vo-você voltou? Ma-mas como?

Annie - Sim Sherwood, eu voltei. E eu vim te parabenizar. - sorriso doce.

Sherwood - Ohh, mu-muito obrigado. Eu acho... - desvia o olhar. - ...ma-mas, onde você tava?

Fabia - Então amor, é uma longa história.

Annie - Hihihi, sua namorada se te contar, tu vai ficar em choque.

Fabia - Não só você, mas o Plucky também, hihihi

Sherwood - Peraí, o que tá acontecendo? Vocês tão sabendo de algo que eu não tô sabendo?

Annie e Fabia apenas riem de forma muito fofa e a neathiana logo comenta.

Fabia - Vem meu amor, precisamos conversar sobre isso.

Sherwood - Ahhn? O que? - é puxado pela amada ao braço.

Fabia - Você vai descobrir. - sorrio.

Naquele instante, Plucky se aproxima de Sherwood, e ele foi logo cumprimentar o amigo.

Plucky Duck - Sherwood! Como tu tá amigão?! - perguntava até preocupado.

Sherwood - Aahh Plucky, e-eu estou bem sim. Obrigado.

Plucky Duck - He he he, é, parece que eu venci por bem pouco hein. - coça o nariz e sorri.

Sherwood - He he, é verdade. - sorriso fraco.

Plucky Duck - Meus parabéns meu amigo!

Sherwood - Eu digo o mesmo a você. - balança a cabeça confirmando.

Fabia - Meus parabéns Plucky.

Plucky Duck - He he he, obrigado Fabia. - observa Annie perto dele - ...ué? Annie? Que cê tá fazendo aqui?! Tu não tinha sumido?

Annie - He he, então Plucky, você chegou no momento perfeito.

Plucky Duck - Ahhn? O que?

Annie - Estávamos falando de você.

Plucky Duck - De mim? - aponta para ele mesmo.

Annie - Sim sim! - sorriso bobo.

Fabia - Temos um negócio pra contar pra você e pro Sherwood.

Sherwood - Aahh é, o que você queria contar pra gente?

Plucky Duck - Fiquei curioso agora, manda!!

Um pouco depois, boa parte da galera se aproximou de Plucky, Sherwood, Fabia e Annie. Logo Cebolinha, Dawn, Goku, Kurenai, Kuki, Haruna, Zoom e Irwin se aproximaram deles. Logo depois Muriel, Rhino, Franklin, Docinho, Frango e Rigby 

Goku - Sherwood!!

Cebolinha - E aeh Shelwood! Tudo bem?!

Sherwood - Aahh senhor Goku, Cebolinha...

Goku - Está tudo bem amigão?

Sherwood - E-eu estou bem sim, só não ganhei a final. - sorriso fraco.

Goku - Aahh esquenta com isso não amigão. Terá outras chances depois dessa.

Cebolinha - É! Esse é só o começo, he he - coça o nariz - ...clalo, se eu não tiver nas plóximas e tal. Mas vai ter mais, he he.

Kurenai - Ahh Sherwood, você está aí!

Kuki - Nossa, ele tá com uma cara de cansado.

Sherwood - Senhora Kurenai, Kuki... humm... - suspira. - ...é, e-eu estou cansadinho. - sorriso fraco.

Kurenai - Mas está tudo bem mesmo Sherwood?

Sherwood - Eu vou bem sim, só cansado.

Kurenai - Ainda bem, aliás, meus parabéns, independente de ter ganho ou não, você foi muito bem Sherwood. Estou feliz pelo seu desempenho. - balança a cabeça assentindo.

Kuki - Sherwood mandou muito bem! Toca aqui! - se aproxima dele e tenta fazer um fist-bump.

Sherwood - Obrigado senhora Kurenai, obrigado Kuki... - faz o fist-bump.

Goku - É isso aí amigo.

Zoom - Meus parabéns Sherwood, você foi grande!

Haruna - É isso aí, não fica desapontado tá?

Irwin - Aeeeh, tu foi o segundo, tu já foi melhor que eu a vida toda pow!

Kurenai - Caraca Irwin, que comentário deprimente hein.

Irwin - Aeeh, mas é verdade pow!

Sherwood - He he. Obrigado pelo apoio meus amigos.

Fabia - Viu só amor. Você pode não ter ganho, mas você terá sempre um apoio grande dos seus amigos, e é claro o meu.

Sherwood - Sim meu bem.

Eles se beijam novamente na frente dos demais, e em reações positivas...

Kuki - Awwwnt! Que lindo! Eu adoro esse casal! - faz coração com as mãos. - ...são tão fofos!

Irwin - Aeeh garotão! Mandou bem hein!

Goku - Sherwood é realmente um cara de sorte.

Cebolinha - Um galã das telenovelas com celteza.

Plucky Duck - O maluco é foda!

Haruna - Que lindo - sorriso fofo.

Sherwood - Mas enfim, o que você ia dizer meu amor que era uma longa história?

Fabia - Ahh sim! Essa ''longa história'' hihi - risinhos.

Plucky Duck - Ué, longa história?

Kurenai - Aahh você já ia contar pra ele Fabia?

Fabia - Eu ia contar pro meu lindo, mas já que tá todo mundo aí.

Plucky Duck - Do que vocês tão falando aí?

Sherwood - Estão sabendo de algo que eu não estamos sabendo.

Cebolinha - He he he, na veldade sim!

Kurenai - Bom, vocês só perderam uma confusãozinha de leve.

Plucky Duck - Confusãozinha?

Sherwood - Que papo é esse?

Kurenai - Então, quem conta? Eu mesma ou...

Goku - Conta um de cada vez então.

Frango Robô - Aeeh, posso colocar umas prostitutas e uns ninjas na histó... (interrompido)

Kurenai - NÃO!! - sonoro.

Frango Robô - Poxa, ia ser tão legal....

Kuki - Mana, o que são prostitutas?

Kurenai - Alguém começa a contar aí por favor? - fala de forma bem cômica.

Plucky Duck - Conta aí a parada.

Zoom - Bom, então vai eu.

Irwin - Aeeh! Eu vou querer contar também!

Zoom - Então tá, o negócio é o seguinte.

Sherwood - Conte.

Zoom - Quando vocês partiram pro desafio, minutinhos depois...

Irwin - Apareceu um cara altão todo imponente, parecia vilão de desenho animado maluco!

Sherwood - Aahh sério?!

Irwin - Serião! Aeeh! Ele veio atacar o Chris!

Sherwood - O Chris? Ma-mas peraí? Quer dizer que....

Zoom - Calma! Espera que vai concluir!

Kurenai - Esse maluco se chamava Ivan, e ele queria matar o Chris por conta de uma treta do passado, e mataria qualquer um que tentasse entrar na frente. E foi ele que foi o responsável de mandar aqueles malucos pra cima de vocês, do Cebolinha e do Sherwood.

Plucky Duck - Aahh não! Sério?

Sherwood - Ele apareceu mesmo?

Goku - Sim! Ele apareceu!

Frango Robô - Menor! Cês tinham que ver!

Irwin - Cês perderam!

Sherwood - Então, quer dizer que, o que o Don e o Chefe Hatchet tinham dito era verdade mesmo.

[CONF] Chefe Hatchet - E eu tenho cara de mentiroso rapá! Magoou! - cruza os braços.

Plucky Duck - Mas e aí, o que houve?

Goku - Bom, ele fez um escandâlo e tal, disse que o Chris arruinou a vida dele e tal.

Docinho - Igual um viadinho.

Sherwood - Arruinou? Ma-mas como assim?

Zoom - É, então. Ele disse que era de uma família de necromantes e tal, só que, ele queria ter outro tipo de vida, trabalhar com televisão e essas coisas.

Kurenai - Só que ele acabou se decepcionando e ficou magooado com o Chris por ter tratado mal ele.

Plucky Duck - Imagino, o Chris é um cuzão mesmo. Mas foi só isso?

Kurenai - Claro que não, ele tentou matar o Chris, só que o carinha aqui já ficou na frente o caso dele tentar fazer graça. - aponta pra Goku.

Sherwood - Ahh, senhor Goku.

Goku - Bom, eu tinha que fazer alguma coisa né, aliás, não só eu fiz o trabalho sozinho. Cada um ajudou um pouco da maneira que podia.

Plucky Duck - Mas e aí, o cara era forte? Era bom de briga? Porque pra vocês tá contando essa história é porque vocês venceram ele né?

Goku - Então, eu senti que o cara era forte, só que.... - interrompido.

Haruna - A irmã dele apareceu para tentar impedir dele cometer alguma besteira.

Plucky Duck - Ihh, o maluco tem até irmã!

Frango Robô - Ela é gostosinha hein!

Plucky Duck - Ela também lutou?

Kurenai - Não, ela ficou do nosso lado. Ela tentou convencer dele parar com a loucura e tentou sabe.

Frango Robô - E ela é gostosinha.

Haruna - Já sabemos disso Frango.

Fabia - É verdade.

Frango Robô - Mas é bom lembrar, he he.

Docinho - Fala como se ela fosse um prato de comida pow!

Frango Robô - Ahh se fosse, ha ha ha - risadas a la Praça é Nossa.

Plucky Duck - E você? Como tu chegou aqui? - falando pra Annie.

Annie - Aahh, ela tava de refém.

Plucky Duck - Refém?

Annie - Sim, o tal Ivan me raptou, e ele me trouxe junto com ele. Mas está tudo bem, agora tô enfim livre, e ainda emagreci alguns quilos, he he - risos bobos.

Sherwood - Caramba! - boquiaberto.

Plucky Duck - Mas peraí, e o maluco do Ivan, que houve com ele?

Sherwood - Ele morreu?

Plucky Duck - Se tá tudo bem agora então, ele se deu mal né?

Fabia - Ela voltou pra casa com a irmã.

Sherwood - Hum? Ué, ela conseguiu convencer ele?

Haruna - Só que antes ele acabou machucando ela sem querer, com um ataque de magia.

Sherwood - Sem querer?

Goku - É, foi quando tentou atacar o Chris. Ela entrou na frente e levou, mas não se machucou.

Kuki - Tu tinha que ter visto, ele soltou uma mágica tipo efeito especial, fuuu!!

Kurenai - Aí bateu na consciência dele que ele não devia tá fazendo isso.

Sherwood - Então, ele de alguma forma fez toda essa zona por conta de uma vingancinha contra o Chris?

Franklin - É isso aí! Rá! Eu tinha que falar também nessa histórinha, he he.

Kurenai - Na boa, eu sei que ele não devia matar o Chris, mas valeu a pena ele levar um apavoro.

Haruna - Parece que o Chris realmente tem uma conduta terrível, e não só com a gente que ele é assim.

Kuki - O Chris é realmente muito malvado. Não gosto dele.

Rhino - Rhino também não.

Docinho - Muito menos eu.

Frango Robô - Aahh, mas foi gostoso ver a irmã do maluco dá uma porrada no Chris! Ha ha ha!

Sherwood - Ahhn? O que? Mas ela não tava ajudando vocês.

Kurenai - Tava sim, mas quando tudo normalizou, o Chris fez um comentário maldoso falando da família dela e ela botou ele pra dormir.

Frango Robô - He he he, ele ainda levou um supapo da irmã do maluco.

Goku - Mó tapão! He he

Cebolinha - Deve ter doído, ele caiu igual filme de ação, haha

Frango Robô - Depois disso é caixa.

Haruna - Tudo resolvido. ^^

Após uma história contada de forma dinâmica com o pessoal ali, Sherwood e Plucky ficam em silêncio após escutarem, mas logo comentam.

Sherwood - Quer dizer que?! - espantado

Kurenai - Uhum! Exatamente! Hihihi - risinhos.

Plucky Duck - AAAHH VÁ TOMAR NO CU RAPA!! - se agita

Logo o Plucky Duck se enfurece por completo e fica completamente agitado e irritado por ter perdido uma briga - que não aconteceu de fato.

Fabia - Já esperava essa reação.

Cebolinha - Isso é tão plevisível.

Plucky Duck - EU DEIXEI DE FRQUENTAR UMA PORRADARIA MASSA!!! PQP!!

Sherwood - Pensando bem, que bom né.

Plucky Duck - QUE BOM? TÁ LOUCO SHERWOOD?

Sherwood - Bom, segundo o que disseram, não houve bem uma briga, e conhecendo você, tu ia voar no maluco e ia causar o pior né.

Plucky Duck - QUE É TÁ ME TIRANDO!!?

Zoom - Olhando por esse lado é verdade.

Haruna - Tu é muito brigão Plucky.

Frango Robô - Acho que quando o Plucky transar pela primeira vez ele vai transar trocando socos! Ha ha ha!

Kurenai - Maluco! Cala a boca, tu só fala merda hein!

Fabia - Como tu consegue ser nojento hein?

Frango Robô - Ahh pow! Tô nem aí! EU SÓ QUERO É SARRAR!! HA HA HA!!

Dawn ao ouvir aquele comentário fica toda vermelha e sem graça, mas consegue disfarçar.

Plucky Duck - AAAAAHHHHHHH!!! EU VÔ TER UM TROÇO!! DESGRAÇA!!! - enlouquece completamente.

Enquanto o pato verde se enfurecia, um momento de muito riso e discontração entre amigos.

[CONF] Plucky Duck - Putz, eu fui campeão mas porra! Eu perdi uma farra daora!! TOMANOCURAPAZ! - balança o braço.

(Minutos depois...)

Enquanto havia uma aglomerado de gente ali próximo ao campeão Plucky Duck, Annie se despedia de todos ali de forma tímida, próxima a Sherwood e Fabia. A garota gótica estava com seu gato Qui-Zi em seus braços.

Annie - Acho que será a última vez que nos veremos.

Sherwood - Ahh não fale assim, podemos nos ver quem sabe.

Annie - Só se os dois quiserem me ver novamente. Está bem?

Fabia - Está bem!

Annie - Desejo tudo de bom pra vocês. Pois agora, eu terei uma longa viagem de volta pra casa, he he he.

Sherwood - Dessa vez vá com cuidado.

Annie - Está bem. - sorriso.

O pequeno Qui-Zi mia como se fosse uma despedida, e logo Annie acena com um gesto de despedida também. Ela logo se retira, com Sherwood e Fabia acenando pra ela se despedindo.

Sherwood - É, parece que enfim está chegando a hora da despedida, primeiro ela, e depois todos nós.

Fabia - Sim meu amor. Mas você vem comigo né?

Sherwood - Oxi, tem isso! Meus pais vão reclamar muito se eu não voltar direto pra casa.

Fabia - Ahhh, então nesse caso, eu vou com você. - sorriso.

Sherwood - Você ir aonde moro é isso?

Fabia - Claro meu amor. - sorriso.

Sherwood - Ué amor? Ma-mas e quanto a sua família?

Fabia - Amor, a minha irmã ela já sabe do nosso relacionamento. E ela não vai precisar de mim por enquanto.

Sherwood - Bom, meus pais a essa altura do campeonato eles já sabem do nosso relacionamento, e acredito que eles vão adorar te conhecer. - sorriso.

Fabia - Será uma honra conhece-los, até porque, graças a eles que você existe não é? He he - sorriso e linguinha de fora.

Sherwood - Se eu fosse a mulher da relação, com uma cantada dessa eu ia cair em seus pés. - sorriso bobo.

Fabia - He he he... - sorriso bobo.

Naquele momento, Plucky interrompe a conversa dos dois e pula colocando os braços sobre os pescoços de ambos - cada braço no pescoço de um.

Plucky Duck - E aí meus manos!! He he!

Sherwood - Ahhh! Plucky! Que susto.

Fabia - E aí Plucky! Tá feliz?

Plucky Duck - Feliz não, tô feliz pra caralho, he he he!

Sherwood - Conhecendo bem o Plucky, dificil ele não ficar feliz, he he

Plucky Duck - Mas e aí, agora que acabou o torneio, vamos nos ver quando?

Fabia - Já tá com saudades é? He he.

Plucky Duck - Pow mano, foram poucos dias, mas pareceu que se passou 5 anos!! Já somos uma família pow!

- Plucky se desagarra dos dois e logo fica a frente e fala cara a cara com os dois -.

Sherwood - É, isso o Plucky tá certo.

Fabia - Que bom pensar assim Plucky.

Sherwood - Não dá pra dizer que somos simples amigos né, passamos dias aqui e vivemos experiências incríveis.

Fabia - Isso é verdade.

Plucky Duck - Confesso, isso vai me fazer uma falta do caralho quando eu voltar pra Acme City, he he.

O pato verde falava aquilo de uma forma até madura para os dois amigos que escutavam ele.

Plucky Duck - Acho que nenhuma experiência que eu tiver depois disso daqui, poderá superar tudo isso que passei. Não só pelos momentos de ação, os desafios locos, mas também os grandes amigos que fiz aqui, Sherwood você é um deles que guardo bem aqui - aponta pro coração.

Sherwood - Aahh, ca-caramba Plucky, err, e-eu nem sei o que dizer.

Plucky Duck - Espero que um dia todos nós possamos nos reunir novamente para um rolê foda pra caralho igual esse, he he.

Plucky rapidamente se vira de costas para os dois e olha a cidade ao mar de Araruama.

Plucky Duck - Adeus Araruama, Adeus Brasil, nunca vou te esquecer. - levanta o braço e fecha o punho vibrante.

Fabia - Nossa amor, eu nunca vi o Plucky falando desse jeito. Hihihi - risinhos.

Sherwood - É amor, as vezes ele nos surpreende.

Plucky Duck - Sabe o que agora eu me lembrei! - se vira novamente.

Sherwood - Do que Plucky?

Plucky Duck - Lembrei que, PUTA QUE PARIU!! EU PERDI UMA TRETA FODIDAMENTE FODA!!!

Sherwood - Aaahh! Então é isso... - gota d´agua na cabeça e um sorriso fraco. - ...ele já voltou ao normal.

Fabia - Sim, he he - risos bobos.

Plucky Duck (se anima novamente) - EU QUERIA TER VISTO ISSO!!! CARALHO!!!

Sherwood - Vai ficar perturbando sobre isso pro resto da vida agora, he he.

Fabia - É, vai ser assunto pro resto da vida, hehehe.

Plucky Duck - Aeeh! Se for montar um grupo de zap zap da galera, eu vou falar disso todo mês tá bom!!

Sherwood - Viu só, he he...

[CONF] Plucky Duck - Respondendo um questionamento anterior! E-eu fui campeão e perdi a farra. Mas, se bem que, eles ganharam a farra e eu fui o campeão, he he he!

[ Cerimônia de Eliminação - 21:30m ]

Era o momento da última cerimônia de eliminação. A celebração de despedida daquela longa temporada, e naquela noite fresca estavam todos os 27 participantes que competiram nesta temporada, boa parte sentados nos tocos improvisados a praia e alguns em pé. Dava para se ver, mas é claro, algo chamaria atenção.

(começa a tocar a música das Video Cassetadas do Faustão)

Frango Robô (cantando) - Sorria com uma buceta na sua cara; Celebre com a mão na minha vara, e com uma vagina no nariz!

Velma - Que bom que essa será a última vez da minha vida que vou ficar ouvindo essas merdas!

Frango Robô - Qualé pessoal! A paródia ficou maneira pow! Ha ha ha!

Cloe - Maneiro só se for pra você.... - cruza os braços.

Courtney - Desnecessário.

- Sherwood estava sentado próximo a Fabia, Kuki sentava próxima a Kurenai, Zoom sentava perto de Haruna, e esta ficava próxima a Courtney. Cloe e Reina sentavam juntinhas também. Velma e Jimmy que estavam machucados - embora levemente - também se sentaram em alguns tocos. Cebolinha, Irwin, Muriel, Franklin, Susan também estavam sentados em outros tocos.

- Enquanto isso, Goku, Cash, Dawn, Rhino, Jessie, Flapjack, Frango Robô, Rigby, Viewtiful Joe e Docinho estavam em pé perto das pessoas que eles mais tem intimidade na competição. Todos estavam lá, exceto um participante.

Don - Aqui estamos! A última cerimônia de eliminação, e parece que o destino tá sendo bastante travesso com todos nós né? Eu estou aqui para dar as favas de encerrar esta temporada, he he he.

As câmeras passam por todos os 26 participantes que estavam já organizados para aquela cerimônia, isso enquanto Don dava continuidade ao papo.

Don - Finalmente! Hoje foi o dia em que conhecemos o vencedor do Total Drama Cartoon Network! Nessa derradeira cerimônia de eliminação, enfim vamos oficializar o grande campeão! Apenas um foi suficiente bom para ganhar este caneco! - pega um troféu muito bonito.

Durante o falatório de Don, Sherwood se levantou, e Fabia logo falou a ele.

Fabia - Ahn? Aonde você vai amor?

Sherwood - Só vou fazer alguma coisa. - pisca o olho para ela enquanto se aproxima de Don.

Sherwood se aproximou de Don, este que viu ele se aproximar e nisso o Chefe Hatchet entregou um caneco, enquanto puxava um baú cheio de dinheiro sem dificuldades dando empurrões com o pé direito.

Don - Pois bem! É hora de enfim anunciar oficialmente o grande campeão do Total Drama Cartoon Network!! PLUCKY DUCK!!

Durante os holofotes, Don começa a aplaudir o grande campeão, assim como o Chefe Hatchet, e nisso, todos - exceto Cash, Velma e Jimmy - começam a aplaudir o campeão. Plucky Duck, o grande campeão da temporada aparece lentamente e com um sorriso confiante no rosto, vez ou outra ele acena pra galera, até se aproximar de Chris.

Don - Plucky Duck! Meus parabéns! Você é o grande campeão do Total Drama Cartoon Network!!

Plucky Duck - Muito obrigado Don!! He he he!

Don - Alguma consideração Plucky?

Plucky Duck - Tenho que agradecer ao professor, conseguir os três pontos foi nossa meta e é isso, he he.

Don - Falando sério Plucky.

Plucky Duck - Sei lá mano. Esse dia está marcado! Esse título é para sempre meus amigos!

Sherwood - Don!

Don - Sherwood? Quer falar alguma coisa?

Sherwood - Me empresta o troféu?

Don - Bom, está bem né... - entrega o troféu para Sherwood - ....mas o que você vai fazer com ele?

Frango Robô - Vai roubar não né maluco?

Sherwood - Claro que não.... - entrega o troféu para Plucky - ...aqui está!

Plucky Duck - Aahh Sherwood... - segura o troféu.

Sherwood - Eu faço questão de te entregar o troféu meu amigo. - sorriso confiante.

Plucky Duck - He he he! É isso aí meu mano! - segura o troféu com as duas mãos.

Dawn - Que legal! ^^

Fabia - Meu amorzinho é incrível mesmo, he he - risinhos.

Um dos fotográfos aproveita e se aproxima dos dois, mas antes ele pergunta aos dois.

Fotográfo - Hey vocês dois! Tem como posarem pra foto como estão agora?

Sherwood - Ahhh, olha só Plucky!

Plucky Duck - Maravilha!! Vambora!!

Logo, em poucos instantes, a foto de Sherwood entregando o troféu para o Plucky Duck foi tirada pelo fotográfo, e logo em seguida outras fotos foram tiradas, também envolvendo os demais participantes, mas em especial ao grande campeão Plucky Duck. Dentre estas fotos, se destacam algumas como:

- Don e o Chefe Hatchet juntos ao campeão Plucky Duck em uma foto na qual o pato verde faz um hang-loose a la Ronaldinho Gaúcho.

- Jessie ganhando de Joe - destransformado - em uma queda de braço, enquanto Courtney, Rhino, Cebolinha, Kuki e Irwin assistem.

- Rigby fazendo uma dancinha bem estranha enquanto Frango Robô usa um cavaquinho. Ao lado estão Velma, Jimmy e Cash, com os dois primeiros irritados com aquele som, enquanto Cash estava indiferente.

- Sherwood abraçado com Fabia, estando ele atrás dela, entretanto, Frango aproveita e na foto ele tava com uma vela sendo segurada, e Rigby aproveita e faz um gesto de positivo de zoação.

- Irwin rasgando as calças ao tentar levantar um dos troncos que são usados para os competidores se sentarem durante as cerimônias, com Franklin, Rhino, Sherwood e Docinho ao fundo com caras surpresas ao verem aquilo.

- Joe tirando uma selfie com Plucky e ao fundo Goku, Cebolinha e Irwin fazendo poses de Super Sentai.

- Haruna no meio toda sorridente com Zoom e Courtney beijando as bochechas dela cada um de um lado e Kuki em um piso acima atrás de Haruna toda animada.

- Docinho plantando bananeira enquanto levanta Franklin com os pés, enquanto a tartaruga ficava em pé. Ao fundo, Goku e Zoom apenas fazendo gesto de positivo com aquilo e com Kuki e Jessie surpresas ao verem a força de Docinho.

- Kurenai, Kuki, Courtney e Haruna - as quatro melhores personagens femininas na competição - juntas em uma simples foto todas sorridentes.

- Cloe, Reina e Susan juntas, com Cloe puxando os olhos para baixo, Reina apenas com as mãos abertas e um belo sorriso no rosto e Susan fazendo um gesto de legal e um dos olhos fechados como se fosse algo 'cool'.

- Goku, Plucky, Sherwood e Cebolinha juntos fazendo uma pose parecida com uma pose em fila indiana dos Turborangers, com Plucky a frente e em sequência até lá atrás: Sherwood, Cebolinha e Goku.

- Rhino atrapalha um momento de Plucky conversando com Dawn colocando seu chapéu de agiota na cabeça do pato verde e com Franklin ao fundo.

- Flapjack fica peladão e sai correndo por aí, e até passa por debaixo das pernas do Chefe Hatchet, enquanto o Chefe Hatchet se sente driblado.

- Por fim uma pose reunindo todos os 27 participantes perfilados.

Após as fotos, o clima era de pura descontração depois de uma temporada agitada e nervosa. Don estava a retornar ao protocolo do programa e está para dar o veredito final.

Dawn - Plucky, meus parabéns! Estou muito orgulhosa de você! - parabeniza.

Plucky Duck - O-obrigado Dawn.

Os dois ficam frente-a-frente e ficam se olhando, novamente Dawn acaba tendo uma imagem de Plucky, como se fosse um jamais vu, e ela meio que tem uma visão de que: um garoto de cabelos verdes bonito toca em seu rosto, e com isso ela fica vermelha. Mas ela logo volta a realidade quando os demais amigos de Plucky se aproximam.

Goku - Meus parabéns amigo! - dá um tapinha no ombro de Plucky. - ...tu foi incrível!

Kuki - Parabéns Pluckyzinho!! Você mandou muito! Hieeh! - animada.

Kurenai - Não vou mentir, eu torci pro Sherwood, mas o prêmio está em boas mãos. - sorriso.

Plucky Duck - Pow Kurenai, tá dando mole? He he he.

Kurenai - He he he... mas ainda sim, meus parabéns Plucky! - faz um gesto de positivo.

Plucky Duck - He he he! Muito obrigado meus amigos.

Cebolinha - Mas e então Plucky, o que cê vai fazer com essa dinheilama?

Kuki - Já sei!! VAI GASTAR TUDO COM CAMISA DE TIME!!! ACERTEI?!!

Fabia - Isso que eu tô curiosa em saber. E então Plucky? Tu tem planos do que vai fazer com essa grana?

Plucky Duck - Na verdade até tenho, só vou precisar de um cara que entende de economia, pra eu comprar o Mundo Feliz, hahaha.

Cebolinha - Mundo Feliz? Err, tu tá falando daquele palque que visitamos?! - aponta surpreso.

Kuki - Tá falando sério!! Tu vai comprar aquele parque?!! - com os olhos brilhando.

Plucky Duck - Se der, eu compro pow, hahaha! E deu até vontade de ir lá no Gargarejo Feliz, hahaha - falando do brinquedo.

Kuki - Caramba! Se tu comprasse o parque, eu poderia ir na parte dos Macacos Coloridos quando eu quiser, nyaah!

Irwin - Aeeh Plucky, vai liberar o parque pra gente de graça não é?

Cebolinha - Cluz cledo hein Iwlin!

Irwin - Aeeh Cebolinha, cruz credo nada. Eu sou amigo do Plucky! - aponta.

Cebolinha - Mais do que eu, o Shelwood e o senhor Goku? Nem pensar.

Plucky Duck - He he he, bom, vamos ver né.

Rhino e Franklin se aproximam de Plucky, e o rinoceronte resolve falar com ele.

Rhino - Rhino tem um ótimo negócio caso precise gastar em comprar um parque de diversões.

Plucky Duck - Ohh tá falando sério irmão?

Franklin - É! O Rhino conheceu muita gente, ele me contou. He he he...

Plucky Duck - Maravilha! :D

Reina (gritando de longe) - DÁ IDEIA PRA ELE NÃO QUE ELE VAI TE METER EM FURADA!!

Cloe (gritando de longe) - É isso aí! - apenas concordava com Reina, mas meio que zoando.

Plucky Duck - Ihhh rapaz, he he he... - risos.

Frango Robô (gritando) - Aeeh maninho! Se for comprar o parque de diversões de maluco, tu vai chamar a gente né? - apontando pra ele e o Rigby.

Rigby - É isso mesmo. Não vai deixar de chamar 'oszamigo' né? He he he - sorriso.

Viewtiful Joe - Não querendo ser ''semetente'', mas já sendo. Vai convidar a gente né Plucky?

Susan - Tá aí, se todo mundo tá se oferecendo. - cruza os braços com um sorriso sacana.

Jessie - Calma pessoal, nem sabe se ele vai conseguir comprar esse parque. Mas se conseguir, não tem problema de me chamar né Plucky? - sorriso convincente.

Muriel - Eu também quero ir. - animada.

Haruna - Olha, eu iria adorar visitar aquele parque de diversões novamente. O que você acha Zoom?

Zoom - Se o Plucky convidar a gente, com certeza meu amor.

Haruna - É claro que ele convida, ele é nosso amigo... - sorriso - ...Courtney, se você conseguir falar com seu namorado, podiamos fazer um encontro duplo lá.

Courtney - É! É um ótimo lugar. Aeeh Plucky, vai chamar a gente não é?

Plucky Duck - Mas é claro galera, aliás, esse prêmio eu também não teria ganhado se não fosse vocês.

Sherwood - Hum? A gente?

Plucky Duck - É pow! E olha que sou suspeito pra falar, he he he.

Cebolinha - Ahh Plucky, pala de ser modesto.

Goku - Você ganhou por mérito seu, meu camarada.

Plucky Duck - Porra que nada! Quantas vezes vocês não salvaram a minha vida dos perigos ou me ajudaram quando precisava. Tamo aí pra isso, he he he.

Quando Plucky fala aquilo, os demais que estavam mais próximos dele como Cebolinha, Kurenai, Goku, Sherwood, Dawn, Fabia e até mesmo Irwin ficassem felizes.

Plucky Duck - Esse caneco aqui é nosso pessoal, he he he.

Sherwood - Eu também compartilho desse sentimento. Assim como o Plucky, se eu não conhecesse vocês, minha vida não teria err... ganho novas cores, não é verdade meu amor? - puxa Fabia.

Fabia - Awnnnt, que fofinho meu amor. - dá um beijo na bochecha dele.

Kurenai - Bom, se tu me considera uma campeã, então, está tudo bem. - cruza os braços.

Cebolinha - Bom, se for assim, então eu também quelo levantar esse tloféu.

Kuki - Ahhh!! Depois deixa eu segurar o troféu!!

Cebolinha - Vamos fazer igual time campeão. Vamo senhor Goku.

Goku - Opa! Beleza! He he he

Plucky Duck - De boa pessoal, he he he.

Dawn rapidamente dá um beijo na bochecha de Plucky, e ele fica todo bobo.

Plucky Duck - É isso aí! - coça o nariz com o polegar - he he he. - todo bobo.

Dawn - He he he... meus parabéns... - sorriso amoroso.

Um rastro de imagens novamente ecoam na mente de Dawn, e ela novamente viu a imagem do garoto de cabelos verdes que começava a atrai-la, só que ele desta vez dizia a ela:

- Ilusão de Dawn -

Plucky Duck - Muito obrigado Dawn.

Dawn - Sim! Sim! - sorriso bobo.

Plucky Duck - Você é incrível - sorriso.

O próprio Plucky viria a fazer um carinho na cabeça dela, já que na visão dela, ele seria mais alto que ela, e ela apenas sorri timidamente mas toda corada.

--

Após um momento de visões estranhas, Dawn retorna a realidade quando Don retorna a voz para anunciar de fato o fim da temporada.

Don - Muito bem meus amigos, enfim é isso, mas antes de encerrar, assim como na Ilha dos Desafios, eu te darei o último marshmallow da temporada. - entrega para ele.

Plucky Duck - EU TENHO SORTE PRA CARALHO!! ROOOARR!!! - grita e fecha o punho direito levantando ele com força.

Don - Este é o fim!

As cenas se movem para o vitorioso Plucky Duck alegre e contente, com os amigos mais próximos dele (Goku, Sherwood, Irwin, Cebolinha, Kurenai, Kuki, Dawn e Fabia) perto dele, enquanto os outros estavam ali apenas felizes com o momento, com exceção de Velma e Jimmy. Até Cash deu o braço a torcer.

Don - Foi uma temporada incrível! Tivemos fortes emoções, e durante uma longa jornada, Plucky Duck foi o grande campeão da temporada.

Plucky Duck - VAPO!!

[CONF] Plucky Duck - EXECUTAMO OS CARA! SOU O GRANDE CAMPEÃO!!

Don - Mas não poderiamos deixar de terminar o programa com um sonoro TOTAL... DRAMA... CARTOON... NETWORK!!!

Antes das câmeras se desligarem, Plucky levantou o caneco igual um capitão de time de futebol quando ganha uma taça.

Don - ATÉ A PRÓXIMA!!!

Frango Robô - FELIZ ANO NOVO! QUEM NÃO GANHOU! PEGA NO MEU OVO!! EH MOLE KKKKKK

Don - PUTA QUE PARIU HEIN FRANGO HA HA HA!! Enfim! Cartoon Network em transmissão conjunta com a TV Maresol, orgulhosamente apresentou! TOTAL... DRAMA... CARTOON... NETWORK!!! SAYONARA!!

[...]

Totalmente distante de Araruama, mas próximos aos arredores do México. Uma reunião entre duas figuras acontecia.

Alpha - Enfim, acabou aquele programa bizarro.

??? - Bom, então o cara que te derrotou desistiu da vida que ele tinha.

Alpha - Droga! Eu queria ter uma revanche com ele.

??? - Você irá resolver estes problemas uma outra hora, mas agora precisamos bolar nossos planos. De uma nova utopia.

Alpha - Sim. E estou ansioso por isso.

??? - Agora que descobrimos uma nova fonte de poder, o nosso plano de transformar esse universo em um mundo apenas de androídes, se tornará realidade.

CONTINUA NO NOVO COMEÇO.


Notas Finais


Enfim se encerrou o ciclo. A fanfic chegou ao seu final, depois de seis longos anos.
Agradeço a todos pelo carinho e por acompanharem.
Entretanto, a competição chegou ao seu fim, mas ainda temos desfechos a encerrar certo?
Teremos um episódio extra como prêmio ao vice-campeão, e após isso, um bonus ao campeão que será uma puta surpresa.
Espero ver vocês novamente.
Saludos!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...